Ibope incluirá nome de Flávio Rocha a partir das próximas pesquisas para Presidência

FLA8685 SÃO PAULO 03/08/2016 ECONOMIA FLÁVIO ROCHA Flávio Rocha, presidente da Riachuelo durante entrevista na Tv Estado. FOTO JF DIORIO /ESTADÃO

O Ibope incluirá nas próximas pesquisas de intenção de votos o nome do potiguar Flávio Rocha, presidente da Riachuelo.

O empresário tem o apoio do MBL, mas ainda não avançou nas negociações com partidos. No PSDB, inclusive o grupo de Fernando Henrique Cardoso, é avesso ao perfil dele.

Apesar disso, o próprio FHC decidiu testar o nome de Rocha depois que a Globo deu a Luciano Huck o ultimato sobre seu projeto presidencialista. Huck reafirmou que não será candidato.

COMENTE AQUI

Olho Vivo  17/02/2018

Oh desespero grande. Tão procurando outro milionário igual Dória em São Paulo. - Responder

Osvaldo  17/02/2018

O Hugh não aguentou uma denúncia, vamos esperar. - Responder

Rafael  17/02/2018

Será que ele tem mais de 50 votos ? - Responder


+ Ver todos os comentários

BG e Consult vão fazer as primeiras pesquisas de 2016 em Natal, Mossoro, Parnamirim e Caicó

MarcaBlogBG

O BlogdoBG mais uma vez, em parceira com o instituto de pesquisas Consult, sai a frente e vai ser o primeiro veículo a publicar pesquisas de avalização eleitoral e administrativa em 2016. E não para por aí. O BG vai trazer números de pesquisas de três das principais cidades do RN, além da capital. A Consult vai as ruas de Caicó, Parnamirim, Mossoró e Natal.

As pesquisas serão publicadas entre os dias 15 e 28 de fevereiro no BlogdoBG e no Programa Meio Dia Cidade da Rádio Cidade (94 FM).

Durante a pesquisa serão levantados números da corrida eleitoral tanto para as prefeituras, quanto para as Câmaras Municipais, além de avaliações das gestões e pesquisas de opinião sobre temas polêmicos.

COMENTE AQUI

Claudinho  02/02/2016

Por favor, coloquem a opção "NENHUM" . - Responder

Atleta  02/02/2016

Na pesquisa vamos ter 06 pré-candidatos, Mineiro vai ficar em sétimo lugar! Rsrsrsr - Responder

Juliana  02/02/2016

Currais Novos também, por favor. - Responder


+ Ver todos os comentários

Ao menos 9 pesquisas serão divulgadas nesta semana

Na reta final da campanha, pelo menos nove pesquisas eleitorais para presidente serão divulgadas nesta semana. Os levantamentos foram registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pelos Institutos Ibope, Datafolha, Vox Populi e Sensus. A pesquisa Ibope/Estadão/Globo deve ser divulgada às 18 horas de quinta-feira (23). Devem ser entrevistados 3.010 eleitores e o número do registro é BR-01168/2014. O instituto também deve divulgar um levantamento no sábado, véspera da eleição.

Já o Datafolha deve divulgar quatro pesquisas esta semana. Uma prevista para hoje, com 4.400 eleitores, registrada sob o protocolo BR-01140/2014. Outro levantamento terá período de coleta na terça-feira (21) e pode ser divulgado a partir do fim do dia pelo contratante, o jornal Folha de S. Paulo. O número de entrevistas também é 4.400. A sondagem foi protocolada sob o registro BR-01160/2014.

O terceiro levantamento do Datafolha, que deve ser divulgado na quinta-feira (23), tem período de coleta no mesmo dia e foi contratado pela Rede Globo e pelo jornal Folha de S.Paulo. A previsão é de 9.978 eleitores entrevistados. O número de protocolo é BR-01162/2014. O instituto, assim como o Ibope, também divulgará uma pesquisa no sábado. O Vox Populi tem duas pesquisas previstas. Uma na noite desta segunda-feira, com 2.000 eleitores entrevistados entre 18 e 19 de outubro, contratada pela Rede Record. O registro é BR-01136/2014. Outra deve ser feita e divulgada no sábado (25) com o mesmo número de eleitores e o mesmo contratante. O registro é BR-01185/2014.

