“Eu enquadrei ele, ele tentou reação e eu passei o rodo”, diz adolescente, que confessou ter matado vigilante do IFRN

Reportagem do G1-RN nesta quarta-feira(12) choca pela frieza do “de menor”. A Polícia Civil conseguiu identificar e deteve um adolescente de 17 anos apontado como autor da morte do vigilante do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), Cabral Neto, na cidade de Apodi. O crime aconteceu na manhã dessa terça-feira (11) e, nesta quarta-feira (12), o adolescente confessou a autoria.  “Eu enquadrei ele, ele tentou reação e eu passei o rodo”, disse em depoimento.

Veja detalhes da reportagem aqui

COMENTE AQUI

Walter  13/04/2017

As leis não mudam porque os políticos só ficam se defendendo dos roubos que praticaram - Responder

Alldo  12/04/2017

Se fosse da minha família esse marginal ia ver o que eu ia fazer com o cabo do rodo, antes de ser enquadrado. - Responder

MB  12/04/2017

Os marginais não respeitam os direitos humanos dos trabalhadores, pais de família, mas nós temos que respeitar os deles? Por quê ? - Responder


+ Ver todos os comentários