Turismo

Entidades do RN comemoram lei federal que prevê ajuda a setores de eventos e turismo e cobram mais medidas de incentivos do Estado e Prefeituras

Foto: arquivo/DT

O portal G1-RN destaca que entidades do turismo, eventos e hotelaria comemoraram a aprovação da lei que prevê ajuda para as empresas dos setores, que são considerados entre os mais afetados economicamente pela pandemia. A lei foi sancionada nesta terça-feira (4) pelo presidente da República, Jair Bolsonaro com vetos – entre eles o trecho que zerava por 60 meses alíquotas de diversos tributos para o setor.

Entre os benefícios estão:

  • possibilidade de renegociação de dívidas, tributárias ou não;
  • descontos de até 70%;
  • prazo de até 145 meses para quitação.

Os benefícios criados pela lei valem para:

  • empresas de congressos, feiras, eventos esportivos, sociais, promocionais ou culturais, feiras de negócios, shows, festas, festivais, simpósios ou espetáculos em geral, casas de eventos, casas noturnas, casas de espetáculos;
  • firmas da área de hotelaria em geral;
  • administradores de salas de cinema;
  • prestadores de serviços turísticos.

“Avaliamos positivamente a sanção do presidente Jair Bolsonaro ao primeiro pacote de medidas econômicas setoriais, não transversais, aos setores mais impactados pelas restrições impostas pelos governos no combate à pandemia, o de eventos e o turismo”, disse George Gosson presidente executivo do Natal Convention Bureau, entidade que congrega empresas do setor de eventos.

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do RN (ABIH-RN), Abdon Gosson, também achou importante a medida, mas considerou que ela demorou demais a ser lançada.

De acordo com o Sindicato de Hotéis, Bares, Restaurante e Similares do RN, o turismo, incluindo o segmento do turismo de eventos, empregam cerca de 120 mil pessoas no estado, explicou o presidente da Natal Convention Bureau. “As reduções estimadas nos negócios durante a pandemia são de quase 100% do setor de eventos e entre 65% e 70% do turismo”, disse George Gosson.

“Diante da gravidade da situação, aguardamos também pacotes de medidas econômicas de mesma natureza dos governos estadual e municipais. Elas são fundamentais para a sobrevivência das empresas e para a manutenção dos empregos”, afirmou George. Leia a matéria completa no G1-RN.

Opinião dos leitores

  1. O governo Bolsonaro está agindo, tentando minorar os efeitos da destruição feita por seus opositores, que NADA fazem de positivo pelo Brasil e usam o sofrimento do povo para sua politicagem. Vejam no RN, o que a governadora fez até agora? Por qualquer setor.

    1. Disse tudo! Pode ter certeza que os negacionistas da esquerda vão se manifestar com mi-mi-mi dizendo que é obrigação blá-blá-blá ! Os petralhas não se conformam que hoje temos um governo federal verdadeiramente voltado para os interesses do povo Brasileiro e não pra uma fatia de comunistas que nestas últimas décadas só fizeram sugar as riquezas do Brasil em detrimento do sofrimento dos mais pobres! Bolsonaro 2022 não tem pra ninguém!

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Cidade do México diz que ivermectina reduziu internações por Covid-19 em até 76%

Foto: reprodução/YouTube

A prefeitura da Cidade do México afirmou nesta sexta-feira, 14, que houve uma redução de 52% a 76% na probabilidade de internações entre as pessoas com Covid-19 que usaram ivermectina, fármaco desenvolvido para o tratamento de infecções por parasitas.

Imagem: reprodução/YouTube

Os dados foram coletados durante um estudo realizado em janeiro pelo Instituto Mexicano de Seguridade Social (IMSS) em parceria com a Secretaria de Saúde da capital, em que mais de 220 mil pacientes contaminados pelo novo coronavírus recebiam um kit com ivermectina e ácido acetilsalicílico.