A Corte eleitoral recebeu ainda o registro de sondagem a ser feita pelo Instituto Sensus, com coleta prevista entre terça (21) e sexta-feira (24). Com 2 mil entrevistas, a pesquisa deve ser divulgada pela revista IstoÉ, a partir de sexta. O protocolo é BR-01166/2014. Ibope e Datafolha também podem divulgar levantamentos para governador em diversos Estados. Pelo Ibope, estão previstas sondagens no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Goiás, Distrito Federal, Roraima, Amapá, Amazonas, Paraíba, Mato Grosso do Sul, Acre, Ceará, Pará e Rio Grande do Norte. Pelo Datafolha, as pesquisas devem abranger Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Ceará e Distrito Federal.

fonte: Estadão Conteúdo

COMENTE AQUI

ELEIÇÕES 2014: Duas pesquisas serão divulgadas neste sábado no RN

Mais duas pesquisas, registradas ontem (8), e programadas para divulgação no sábado (13), prometem chamar a atenção dos eleitores potiguares.

As pesquisas foram realizadas pela Consult, encomendada pelo Jornal de Hoje, no valor de 15 mil reais, com mil entrevistados, e pelo Item, encomendada pelo blog do jornalista Heitor Gregório, no valor de 22 mil e 200 reais, com 1.657 entrevistas.

COMENTE AQUI

Ionele  18/10/2014

Nunca na minha vida eu fui procurada por uma pesquisa! Alguém pode me dizer aonde esses pesquisadores andam? - Responder

Paulo Roberto  09/09/2014

Sinceramente não confio nessas pesquisas, ouvi falar que tem candidato comprando pesquisa e tudo mais. O mais importante de se ouvir é as pesquisas das ruas, perguntem aos seus amigos e vizinhos e vejam quem está na frente, essa sim é uma pesquisa confiável. Quanto a esse Heitor, isso é um vendido, baba ovo de político e sem credibilidade. - Responder

Eleições 2014: Robério Paulino cobra do MP Eleitoral fiscalização em pesquisas

Candidato ao Governo do Estado pelo Psol, Robério Paulino provocou o Ministério Público Eleitoral a tomar providências a respeito das pesquisas eleitorais. Para o socialista, as sondagens estão viciadas e provocam o desequilíbrio do pleito.

“Entramos com uma representação no Ministério Público Eleitoral pedindo fiscalização nas pesquisas”, explicou Robério Paulino.

O candidato acrescentou ainda que esta semana estará novamente com o promotor eleitoral para discutir a questão das pesquisas. “Vamos cobrar um posicionamento”, destacou.

Com relação à campanha, Robério Paulino afirmou que está tendo um rápido crescimento.

Outro aspecto do pleito destacado pelo socialista é a conquista de apoio de jovens. “Sei que é uma campanha de Davi contra Golias, mas temos mais de mil estudantes universitários que vão fazer campanha para nós de forma voluntária”, relatou.

O candidato esteve em Mossoró e Assu na última semana. Visitou escolas e hospitais onde manteve conversa com eleitores. “Só em Mossoró, conversamos com mais de três mil pessoas”, destacou.

Fonte: O Mossoroense

COMENTE AQUI

Sergio Nogueira  20/07/2014

Verdade. Um partido tão representativo, tão avesso as manifestações que atrapalham a vida de milhares de pessoas e de toda a cidade, tão presente com soluções aos problemas de Natal, só perde a eleição se as pesquisas forem viciadas. Duvido que esse Roberto não esteja na frente e para prejudicá-lo todos os institutos desvirtuam as respostas dadas pelos eleitores. - Responder

Últimas pesquisas trazem resultados parecidos para o pleito de prefeito

A pesquisa Pesquisa Consult/BlogdoBG/98FM/JH é a mais completa já realizada em Natal até o momento. E ela traz um resultado que não contrasta com o cenário apresentado por outras pesquisas mais recentes. Em todas Carlos Eduardo está à frente com uma boa diferença. Por outro lado, a comparação entre elas mostram também um crescimento considerável de Hermano Morais (PMDB), o que pode ser justificado pela entrada forte do senador Garibaldi Alves em sua campanha. Há 10 dias,  a diferença passava dos 40 pontos percentuais

Na pesquisa estimulada, na qual os entrevistados tem acesso a uma lista com os nomes dos candidatos, a pesquisa encomendada pelo Blog do BG manteve a liderança de Carlos Eduardo com 48.17% das intenções de voto. Na pesquisa do Ibope, contratada pela TV Cabugi, ele fica nos 44%.

A ordem dos demais é que muda um pouco. O segundo lugar para ambas é de Hermano, mas o terceiro lugar, segundo a Consult, está com : Rogério Marinho (8.06%) e em seguida vem Fernando Mineiro  (5.06%) Para o Ibope a ordem é inversa:  Mineiro aparece na frente com 5% e Marinho logo atrás com 4%.

