PGR nega oficialmente pedido de afastamento do governador do Estado

A Procuradoria Geral da República esclareceu em nota que não tratou de nenhum pedido de afastamento do governador do Estado, Robinson Faria, conforme noticiado nesta sexta-feira.

Confira:

O Vice-Procurador-Geral da República (VPGR) esclarece que recebeu representação do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte, na qual solicitou abertura de investigação criminal contra o governador Robinson Farias, alegadamente por prática de atos de que resultaram desaprovação das contas estaduais.

Constatando o Vice-Procurador-Geral que os atos alegados não configuravam crimes previstos na legislação penal, sendo, potencialmente, unicamente situações capazes de sugerir prática de infrações político-administrativas (crimes de responsabilidade), reconheceu não haver competência do Ministério Público Federal junto ao STJ para atuar no caso.

Em razão disso, o VPGR encaminhou a representação à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, para que o Poder Legislativo livremente aprecie o assunto, no âmbito de sua competência constitucional.

Ainda sobre este assunto, o Vice-Procurador-Geral não encaminhou nenhum pedido que afete o exercício da Chefia do Executivo pelo Governador Robinson Farias.

COMENTE AQUI

Saldo de emprego formal foi positivo em 56.151 vagas em março, mostra Caged; região Nordeste apresenta saldo negativo

(Foto: Ed Alves/CB/D.A Press)

O número de empregados com carteira de trabalho assinada no país subiu, em março, 0,15% em relação a fevereiro. O mês registrou 56.151 novavas vagas, resultado de 1.340.153 admissões e de 1.284.002 desligamentos, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho. Na avaliação do ministro do Trabalho, Helton Yomura, “nosso Brasil segue a rota da retomada do crescimento, com mercado aquecido e a certeza de que estamos no rumo certo. O trabalho continua e hoje é mais um grande dia, pois esses resultados confirmam nossa expectativa”.

Seis dos oito principais setores econômicos tiveram saldo positivo. O de serviços foi o destaque do mês, com saldo positivo de 57.384 vagas, 0,34% a mais sobre o mês anterior, seguido da indústria de transformação, com mais 10.450 postos (+0,14%), construção civil ( 7.728 postos), administração pública ( 3.660 postos), extrativa mineral ( 360 postos) e serviços industriais de utilidade pública (SIUP) ( 274 postos). Somente dois setores tiveram saldos negativos: agropecuária (-17.827 postos) e Comércio (-5.878).

Entre as regiões, três apresentaram saldos positivos no emprego e duas, resultados negativos. Os melhores desempenhos foram no Sudeste, com acréscimo de 46.635 postos, do Sul ( 21.091 vagas formais) e do Centro Oeste ( ,2.264). Registraram queda no emprego o Norte (-231 postos) e o Nordeste (-13.608). Quinze estado e Distrito Federal registraram variação positiva no saldo de empregos e 11 estados, variação negativa. Os maiores saldos de emprego ocorreram em São Paulo ( 30.459), Minas Gerais ( 14.149), Rio Grande do Sul ( 12.667), Paraná ( 6.514), Goiás ( 5.312) e Bahia ( 4.151). Os piores desempenhos ficaram com Pernambuco (-9.689), Alagoas (-6.999), Mato Grosso (-3.018), Sergipe (-2.477), Pará (-787 empregos) e Mato Grosso do Sul (-646).

Reforma trabalhista

De acordo com o Ministério do Trabalho, a Lei 13.467/2017, que alterou vários pontos da Consolidação das Leis do Trabalho, já pode ser identificada nas estatísticas do mercado. Em março, foram 13.522 desligamentos como resultado de acordo entre empregador e empregado, em 9.775 estabelecimentos. São Paulo, com a mairr quantidade de desligamentos (-4.204), em seguida Paraná (-1.537), Rio de Janeiro (-1.255), Minas Gerais (-1.083), Rio Grande do Sul (-1.006) e Santa Catarina (-995).

