Governo do Estado paga entre esta segunda e terça servidores que ganham entre R$ 3 mil e R$ 4 mil

Em virtude de bloqueio judicial de R$ 10 milhões, para pagamento de antigos precatórios, um percentual pequeno (menos de 1%) de todo o pagamento programado para o último sábado (7) está sendo pago entre hoje (9) e amanhã (10), correspondente a parte dos servidores que ganham entre R$ 3 mil e R$ 4 mil, referente ao salários de março. Todo o restante do cronograma anunciado foi pago, sem nenhuma alteração.

COMENTE AQUI

Roberio  06/09/2016

Imagino o que ocorrerá após a eleição. - Responder

[email protected]  06/09/2016

Alves nunca mas. - Responder

pensionista que paga IPERN  05/09/2016

No estado vai vota para ele derruba. Robison frustação. De receita 2018 - Responder


+ Ver todos os comentários

Governo libera tabela de pagamento de abril e paga 93% dos servidores ativos, aposentados e pensionistas no 5º dia útil

O Governo vai pagar dia 6 de maio (sexta-feira) os vencimentos de todos os aposentados, pensionistas, além dos servidores da Saúde, Educação, Justiça e Cidadania e Segurança (polícias militar e civil, Itep e Corpo de Bombeiros).

Os funcionários dessas áreas somados aos aposentados e pensionistas correspondem a 92.384 servidores ou 93% da folha de pessoal do Estado.

Na segunda-feira (9) serão depositados os salários dos funcionários das pastas de Administração; Gabinete Civil; Consultoria; Procuradoria; Comunicação; Controladoria; Vice-governadoria; Planejamento; Tributação; Agricultura e Pesca; Desenvolvimento Econômico; Infraestrutura; Trabalho, Habitação e Assistência Social; Recursos Hídricos; Turismo; Assuntos Fundiários e Reforma Agrária; e Esporte e Lazer. E no dia 10 (terça-feira), o Governo deposita os vencimentos dos servidores da Administração Indireta dependente (ver quadro abaixo).

Apesar dos efeitos da crise econômica do país sentidos fortemente no Rio Grande do Norte, o Governo segue atento à gravidade da situação, redobrando esforços em busca do equilíbrio fiscal e honrando os compromissos assumidos com o funcionalismo.

image

COMENTE AQUI

Professora Maria Cabral  29/04/2016

Concordo plenamente com o manifesto do colega. A SEEC não pode retroceder dessa forma, os trabalhos que a Secretaria de Educação vem desenvolvendo ao longo dos últimos meses já provou a competência da equipe. O Governador não pode deixar que influencias negativas e contrarias a sua gestão tenham êxito. A Educação do RN hoje, mesmo com todas as dificuldades que o Estado vem atravessando, é a Pasta que mais tem ascensão no governo Robinson. Quebrar a continuidade dos trabalhos em andamento é o mesmo que fadar a Educação do Estado a ruína. Certa de que o Prof. Domingos, hoje, é a melhor opção para a SEEC espero sua nomeação como titular da Pasta. - Responder

Felicio Honório  29/04/2016

A indicação de Claudia Santa Rosa na Educação é um sinal de que o Governador arrisca perigosamente na Secretaria que apesar de ser a maior e mais problemática, estava mais tranquila do ponto de vista de enfrentar todo tipo de problema deixado por gestões anteriores, e também de relacionamento com a base (Professores, funcionários e sindicatos). Claudia Santa Rosa chega para "iniciar" uma nova etapa com toda uma estrutura e funcionamento de uma máquina extremamente complexa, ajustada para trabalhar de uma forma, e certamente vai querer mudar justamente na Secretaria que melhor enfrenta a crise no Estado em Crise. Uma aposta que certamente pagaremos todos pra ver. Pois a saída do Prof. Chagas por motivos meramente políticos, certamente vai desarrumar uma série de processos que estavam em curso e causar um impacto que seria amenizado apenas se o Governador tivesse adotado uma solução caseira e nomeado o Prof. Domingos Sávio para dar continuidade nos trabalhos desta Secretaria, vez que ele era o que estava por trás de toda a administração do ponto de vista prático na Secretaria, pois é um funcionário efetivo da referida Secretaria de Educação, tendo experiência e aceitação suficiente para tal e tanto. Nas mãos de Henrique Alves, Robinson começa a tatear aceitando indicações de alguém que parece querer lhe queimar politicamente... - Responder

