Geral

Empresa sueca assina protocolo de intenções com a Prefeitura de São Gonçalo

Foto: Cedida

A Prefeitura de São Gonçalo do Amarante/RN formalizou, na última quarta-feira (12), um protocolo de intenções com a Clearwell do Brasil, subsidiária da empresa Clearwell Europe AB, sediada em Estocolmo – Suécia, para implantação de uma fábrica de filtros no Polo Empresarial Aeroporto de São Gonçalo. O documento foi assinado pelo secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Vagner Araújo e o diretor da Clearwell do Brasil, Helder Gaudêncio.

Dois executivos da empresa, Jim Karlsson e Niels Anders, também estão no Rio Grande do Norte encarregados de agilizar a instalação. O contato inicial para a viabilidade do empreendimento no Rio Grande do Norte aconteceu via Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico – Sedec. “Seguindo contatos que tivemos com a Sedec – RN, concordamos em instalar a nossa empresa aqui no estado, e escolhemos São Gonçalo do Amarante. Pleiteamos o terreno para instalação da nossa sede no Brasil, e os incentivos fiscais que o município já oferece”, informou o diretor da Clearwell do Brasil Helder Gaudêncio.

O secretário Vagner Araújo acrescenta que São Gonçalo ainda oferece o diferencial do polo empresarial estar localizado ao lado do aeroporto. “A Clearwell trabalha com produtos de peso leve, mais adequados para porão de avião, e essa proximidade com o terminal aeroportuário faz toda a diferença na logística de transporte”.

Sobre a Clearwell do Brasil: fabrica sistemas de purificação de água baseados em contêineres, totalmente automatizados, utilizando diversas tecnologias e algumas patentes próprias, de filtração e remoção de contaminantes. Dentre os principais componentes dos sistemas de filtragem, estão a Tecnologia de Plasma e o uso de Nanofibras.

Os sistemas de purificação de água da Clearwell se destacam pela grande eficiência na remoção de contaminantes, e pelo baixo consumo de energia, por utilizar tecnologias que operam em baixa pressão. São diversas aplicações, desde produção de água potável, polimento de efluentes de esgoto, tratamento de efluentes industriais e de mineração, entre outros. Como principal foco da solução Clearwell está a circularidade da água.

Comente aqui

Deixe um comentário

Conectado como Ângelo Boanerge. Sair?

Clima

EMPARN prevê chuvas em todas as regiões do RN até o dia 20; Defesa Civil irá monitorar precipitações

 Foto: Maria Lima

Várias cidades potiguares tem visto a chuva chegar e molhar terras e plantações. Segundo informações da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), as precipitações devem continuar em todas as regiões do Rio Grande do Norte até o dia 20 de Janeiro.

Em todo o estado, a região Alto Oeste foi a que registrou a melhor quantidade de chuvas. São Miguel, Major Sales e Coronel João Pessoa, Venha Ver e Garganta são Algumas das cidades que estão presentes na região.

Na quinta 13, chuvas de granizo foram relatadas em cidades como Lagoa Nova, São José do Seridó, Jardim do Seridó, São Vicente e Acari. Segundo Gilmar Bristot, pesquisador da EMPARN, comentou sobre o fenômeno.

“Não é normal acontecer uma chuva de granizo nessa faixa equatorial, aqui no Nordeste. A temperatura média é elevada na atmosfera, então você precisa ter uma formação de nuvens que formam o relâmpago e a trovoada para que isso aconteça”, disse ele, em entrevista ao Bom Dia RN/Inter TV Cabugi.

Na mesma entrevista, Gilmar também explicou que “a gotícula de chuva precisa ultrapassar a linha de congelamento na atmosfera” para que chuvas de granizo se formem, o que faz do fenômeno algo realmente raro.

Defesa Civil irá monitorar chuvas

A Defesa Civil irá monitorar as regiões potiguares durante todo o período chuvoso. Conforme informações divulgadas pelo Bom Dia RN/ Inter TV Cabugi, o órgão prepara “planos de contingência” (como resgate e abrigamentos) em casos de deslizamentos e enchentes. Segundo a DC, a região semiárida, pode sofrer com “episódios extremos” causados pela chuva. Mas os planos de contingência ajudariam nesse caso.

Agora RN

Comente aqui

Deixe um comentário

Conectado como Ângelo Boanerge. Sair?

