Brasileiros confiam menos em vacina da China do que nas de outros países


Foto: Freepik

Quase metade dos brasileiros (46%) afirma que não tomaria uma vacina contra a Covid-19 de origem chinesa. A rejeição a um imunizante chinês é maior do que de origem russa, rejeitada por 38% dos entrevistados, de Oxford (Reino Unido) ou dos EUA e Alemanha, ambos com rejeição de 22%. O Brasil já registrou 5,1 milhões de casos da doença e mais de 150 mil mortes.

É o que mostra uma pesquisa realizada pelo Instituto Realtime Big Data, encomendada pela CNN Brasil. Foram entrevistadas 1 mil pessoas por telefone nos dias 13 e 14 de outubro. A margem de erro é de três pontos (para mais ou para menos) e o nível de confiança é de 95%. Isto significa que se a mesma pesquisa fosse feita 100 vezes, o resultado seria o mesmo, dentro da margem de erro, em 95.

No Brasil estão em teste as seguintes vacinas: a da farmacêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan, a da Universidade de Oxford/AstraZeneca (Reino Unido), a da Pfizer/BioNtech (EUA e Alemanha) e a da Johnson & Johnson/Janssen (Bélgica) – esta última teve o teste pausado nesta semana, após um participante adoecer.

A pergunta feita pelo instituto não citou o nome das vacinas ou fabricantes, mas somente o dos países envolvidos, da seguinte forma: “Você tomaria a vacina da China?” (e em seguida da Rússia, de Oxford e dos EUA/Alemanha).

As vacinas, ainda em fase de testes, são a maior esperança para conter o coronavírus no país e no mundo. No início de setembro, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que “ninguém é obrigado a tomar vacina”, mas uma lei sancionada por ele mesmo em fevereiro estabelece a determinação de realização compulsória de vacinação e outras medidas profiláticas “para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus”.

Além desta, há várias legislações que estabelecem vacinação obrigatória. No Brasil, a vacinação compulsória de crianças e adultos pode ser determinada pelas autoridades sanitárias e cabe ao Ministério da Saúde determinar quais vacinas são ou não obrigatórias em cada região do país e para circulação no território.

CNN Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tenho dito disse:

    Pra que pesquisa ? Bolsonaro já descobriu a cura!!! É a cloroquina!!! Nem china, nem Oxford a descoberta é brazuca( o grão mestre da sabedoria) .. kkk tudo caladinho

  2. Direita Honesta disse:

    Faz assim, põe a esquerdalha prá tomar a vacina xingling. As pessoas sérias e responsáveis, que zelam por sua integridade, esperam as vacinas de procedência confiável. Sirvam-se.

  3. Direita Honesta disse:

    Nada xingling presta. Esse país vrou sinônimo de falsificar, piratear, roubar patentes, enganar, tudo às custas de trabalho semi-escravo de seu povo, ssem direitos trabalhistas nem salários dignos. Várias grandes empresas ocidentais implantaram fábricas por lá exatamente pensando em diminuir seus custos. E a esquerdalha mentirosa, que diz defender a democracia e os trabalhadores, ainda tem a cara de pau de defender essa ditadura comunista e escravocrata.

    • Sergio disse:

      Conheço um país que está acabando os direitos trabalhistas e paga salário de miséria, e nem assim as potências ocidentais vêm investir .
      Se a China é tão ruim, pq teu Mito não corta relações com ela?

    • Zing Ling disse:

      Lava a boca ao falar da China seu otário. Meu glorioso país é a locomotiva do mundo em quase todas as áreas. Vcs tentaram colocar um foguete no espaço e terminaram quase destruindo a base da Alcântara kkkkk

    • Walternani disse:

      Aí fala besteira, viu. A Foxconn basicamente produz todos os chips de celulares dentre outras coisas do mundo. Tudo top de linha vem de lá, diferente da indústria brasileira…

  4. Jailson disse:

    Excelente!!
    Bolsonarista não é p tomar vacina da China.

  5. Gil disse:

    A China é uma potência. O gado tem que tirar onda com Venezuela, Bolívia e outras tranqueiras. Agora, quando for falar da China lavem a boca e se recolham a sua insignificância seus idiotas.

  6. Pixuleco disse:

    Primeiro vamos selecionar quem inicialmente fazer o uso da vacina humana :
    1- Tem que acreditar na ciência
    2- Tem que acreditar nas normas e orientações dos órgãos reguladores
    Quem não aceitar esses dos requisitos básicos vai para a fila veterinária ou fica tomando banho de lama ( igual a o doidin ) .
    Quando terminar e da ainda sobrar pode pedir para tomar . Sabendo no entanto que vai contrariar o Tonho da lua .

    • GCF disse:

      Falou o Dr. Picaxu-Lego, especialista em todas as ciências…
      Premio Nobel do besteirol !
      Demitido do zorra total e rejeitado do programa do ratinho.

    • Pixuleco disse:

      Boa GADO COMEDOR de PASTO EXCELENTE CENSO DE HUMOR Estou aqui rindo .

  7. Marcelo Soares disse:

    Essa VACINA deve ser aplicada primeiro em Dória. Se depois de 01 mês ele sobreviver, quem quiser arriscar, toma! Em tempo: A CHINA está COMPRANDO VACINAS EM OXFORD para vacinar os chineses. Fica o aviso!

  8. Raimundo disse:

    A da China eu n tomo

  9. O Carro do Chocolate disse:

    O tempo que a China era sinônimo de bugigangas já passou, hoje estamos á anos luzes no quesito tecnologia, a ponte de fazer medo até aos USA, é só olhar a guerra comercial travada entre ambos, com alguns analistas chegando a afirmar que é uma questão de tempo o país asiático se tornar a maior economia do mundo, e hoje maior parceiro comercial do Brasil.

    OBS: Elogiar a China ñ me faz comunista muito menos petista.

COMENTE AQUI