FRASQUEIRINO  28/04/2016

Sinal vermelho para o Governo Robinson Faria que alem de estar com 3 Secretários de Estado ocupadas por demissionários (Saude, educação e segurança pública) agora amplia a faixa de pagamento ATRASANDO os vencimentos de Abril/ 2016. MAS FICA DIFÍCIL DE ENTENDER É UM ESTADO EM GRAVE DIFICULDADE FINANCEIRA QUERIA (foi impedido pelo Tribunal de Contas) contratar a empresa VTI por um custo que poderia chegar a 47 milhões/ano para serviços de informática comandados pela Secretaria de Administração. - Responder


+ Ver todos os comentários

Prazo para pagar guia do eSocial de janeiro termina nesta sexta

Os patrões têm até esta sexta-feira (5) para pagar a guia do eSocial – o Simples Doméstico – referente a janeiro. Documentos gerados a partir desta data serão calculados com multa.
A Receita lembra que os empregadores devem ficar atentos, porque os recolhimentos previdenciários, trabalhistas e tributários – incluindo o do FGTS – referentes ao mês de janeiro já devem levar em conta o valor do novo salário mínimo, de R$ 880,00, em vigor desde 1° de janeiro de 2016.
Como funciona
Para fazer o recolhimento dos encargos, o patrão deve se cadastrar como empregador no eSocial, e em seguida registrar também os dados de seu(s) empregado(s). Após o cadastro, é possível fazer a emissão da guia única de pagamento.
A guia única tem código de barras e o valor pode ser pago em qualquer agência ou canais eletrônicos disponíveis pela rede bancária.

Esse novo modelo de pagamento já estava previsto na chamada PEC das Domésticas, lei que foi aprovada em abril de 2013. Mas eles só foram regulamentados no último mês de junho, e apenas agora começam a valer. A lei do Simples Doméstico foi regulamentada no dia 1º de junho e, no início de outubro, começou o cadastro de trabalhadores no sistema. As guias de pagamento dos dias trabalhados em outubro começaram a ser emitidas pela internet no dia 1º de novembro.
Como é o cadastro
Para cadastramento são necessários CPF e número de recibos da declaração do Imposto de Renda de 2014 e 2015 do empregador. Quem não tiver os recibos deve consultar o site da Receita ou procurar uma agência do órgão. Se o empregador for isento do IR, deverá utilizar o número do título de eleitor para o cadastro.
Caso o empregador também não tenha o título de eleitor, deverá utilizar o Certificado Digital, obtido no atendimento da Receita na internet.
No caso do empregado, são necessários nome, CPF, data de nascimento registrada na carteira de trabalho e número do NIS – o mesmo número usado no pagamento do INSS, além do endereço, telefone, início do contrato de trabalho, salário e jornada.
Ao final, o sistema gera um código de acesso, e o contribuinte deve criar uma senha. O código e a senha serão necessários para acessar o site novamente e emitir a guia de pagamento.
Fonte: G1

COMENTE AQUI

JUSTIÇA: Diferenciação entre pagamento em dinheiro, cheque ou cartão de crédito é abusiva

“A diferenciação entre o pagamento em dinheiro, cheque ou cartão de crédito caracteriza prática abusiva no mercado de consumo, nociva ao equilíbrio contratual.”

Com esse entendimento, a 2ª turma do STJ negou provimento a recurso da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte para que o Procon/MG deixe de autuar ou aplicar qualquer penalidade aos lojistas pelo fato de não estenderem aos consumidores que pagam em cartão de crédito os descontos eventualmente oferecidos em operações comerciais de bens ou serviços pagos em dinheiro ou cheque.

De acordo com o relator, ministro Humberto Martins, “o pagamento por cartão de crédito é modalidade de pagamento à vista, pro soluto, implicando, automaticamente, extinção da obrigação do consumidor perante o fornecedor”.

“Toda decisão que venha ao encontro dos princípios e fundamentos do CDC, fortalecendo o consumidor nas relações de consumo, são auspiciosamente recebidas”, afirmou o diretor-geral do Procon-DF, Paulo Márcio Sampaio, ao comentar a decisão do STJ.

O presidente da Associação Comercial do Distrito Federal (ACDF), Cleber Pires, explicou que a venda com cartão de crédito tem um custo operacional que está embutido no preço e recai naturalmente sobre o valor total. “Mas hoje o consumidor está atento, a concorrência é grande e todo benefício para o consumidor é bem-vindo.”