Na modalidade de trabalho intermitente, foram 4.002 admissões e 803 desligamentos, com saldo de 3.199 empregos. Admissões principalmente em São Paulo ( 767 postos), Minas Gerais ( 446 postos), Rio de Janeiro ( 361 postos), Espírito Santo ( 316 postos), Goiás ( 235) e Ceará ( 171). Os principais setores foram serviços ( 1.506 postos), indústria de transformação ( 617), construção civil ( 538), comércio ( 310), agropecuária ( 221) e SIUP ( 7).

No regime de trabalho parcial, foram 6.851 admissões e 3.658 desligamentos, com saldo de 3.193 empregos. São Paulo ( 831 postos), Ceará ( 442), Santa Catarina ( 383), Minas Gerais ( 235), Goiás ( 200) e Rio Grande do Norte ( 154) foram os estados que apresentaram maiores saldos nesta modalidade. O saldo de emprego foi distribuído pelos setores de serviços (2.253 postos), comércio (647), indústria da transformação (200), construção civil (52), administração pública (30), agropecuária (8) e SIUP (3).

Correio Braziliense

 

COMENTE AQUI

Diretoria do Creci-RN é denunciada por uso da estrutura para fins eleitorais

por Dinarte Assunção

O grupo do presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis, Waldenir Bezerra, foi denunciado à representação federal do órgão, o Cofeci, por uso da estrutura administrativa para fins eleitorais.

Com o processo eleitoral em curso, a chapa encabeçada por Waldenir Bezerra, teria utilizado a estrutura do CRECI, com funcionários, para antecipar a coleta de assinatura das 54 pessoas necessárias para composição da chapa.

Bezerra foi procurado por telefone pela reportagem para repercutir o assunto. Não conseguimos contato até a publicação desta matéria.

Representação

O documento foi representado por três membros do CRECI: Paulo Ronaldo Pinheiro, João Francisco Garcia Hernandes e Anderson Pereira Costa. Por telefone, um deles explicou a situação.

“Há uma série de exigências burocráticas para o preechimentos dos requisitos para fazer parte de uma chapa. O grupo da situação passou a preencher as fichas de inscrição antes sequer delas serem publicadas no edital”, detalhou João Hernandes.

“Não se trata de uma questão contra A ou B, mas de oportunidades. Se a chapa que vai fazer oposição tem que correr em 15 dias para pegar certidões para 54 pessoas por que o grupo da situação pode gozar de privilégios?”, questinou Hernandes.

Continuidade

Bezerra é presidente do Creci há 21 anos. As eleições do órgão são caracterizadas por chapa única e a burocracia é um dos fatores que contribuem para isso.

Para se ter ideia, além da idoneidade das 54 pessoas, é preciso provar que empresas às quais estejam associadas também não deva nada aos órgãos de fiscalização e controle. “É praticamente impossível conseguir preencher os requisitos. Se alguém dever uma guia de pagamento à Receita Federal inviabiliza toda a chapa”, explicou Hernandes.

Na esteira do processo de mudanças pelas quais passa o País, corretores de imóveis de todo o Estado tem buscado alterar esse quadro. O assunto chegou até a Câmara dos Deputados, onde o deputado George Solla (PT-BA) afirmou recentemente que chapas de oposição em praticamente todo o Brasil vêm enfrentando impugnações.

COMENTE AQUI

Marcel Vital  21/04/2018

Um vergonha para a nossa categoria!!!!!! Nos tempos de hoje, os corretores não puder escolher o representante da nossa categoria, porque o então eterno e poderoso Presidente atual. Não deixa que a categoria participe democráticamente da eleição como qualquer cidadão brasileiro tem direito. Hoje o único direito que o corretor tem com o CRECI/RN é pagar uma anuidade caríssima para não ter direito a nada, e nem ser valorizado pelo o conselho. Até escutar de um assessor do presidente, uma piada de Mal gosto..... em dizer que o CRECI não é a casa do corretor!!! Fica a pergunta, e é a casa de quem? Não vejo a hora desse Imperio vim abaixo, para acabar com essa ditadura que existe dentro do CRECI. Até os funcionários torcem pela mudança que se perpetua por vários anos. Mais como em todo o País, essa mudança está próximo de acontecer. Gostaria pedir que o MPF preste atenção nessa situação que está acontecendo não só em Natal, como em todo o Brasil, inclusive no Cofeci. Eles se apossaram literalmente, e não querem deixar de mamar, e nem perder os benefícios que eles usufruem. #renovacaoja. #ForaBezerra. - Responder