Imagem: reprodução

No final de março, a Organização Mundial da Saúde (OMS) advertiu contra o uso desse medicamento para tratar a Covid-19, independentemente da gravidade e duração dos sintomas, porque foram encontradas poucas evidências de que ele seja benéfico em termos de redução de mortalidade, risco de ventilação mecânica e necessidade de internação hospitalar. Pouco antes, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) também desaconselhou o uso da ivermectina contra o novo coronavírus.

Veja abaixo a vídeoconferência de imprensa da prefeitura da Cidade do México e a apresentação do estudo (a partir dos 14 minutos e 30 segundos):

Jovem Pan

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

CPI da Covid ouve ex-ministros Ernesto Araújo e Eduardo Pazuello nesta semana

Fotos: Agência Senado

Nesta semana, serão ouvidos o ex-ministro de Relações Exteriores Ernesto Araújo e o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, que conseguiu na Justiça o direito de ficar calado se quiser e não se autoincriminar. Pazuello será acompanhado de um advogado e buscou na Justiça uma garantia de que não sairá preso da Comissão caso não queira responder a algumas perguntas.

Agendada para quarta-feira (19), às 9h, a audiência de Pazuello é a mais esperada. Dos quatro ministros que comandaram o Ministério da Saúde durante a pandemia, Pazuello foi o que ficou mais tempo no cargo. O general do Exército e especialista em logística assumiu interinamente o ministério em 16 de maio de 2020, após a saída de Nelson Teich. Ele foi efetivado no cargo em 16 de setembro e exonerado no dia 23 de março de 2021. Estava no comando da pasta quando a Pfizer fez uma oferta de 70 milhões de doses de imunizantes ao Brasil, segundo o presidente regional da empresa na América latina, Carlos Murillo.

Marcado para terça-feira (18) às 9h, o depoimento do ex-ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo atende a pedidos de senadores que querem que ele explique a condução da diplomacia brasileira durante a pandemia. A relação do Brasil com a China deve ser um dos pontos mais questionados pelos parlamentares da CPI da Pandemia.

Com informações da Agência Senado

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Vacina da gripe deste ano está disponível em todas as unidades da Clínica Mimar

O objetivo da empresa é vacinar e “mimar” o máximo de famílias possíveis! Por isso, a clínica informa que já está com a vacina da gripe deste ano disponível em todas as nossas unidades!

Lembramos que, com a ameaça do coronavírus, a imunização contra a gripe é fundamental, pois a vacina deixa o sistema imunológico protegido contra cepas do vírus influenza, facilitando o diagnóstico entre as doenças para salvar vidas!

Você sabia que a Clínica Mimar tem 3 unidades?

Além da sede, localizada na Avenida Afonso Pena, a empresa possui uma unidade em Neópolis e, agora, também em Lagoa nova.

Todos os espaços são pensados para acolher as famílias com segurança e pronto atendimento. Dessa forma, cada detalhe é projetado para as famílias se sentirem acolhidas e bem-vindas.

Para maiores informações, entre em contato através dos telefones:

(84) 3345-0824 (Fixo e WhatsApp | Unidade Afonso Pena)

(84) 3013-4000 (Fixo e WhatsApp | Unidade Neópolis).

(84) 3012-2202 (Fixo e WhatsApp | Unidade Lagoa Nova).

𝐂𝐋𝐈́𝐍𝐈𝐂𝐀 𝐌𝐈𝐌𝐀𝐑 – A saúde da sua família por quem é especialista em vacinas

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN tem 38 pacientes com Covid-19 na fila por UTI

O Rio Grande do Norte registrou no fim da manhã deste domingo (16) cinquenta e cinco (55) pacientes com Covid-19 com perfil de leito de UTI, de acordo com o portal Regula RN, que monitora em tempo real a ocupação de leitos públicos no estado. O levantamento foi feito às 11h50.