Fonte: Migalhas Quentes

COMENTE AQUI

paulo  29/12/2015

BG. O cidadão que faz sua vida financeira adequada e responsável será penalizado pois não obterá desconto para pagamento em especie, ao contrario do cartão de débito que o comerciante paga em torno de 2% de taxas apenas para transferir o dinheiro da conta do cliente para a conta da empresa , este País não tem jeito mesmo é só "BURROCRACIA" e INCOMPETÊNCIA que prevalecem. - Responder

Quatro governos do PMDB atrasam pagamentos em dezembro

13ºsalárioA crise está aí e isso não é novidade. Tem atingido municípios e estados, além da própria União, mas um levantamento feito pelo blog chama a atenção: os quatro governos que já anunciaram atrasos em pagamentos no mês de dezembro são do PMDB.

Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Sergipe e Tocantins, todos governados pelo PMDB já anunciaram atrasos. No RJ, o governador Fernando Pezão argumentou o recuo na arrecadação. No RS, o governador José Ivo Sartoni disse que não tem dinheiro em caixa pra pagar tudo e que algo deve sobrar pra 2016. No SE, o governador Jackson Barreto anunciou o pagamento do 13º de forma parcelada a partir de janeiro. No TO, o governador Marcelo Miranda anunciou que vai pagar uma parte esse ano e a outra só em janeiro.

A crise atingiu em cheio praticamente todos os governos estaduais do Brasil, mas em especial os governos que são geridos pelo PMDB.

COMENTE AQUI

joel Avelino de lima  28/12/2015

Bg, essa notícia desses Estados que não tem condições de honrar com a Folha é antiga. Valor econômico já tinha anunciado isso faz tempo. - Responder

Com dinheiro bloqueado, Idema pode não pagar servidores

O Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) emitiu uma nota de esclarecimento no final da tarde desta quarta-feira (30) em que avisa que pode não pagar os servidores devido ao sequestro de bens no valor de R$ 16 milhões imposto pela Justiça após a Operação Candeeiro, que encontrou irregularidades em contratações do órgão. Para tentar o desbloqueio, o Idema ainda informou que vai se reunir com integrantes do Judiciário para conseguir liberar pouco mais de R$ 3 milhões para cobrir a folha.

Confira a nota na íntegra:

Nota de Esclarecimento

Diante da determinação do Tribunal de Justiça do sequestro de bens no valor de R$ 16 milhões do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) para pagamento de precatórios, a diretoria do órgão comunica que ficou sem recursos disponíveis para o pagamento dos salários dos servidores, previstos para serem pagos nesta quinta-feira, dia 01/10.

O saldo do Idema em caixa era de pouco mais de R$ 3 milhões para pagamento desses servidores, valor que foi bloqueado ontem após determinação do Presidente em exercício do Tribunal de Justiça do Estado, Desembargador Amílcar Maia.

Diante dessa situação, a diretoria do Idema agendou para esta quinta-feira, 01/10, uma audiência com o responsável pela Divisão de Precatórios do TJ/RN, Bruno Lacerda Bezerra, para tentar negociar o desbloqueio dos mais de R$ 3 milhões que tinha em caixa, para então realizar o pagamento dos servidores efetivos.

A diretoria do Idema continua trabalhando para honrar os compromissos firmados principalmente com os seus colaboradores e espera contar com a sensibilidade dos responsáveis pela Divisão de Precatórios do Tribunal de Justiça do Estado quanto ao desbloqueio do valor sequestrado para honrar a folha de pessoal.

COMENTE AQUI

Sesap libera R$ 7 milhões para pagamento de cooperativas médicas

A Secretaria de Estado do Planejamento e das Finanças (Seplan) já repassou para a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) um total de R$ 7 milhões para pagamento referente a serviços hospitalares de alta complexidade. O recurso já está na conta da Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS/Natal), que deverá repassar o pagamento para as cooperativas médicas que realizam procedimentos como cirurgias eletivas nas especialidades ortopedia, traumatologia e neurologia.

Com o repasse dos R$ 7 milhões, a Sesap cumpre parcialmente o pagamento da dívida total, restando ainda R$ 2 milhões referentes a parte do mês de julho. O Termo de Cooperação foi firmado no último mês de maio entre o Estado do Rio Grande do Norte e o município de Natal diante da necessidade de complementação dos valores pagos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), considerados defasados pelos prestadores. A tabela de procedimentos pagos pelo SUS tem itens que não são reajustados há mais de 15 anos.