Gervasio Mila Filho  21/04/2018

Estes corretores que hoje reclamam faziam parte da direção do Creci até a pouco tempo.A ambição politica mexeu com a cabeça deles.Não conseguiram compor uma chapa com 54 nomes num universo de 6000 Corretores. - Responder

paulo martins  21/04/2018

O Creci-RN é um magnífico cartório. Uma mãe, por assim dizer. Não é sem razão o esforço envidado por Waldemir Bezerra para permanecer à frente de sua presidência. 21 anos, para ele, é como se fosse ontem. Vai ser "democrático" assim lá em Cuba... Ou na Venezuela. - Responder

Mensagem de comandante do Exército é interpretada como descontentamento com os rumos do país

A mensagem do general Eduardo Villas Bôas, comandante do Exército, lida ontem em Brasília foi interpretada como mais um disparo de descontentamento da caserna com os rumos do País em várias áreas. Com dezenas de oficiais – da ativa e da reserva – na fila de pré-candidaturas, o manifesto verde oliva fala em “ideologização dos problemas nacionais”, cita a corrupção e diz que, nas eleições desse ano, “caberá à população definir a vontade nacional”. Em meio à intervenção no Rio de Janeiro, o comandante do Exército sustenta que a “Pátria precisa ser defendida” ao mencionar a escalada de homicídios.

A carta também critica o Governo: “Orçamento aquém dos imperativos de suas missões e defasagem salarial dos soldados”.

Recente manifestação do general Villas Bôas foi vista como “ameaça velada” ao STF quando afirmou, às vésperas do julgamento de um habeas corpus do ex-presidente Lula, que o Exército “estava atento às suas responsabilidades constitucionais”.

Coluna Esplanada

COMENTE AQUI

Justiça Federal torna Cabral réu pela 23ª vez na Lava Jato

A juíza federal Caroline Figueiredo, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, tornou hoje (20) o ex-governador Sérgio Cabral réu pela 23ª vez, em desdobramento da Operação Lava Jato. Desta vez, o ex-governador e mais 25 pessoas são acusadas de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa na Operação Pão Nosso – deflagrada no mês passado, que revelou ramificação da organização criminosa em contratos da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap).

Cabral responde por corrupção passiva por, de acordo com a denúncia do Ministério Público Federal, ter aceitado promessa e recebido pelo menos R$ 1 milhão do então secretário da Seap, o coronel reformado da Polícia Militar César Rubens Monteiro de Carvalho, e do ex-subsecretário Marcos Vinicius Lips, que também viraram réus. Mesmo com diversas irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), o então secretário à época renovou o fornecimento de refeições para os presídios com a empresa Induspan, de propriedade de Carlos Felipe Paiva, outro denunciado no esquema.

Propina para Cabral

Um dos operadores financeiros de Sérgio Cabral revelou, em colaboração premiada, que parte da propina recebida na Seap era repassada ao ex-governador, mas sem a definição de percentual fixo como identificado em outras secretarias já investigadas. Segundo a denúncia, para receber a propina, Carvalho utilizava duas empresas das quais era sócio, a Intermundos Câmbio e Turismo e a Precisão Indústria e Comércio de Mármores. O sócio dele é Marcos Lips, apontado como responsável pela entrega de dinheiro em espécie ao núcleo central da organização criminosa que operava no estado do Rio de Janeiro na gestão do ex-governador Sérgio Cabral.

A Agência Brasil tenta entrar em contato com a defesa dos réus citados.

Agência Brasil

 

COMENTE AQUI

ALERTA NACIONAL: Número de casos de febre amarela cresce 57%; mortes aumentam 41%

No Rio, Secretaria de Saúde abre posto de vacinação contra a febre amarela – Tomaz Silva/Agência Brasil

Em menos de um ano, o Brasil registrou 1.157 casos de febre amarela e 342 mortes decorrentes da doença. Os números são do Ministério da Saúde e contabilizam os registros feitos entre os dias 1º julho de 2017 e 17 de abril deste ano. No mesmo período do ano passado, foram 733 casos e 241 mortes confirmados. Os números apontam um crescimento de 41,9% no número de mortes e 57% no total de casos.