A pesquisa Tribuna/Certus, divulgada no último sábado, 6, traz o mesmo quadro apresentado pela pesquisa Consult/BlogdoBG/98FM/JH, mas com uma distância bem maior entre Carlos Eduardo e Hermano. A Tribuna do Norte apresentou uma diferença de 36 pontos percentuais entre os dois, enquanto a Consult traz apenas 30.

Em pesquisas anteriores a estas, aparecem ainda algumas diferenças razoáveis entre os principais candidatos. Em todas, Carlos Eduardo aparece como lider de intenção de votos. Mas os percentuais e a diferença entre eles diverge muito. Confira todas as últimas cinco pesquisas na íntegra:

 

CONSULT
Carlos Eduardo (PDT) – 48%
Hermano Morais (PMDB) – 17%
Rogério Marinho (PSDB) – 8%
Fernando Mineiro (PT) – 5%
Nenhum – 7,8%
Não sabe dizer – 11%
IBOPE
Carlos Eduardo (PDT) – 44%
Hermano Morais (PMDB) – 19%
Fernando Mineiro (PT) – 5%
Rogério Marinho (PSDB) – 4%
Em branco ou nulo – 17%
Não sabe – 10%

CERTUS

Carlos Eduardo (PDT)– 41,75%
Hermano Moraes (PMDB) –10,5%
Fernando Mineiro (PT) –  4,63%
Rogério Marinho (PSDB) – 3,75%
Indecisos – 25,37%
Nenhum – 12,63%

START
Carlos Eduardo (PDT) – 50,4%
Hermano Morais (PMDB) – 14,9%
Rogério Marinho (PSDB)- 10,7%
Fernando Mineiro (PT) – 6,5%
Robério Paulino – 0,6%
Não souberam responder – 4,7%.
PERFIL
Carlos Eduardo (PDT) –  37,7%
Hermano Moraes (PMDB) – 13,2%
Fernando Mineiro (PT) 5,1%
Rogério Marinho (PSDB) 3,7%
Indecisos 27,5%
Brancos nulos, 11,8%.

 

COMENTE AQUI

Carlos Eduardo é o candidato a prefeito nas capitais que tem maior vantagem do Brasil

Analistas políticos costumam divergir sobre a influência que as disputas eleitorais nos municípios podem ter sobre o quadro político nacional. Para alguns, as eleições locais envolvem apenas lógicas próprias da competição política em cada rincão. Para outros, porém, as eleições municipais – especialmente nas capitais – podem ser um indicativo da disposição do eleitorado para as próximas eleições presidenciais dois anos depois. No mínimo, porque os prefeitos eleitos estarão entre os principais cabos eleitorais no pleito seguinte, e podem usar seu peso em auxílio a seus aliados.

Se esta última avaliação for a que prevalece, o PSDB tem, neste início de disputa pelas prefeituras, o que comemorar. Levantamento do Congresso em Foco a partir das pesquisas mais recentes divulgadas em cada capital mostra uma vantagem dos tucanos na corrida eleitoral deste ano. Se os resultados das urnas repetirem o que mostram esses primeiros levantamentos, os tucanos farão pelo menos cinco ou seis prefeituras de capitais (porque há um empate com o PMDB em João Pessoa na Paraíba). Em segundo lugar, estarão o PSB e o PDT, cada um com três prefeituras. E o PT, apesar dos altos índices de popularidade da presidenta Dilma Rousseff, e de seu antecessor, o ex-presidente Lula, estará no comando de apenas duas capitais brasileiras. Mesmo número do PMDB (que pode ficar apenas com uma caso perca a disputa que está empatada com o PSDB em João Pessoa).

Congresso em Foco optou por considerar apenas as pesquisas mais recentes registradas nos Tribunais Regionais Eleitorais de cada estado, realizadas após a oficialização das chapas, no dia 5 de julho, uma vez que pesquisas mais antigas muitas vezes apontavam nomes que não se tornaram ao final candidatos. Em algumas capitais, não foram encontradas pesquisas com tal perfil. Assim, ficaram fora do levantamento Aracaju (SE), Boa Vista (RR), Florianópolis (SC), Macapá (AP), Palmas (TO), Rio Branco (AC) e Salvador (BA).

