Editora desiste de publicar livro sobre Suzane Von Richthofen

Foto: Reprodução/Redes sociais

A editora Contexto, que publicaria no início de 2020 o livro Suzane – Crime e Punição, decidiu não seguir com o processo editorial. A obra narraria a trama de como se deu um dos crimes mais famosos do país: o assassinato de de Manfred e Marísia von Richthofen, planejado pela filha Suzane von Richthofen, e executado pelos irmãos Daniel e Cristian Cravinhos, em 2002.

Por meio de nota, a editora explicou que “após estudar a conjuntura do mercado editorial decidiu pela não publicação do livro” sobre uma das presas mais famosas do Brasil. O comunicado termina autorizando o autor do livro, o jornalista Ulisses Campbell, a publicar a obra “como e onde desejar”.

O pronunciamento da editora se dá depois de Suzane, por meio de sua advogada, entrar com uma ação na Justiça contra a Contexto e contra Ulisses na tentativa de barrar a publicação do livro.

Nos autos do processo, a advogada de Suzane afirma que ela “não autorizou o referido livro” e que ”o repudia veemente”. “A autora já vem pagando pelo crime que cometeu, desta forma tem o direito ao esquecimento, até porque precisa que isso aconteça para poder continuar com a sua vida”, escreveu a advogada.

Veja