Diante do número de leitos disponíveis (17), o número de pacientes em espera até a publicação desse post, com a devida subtração de números, registra 38 pessoas na fila por leitos críticos. A maioria dos pacientes em espera é da Região Oeste.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid de 95,6%; Região Oeste tem 100% de ocupação

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 95,6%, registrada no fim da manhã deste domingo (16). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 641.

Até o momento desta publicação são 17 leitos críticos (UTI) disponíveis e 372 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 139 disponíveis e 269 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 95,6% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 100% e a Região Seridó tem 95%.

Opinião dos leitores

  1. Faz praticamente um ano e meio que estamos nesse “Fique em Casa” quase Lockdown e não resolveu nada, todos sabemos que a vida é o mais importante, só que desemprego gera fome e desespero que também mata!!!

    1. Oq resolve e vacina e isolamento mas o líder maior e contra e a boiada apoia.

  2. Abrir as coisas é de uma irresponsabilidade sem tamanho. O país chegará aos 500 mil mortos em junho, infelizmente. Mas colocaram na cabeça das pessoas o medo maior de perder o emprego que a vida. Deveriam estar cobrando politicas que preservasse a vida como prioritize e não o lucro de poucos. A vida é uma só e sem ela vc não ficará rico.

    1. Sem o tal “lucro de poucos”, morre gente de fome e nem mesmo o Estado (lato sensu) terá dinheiro para manter gente em hospitais. Sem atividade econômica, sem impostos. Sem impostos, sem remédios. Discursinho submarxista.

    2. Vc fique em casa e só procure um médico qdo sentir falta de ar, a economia a gente vê depois, 14 milhões de desempregados e 50 milhões passando fome não tem importância, desde q estejam de máscaras vão morrer de fome mas não tem perigo de pegar covid.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN contabiliza 8 óbitos por covid nas últimas 24h, sendo 3 dentro do dia; novos casos são 1.233

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus neste domingo (16). Foram mais 1.233 casos confirmados, totalizando 250.550. Até sábado (15) eram 249.317 infectados.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 5.813 no total, sendo 03 mortes registradas nas últimas 24h: Rio do Fogo (01), Nísia Floresta (01) e Mossoró (01).

A Sesap ainda registrou outros 05 óbitos ocorridos após a confirmação de exames laboratoriais de dias ou semanas anteriores. Óbitos em investigação são 1.189. No sábado (15) o número total de mortes era 5.805.

Casos suspeitos somam 83.004 e descartados 492.260. Recuperados são 150.649.

Opinião dos leitores

  1. Culpa do desgoverno do estado do RN. Não abriu hospital de campanha e fechou os hospitais de Canguaretama e o Hospital Rui Pereira e o itorn caindo aos pedaços.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Segurança

VÍDEO E FOTOS: Bandidos arrombam bar no Tirol e causam prejuízo de R$ 7 mil

 

Pelo menos quatro bandidos arrombaram e invadiram a Gourmeria Beer & Food na madrugada deste domingo (16). O que bar fica na av. Afonso Pena, no bairro do Tirol, teve a tranca e fechadura arrombadas pelos indivíduos enquanto um comparsa os aguardava em um veículo. A ação criminosa foi registrada pelas câmeras de segurança.

Segundo o proprietário do estabelecimento, os bandidos passaram cerca de 5 minutos no local e roubaram uísques, vinhos, cervejas, carnes, além de outros produtos e materiais. O prejuízo estimado é de cerca de R$ 7 mil. “Não bastassem fechar nossos comércios, ainda temos que passar por esses apuros”, disse o empreendedor ao lamentar o ocorrido.

Opinião dos leitores

  1. Estado onde é governado por petistas a violência aumenta. Triste RN que não soube eleger o governador.

  2. Disso tudo isso fica a revolta de se pagar impostos , dar empregos, assumir compromissos com as boas normas no manejo e sustentação de uma atividade ligada à alimentação. Do outro lado, não receber nenhum amparo daqueles que tem obrigação de dar pelo à proteção e segurança ao patrimônio privado.