Veja aqui as pesquisas em cada capital

O PSDB lidera as pesquisas em Manaus (AM), com Arthur Virgílio; São Luís (MA), com João Castelo; São Paulo (SP), com José Serra; Teresina (PI), com Firmino Filho, e Vitória (ES), com Luiz Paulo Velloso Lucas. Cícero Lucena está em primeiro também em João Pessoa, empatado com José Maranhão, do PMDB.

De acordo com as pesquisas, o PSB está na frente em Belo Horizonte, onde o atual prefeito, Márcio Lacerda, tenta a reeleição; Cuiabá (MT), com Mauro Mendes, e Porto Velho (RO), com Mauro Nazif. O PDT encabeça as pesquisas de intenção de voto em Maceió (AL), com Ronaldo Lessa; Natal, com Carlos Eduardo Alves, e Porto Alegre, com o prefeito José Fortunatti.

O PT é líder em Goiânia (GO), com o prefeito Paulo Garcia, e em Recife (PE), com Humberto Costa. O PMDB, em João Pessoa (PB), com José Maranhão (empatado com o tucano Cícero Lucena), e com Eduardo Paes, que tenta a reeleição no Rio de Janeiro (RJ).

Os demais partidos que lideram pesquisas em capitais são: o Psol, com Edmilson Rodrigues, em Belém (PA); o PP, com Alcides Bernal, em Campo Grande (MS); o PSC, em Curitiba (PR), com Ratinho Junior, e o DEM, em Fortaleza (CE), com Moroni Torgan.

Em Natal, a maior vantagem

Em Natal, encontra-se a maior vantagem anotada. Na pesquisa realizada pelo Instituto Consult, encomendada pelo Sindicato da Construção Civil do Rio Grande do Norte, o candidato do PDT, Carlos Eduardo Alves, aparece com 57,8% das intenções de voto. Seu adversário mais próximo, Rogério Marinho, do PSDB, tem apenas 8,3%.

No Rio de Janeiro, o prefeito Eduardo Paes, do PMDB, também aparece com grande vantagem para tentar a reeleição. De acordo com a pesquisa feita pelo Datafolha, ele tem 54%. Quem mais se aproxima dele é Marcelo Freixo, do Psol, com 10%.

Maior disputa é na Paraíba

João Pessoa, a capital da Paraíba, é a única capital em que a pesquisa mais recente registra rigoroso empate. José Maranhão, do PMDB, e Cícero Lucena, do PSDB, aparecem ambos com 27% das intenções de voto, de acordo com a pesquisa do Instituto Ipespe. Em seguida, vem o petista Luciano Cartaxo, com 12%. Manaus também é uma eleição apertada, com vários candidatos com chances reais de vitória, de acordo com a pesquisa. Segundo o Instituto Perspectiva, Arthur Virgílio lidera com 23%, seguido por Vanessa Graziottin, do PCdoB, com 20%. Serafim Correia, do PSB, está colado nela, com 18%. E Henrique Oliveira, do PR, não muito atrás, com 12%.

Em São Paulo, José Serra, do PSDB, tem 30%, mas o candidato do PRB, Celso Russomano, está próximo, com 26%. Em Curitiba, Ratinho Júnior lidera com 27% e é seguido de perto por Gustavo Fruet (PDT) e Luciano Ducci (PSB), ambos com 23%.

COMENTE AQUI

Marina Martins  30/07/2012

caro amigo carlos eduardo eu esto a sua desposiçao para ajudalo nesta campanha  aqui no loteamento boa esperança bairro lagoa azul na zona norte estamos aguardando sua vizita e confiamos em vc pois a unica jestão  que mostro que pode ajuda natal foi vc meu caro amigo caso queira minha ajuda me ligue que estarei a sua desposisão e minha familha vizinhos  e amigos te aguardao meu n;88343168 O Fixo e 33224779 estarei  aguardando  seu contato - Responder

Desaprovação de Micarla recua, mas prefeita só alcança 1,7% da intenção de votos

A desaprovação da prefeita Micarla de Sousa recuou para 88,8, ante 91,6 registrado no início  As informações são do levantamento Sinduscon/Consult de março. Mas mudança favorável ainda não foi suficiente quando a pergunta é sobre intenção de votos. De acordo com a pesquisa, atual prefeita marcou apenas 1,7%.

O ex-prefeito Carlos Eduardo Alves lidera a pergunta estimulada com 42,5%. Depois dele, o quadro é o seguinte: Wilma de Faria tem 19,1%, Rogério Marinho cresceu de 6,8% para 8,1%; Hermano Morais passou de 3,6% para 4,4% e Fernando Mineiro passou 3,7% para 4,1%.
Albert Dickson foi o único depois de Micarla, com 0,4%.