COMENTE AQUI

Prefeito não cumpre calendário de pagamento de servidores

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, mais uma vez desrespeita o calendário de pagamento dos servidores municipais. No dia 11 de agosto, ele mesmo chegou a anunciar em sua conta no twitter que no dia 15 toda a folha de julho estaria paga, mas até esta quarta (16) muitos servidores ainda não receberam os salários.

Para a Associação dos Auditores do Tesouro Municipal de Natal (Asan), a atitude do gestor é um descaso com os servidores que não têm, sequer, uma previsão de quando receberão os salários. A Asan ressalta que todas as capitais do Nordeste já pagaram os salários de julho.

Os auditores irão se reunir na próxima sexta-feira (18) para deliberar sobre medidas a serem tomadas, como uma possível paralisação das atividades.

 

COMENTE AQUI

Jairo  17/08/2017

Tá faltando dinheiro e os auditores resolvem parar...agora é que os salários vão atrasar mais ainda. - Responder

Sandro Alves  17/08/2017

Como é que se paga sem dinheiro? Deixando de pagar aos vereadores e comissionados, simples assim. Desta forma se prioriza os verdeiros que trabalham. - Responder

Jose Ricardo  18/08/2017

Salário atrasado, e a gente paga os compromissos atrasados com juros, multa, etc. - Responder


+ Ver todos os comentários

Governo do Estado inicia pagamento dia 5 para quem recebe até R$ 2 mil

robinson

Foto: Assecom

O Governo do Estado anunciou que o pagamento dos servidores públicos inicia na próxima sexta-feira (5). Os primeiros a receber serão aqueles com vencimentos até R$ 2 mil, sejam eles ativos, inativos ou pensionistas.

O calendário seguirá por nove datas em sequência até atingir o patamar dos que recebem acima de R$ 10 mil. O Governo prev~e que todos recebam até o dia 13, mas pode chegar até o dia 18 de agosto.

 

 

COMENTE AQUI

paulo martins  02/08/2016

Resumindo: o Estado terminará de pagar o mês de julho aos seus servidores com duas semanas de atraso. - Responder

Lorena Galvão  02/08/2016

o valor e liquido ou bruto temos que saber - Responder

Jose de souza  02/08/2016

Este e gov. Da frustacao de receita, saude, seguranca, educacao. - Responder


+ Ver todos os comentários

Defesa da campanha de Dilma diz que pagamentos a João Santana foram legais

joao-santana-e-dilmaO coordenador jurídico da campanha eleitoral da presidenta Dilma Rousseff, Flávio Caetano, afirmou hoje (22) que os pagamentos feitos ao publicitário João Santana referentes às campanhas de 2010 e 2014 ocorreram de forma “legal” e “transparente”.

Em nota à imprensa, Caetano se manifestou sobre a deflagração, nesta manhã, da 23ª fase da Operação da Lava Jato, que investiga o envio de dinheiro para contas de Santana no exterior, e disse “repudiar” associações entre as apurações da Justiça e da Polícia Federal e a campanha de Dilma. Nessa etapa da operação, foram expedidos sete mandados de prisão, dentre eles o de Santana e da esposa, Mônica Moura, que estão fora do Brasil e devem chegar ao país nas próximas horas.

De acordo com Flávio Caetano, as empresas de João Santana receberam cerca de R$ 89 milhões pelos serviços prestados, valor que consta da prestação de contas aprovada pelo Tribunal Superior Eleitoral. “Esse valor, por si só, demonstra que o pagamento feito ao publicitário se deu de forma legal e absolutamente transparente”, diz a nota do advogado. Segundo o texto, todas as despesas da campanha foram “devida e regularmente contabilizadas”.

Conforme as investigações da Polícia Federal, a esposa de Santana, Mônica Moura, deu orientações sobre como enviar dinheiro a contas no exterior. A polícia também identificou um e-mail de Mônica para um grupo de funcionários da construtora Odebrecht, que era responsável pelos pagamentos da empresa no exterior. O destino final dos repasses seriam contas na Suíça, a partir de financeiras localizadas nos Estados Unidos.

“Repudiamos, com veemência, a tentativa de setores da oposição de, sem quaisquer elementos, buscar associar a investigação e as medidas cautelares determinadas pela Justiça Federal em relação ao publicitário João Santana e a campanha eleitoral da presidenta Dilma Rousseff”, acrescenta Caetano.