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gastronomia

Confira as receitas de Carneiro Torrado e de Terrine de parmesão com compota de cebola roxa e crispy de parma do programa Papo de Fogão

CARNEIRO TORRADO
Ingredientes:

1½k de carneiro cortado
2 cebolas brancas picada
6 dentes de alho picado
3 colheres de sopa de colorau
2 colheres de sopa de caldo de carne em pó
1/2 maço de cheiro verde
3 colheres de sopa de azeite
Sal e pimenta do reino a gosto
1L de água

Modo de preparo:

Aqueça a panela de barro(ou de sua preferência) coloque o azeite, o alho, a cebola, o colorau e caldo de carne em pó e deixe refogar por 3 minutos.

Acrescente o carneiro, misture bem e deixe refogar.

Acrescente a água, o sal e a pimenta do reino e deixe cozinhar por 1h30.

Coloque o cheiro verde sobre o carneiro torrado e sirva em seguida.

Sirva com arroz, farofa e salada de sua preferência.

Tempo de preparo: 5 min
Tempo de cozimento: 1h40 min

DICA RÁPIDA
TERRINE DE PARMESÃO COM COMPOTA DE CEBOLA ROXA E CRISPY DE PARMA
Ingredientes:

100g Cream cheese
100g ricota
100g queijo parmesão curado
1/2 xícara de leite
150g de compota de cebola roxa Alupast’s
100g de crispy de Parma
Alho frito a gosto
1 pacote de gelatina incolor.
75ml de água morna

Modo de preparo:

Dilua o conteúdo do pacote de gelatina incolor em 75ml de água morna;

Em um liquidificador ou processador despeje a ricota, o queijo parmesão, cream cheese e o leite, bater até ficar homogêneo, por último acrescente a gelatina incolor já diluída;

Em seguida: despeje o conteúdo na taça ou se preferir em uma forma untada com azeite e leve à geladeira por no mínimo 3h.

Montagem: Faça camadas intercalando a compota de cebola roxa, o crispy de Parma e o alho frito e estará pronta para ser servida.

Tempo de preparo: 3h

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Botucatu-SP inicia vacinação em massa da população adulta neste domingo para avaliar eficácia da vacina da AstraZeneca/Fiocruz

Foto: picture alliance/Getty Images

Toda a população adulta de Botucatu, no interior paulista, vai ser vacinada hoje (16) contra a covid-19 como parte de um estudo da vacina da Oxford/AstraZeneca/Fiocruz. Botucatu tem cerca de 150 mil habitantes, dos quais 106 mil são maiores de 18 anos. Como parte dessa população já foi vacinada contra a covid-19, a expectativa é imunizar agora 80 mil pessoas com idade entre 18 e 60 anos.

Segundo o cronograma da prefeitura, a partir das 8h deste domingo, recebe a vacina o grupo que está na faixa de 51 a 60 anos de idade. Às 10h30, começa a vacinação de pessoas com idade entre 41 e 50 anos; às 13h, a dos que têm de 31 a 40 anos e, por fim, às 15h30, a do grupo com idade entre 18 e 30 anos.

De acordo com a prefeitura, os que estão na faixa acima de 60 anos não foram incluídos no estudo porque já estão vacinados pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI). Os menores de 18 anos ainda não serão ainda vacinados porque, até o momento, não houve estudos sobre a aplicação do imunizante da Oxford/AstraZeneca/Fiocruz nesse público.

As gestantes também não serão vacinadas, seguindo orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que não recomenda a aplicação do imunizante nesse grupo.  A vacinação é exclusiva para os moradores da cidade.

O estudo

De acordo com a Universidade Estadual Paulista (Unesp), uma das instituições responsáveis pelos testes com essa vacina em Botucatu, o estudo clínico vai atingir toda a população da cidade acima de 18 anos que ainda não foi vacinada. Além da Unesp, participam do estudo a Universidade de Oxford, no Reino Unido, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o laboratório AstraZeneca, a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a prefeitura de Botucatu, o Ministério da Saúde e a Fundação Bill e Melinda Gates.