A pesquisa foi registrada em 26/03, sob protocolo RN 00009/2012 TSE-TER. A margem de erro é de 3%.

 

COMENTE AQUI

Zika pode ter relação com outras complicações congênitas, dizem pesquisadores

aedesO vírus Zika pode estar associado a outras alterações congênitas, além da microcelafalia. É o que aponta mais um estudo feito por pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e do Instituto de Pesquisa Professor Joaquim Amorim Neto, Ipesq, na Paraíba.

Em coletiva de imprensa no campus do Fundão da UFRJ, na zona norte, os pesquisadores da instituição, Amilcar Tanuri e Rodrigo Brindeiro, explicaram que ao analisar o líquido amniótico e tecidos cerebrais de bebês, foi encontrada uma série de outros problemas no cérebro e em outros órgãos do bebê, incluindo lesões oculares.

Os bebês foram acompanhados em Campina Grande (PA). As amostras analisadas em laboratórios da UFRJ e da Fiocruz.

Dos oito fetos acompanhados durante a gestação, dois tinham o vírus no tecido cerebral e acabaram morrendo 48h depois do parto. Um deles não tinha microcefalia, mas o tecido cerebral estava severamente comprometido. Todos os bebês que sobreviveram tinham microcefalia e em dois deles foram encontrados Zika. O sangue dos outros quatro ainda serão analisados.

“A novidade da análise é que a infecção do vírus Zika no cérebro pode ter uma gama de alterações, desde implicações simples a alterações graves, como as lesões destrutivas que causaram a morte dos dois bebês”, disse Tanuri, que é especialista em genética de vírus. “Estamos tentando sistematizar uma síndrome congênita do Zika e tentar ajudar os colegas a identificá-la em outros casos”, afirmou.

Eles ressaltaram que os números de casos são muito pequenos e que há muito ainda a ser estudado, para que seja possível garantir causa e efeito entre Zika e microcefalia.

“Na história da medicina, todas essas doenças congênitas demoraram um longo tempo para serem desvendadas”, comentou Tanuri. Ele disse que, até o momento, a estimativa é que haja de dois a cinco bebês com microcelafalia a cada 100 grávidas infectadas com Zika.

Para os pesquisadores, o estudo é importante para lançar luz sobre o problema para pesquisadores no Brasil e pelo mundo. “Precisamos formar um padrão. O próximo passo será estudar como o Zika agride o tecido cerebral.”

Outra descoberta foi que todos os vírus que circulam na América Latina são idênticos, com base no sequenciamento do genoma do Zika a partir do líquido amniótico de um feto.

“É mais uma pecinha que se encaixa nesse quebra-cabeça, para indentificarmos ou não a causalidade do vírus no cérebro”, disse Brindeiro.

Um fato que surpreendeu os pesquisadores foi a constatação da permanência do vírus durante toda a gestação nos dois bebês que acabaram morrendo após o parto.

“O vírus permaneceu no bebê, agredindo o sistema nervoso da criança. Isso foi bem impressionante”, relatou Tanuri.

Os pesquisadores lamentaram a falta de recursos para tocar os estudos.”Estamos fazendo um sacrifício sobre-humano, as verbas estão cada vez mais curtas e essa epidemia bateu no Brasil em uma hora muito ruim”, destacou o virologista.

Fonte: Agência Brasil

COMENTE AQUI

Aldo  15/02/2016

Campina Grande - PA?????? No pará tem uma campina grande tb? Putz!!! - Responder

Carvalho  15/02/2016

Tem cientista que diz que não se pode descartar nenhuma hipótese sobre microcefalia Quero só ver o que os incompetentes PTistas irão dizer se no final ficar comprovado que o PesTicida pyriproxifen causou a microcefalia. Aliás, esse produto é fabricado pela Monsanto (aquela empresa demonizada pelos selvagens do MST). Em falar em coisa ruim, por que será que o Movimento não foi protestar na frente do Palácio do Planalto? - Responder

IBOPE dá Dilma com 54% contra 46% de Aécio em votos válidos; DataFolha 53% a 47% a candidata do PT

Untitled-2 Untitled-3Reprodução: Twitter O Globo

IBOPE

Pela primeira vez em uma pesquisa eleitoral do segundo turno das Eleições 2014 e a três dias da votação, a candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) aparece à frente do senador Aécio Neves (PSDB) fora da margem de erro na corrida à Presidência. Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (23) mostra a presidente com 49% das intenções de votos e o tucano com 41%.