João Santana coordenou as duas campanhas da presidenta Dilma Rousseff, em 2010 e 2014, e a campanha de reeleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2006. Após a operação ser deflagrada, o juiz federal Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, determinou o bloqueio das contas pessoais e das empresas de Santana e de Mônica Moura.

No comunicado, Flávio Caetano informa que “o próprio delegado federal” que apresenta as medidas cautelares desta etapa da Lava Jato “afirma literalmente que, em relação aos pagamentos feitos pelo préstimo de serviços de João Santana para a campanha eleitoral da atual presidente da República Dilma Rousseff (2010 e 2014), ‘não há, e isso deve ser ressaltado, indícios de que tais pagamentos estejam revestidos de ilegalidades'”. O relatório da PF foi citado pelo juiz federal Sérgio Moro ao deferir o pedido de prisão de Santana e de sua mulher, Mônica Moura.

Fonte: Agência Brasil

COMENTE AQUI

Sérgio dias  22/02/2016

Claro que foram legais, dar-se entrada no TRE/TSE e pronto. Mas pelas investigações o dinheiro veio do Petrolão . O que se discute é a ilegalidade do dinheiro que abasteceu as campanhas e não a aprovação da contabilidade . Pelo que se ver o PT fez do TRE/TSE uma verdadeira lavanderia. O ler o - ler o do PT já cansou. - Responder

Paulo  22/02/2016

Tudo Santo! João Santana, ainda estar fazendo publicidade queria se colocar a disposição para evitar a prisão, já era tarde! por que não fez antes ? - Responder

Val Lima  23/02/2016

A PF suspeita q houve vazamento da operação, por isso ele se antecipou oferecendo a quebra do sigilo fiscal e bancário, fato q aconteceria de qualquer forma...Foi uma jogada do advogado ...procurando preparar o terreno para uma eventual defesa alegando q o s clientes colaboravam com a justiça.... Por tanto não havendo necessidade de Prisão.... - Responder

Em rede social, governador do RN anuncia que salário será antecipado

Robinson-FariaO governador do Rio Grande do Norte Robinson Faria usou uma rede social nesta segunda-feira (1º) para anunciar que o pagamento dos salários de janeiro dos servidores públicos estaduais serão antecipados. Antes previstos para serem pagos nos dias 29 e 30 do mês passado, o governo chegou a confirmar que só pagaria os vencimentos de janeiro nos dias 4 e 5 deste mês. Agora, segundo Robinson, os pagamentos serão feitos nos dias 3 (para aposentados e pensionistas) e 4 (servidores ativos).
“Uma boa notícia aos servidores: conseguimos antecipar o pagamento dos salários com relação ao que divulgamos na semana passada. Com isso, os servidores inativos e pensionistas vão receber nesta quarta, dia 03, e os ativos na quinta, dia 04. Garantindo que todos estejam com salários no bolso antes do Carnaval!”, postou o governador em perfil no Instagram.
“O pagamento dos servidores nos primeiros dias do mês subsequente, conforme previsto em lei, garante o salário integral de todo o funcionalismo. A medida foi necessária em virtude da crise econômica que afeta o país, especialmente os estados mais dependentes das transferências da União”, justifica a Secretaria de Planejamento e Finanças (Seplan).
Ainda de acordo com a Seplan, “o Rio Grande do Norte sentiu o impacto da queda acentuada dos repasses federais, em especial royalties, Fundo de Participação dos Estados (FPE) e ICMS. As frustrações nas receitas chegaram a R$ 613 milhões em comparação ao orçamento previsto para o exercício de 2015. Somente de royaties o Governo deixou de receber 45,38% dos recursos previstos no ano passado. No FPE a frustração real chegou a 7,39% e continua em 2016 com previsão negativa já anunciada de 15,7% a menos do que o valor transferido pela União em janeiro do ano passado”.
“É importante ressaltar que em janeiro de 2015 o FPE já foi menor do que no mesmo mês de 2014. No comparativo entre 2015 e 2014, a queda na Receita Líquida do Tesouro chegou a 7,2%”, acrescentou o secretário Gustavo Nogueira.

