Barragem Armando Ribeiro Gonçalves entra no volume morto

O maior reservatório potiguar, a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, que comporta até 2,4 bilhões de metros cúbicos de água, chegou a 11,74% de sua capacidade e entrou no chamado volume morto – nome que se dá à reserva de água mais profunda das represas, que fica abaixo dos canos de captação que normalmente são usados para retirar água. Se assim continuar, a previsão é que só haverá abastecimento pelos próximos 30 ou 45 dias. Quarenta municípios dependem diretamente das águas da Armando Ribeiro.

Relatório da situação volumétrica dos reservatórios do Estado

O Relatório da Situação Volumétrica dos 47 reservatórios com capacidade superior a cinco milhões de metros cúbicos, monitorados pelo Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas (Igarn), divulgado nesta quarta-feira (03), indica que as reservas hídricas continuam reduzindo e estão no seu menor nível, de acordo com o monitoramento realizado nos últimos seis anos, com apenas 11,24% da capacidade total de armazenamento no estado.

Maior reservatório do Estado, com capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos, a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves está em volume morto, com 281,814 milhões de metros cúbicos, o que corresponde a 11,74% do total de água que o manancial pode armazenar. A barragem Santa Cruz do Apodi está com 87,361 milhões de m³, o que corresponde a 14,57% do seu volume total, que é de 599,712 milhões de m³. Já Umari, em Upanema, está com 41,276 milhões de m³, em porcentagem, 14,10% da sua capacidade de armazenamento.

Dos 47 reservatórios monitorados pelo Igarn, 16 estão secos, em porcentagem, 34,04%. Outros 19 estão em volume morto, ou seja, outros 40,42%. A bacia Apodi/Mossoró está com 12,30% do seu volume total de armazenamento. Já a bacia Piranhas/Assu está com 11,68% do seu volume total.

Para que os reservatórios de maior porte (com capacidade superior a 5 milhões de metros cúbicos) armazenem água no próximo período de chuvas, o total precipitado deverá ser superior à média, de modo que os pequenos mananciais se encham, possibilitando as águas da bacia chegarem aos grandes açudes.

O diretor-presidente do Igarn, Josivan Cardoso, explica que, apesar da situação atual, o Governo do Estado está fazendo o possível para manter as reservas hídricas ainda existentes e o abastecimento das cidades potiguares. “É importante destacar que diante desta seca dos últimos 6 anos, a situação poderia está pior. Ações de monitoramento, controle e fiscalização implantadas pelo Governo do Estado, através do Igarn, proporcionam ainda manter os sistemas em operação, mesmo que dentro de racionamentos e rodízios, ou até mesmo em restrições de usos para áreas produtivas”, explica Josivan Cardoso.

Mesmo com as recentes previsões de boas chuvas para a próxima quadra chuvosa, é de suma importância que a população potiguar faça o consumo sustentável da água, tanto para garantir a continuidade do abastecimento das cidades que ainda não estão em colapso, quanto para ajudar na recarga dos reservatórios quando as chuvas tiverem início.

Sobre a disponibilidade hídrica do Estado

A disponibilidade hídrica total do Rio Grande do Norte é de 4.411.787.259 metros cúbicos, em 2010 o Estado estava com 73,30% de sua capacidade hídrica, em 2011, devido ao bom período chuvoso o índice chegou a 89,52%. Nos anos posteriores, devido à estiagem os percentuais baixaram, em 2012 para 60,80%; 2013 para 42,39%; 2014 chegando a 37,39%; 2015 com 23,79%; em 2016 com chegando a 12,75%, chegando a 2017 com os atuais 11,24%, portanto o nível menor nível de reservas.

COMENTE AQUI

Vera Maria  04/01/2018

É PRECISO REFLORESTAR, PLANTAR ÁRVORES NATIVAS, COMO IPÊS, PAU-BRASIL… EVITAR PLANTAS EXÓTICAS INVASORAS… PLANTAR NOS CANTEIROS E AVENIDAS IPÊS E DEMAIS PLANTAS NATIVAS DA MATA ATLÂNTICA, INCLUSIVE NAS RODOVIAS! SÓ UM EXEMPLO: VEJAM O QUANTO FOI DESMATADO PARA IMPLANTAR O AEROPORTO DE SÃO GONÇALO? E AINDA QUER QUE NÃO AUMENTE A SENSIBILIDADE DO CALOR? ENQUANTO O HOMEM DEVASTAR A “MÃE NATUREZA” AS CONSEQUÊNCIAS SÓ AUMENTA!!! BOTE O IBAMA, IDEMA E DEMAIS ÓRGÃOS AMBIENTAIS PARA PLANTAR E REFLORESTAR… ANTES QUE SEJA TARDE! - Responder

