Avaliada em US$ 1,88 trilhão, Apple supera o PIB do Brasil

Foto: Justin Sullivan/Getty Images

A Apple, maior empresa de capital aberto do mundo, agora é também mais valiosa do que o Brasil. Desde terça-feira, a gigante ultrapassou a marca de US$ 1,88 trilhão em valor de mercado. Em comparação, o Produto Interno Bruto do País foi de US$ 1,84 trilhão em 2019, o nono no ranking internacional, segundo o Banco Mundial.

Especialistas ouvidos pelo Estadão entendem que o resultado ilustra como a pandemia impulsionou empresas de tecnologia. “Existe toda uma cadeia de tecnologia que cresceu neste ano, como empresas de nuvem, de e-commerce e de interface de usuário”, diz Francine Balbina, analista de fundos internacionais da Spiti, do grupo XP Investimentos.

A empresa de Cupertino, portanto, é apenas a ponta da lança. “A Apple é sempre um ótimo termômetro de como está o setor de tecnologia”, diz Francine.

O último balanço, que reflete o desempenho durante a pior fase da pandemia do novo coronavírus, surpreendeu investidores e fez as ações se valorizarem 14% desde então – o papel fechou ontem a US$ 440.

Infomoney

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Pensando seriamente em abrir o capital de minha tenda na bolsa de valores de Noviórqui.

  2. Neco disse:

    Eu sei que não é uma comparação adequada, mas tem muito brasileiro que acredita que riqueza de um país é dádiva da natureza, e não fatores como inovação, produtividade e liberdade econômica.

    • Ciço disse:

      E claro que é pq uma empresa pode quebrar da noite pro dia… já a natureza tá aí. O que faz a riqueza é a natureza e o trabalho do homem. Desde que o mundo é mundo. Mas tem gente que acredita em fake.

    • Junior disse:

      Valor de mercado (acionário) é diferente de valor real (PIB). Parte do valor nas Bolsa de Valores é inflado de acordo com a demanda de papéis. Na verdade a maiorias das empresas com ações negociadas estão virtualmente quebradas. Se todos acionistas com ações preferenciais ou não vendessem seus títulos praticamente nenhuma empresa conseguiria bancar a compra destas ações. Por isso estão virtualmente a mercê de uma quebra geral.

    • Manoel disse:

      Riqueza quem produz é o trabalhador, o resto é balela, é virtual.
      Se viu agora o desespero pela ausência dos trabalhadores que sao quem realmente gera riqueza.

    • Delmas disse:

      Excelente comentário! Comungo da mesma opinião e aproveito aqui para recomendar a leitura do livro Por Que as Nações Fracassam.

COMENTE AQUI