COMENTE AQUI

João Paulo  01/02/2016

Não é antecipação, é atraso de 3 e 4 dias respectivamente. - Responder

Ari  01/02/2016

Não é nem um favor, trabalhamos e temos que receber, não tivemos nenhum reajuste salarial com o sr. e sua equipe juntamente com a alta cúpula. E antecipou apenas um dia dos 5 dias de atraso. - Responder

marcos  01/02/2016

Por lei o pagamento devera ser efetuado ate o 5(quinto) dia util do mes subsequente ao mes trabalhado. - Responder


+ Ver todos os comentários

Estados querem cobrar de planos de saúde por pacientes atendidos no SUS

Em meio à crise na área de saúde, que atinge o Rio de Janeiro e outros estados, os governadores fizeram pedidos para tentar aumentar seus recursos. Eles solicitaram um reajuste na tabela do Sistema Único de Saúde (SUS), para que a União repasse valores maiores por atendimento. Pediram ainda mudança na legislação para que passe para estados e municípios a possibilidade de cobrar os planos de saúde por atendimento de segurados na rede pública. Atualmente, só a União pode fazer essa cobrança.

— Cada vez mais as pessoas se socorrem à rede pública e isso sobrecarrega muito a gente, num momento de queda de receita, inclusive diminuindo repasses para a saúde. Podemos fazer essa cobrança dos planos de saúde, que hoje é feita pelo governo federal, mas não é feita fortemente, e passar essa cobrança para estados e municípios pode ser nova fonte de receita para estados — disse o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão.

— Hoje, em média, em um hospital grande 20% dos pacientes têm seguro saúde. Quem está lucrando é a seguradora. Só a União pode cobrar e ela cobra mal — afirmou o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).

O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, não se comprometeu com esses itens. Ele ficou de conversar com o ministro da Saúde, Marcelo Castro, sobre o tema. Mas sinalizou concordância com a tese de se repassar a cobrança dos planos a estados e municípios.

Fonte: O Globo

COMENTE AQUI

Val Lima  28/12/2015

Nada mais justo..... - Responder

jlc  28/12/2015

nada mais justo, então quem tem plano de saúde e não usa o grande SUS, terá uma redução em taxas de impostos. Nada mais justo - Responder

Lutemberg  29/12/2015

Palhaçada isso. Afinal, quer queiram ou não os autores dessa insanidade, o SUS é bancado com o dinheiro advindo dos impostos de todos nós, inclusive, os que se vêem obrigados a arcar com os custos de um plano de saúde em razão da ineficácia do governo em prover uma assistência médica de boa qualidade. Então, no caso, quem paga plano de saúde será de forma indireta, bi-tributados, ou seja, pagamos impostos para manter o SUS, e se precisar eventualmente de atendimento na rede pública, terá que pagar de novo, por meio das operadoras que, com certeza, irão repassar o encargo para os clientes, aumentando as tarifas. Ou seja, não resolve nada e só piora. - Responder


+ Ver todos os comentários

Robinson Faria mantém meta de pagar funcionalismo em dia

robinsonO governador Robinson Faria continua firme no trabalho em prol do funcionalismo. Ele afirmou hoje, que mesmo no cenário de crise, está organizando as finanças do Governo do Estado para pagar o funcionalismo em dia.
“Eu espero terminar o ano com a folha em dia, diferente de estados outros estados considerados ricos, que estão com dificuldade em realizar os seus compromissos. Diariamente estamos contando e economizando cada centavo para honrar o pagamento do mês de dezembro. Isso foi uma grande vitória para o Rio Grande do Norte”, disse.
Robinson também rebateu as críticas que recebeu de opositores que, mantendo o discurso eleitoral, afirmavam que ele iria quebrar o estado antes do final do primeiro ano.
Realmente a gestão do governador vem se destacando com redução da criminalidade, diálogo com setores estratégicos para a economia, diálogo com servidores e esforços para manter a economia em dia.

