Em três meses, registros de estupros de mulheres crescem 80% no RN

O Rio Grande do Norte teve o segundo maior aumento no registro de estupros e ameaças contra mulheres no Brasil. Dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que analisaram o período de março a maio de 2020 em comparação com o mesmo período de 2019, mostram que, durante o período de isolamento social, o Estado teve aumento de 80% nos registros de estupro (de 50 para 90 vítimas), enquanto a notificação de ameaças subiram 10,8% (de 619 para 686).

Para especialistas que atuam na área de proteção à mulher vítima de violência, os números ainda não representam a totalidade dos casos, que são considerados subnotificados pelas autoridades. Entretanto, os dados, quando analisados dentro das particularidades locais, podem servir para que as autoridades observem as deficiências e acertos dos sistemas de denúncia e assistência que são oferecidos para àquelas que buscam formalizar as denúncias.

À frente do Núcleo de Apoio à Mulher Vítima de Violência Doméstica (Namvid) do MPRN, a promotora Erica Canuto explica que, internacionalmente, observou-se um aumento na violência contra a mulher durante o período de isolamento social. Entretanto, ainda não é possível mensurar a dimensão desse aumento, tendo em vista as dificuldades que muitas encontram no caminho até a denúncia.

Para continuar lendo é só clicar aqui: http://www.tribunadonorte.com.br/noticia/em-tra-s-meses-registros-de-estupros-de-mulheres-crescem-80-no-rn/486602

TRIBUNA DO NORTE