Os estados com maior número de notificações no período são: São Paulo (2.558), Minas Gerais (1.444), Rio de Janeiro (453) e Paraná (110). Quanto aos óbitos, praticamente todos estão concentrados em Minas Gerais (156), São Paulo (120) e Rio de Janeiro (64), à exceção de uma morte ocorrida no Distrito Federal e outra no Espírito Santo.

Segundo o Ministério da Saúde, a preocupação em relação à doença decorre não só do aumento do número de registros em relação ao ano passado, mas devido ao fato do vírus estar circulando em regiões metropolitanas com maior contingente populacional, o que pode gerar mais infecções, inclusive em áreas que nunca tiveram recomendação de vacina.

Sintomas e prevenção

A febre amarela é uma doença viral que causa dores no corpo, mal-estar, náuseas, vômitos e, principalmente, febre. Os sintomas duram em média três dias. Em alguns pacientes, o vírus da febre amarela ataca o fígado. São as complicações hepáticas que levam as pessoas infectadas a ficar com uma cor amarelada, daí o nome febre amarela. Segundo o Ministério da Saúde, estima-se que em torno de 30% das pessoas que contraem a doença podem morrer, se não forem diagnosticadas precocemente.

Caso tenha tais sintomas, a recomendação é a de que o paciente busque imediatamente atendimento adequado nas unidades de saúde. Já a prevenção ocorre principalmente por meio da vacinação. Desde o fim de março, o Ministério da Saúde ampliou para todo o território nacional a recomendação para a vacina contra febre amarela.

Agência Brasil

 

COMENTE AQUI

FOTO: Capitão da Polícia Militar do RN conquista o 1º lugar em curso da Força Nacional

O Rio Grande do Norte foi muito bem representado nas edições 72 e 74 da Instrução de Nivelamento de Conhecimento (INC) da Força Nacional de Segurança Pública, que ocorreram de 15 de março até esta sexta-feira (20) na Academia Nacional de Polícia (ANP), em Brasília/DF.

O capitão Romualdo Galvão, integrante do Centro Integrado de Operações Aéreas (CEIOPAER) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), conquistou o primeiro lugar no treinamento, que foi de responsabilidade do Ministério Extraordinário da Segurança Pública.

Durante os 35 dias de atividades, os 191 policiais militares de todo o Brasil – sendo 19 do Rio Grande do Norte – participaram de um total de 29 disciplinas no campo teórico e prático, como: técnicas de patrulhamento policial; controle de distúrbios civis; armamento e tiro policial; uso diferenciado da força; e técnica de defesa pessoal policial.

Ao final de todas as disciplinas, o capitão Romualdo obteve média 9,87, terminando na primeira colocação. “A INC nos proporciona a possibilidade de crescer técnica e profissionalmente, trocando conhecimento com PMs de todo o Brasil. Me sinto honrado em ter alcançado o primeiro lugar nesse nivelamento representando e colocando a minha Polícia e o meu Estado no patamar mais elevado”, afirmou.

O objetivo da Instrução é padronizar a atuação de todos os policiais, que agora fazem parte da Força Nacional de Segurança Pública e serão enviados para missões em todo o território nacional.

COMENTE AQUI

Deputado quer data de prisão de Lula no calendário nacional

Alvo de Ação Civil na Justiça de Brasília, o presidente da Comissão de Segurança da Câmara, deputado Laerte Bessa (PR-DF) quer que o dia 7 de abril – data da prisão do ex-presidente Lula – seja o Dia Nacional de Combate à Corrupção.

Bessa adiantou que pretende apresentar projeto para oficializar a data durante encontro com representantes de movimentos patrocinadores do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. O deputado pertence ao partido comandado pelo deputado cassado Valdemar Costa Neto, condenado no mensalão.

Coluna Esplanada

COMENTE AQUI

Kayla  20/04/2018

Pode ir atrás, sempre que aparece um mais exaltadinho contra corrupção, isso não passa de cortina de fumaça para tentar esconder seus próprios crimes. - Responder

Pais entram em alerta após escola infantil em Natal cancelar aulas por contaminação por influenza

Pais de alunos da rede de ensino em Natal têm manifestado preocupação com a saúde dos filhos depois que uma escola da capital precisou cancelar as aulas de todo um turno em razão de assepsia contra o vírus influenza.