Os votos brancos e nulos totalizam 7% e os eleitores indecisos somam 3%. Na última pesquisa Datafolha, divulgada há oito dias, Dilma aparecia com 43% da preferência do eleitorado, enquanto o tucano tinha 45%. Eles estavam tecnicamente empatados dentro da margem de erro, que era de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Considerando apenas os votos válidos, ou seja, sem brancos, nulos e eleitores indecisos, Dilma também está na frente de Aécio: 54% a 43% da preferência. Na pesquisa anterior, Aécio tinha 51% contra 49% da presidente, o que também configura empate técnico.

O Ibope ouviu 3.010 eleitores para fazer a pesquisa, que tem margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, e nível de confiança é de 95%. Encomendado pela TV Globo e o jornal O Estado de S.Paulo, o levantamento foi registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-01168/2014.

DATAFOLHA

A presidente Dilma Rousseff (PT) permanece na frente de Aécio Neves (PSDB) na corrida à Presidência da República, mas o cenário é de empate técnico. Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (23) mostra a candidata à reeleição com 48% das intenções de voto totais e o tucano totaliza 42%.

Essa é a primeira vez em que os dois não estão empatados tecnicamente. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Os brancos e nulos são 5%, e os indecisos somam 5%. Na pesquisa anterior, divulgada ontem, Dilma tinha 47% das intenções de voto e Aécio, 43%. Brancos e nulos eram 6%, e indecisos chegavam 4%.

Considerando apenas os votos válidos, Dilma atinge 53% do total e Aécio soma 47%. Ontem, o instituto mostrou que a vantagem de Dilma era de quatro pontos: 52% a 48%.

O Datafolha também investigou a avaliação do governo Dilma. De acordo o levantamento, 44% julgam a administração petista “boa ou ótima”, ante 42% do levantamento anterior.

A pesquisa mostra também que 41% dos eleitores afirmam que não votam em Aécio “de jeito nenhum”. Em duas semanas, a rejeição do tucano subiu 7 pontos. Já a taxa de rejeição de Dilma está em 37% —6 pontos a menos do que o registrado há duas semanas, quando era de 43%.

A pesquisa ouviu 9.910 eleitores entre a última quarta-feira (22) e quinta-feira (23) em 400 cidades do País. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-01162/2014.

Com informações de texto do R7

COMENTE AQUI

Pedro Eneas  23/10/2014

A viola foi para o saco... Dá-lhe Dilma!!!!! - Responder

Pedro Eneas  23/10/2014

Dá-lhe Dilma!!!!!! - Responder

Berg  23/10/2014

Bruno, e a do INSTITUTO VERITA? Me socorra. - Responder


+ Ver todos os comentários

2º Turno – Eleições RN: Sem registro de pesquisas até o momento

Após uma série de críticas aos resultados divergentes, até agora nenhum instituto de pesquisa registrou junto ao Tribunal Regional Eleitoral a vontade de sondar as intenções de voto neste segunda turno das eleições.

Para que uma nova pesquisa seja realizada, antes de sair às ruas com os questionários, os institutos precisam registrar os detalhes, metodologia, universo da amostragem, mas se estranha que ninguém tenha feito nada até agora, faltando 18 dias para as eleições. Seria medo do “efeito pesquisa” que tanto atrapalhou no primeiro turno?

COMENTE AQUI

RICARDO PONTES  09/10/2014

MAIS ESSES INSTITUTOS QUE FIZERAM ESSAS PESQUISAS TODAS FORAM MENTIROSAS AI QUEM VAI ACREDITAR NISSO MAIS PESQUISA SÓ NO DIA DE VOTAR E DEPOIS DO RESULTADO - Responder

Duas pesquisas foram registradas no TRE-RN e saem nesta semana

Segundo o Blog de Rodrigo Loureiro, o Seta Instituto de Pesquisa registrou mais duas pesquisas junto ao TRE/RN. A entrevista sob o número de protocolo RN-00013/2014, foi contratada pelo jornal Gazeta do Oeste, voltada para a intenção de votos dos eleitores de Mossoró. Na ocasião, entrevistou 600 eleitores entre os dias 16 e 17 de Agosto e terá seu resultado divulgado na quinta-feira (21).

Já a segunda pesquisa, sob protocolo RN-00014/2014, foi contratada pelo Nominuto, para medir as intenções de votos da população de Natal. Na ocasião, entrevistou 800 eleitores, também entre 16 e 17 de Agosto e seu resultado está previsto para sair sexta-feira (22).