COMENTE AQUI

caio fabio  16/12/2015

Usando os recursos do Fundo Previdênciário - Responder

Silva  16/12/2015

Tenho certeza que o governador enquanto sacava o dinheiro dos aposentados, fez caixa com o da arrecadação. Com essa convicção com que fala, é certeza! ele tá certo. Esse governo é responsável, até que me mostre o contrário. - Responder

FRASQUEIRINO  17/12/2015

Mande colocar o ponto eletronico digital em todos os orgaos de governo e ponha para fora os servidores publicos que nao trabalham. Mande fazer um levantamentp comparando a lotação do servidor vom o seu local de trabalho. Tera muitas surpresas. - Responder

Governo efetua pagamento de 91% dos servidores estaduais nesta sexta-feira; 9.377 servidores só dia 10 de setembro

As Secretarias de Estado do Planejamento e das Finanças (Seplan) e da Administração e dos Recursos Humanos (Searh) divulgaram o calendário de pagamento dos salários dos servidores estaduais relativo ao mês de agosto, que será da seguinte forma:

Nesta sexta-feira (29), ao meio dia, será creditado o pagamento de todos os servidores da Segurança, Saúde e Educação (inclusive UERN), bem como todos os servidores do DETRAN, IDEMA, DEI, JUCERN e IPEM, independente do valor do salário, que representam um total de 60.055 servidores;

Ainda ao meio dia da sexta-feira, recebem os servidores ativos e inativos das demais áreas que ganham até R$ 2 mil líquidos – que somam 33.409 servidores;

No dia 10 de setembro, quarta-feira, ao meio dia, serão creditados os salários dos servidores ativos e inativos que recebem acima de R$ 2 mil líquidos – 9.377 servidores no total.

93.464 servidores receberão o pagamento dentro do mês, o que equivale a 91% da folha do Estado.

Os outros 9% (9.377 servidores) receberão no dia 10 de setembro.

COMENTE AQUI

Luiza Rocha  27/08/2014

Realmente ela foi eleita para desgovernar o RN. Não tem compromisso com o funcionalismo nem com os pensionistas. Bom que está terminando. Não deixará saudade. - Responder

FRASQUEIRINO  28/08/2014

A MANCHETE DO BLOG DEVERIA SER: VENCIMENTOS DO MÊS DE AGÔSTO DO FUNCIONALISMO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SERÁ PAGO COM ATRASO. NÃO IMPORTA SE É 10%, 2% ou mesmo 0,1%. VÃO RECEBER NO DIA 10 DE SETEMBRO! NÃO PAGOU ATÉ O ÚLTIMO DIA DO MÊS QUE O SERVIDOR TRABALHOU É ATRASO. EU GOSTARIA DE SABER QUAL O CRITÉRIO ESTABELECIDO PELA GOVERNADORA PARA ESCOLHER QUAIS AS CATEGORIAS |QUE VÃO RECEBER AMANHÃ, ÚLTIMO DIA ÚTIL DO MÊS. - Responder

Raquel  31/08/2014

BG, gostaria que você divulgasse que o Governo está faltando com a verdade no que tange ao pagamento dos servidores da educação. Porque, de acordo com as informações divulgadas, os servidores desta área, independentemente do salário, receberiam dia 29, mas não é o que está acontecendo com os aposentados, pelo menos os da educação. Desde o mês passado nossa querida Governadora só paga na data correta os servidores da ativa e tem deixado para segundo e último plano os professores aposentados, certamente porque eles não podem mais fazer greve. REVOLTANTE. Isso aconteceu com minha mãe e com todas as suas colegas aposentadas, que por apenas poucos reais ganham mais que R$ 2 mil por mês. - Responder


+ Ver todos os comentários

Pagamento dos servidores estaduais começa nesta quinta-feira; 9% só dia 8 de agosto

As Secretarias de Estado do Planejamento e das Finanças (Seplan) e da Administração e dos Recursos Humanos (Searh) divulgaram o calendário de pagamento dos salários dos servidores estaduais relativo ao mês de julho, que será da seguinte forma:

Nesta quinta-feira (31) será creditado o pagamento de todos os servidores da Segurança, Saúde e Educação (inclusive UERN), bem como todos os servidores do DETRAN, IDEMA, DEI, JUCERN e IPEM, independente do valor do salário, que representam um total de 60.055 servidores;

Ainda na quinta-feira, a partir do meio-dia, recebem os servidores ativos e inativos das demais áreas que ganham até R$ 2 mil líquidos – que somam 33.409 servidores;

No dia 08 de agosto, sexta-feira, serão creditados os salários dos servidores ativos e inativos que recebem acima de R$ 2 mil líquidos – 9.377 servidores no total.

93.464 servidores receberão o pagamento dentro do mês, o que equivale a 91% da folha do Estado.

Os outros 9% (9.377 servidores) receberão no dia 08 de agosto.

COMENTE AQUI

Frasqueirino  30/07/2014

Independente de valor o ATRASO DOS SALARIOS CONTINUA. FORA ROSALBA. - Responder