O comunicado da Escola Infantil Primeiros Passos destaca que a instituição, por orientação da Secreetaria Municipal de Saúde, precisou cancelar as aulas do turno matutino para aplicar produto de limpeza hospitalar.

A nota destaca que quatro casos de contaminação pelo vírus foram registrados em uma turma no turno matutino.

Apenas na sala dessa turma foi utilizado produto hospitalar. “Nas demais salas, tal limpeza foi efetivada com álcool 70%, também conforme orientação [da Secretaria]”, destaca a nota.

COMENTE AQUI

Associação de Magistrados do RN se diz vítima de ‘armadilha’ da Intertv

A Associação de Magistrados do RN divulgou nota nesta sexta-feira (20) em que repercute a crise de imagem em que foi lançada, pontuando ter sido enganada pela afiliada da Rede Globo no Estado, a Intertv.

“O que não podíamos prever era a ‘armadilha’ que estava por trás deste convite [para entrevista]. Um editorial pronto, após encerrar a entrevista ‘ao vivo’, com críticas pesadas e que não levaram em consideração uma palavra sequer dita pela presidência da AMARN”, diz a associação, que ainda se queixou da utilização equivocada de dados sobre a eficiência do Judiciário Potiguar.

“O mesmo jornal trouxe dados do CNJ e afirmou que o TJRN era um dos menos produtivos do Brasil. Os referidos dados, embora verdadeiros, eram desatualizados e refletiam um momento delicado que passamos, e que, infelizmente, prejudicou o rendimento da nossa prestação jurisdicional”, prosseguiu a nota, cuja íntegra segue abaixo:

Contingenciamento de crise

A AMARN, como qualquer instituição, está sujeita a passar por situações de anormalidade e tensão de maior ou menor intensidade. No caso mais recente, que se iniciou com a publicação da Resolução do TJ que tratava da regulamentação da Licença Prêmio, a instituição e o Poder Judiciário como um todo sofreram diversos ataques, tanto na mídia local, quanto na mídia nacional. Um veículo em específico (InterTV Cabugi, afiliada Globo) teceu críticas mais contundentes.

Diante da recusa do Presidente do TJ, Des. Expedito Ferreira, em se manifestar, o presidente da AMARN, Herval Sampaio, prontamente atendeu ao convite para esclarecer à sociedade do que se tratava a resolução. O que não podíamos prever era a “armadilha” que estava por trás deste convite. Um editorial pronto, após encerrar a entrevista “ao vivo”, com críticas pesadas e que não levaram em consideração uma palavra sequer dita pela presidência da AMARN. Diante de tal fato, a Assessoria de Comunicação juntamente à vice presidência e demais diretorias de comunicação iniciaram o plano de contingenciamento de crise. Embora seja difícil ouvir críticas pesadas e muitas vezes sem fundamento à atuação do Poder Judiciário, é necessário ressaltar que a liberdade de expressão é inerente ao Estado Democrático de Direito em que vivemos.

Por dois dias seguidos – segunda e terça – o RNTV 1ª Edição trouxe matérias e comentários acerca da referida resolução, que foram reprisados no Jornal da noite RNTV 2ª Edição. Optamos por não respondê-las, pois, mesmo não concordando, a imprensa está cumprindo o seu papel de noticiar e questionar os fatos. Contudo, na quarta-feira, o mesmo jornal trouxe dados do CNJ e afirmou que o TJRN era um dos menos produtivos do Brasil. Os referidos dados, embora verdadeiros, eram desatualizados e refletiam um momento delicado que passamos, e que, infelizmente, prejudicou o rendimento da nossa prestação jurisdicional.

Buscamos o TJ para a compilação de dados mais atualizados e, munidos das informações necessárias, entramos em contato com a direção de jornalismo da InterTV, numa comissão formada pelo presidente Herval Sampaio, a vice presidente administrativa Aline Cordeiro, a assessora de imprensa e o diretor da empresa de comunicação contratada pela AMARN. Numa conversa amigável e conciliadora expusemos os dados atualizados e apresentamos a nota de esclarecimento produzida para fins de reparação da verdade.