COMENTE AQUI

TRE suspende divulgação da pesquisa Ibope para prefeito de João Pessoa

A nova pesquisa do Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística) com os candidatos a prefeito de João Pessoa, que seria divulgada na noite desta sexta-feira (21), foi suspensa pelo juiz Márcio Accioly, do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba.O juiz entendeu que a pesquisa “apresenta vícios insanáveis que comprometem a sua divulgação”.

De acordo com a assessoria do juiz, a decisão já foi encaminhada para Secretaria Judiciária, que enviará determinação à juíza Túlia Gomes, da 70ª Zona Eleitoral, para que o Ibope e o Sistema Paraíba de Comunicação, sejam notificados sobre a proibição da divulgação da pesquisa. A divulgação aconteceria pela afiliada da Rede Globo de Televisão, a TV Cabo Branco, em João Pessoa.

A ação foi impetrada pela coligação “Pra Seguir em Frente”, que tem Estela Bezerra (PSB) como candidata a prefeita, sob a alegação de que a pesquisa não constou com seu nome em nenhuma das simulações de um eventual segundo turno. O recurso foi movido após a juíza Túlia Gomes ter negado, em primeira instância, seguimento a liminar que pedia a suspensão da pesquisa.“Eu vi fundamento para acatar a liminar, a pesquisa não traria prejuízo a nenhum dos candidatos”, justificou a juíza.

Da decisão monocrática do juiz Márcio Acioly ainda cabe recurso ao Pleno do TRE-PB.

Já em Natal, o IBOPE divulgará hoje (21), o resultado das pesquisas de intenção de voto para a Prefeitura de Natal. Até agora não apareceu nenhuma decisão judicial contra as pesquisas na capital do estado.

COMENTE AQUI

Consult: Larissa tem 15% de vantagem sobre Cláudia Regina

A segunda pesquisa eleitoral Blog do Carlos Santos/Instituto Consult – na campanha sucessória mossoroense de 2012 – está pronta.

O trabalho de campo foi realizado entre os dias 3 e 4 deste mês, ou seja, sexta-feira e sábado últimos, ouvindo 600 pessoas. Foi registrada no dia 1º de agosto (quarta-feira),  no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), sob o número 00044/2012. Sua margem de erro é de 3,6 pontos percentuais.

Segundo o Instituto Consult, a deputada estadual Larissa Rosado (PSB) mantém o primeiro lugar no “rally” à Prefeitura de Mossoró.

Na pergunta “Estimulada” (quando o leitor é apresentado aos nomes dos candidatos), ela empalma 47,17% pontos percentuais contra 31,33% da vereadora Cláudia Regina (DEM), disputante governista. A maioria da parlamentar estadual sobre sua adversária é de 15,84%.

Em julho, na primeira pesquisa divulgada no dia 9, com entrevistas feitas entre os dias 3 e 4 daquele mês, os números revelavam 46% para Larissa e 28% para Cláudia Regina. Uma maioria de 18 pontos percentuais para Larissa Rosado, que foi reduzida 2,16 pontos percentuais pela contendora.

Os demais concorrentes têm presença modestíssima nesta pesquisa, como fora na passada. Veja abaixo os números das duas pesquisa na Estimulada:

ESTIMULADA (7 de Agosto de 2012):

Larissa Rosado (PSB) – 47,17%
Cláudia Regina (DEM) – 31,33%
Raimundo Nonato, “Cinquentinha” – (Psol) – 0,83%
Josué Moreira (PSDC) – 0,67%
Ednaldo Calixto (PRTB) – 0,50%
Nenhum – 7,67%
Não Sabe Dizer – 11,83%.

ESTIMULADA (9 de Julho de 2012):

Larissa Rosado (PSB) – 46%
Cláudia Regina (DEM) – 28%
Cinquentinha (Psol) – 1%
Josué Moreira (PSDC) – 0,17%
Ednaldo Calixto (PRTB) –
Nenhum – 8,17%
Não Sabe Dizer (Indeciso) – 16,50%.

Fonte: Blog Carlos Santos

COMENTE AQUI

Micarla de Sousa e Carlos Eduardo: situações cristalizadas

 

Mesmo estando a cerca de quatro meses das eleições, a prefeita Micarla de Sousa, que oficialmente ainda não se pronunciou sobre a reeleição, já está com uma candidatura totalmente comprometida e sem condições de vitória. A situação dela já está cristalizada. As últimas pesquisas revelam isso. Não se trata de uma análise mal feita, de erro de um instituto ou de números equivocados. As últimas três pesquisas divulgadas pelos institutos de pesquisa Perfil, Consult e Certus apontam exatamente as mesmas situações. Ainda mais numa administração sem credibilidade como é a dela.

