Câmara dos Deputados registrou por engano suposta entrada de Adélio no dia de atentado contra Bolsonaro

Bolsonaro Adelio
Foto: Fabio Motta/Estadão

 

A Polícia Legislativa da Câmara concluiu nesta quarta-feira, 19, que os registros de que Adélio Bispo de Oliveira, o autor da facada no deputado Jair Bolsonaro(PSL-RJ), esteve na Casa no mesmo dia do atentado, foram fruto de um erro de um recepcionista terceirizado responsável pelo controle de entrada no Congresso.

Uma investigação interna chegou a ser aberta na terça-feira, 18, mas, de acordo com o diretor do órgão, Paul Pierre Deeter, o caso foi elucidado ao se constatar que o funcionário acessou o sistema para checar se havia alguma informação de que o autor da facada já teria estado no Congresso anteriormente.

“Como o caso teve grande repercussão na mídia, o funcionário quis fazer essa busca, mas acabou registrando o nome de Adélio no sistema 4 horas depois do fato”, afirmou Deeter ao Estadão/Broadcast. Para o diretor, não houve má-fé neste caso porque há o registro de que o recepcionista acionou seus superiores imediatamente para relatar o ocorrido. Como o sistema usado é antigo, o dado não pode ser apagado e acabou permanecendo.

A investigação, que não chegou a gerar um inquérito, será arquivada. De acordo com Deeter, já há autorização da Casa para a compra de um novo sistema de registro de entrada e saída. O diretor disse acreditar que até o final deste ano, será possível ter o novo equipamento em uso.

Mais cedo, o Estadão/Broadcast havia confirmado a informação de que Adélio poderia ter entrado na Câmara em 6 de setembro, dia em que ele atacou Bolsonaro. O ofício informando que uma investigação tinha sido aberta foi enviada ao terceiro-secretário da Casa, deputado JHC (PSB-AL). O documento não dizia porém, quais seriam os horários em que o agressor teria estado no Congresso. Adélio foi preso logo após a facada, que aconteceu no início da tarde.

Logo após o incidente com Bolsonaro, JHC fez um primeiro pedido de informações para saber se Adélio havia estado no Congresso. A Casa identificou que ele esteve na Câmara em 6 de agosto de 2013 mas também não informou para onde ele teria ido ou com qual parlamentar poderia ter se encontrado. Por isso, JHC fez um segundo pedido de informação para que novas buscas fossem feitas no sistema da Casa e os registros incorretos foram encontrados.

ESTADÃO CONTEÚDO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ceará-Mundão disse:

    Coisa MUITO estranha esse "engano". E, afinal, quem mandou mara Bolsonaro? Onde estão os ativistas dos direitos "dos manos" e a imprensa comunista que não diz nada? Quando foi aquela vereadora carioca, o mundo quase desaba. E agora? Mas, a PF está investigando e acho que o resultado disso ainda vai ser decisivo na eleição. O tiro saiu pela culatra. Mas ainda quero ver os mandantes presos.

  2. NE com BOLSONARO disse:

    Engano? KKKKKKK

  3. gilberto disse:

    Por engano. querem enganar a população com essa mentira. ia se ele não tivesse sido preso usar o alibi que ele estava em Brasilia nesse dia. tem muitos bandidos envolvidos a esquerda petralha. existe um medo e pânico dos comunistas em perder o poder e ser descoberto os roubos que fizeram no governo.

  4. euzim disse:

    Engano? tanta gente e vão se enganar logo com esse homicida???? tem gente aí no fio da navalha que se Bolsonaro for eleito, vai pro chilindró! Capitão 17 é a única opção.

  5. Marco Mazzei disse:

    Tudo está sendo feito para que não se descubra o mandante do crime. Todos contra Bolsonaro!

  6. Sandro disse:

    Tão querendo apagar as PROVAS do coluio de políticos de Brasília no atentado contra BOLSONARO! MAS em 2018 vcs corruptos comunas socialistas bolivarianista marxcista lennista gramscistas e afins… Tão ferrados ! Kkkkkkk

  7. joão gomes disse:

    ENGANO? ah, conta outra vai, isso aí era o álibi do cara caso ele não fosse pego em flagrante como foi.

    dia 7, vote 17 pra acabar com essa palhaçada, estão fazendo você de besta, enxergue isso!

  8. Edilberto disse:

    Meu povo, tá tudo dominado, estamos pior que a Venezuela e não estamos dando conta. Alguém acredita nessa história? Eu não acredito!!!!! Pq o nome do deputado responsável está abreviado? Acorda meu povo…..

COMENTE AQUI