A nota não foi lida na íntegra, pois, segundo a direção do jornal, a linguagem da televisão pede um vocabulário simples e de fácil assimilação pelo público dos mais variados níveis de instrução. Entretanto, a mensagem foi passada em tom respeitoso – e repetida em mais de uma edição – e acreditamos dar por encerrado esse assunto. Agora trabalharemos para continuar passando para a população a excelente qualidade da nossa prestação jurisdicional, levando, de forma simples e objetiva pautas positivas para os meios de comunicação, nossas redes sociais e site institucional.

Cabe ressaltar que o plano de comunicação que traçamos conta com a participação da imprensa de forma espontânea e voluntária, mediante interesse em divulgar nossas ações sem nenhum custo para a nossa associação, por este motivo é fundamental manter um bom relacionamento com os veículos de comunicação, que em nenhum momento nos negaram direito de resposta. Por fim, daremos continuidade à produção das nossas pautas positivas e divulgação da importância da magistratura para a sociedade.

Acrescente-se, que o plano do setor de comunicação tem desenvolvido estratégias não somente para rebater tais fatos como também para melhorar a imagem da Magistratura e aproximá-la da sociedade, atuando assim, de forma ostensiva e preventiva.

Atenciosamente,

Herval Sampaio e Equipe de Comunicação

COMENTE AQUI

paula  20/04/2018

Basta retirar os salários milionários que a imagem da justiça melhorará 50%. - Responder

luiz fernando  20/04/2018

Chamou a todos nós de idiotas, deveria ter ficado calado. - Responder

Carvalho  21/04/2018

Tem empresa de comunicação que tem sócio preso na Lava Jato. Será que não poderia ser uma retaliação à magistratura? - Responder


+ Ver todos os comentários

Assembleia confirma ofício da PGR e vai encaminhar para Procuradoria da Casa Legislativa

Nota – ALRN

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte recebeu ofício assinado pelo vice-procurador-geral da República, Luciano Mariz, junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), para tomar providências sobre supostas práticas de crime de responsabilidade praticado pelo chefe do Executivo potiguar.

O Poder Legislativo foi notificado e encaminhará à Procuradoria Geral da Assembleia para providências da Casa Legislativa.

Palácio José Augusto
Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte

COMENTE AQUI

Polícia Militar captura em Ponta Negra foragido da Justiça com mandado de prisão por homicídio

Na manhã desta sexta-feira(20), a Polícia Militar, através da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicleta – ROCAM, apreendeu um foragido da Justiça no bairro de Ponta Negra, zona Sul de Natal.

Por volta das 10h, durante patrulhamento na Rua Pastor Rodolfo Beuttenmuller, os policiais abordaram Vanilson Sousa de Lima, 35 anos, e foi verificado que o mesmo possuía em seu desfavor um mandado de prisão em aberto por prática do crime de homicídio qualificado.

O acusado foi conduzido à Delegacia Especializada em Capturas – DECAP para a adoção das medidas cabíveis.

COMENTE AQUI

Brasil já tem mais smartphones do que habitantes

(Foto: Lucas Carvalho / Olhar Digital)

O Brasil já tem mais smartphone do que habitante. Um estudo feito pela Fundação Getúlio Vargas em São Paulo aponta para 220 milhões de celulares inteligentes ativos pelo país, que tem 210 milhões de habitantes.

Os dados fazem parte da 29ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas. O estudo estima que em maio deste ano serão 306 milhões de dispositivos portáteis em uso no país – contando não apenas smartphones, mas também notebooks e tablets. Apenas em 2017, foram vendidos 48 milhões de smartphones pelo país, de acordo com o Estadão.

A alta quantidade de smartphones já ativos no país representa uma mudança no padrão de consumo das pessoas – que também precisa ser acompanhada por uma alteração na forma como fabricantes e operadoras ofertam aparelhos para clientes. O brasileiro não está mais atrás do primeiro smartphone, e sim de um novo modelo, com recursos mais avançados do que os de entrada.