Mundo

Governo australiano decide cancelar novamente visto de Novak Djokovic

Foto:  Clive Brunskill / Getty Images

O governo australiano cancelou o visto de Novak Djokovic pela segunda vez nesta sexta-feira (14), dizendo que o tenista número 1 do mundo, não vacinado contra a Covid-19, pode representar um risco para a comunidade.

O ministro da Imigração, Alex Hawke, usou seus poderes discricionários para anular novamente o visto do tenista sérvio, depois que um tribunal anulou uma revogação anterior e o liberou da detenção de imigração na segunda-feira (10).

“Hoje eu exerci meu poder sob a seção 133C(3) da Lei de Migração para cancelar o visto detido por Novak Djokovic por motivos de saúde e boa ordem, com base no interesse público”, disse Hawke em um comunicado.

Hawke afirma que consideoru “cuidadosamente as informações fornecidas pelo Departamento de Assuntos Internos, pela Força de Fronteira Australiana e pelo Sr. Djokovic”.

Ainda não está claro se o sérvio será deportado da Austrália, já que seus advogados podem recorrer da decisão. Caso seja deportado, Djokovic não poderia entrar no país pelos próximos três anos.

O número 1 do mundo foi incluído no sorteio oficial do Aberto da Austrália nesta quinta-feira (13), mas agora tem poucas chances de conseguir permissão para participar do torneio. Nove vezes campeao do torneio, Djokovic buscava seu 21º Grand Slam.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

Conectado como Ângelo Boanerge. Sair?

Diversos

Sambagada do Tio Wash

O Sambagada, tradição no Litoral Norte há 10 anos, e o Samba do Tio Wash, tradicional no Litoral Sul, unem-se pela primeira vez em Pirangi.

A grande resenha acontecerá sábado, 15 de janeiro, no Bodega do Mané Praia. Os ÚLTIMOS INGRESSOS estão à venda nas lojas Rei da Picanha, em Natal e Pirangi.

Atrações

  • Preto no Branco e Bagadão
  • Banda Dubê
  • Gisele Alves

Contato: 9.8808 – 2848

Comente aqui

Deixe um comentário

Conectado como Ângelo Boanerge. Sair?

Judiciário

Pais que recusarem vacina podem perder a guarda de filho, diz juiz

Foto: Divulgação

Em suas redes sociais, o juiz Ibere de Castro Dias, da vara da Infância e Juventude de Guarulhos/SP, defende firmemente a vacinação de crianças contra a covid-19. O magistrado faz postagens informativas e, em uma delas, chegou a dizer que é possível perder a guarda em caso de recusa ao imunizante.

Como se sabe, recentemente o ministério da Saúde incluiu as crianças de cinco a 11 anos no PNI – Plano Nacional de Imunização, quase um mês após a liberação da Anvisa.

O juiz Ibere de Castro Dias é um defensor da imunização infantil. Em postagem recente no Twitter, o magistrado afirmou:

“Enunciado 26, aprovado por juízas e juízes de varas da infância de todo o Brasil, no Fórum Nacional da Justiça Protetiva:

‘Os pais ou responsáveis legais das crianças e dos adolescentes que não imunizarem seus filhos, por meio de vacina, nos casos recomendados pelas autoridades sanitárias, inclusive contra COVID 19, podem responder pela infração administrativa do art. 249 do ECA (multa de 3 a 20 salários mínimos e/ou estarem sujeitos à aplicação de uma ou mais medidas previstas no artigo 129 do ECA)”

Dentre as medidas previstas no art. 129 do ECA estão:

VIII – perda da guarda;

X – suspensão ou destituição do Poder familiar’”

Em outro momento, o juiz relembrou um julgamento ocorrido no STF, no qual os ministros reconheceram a obrigatoriedade de vacinação de crianças e adolescentes, ainda que contrarie convicção filosófica de mães e pais.

“STF, reafirmando entendimento do TJSP, já reconheceu obrigatoriedade de vacinação de crianças e adolescentes, ainda que contrarie convicção filosófica de mães e pais.

E que inclusão no PNI não é condição para a obrigatoriedade da vacina a crianças. Outras hipóteses podem levar à obrigatoriedade também.

A questão da obrigatoriedade da vacinação contra covid possivelmente chegará ao STF também.”

Justiça Potiguar

Comente aqui

Deixe um comentário

Conectado como Ângelo Boanerge. Sair?

Cidades

Carnaval em Caicó será decidido na próxima semana e deverá seguir outras cidades nordestinas

Foto: Divulgação

Um dos mais tradicionais carnavais do Rio Grande do Norte ainda está indefinido. A prefeitura de Caicó ainda avalia a realização da festa e definiu a próxima quinta-feira (20) como a data para ser tomada uma decisão definitiva. O prefeito Dr. Tadeu afirmou que o município deverá seguir a mesma decisão que outras cidades nordestinas com grandes carnavais. Pelo menos 14 municípios potiguares já cancelaram a festa.

O chefe do executivo municipal afirmou que tem entrado em contato com instituições como a Procuradoria Geral de Justiça, Governadoria, Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), Federação dos Municípios (Femurn), entre outros, para balizar a decisão.

“A tendência é que Caicó siga as mesmas decisões tomadas em outras cidades que realizam os grandes carnavais do Nordeste”, disse o prefeito.

Mesmo que haja carnaval na cidade, um bloco de rua já se posicionou e afirmou que não participará do evento. O Bloco do Magão se baseou no recrudescimento dos casos da covid-19 para a decisão de não sair às ruas neste ano.

Dr. Tadeu disse ainda que, como o carnaval de Caicó tem uma dimensão econômica e cultural muito grandes, é preciso ter cautela na decisão. O prefeito cita que falta saber o que o governo do Estado irá decidir: “em 2021 o governo assumiu a dianteira desta questão do carnaval, delimitando o que era permitido ou não”, afirmou.

Tribuna do Norte

Comente aqui

Deixe um comentário

Conectado como Ângelo Boanerge. Sair?

Cidades

Comitê Científico do estado volta a recomendar cancelamento de grandes eventos

Foto: Reprodução

O comitê científico do Rio Grande do Norte voltou a recomendar a retomada de restrições como forma de enfrentamento aos casos de Covid-19 no estado. A recomendação foi publicada nessa quinta-feira (13) no Portal Covid-19, da Secretaria de Saúde Pública (Sesap).

Entre as medidas, o comitê recomenda o cancelamento de grandes eventos de massa, até que a situação da doença volte a ser controlada. A decisão leva em consideração a recomendação da OMS devido a alta transmissibilidade da variante Ômicron.

Além disso, também considera que os eventos que vêm sendo realizados no RN não têm cumprido os protocolos sanitários estabelecidos. De acordo com o documento, o boletim epidemiológico da Sesap mostra um aumento considerável no número de casos diários de Covid-19 em todas as regiões de saúde do RN.

CONFIRA AS RECOMENDAÇÕES:

Fazem-se necessárias medidas para que o cenário epidemiológico não evolua para um quadro de piora:

1) Exigir o certificado de vacinação (ou documento similar), considerando a aplicação da D2 para sua validação e a D3 nos casos que são cabíveis, incluindo para acesso a bares, restaurantes, shoppings e similares, além dos ambientes que já estão incluídos no Decreto Nº 30.940, DE 30 DE SETEMBRO DE 2021;

2) Aplicação de multas previstas em lei para estabelecimentos que desrespeitarem os protocolos sanitários do estado;

3) Reforçar o protocolo de gestantes e puérperas para Covid-19 e influenza no RN

4) Realizar busca ativa da população que está atrasada em relação à segunda dose ou que ainda não foi vacinada;

5) Reforçar a comunicação destacando a evolução da epidemia de influenza e a necessidade da adoção de medidas não farmacológicas;

6) Reforçar a informação de que os grupos vulneráveis para desenvolver formas graves e morte continuam sendo os idosos, imunodeprimidos, gestantes e crianças e deve ser desenvolvidas atividades de proteção para esses grupos, assim como fluxo de atendimento direcionados, minimizando os riscos de contaminação nos pronto-atendimentos;

7) Cancelar grandes eventos até controle da situação, conforme orientações da OMS, considerando a introdução da variante Ômicron;

8) Retomar atividades remotas para todos os sintomáticos e grupos de risco (idosos, gestantes etc).

9) Promover testagem ampliada de todos os sintomáticos e testagem populacional estratificada.

Portal Grande Ponto

Comente aqui

Deixe um comentário

Conectado como Ângelo Boanerge. Sair?

Saúde

Entrega de primeiras doses de vacina contra covid-19 para crianças atrasa no RN

Foto: Divulgação / Pfizer

O Rio Grande do Norte não recebeu as primeiras doses de vacinas das Pfizer contra Covid-19 para o público infantil que eram esperadas para a madrugada desta sexta-feira (14). A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde.

O Ministério da Saúde havia anunciado que o lote chegaria à capital potiguar em um voo às 2h, o que não aconteceu. Outros estados também confirmaram atraso, como Minas Gerais e Espírito Santo.