A prefeita Micarla está com a administração desacreditada entre a população de Natal. Ninguém acredita na gestão. Nas três pesquisas, ela tem a administração com reprovações superiores a 90%. Para ser mais exato, na pesquisa Perfil/Nominuto ela aparece com desaprovação de 93,4%, na Certus/Nominuto com 91,44% e na Consult/Sinduscon com 92,3%.

Isso, fora a rejeição dela que é superior a 70% em todas as três pesquisas também. Na Perfil/Nominuto 74,3% dos entrevistados não votam nela de forma alguma, na Certus/Nominuto a média de rejeição se mantém com 75,5% e na Consult/Sinduscon cresce para 82,5%.

A situação de Micarla é algo cristalizado e ponto final. Ela pode até querer manter a candidatura, mas uma possível candidatura seria mantida apenas para ela ter um palanque eleitoral com o objetivo único de rebater e defender sua gestão perante o que o ex-prefeito Carlos Eduardo Alves vai falar e pra ela defender suas proprias ações e deixar um “legado” para possíveis candidaturas futuras.

Já a situação de Carlos Eduardo é oposta. Ampla vantagem para os demais candidatos. Aliança com o partido que tinha a segunda maior intenção de voto nas pesquisas eleitorais. A situação de Carlos Eduardo só muda se ele se tornar inelegível ou o candidato demostrar na campanha sua habitual prepotência e pouco trato com as pessoas.

Nas mesmas três pesquisas que mostram a péssima avaliação da Borboleta, Carlos Eduardo aparece com possibilidade de vitória ainda em primeiro turno. Na Perfil/Nominuto ele lidera isolado as intenções de voto com 58% da preferência do eleitorado, na Certus/Nominuto ele dispara com 59,3% e na Consult/Sinduscon mantém a média com 59,2%. A situação dele também é cristalizada. Não muda nas pesquisas. Ele entra na disputa com uma candidatura com reais chances de vitória ainda em primeiro turno.

O blog diz sem medo de errar!

COMENTE AQUI

Pesquisa: Carlos Eduardo cai. Wilma, Felipe, Micarla e Mineiro sobem

O levantamento do Insituto Start divulgado nesta terça-feira pelo Portal Nominuto.com e a 96 FM, aponta, pela primeira vez, para a possibilidade de segundo turno na capital.

Se as eleições fossem hoje, Carlos Eduardo Alves, que aparece no levantamento estimulado com 41,8% das intenções de voto, teria 52,3% de todos os votos válidos (aqueles que não consideram nulo, brancos e indecisos).

Como a pesquisa tem margem de erro de 3,2%, o pedetista oscila entre 49,1% e 55,5% dos índices. É preciso ter 50% mais um voto para configurar maioria e vencer no primeiro turno.

O ex-prefeito da capital caiu em relação ao levantamento anterior, feito em janeiro e que apontava vitória inequívoca já em primeiro turno. Carlos recuou de 47,5% para os atuais 41,8%. Todos os demais candidatos tiveram variação dentro da margem de erro da pesquisa. (Compare ao fim da matéria os resultados de cada levantamento).

A pesquisa espontânea – quando os nomes dos candidatos não são apresentados – revela ainda que cresceu o número de eleitores que ainda não definiram seu voto, algo que deve ser revertido quando os programas eleitorais no rádio e televisão forem iniciados em agosto.

Na pesquisa de janeiro, os indecisos eram 58%; agora eles são 72,1%. A Start realizou 960 entrevistas entres os dias 2 e 4 de março em 33 bairros nas quatro zonas da capital (Norte, Sul, Leste e Oeste). A margem de erro é de 3,2% para mais ou para menos.

Confira os números do levantamento estimulado:

Janeiro      Março

Carlos Eduardo Alves            47,5%       41,8%

Wilma de Faria (PSB)           17,5%       18%

Rogério Marinho (PSDB)        8,8%         7,1%

Hermano Morais (PMDB)       4,8%         2,3%

Felipe Maia (DEM)                 2.4%        3,5%

Micarla de Sousa (PV)           2,2%        2,9%

Fernando Mineiro (PT)            1,1%        2,3%

Albert Dickson (PP)                  –            2%

Nominuto.com

COMENTE AQUI