Olhar Digital – UOL

 

COMENTE AQUI

GREVE EDUCAÇÃO: SME detalha proposta de negociação apresentada pela Prefeitura do Natal ao Sinte-RN

A Secretaria Municipal de Educação encaminhou na tarde dessa quinta-feira (19), ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte (Sinte-RN), um ofício contendo o detalhamento do cronograma das despesas com implantação das vantagens devidas aos educadores para conhecimento e apreciação da categoria que se mantém em greve desde o dia 21 de março de 2018.

Este detalhamento explica um dos três pontos da proposta apresentada pela Prefeitura do Natal ao Sinte-RN no dia quatro de abril, que estabelece a atualização a partir de maio dos planos de carreira de todos os profissionais do magistério municipal.

Como exemplo, do detalhamento exposto no cronograma está a implantação da promoção horizontal da Lei nº 058/04, referente ao processo de avaliação de desempenho de 2013 para 1.256 professores; implantação da carga suplementar para gestores (professores) com um vínculo de 20 horas; função gratificada para gestores (atualização da tipologia das escolas); implantação da promoção horizontal da Lei nº 114/10 para 85 educadores infantis, referente ao processo de avaliação de 2014, além da implantação de processos distintos de mudança de padrão e de nível, gratificação por título, implantação de quinquênios para 480 professores e educadores infantis e a implantação da promoção horizontal da Lei nº 058/04 referente ao processo de avaliação por desempenho de 2014 para 800 professores. O cronograma apresentado vai de maio a dezembro de 2018.

Importante relembrar que além desse ponto da proposta detalhado com um cronograma, a Prefeitura do Natal, apresentou também na proposta aos educadores infantis e professores no último dia 04 de março, a correção dos salários da categoria dos profissionais do magistério com o mesmo índice de correção do piso salarial profissional nacional, de 6,817% a ser implantada na folha de junho deste ano, e a retomada imediata da discussão das propostas de alteração dos planos de carreira e encaminhamento à Câmara Municipal do Natal, ,para análise e aprovação pelo Poder Legislativo Municipal.

Abaixo segue o cronograma apresentado para apreciação:

COMENTE AQUI

Carolina  20/04/2018

Faltou o retroativo , a partir de janeiro e mudança de nível de 2016 e 2017 . - Responder

Alecrim Futebol Clube abre inscrições de Peneira para jovens atletas nascidos entre 1999 e 2001

O Alecrim Futebol Clube informa que estão abertas as inscrições para Avaliação/Peneira do Sub-19 (2018). Se você tem talento e sonha em vestir o manto alviverde, participe.

  1. Esta edição de Peneira de Atletas será voltada para nascidos entre 1999 e 2001.
  2. As inscrições ocorrerão no período de: 19/04/2018* até 04/05/2018.
  3. É necessário que o atleta leve todos os documentos descritos no arquivo em anexo “Disposições Gerais”.
  4. A taxa de inscrição será 1KG de alimento não perecível (exceto sal).
  5. É imprescindível que o atleta interessado leia e siga todas as orientações constantes no arquivo “Disposições Gerais” disponível em anexo.

Importante: Todos procedimentos necessários para efetuar a inscrição, bem como, o local e horários, estão no arquivo “Disposições Gerais” disponível em anexo.

1)Arquivos necessários para inscrição (Atletas Menores de 18 Anos):

1.1) DISPOSIÇÕES GERAIS (MENOR DE 18 ANOS) -PENEIRA AFC SUB-19 2018

1.2) FICHA DE CADASTRO (MENOR DE 18 ANOS) -PENEIRA AFC SUB-19 2018

1.3) TERMO DE RESPONSABILIDADE (MENOR DE 18 ANOS) -PENEIRA AFC SUB-19 2018

2)Arquivos necessários para inscrição (Atletas Maiores de idade):

2.1) DISPOSIÇÕES GERAIS (MAIOR DE IDADE) -PENEIRA AFC SUB-19 2018

2.2) FICHA DE CADASTRO (MAIOR DE IDADE) -PENEIRA AFC SUB-19 2018

2.3) TERMO DE RESPONSABILIDADE (MAIOR DE IDADE) -PENEIRA AFC SUB-19 2018

 

COMENTE AQUI