No início da manhã, a Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande informou que recebeu uma nova programação do ministério, com previsão de chegada das vacinas para 10h40.

O estado deverá receber 20,9 mil doses para dar início à campanha de imunização do público de 5 a 11 anos de idade. O estado tem cerca de 350 mil pessoas nessa faixa etária. Por isso, a imunização deve começar pelas crianças com comorbidades.

O primeiro carregamento da fabricante Pfizer voltado para o público infantil, com 1,2 milhão de doses, chegou ao país na madrugada de quinta-feira (13), no aeroporto de Campinas, em São Paulo.

A previsão da Secretaria Estadual de Saúde é que, após a distribuição aos municípios, a imunização do público seja iniciada na próxima segunda-feira (17) no estado.

Ainda de acordo com o governo estadual, o Ministério da Saúde ainda deverá lançar uma nova nota técnica com detalhando as especificações sobre o público que será priorizado.

g1 RN

Comente aqui

Deixe um comentário

Conectado como Ângelo Boanerge. Sair?

Saúde

OMS recomenda 2 novos medicamentos contra a covid-19

A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomendou na 5ª feira (13.jan.2022) a utilização de 2 novos medicamentos no tratamento de pacientes com covid-19. São eles: baricitinibe e anticorpo monoclonal sotrovimabe, ambos aprovados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

O baricitinibe também é usado no tratamento de pacientes com artrite reumatoide moderada a grave. É contraindicado a pessoas sensíveis ao produto ou a seus componentes e a mulheres grávidas.

Segundo texto publicado na revista médica BMJ por especialistas da OMS, o baricitinibe “é fortemente recomendado para pacientes com covid-19 grave ou crítico em combinação com corticosteroides”. A organização de saúde encontrou evidências de que o baricitinibe “melhorou a sobrevida e reduziu a necessidade de ventilação, sem aumento observado nos efeitos adversos”.

Já o anticorpo monoclonal sotrovimabe, que imita a capacidade do sistema imunológico de combater o vírus, é recomendado a pacientes com covid-19 não grave e com maior risco de internação hospitalar. O medicamento não possui contraindicações.

As novas orientações da OMS são baseadas em 7 ensaios com mais de 4.000 pacientes com covid-19 não grave, grave e crítico.

Poder 360

Opinião dos leitores

  1. Baricitinibe é utilizado para artrite reumatoide, coincidência aquele outro medicamento muito famoso e “ineficaz” também ser indicado para artrite reumatoide???

Comente aqui

Deixe um comentário

Conectado como Ângelo Boanerge. Sair?

Diversos

Pelo menos 14 cidades do RN cancelaram o carnaval de 2022; confira lista

Com a elevação dos casos de covid-19 e de síndromes gripais no Rio Grande do Norte, neste começo de 2022, pelo menos 14 cidades já decidiram cancelar a programação oficial do carnaval de rua, entre os dias 26 de fevereiro e 1º de março. Além de não ocorrer em Natal, a folia não vai para as ruas em cidades potiguares com tradicionais festas carnavalescas, como Parnamirim (Pirangi), Macau e Areia Branca.

Além dessas, Apodi, Tibau, Tibau do Sul, Assu, Pendências, Grossos, Dix-sept Rosado, Alexandria, Upanema e Almino Alfonso suspenderam o carnaval de rua. No Brasil, 19 das 27 capitais, incluindo Natal, não vão realizar o carnaval de rua em 2022.

Tribuna do Norte

Comente aqui

Deixe um comentário

Conectado como Ângelo Boanerge. Sair?

Geral

PF incinera 2,6 toneladas de drogas apreendidas no RN

A Polícia Federal, com autorização da Justiça, incinerou nesta quinta-feira (13), no alto-forno de uma usina na Zona Rural de Arês, Região Metropolitana de Natal, um total de 2.629,28 kg de substâncias entorpecentes, sendo 1.907,59 kg de cocaína; 677,06 kg de haxixe; 44,63 de maconha e 100 comprimidos de ecstasy, além de petrechos utilizados para acondicionar as drogas.

O montante hoje destruído é referente às apreensões realizadas nos anos de 2020 e 2021 na capital potiguar e Região Metropolitana.

O trabalho de incineração foi devidamente acompanhado pelo chefe da Delegacia de Repressão a Drogas da PF, além de fiscais da Vigilância Sanitária.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

Conectado como Ângelo Boanerge. Sair?