claudio  04/01/2018

Agora a coisa ficou feia. - Responder

Luiz Costa1  04/01/2018

Agora ficou igual ao governador MORTO!!! - Responder

Em situação ainda crítica, Barragem Armando Ribeiro Gonçalves sobe reserva para 15,89%

Em decorrência das chuvas que vêm caindo nos últimos dias no interior do Rio Grande do Norte, a maior barragem do estado, a Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves, que tem capacidade para armazenar até 2 bilhões e 400 milhões de metros cúbicos de água, teve uma subida de sua reserva com o volume de água recebido entre sexta(10) e esta segunda-feira(13).

Ainda em situação crítica, a Barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves, entre as cidades de Assu e São Rafael, apresenta os seguintes números:

Cota: 36,93m

Volume: 381.348.600m3

Reserva Hídrica: 15,89%

A cota do reservatório subiu 0,62cm de sexta (10/03/17) para hoje 13/03/17.

COMENTE AQUI

Chuvas aumentam volume da barragem Armando Ribeiro Gonçalves e açude Itans

Segundo publicação no Blog Vicente Neto, na Tribuna do Norte, a barragem Armando Ribeiro Gonçalves está recebendo água das chuvas caídas no Seridó e no interior da Paraíba. Na manhã desta quinta-feira (10), o reservatório estava com 922,9 milhões de metros cúbicos de água, ou 38,46% da capacidade máxima.

Já o açude Itans recebeu de segunda-feira (7) até agora, o equivalente a 320 mil caminhões pipa. O nível subiu hoje para 15,35%, ou 12,55 milhões de metros cúbicos.

COMENTE AQUI

Deputado chama a atenção para volume de água da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves

A Barragem Armando Ribeiro Gonçalves é um dos maiores reservatório de água do Rio Grande do Norte e segundo o deputado estadual José Adécio (DEM), apresenta o volume comprometido. O parlamentar disse que apenas a chuva ou a chegada das águas do Rio São Francisco ao Estado podem garantir o abastecimento da população local.

“Viajei ao interior do Estado e me assustei com o volume de água da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves. Apenas o milagre das chuvas ou encontrar um caminho para acelerar a chegada das águas do Rio São Francisco ao RN para resolver a questão do desabastecimento da região”, disse José Adécio.

O deputado destaca a baixa probabilidade de um inverno mais forte que possa igualar o nível do reservatório à necessidade de abastecimento da população do Mato Grande.

Diante dessa situação, José Adécio ressalta que os senadores do Rio Grande do Norte precisam se unir para viabilizar a chegada das águas do São Francisco até o Rio Piranhas-Açu, de onde a água chegará à barragem Armando Ribeiro Gonçalves, localizada no Vale do Açu.

Na ocasião, o deputado também chamou a atenção do Governo do Estado para que encaminhe a Brasília os trâmites necessários para resolver esse problema.

ALRN

COMENTE AQUI

Rodrigues  01/06/2017

Grande descoberta. - Responder

Ainda em situação crítica, Barragem Armando Ribeiro Gonçalves aumenta 5 centímetros em 24 horas; Açude Pataxó com aumento de 64 cm

Por interino

Foto: Ilustrativa Chuvas

Aumento de 2,8 milhões de metros cúbicos em 24 horas. Ainda em situação crítica, um sinal de esperança para a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves. Da manhã dessa quinta-feira(02) até está sexta-feira(03), o nível do reservatório aumentou em cinco centímetros, com reserva hídrica de 13,85% e volume de 332,3 milhões de metros cúbicos. Para alcançar a cota de sangria, ainda faltam pelo menos 18,95 metros.

Açude Pataxó

A cidade de Ipanguaçu comemora. Nos últimos quatro dias, o acude Pataxó teve aumento de 64 centímetros no nível da lamina d´água

Com informações do Blog Rabisco do Samuel Junior

COMENTE AQUI