A vacina será doada pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) e aplicada em duas doses, com intervalo de três meses entre a primeira e a segunda.

O estudo pretende investigar a efetividade do imunizante, ou seja, dar a real dimensão de como este pode impactar na redução do número de casos, internações e mortes por covid-19. Estudo semelhante já está em andamento na cidade de Serrana, também no interior paulista, mas com a CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa Sinovac. Os resultados desse estudo ainda não foram divulgados.

De acordo com o Ministério da Saúde, o estudo pretende ainda fazer a testagem em massa da população e o sequenciamento genético da covid-19 entre os casos positivos. Por isso, será possível descobrir a efetividade do imunizante contra as variantes do novo coronavírus que circulam na cidade.

O estudo terá duração estimada de oito meses, o que inclui a aplicação das duas doses e o acompanhamento da população que recebeu essas vacinas.

R7

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Média de vacinação por semana cai em maio em comparação com abril

Foto: CNN Brasil / Fonte: Ministério da Saúde

A falta de insumos para a fabricação da Coronavac e da vacina da AstraZeneca no Brasil já se reflete na quantidade de doses aplicadas na vacinação dos brasileiros contra a Covid-19.

A campanha nacional de imunização viu a média diária de doses aplicadas cair em maio em comparação com o mês de abril, segundo dados do Ministério da Saúde.

No início de abril, o país aplicava, em média, mais de 600 mil doses de vacina por dia. Foram 659 mil doses/dia na primeira semana e 650 mil doses/dia na segunda semana do mês passado. Esse número deu um salto e foi de 784 mil doses aplicadas diariamente na terceira semana de abril, quando começou a cair.

Na última semana do mês, o país aplicou 523 mil doses, em média, por dia. Nas duas primeiras semanas de maio, essa média despencou. Na primeira semana do mês, foi 415 mil doses aplicadas a cada dia; na segunda semana, 280 mil doses diárias de imunizantes utilizadas.

A projeção é de que, caso o Brasil tivesse imunizantes em quantidade suficiente para tal, o país poderia aplicar até 1,5 milhão de doses de vacinas contra a Covid-19 todos os dias.

O Butantan vem tendo problema na entrega das vacinas desde abril. A Coronavac, desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac, está sendo utilizada no programa de imunização chinês, junto com o imunizante da Sinopharm.

Vários países estão recebendo lotes menores que os esperados do IFA (ingrediente farmacêutico ativo), a matéria-prima da vacina, uma vez que o material está sendo direcionado para a própria utilização local na China.

Neste momento, a produção do Instituto Butantan está parada.

A expectativa é a de que um novo lote chegue no sábado (21) ou no máximo domingo (22). As autoridades em Pequim afirmam que já está tudo assinado para que este carregamento seja enviado ao Brasil. Se o avião não chegar com as doses, há de se imaginar que esteja havendo um conflito diplomático mais grave.

CNN Brasil

Opinião dos leitores

  1. Coloca na conta desse governo irresponsável. Por que ele agrediu o país responsável por 80% das vacinas no paìs? Só pode ser uma also deliberada para que ocorresse isso, mesmo sabendo que levaria a mais mortes. Isso é crime e a cpi tem obrigação de responsabilizar os culpados.

    1. Bolsonaro deve ser o homem mais importante do mundo mesmo, a China deixa de enviar o insumo pra produzir vacinas e as vacinas prontas pra mais de 100 países e a culpa mundial é de Bolsonaro e não porque a China está usando as doses pra vacinar a sua população ao invés de brasileiros e outras nacionalidades

    1. Dória fez o acordo comercial entre o Butantan e a Sinovac, os chineses não estão cumprindo o contrato e usando as doses pra vacinar sua população mas a culpa é de Bolsonaro né

Comente aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *