Bolsonaro e advogado de Flávio fazem encontro fora da agenda no Alvorada

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) recebeu neste sábado, 21, no Palácio da Alvorada, o advogado Frederick Wassef, defensor do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), no caso das movimentações suspeitas apontadas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). A reunião não estava prevista na agenda pública de Bolsonaro. Wassef chegou na residência oficial da Presidência por volta das 11h30 e deixou o local depois das 14h.

Procurados, o Palácio do Planalto e a assessoria de Flávio não informaram o assunto da reunião. Em entrevista ao Estado, no começo de setembro, Wassef disse que há “uma campanha” em curso “para atingir o presidente da República”. “É uma campanha que não para e que começou antes mesmo de o Jair Bolsonaro sentar na cadeira”, declarou.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), visitou o Bolsonaro no Palácio da Alvorada nesta manhã. Maia permaneceu no local por menos de uma hora e tratou com o presidente sobre pauta de votações da Câmara para a próxima semana, segundo a assessoria do deputado.

Às vésperas da viagem de Bolsonaro para Nova York, onde discursará na abertura da Assembleia Geral da ONU, também estiveram no Alvorada neste sábado, 20, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e o assessor especial da Presidência para assuntos internacionais, Filipe Martins.

Na sexta-feira, 20, Bolsonaro disse que participará de um jantar com o presidente norte-americano Donald Trump. Ele disse ainda que não responderá, em seu discurso na ONU, a fundos de investidores que pediram em carta “ação urgente” para conter os “incêndios devastadores” na Amazônia.

Além deles, o médico da Presidência da República, Ricardo Camarinha, visitou o Bolsonaro na residência oficial. Ele tem acompanhado o presidente nos últimos dias para avaliar a recuperação após a cirurgia a que foi submetido no dia 8 de setembro.

A comitiva do presidente partirá de Brasília durante a manhã do próximo dia 23. O presidente deve discursar na abertura da Assembleia Geral da ONU, no dia 24. O retorno ao Brasil será no próxima quarta-feira, 25.

Estadão Conteúdo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Chicão disse:

    Ele poderia marcar uma entrevista para esclarecer o que ele acha desse caso, se está interferindo positivamente nas investigações, e de que forma, se for comprovado a culps do filho, o que ele fará pra ele cumprir a sentença. Tudo democraticamente.

  2. Marcelo disse:

    A prisão se aproxima……

    • Luiz Antônio disse:

      A sua ptralha imbecil , seu ladrão de estimação já está preso babaca !!!!

    • Arthur disse:

      Nossa, Luiz Antônio ficou nervosinho. Se acalmem, tem cadeia pra todos os ladrões.

    • Jorge disse:

      Eu achava que não tinha ladrão de estimação. Mas parece que além de ser estimado, faz parte da família e pessoas como luiz Antônio precisam entender que não se justifica defender bandidos citando outros.

COMENTE AQUI