Educação

Escola de Natal promove “Semana do Carinho” para estimular gestos de gratidão e doação entre crianças e adolescentes

Gratidão, empatia e compartilhamento. Esses sentimentos e gestos estão sendo estimulados durante essa semana entre as crianças e adolescentes que são alunos da Maple Bear Natal. A escola preparou a “Semana do Carinho” para celebrar datas da cultura canadense e brasileira de uma forma especial, com o estímulo à doação de alimentos e brinquedos e lições para a vida toda.

Nesta quarta-feira (13), os estudantes estão celebrando o Thanksgiving, o Dia da Ação de Graças, no Canadá, onde agradecem à colheita e as bênçãos alcançadas durante o ano. Para marcar a data, será construída a “Árvore da Gratidão”, com mensagens sobre o ato de agradecer.

Hoje, o lanche foi compartilhado. Cada aluno trouxe algo de casa para dividir com os colegas de turma e professores. Os alunos também trouxeram alimentos não perecíveis, que serão doados para a instituição Espaço Escola Livre, do bairro de Mãe Luiza, que atende 300 crianças.

“Quanto mais conseguirmos enxergar a gratidão em nossas vidas, os bons sentimentos, mais felizes, confortáveis e seguras as crianças se sentem e conseguem enxergar as qualidades do próximo, conseguem sentir o lado bom das nossas ações. Além de sempre confortar o coração com a visão do que é bom”, disse a diretora da unidade do Ensino Fundamental da Maple Bear Natal, Carolina Bezerra, sobre a “Semana do Carinho”.

O Dia das Crianças será comemorado nesta quinta (14), com a ação “Ganhar um e Doar outro”. Os alunos terão um momento especial para resgatar brincadeiras antigas e serão estimulados a trazer de casa um brinquedo para doar à mesma instituição, que funciona na zona leste da capital.

Na sexta-feira (15), Dia dos Professores, os pais foram convidados para ir a Maple Bear Natal e participar de dinâmicas com a equipe de sala de aula dos seus filhos, além de promoverem um momento especial de homenagens.

Opinião dos leitores

  1. Parabéns aos idealizadores dessa atividade! Eis aí a tradução literal do destorcido jargão político, muito comentado e certamente praticado de maneira não republicana. Para essas crianças, o que se tenta internalizar em suas mentes e de maneira correta, é a sensação de sentir, verdadeiramente, a satisfação de dar, compartilhar ou repartir algo. Esse sentimento não tem preço; não é mensurável; nem tampouco pode ser manipulado. Você só sente de praticá-lo na sua forma raiz de se sentir bem fazendo o bem! Esta semente não poderia ser semeada em lugar mais fértil do que o Coração puro de uma criança! Com certeza os frutos serão saudáveis e ajudarão a “alimentar corretamente” muitos e muitos corações e mentes dos futuros Cidadãos de Bem do nosso imenso e querido Brasil! Congratulations Maple Bear Natal! Atitudes que fazem a diferença!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

OURO E PRATA: Rebeca Andrade se torna a 1ª brasileira a conquistar duas medalhas numa mesma edição do Campeonato Mundial de Ginástica

Foto: KIMIMASA MAYAMA/EFE – 23.10.2021

A atleta Rebeca Andrade novamente fez história e se tornou a primeira ginasta brasileira a conquistar duas medalhas em uma edição de Campeonato Mundial neste sábado (23). Em Kitakyushu, no Japão, ela levou o ouro no salto e a prata nas barras, a primeira medalha brasileira na modalidade das paralelas.

Nos Jogos Olímpicos de Tóquio, a paulista de 22 anos já havia se tornado a primeira atleta do Brasil a conquistar uma medalha de ouro e outra de prata em uma única edição dos Jogos.

Rebeca ainda tem a chance de ganhar mais uma medalha nesta edição do Campeonato Mundial. No próximo domingo (24), às 5h (horário de Brasília), ela encerrará sua participação na disputa da trave.

R7

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Chuvas melhoram nível dos reservatórios e aliviam crise hídrica

Foto: Henrique Manreza / UHE Jupiá

O nível dos reservatórios das regiões Sudeste e Centro-Oeste do país —as mais afetadas pela maior crise hídrica dos últimos 91 anos— voltou a subir por conta das chuvas das últimas semanas. Segundo dados divulgados pelo ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) nessa sexta-feira (22), a alta no mês é de 0,9%.

O operador informou que os reservatórios de Sudeste e Centro-Oeste atingiram, em média, 17,6% da capacidade de armazenamento de energia na 5ª feira (21.out). Já a região Sul teve alta de 15,2%, atingindo média de 43,8% da capacidade.

As regiões Norte e Nordeste registraram queda e operam com 50,3% e 36,6% da capacidade, respectivamente. Ao todo, o nível dos reservatórios do país está em 24,5%.

Previsão

O relatório do ONS prevê um volume de chuva de 133% da média histórica nas regiões Sudeste e Centro-Oeste para a semana que vem. No Sul, o volume deve ser de 83% da média histórica.

Como consequência das chuvas e de outras medidas implantadas para conter a crise —como diminuição da vazão de água—, o operador estima que o subsistema Sudeste/Centro-Oeste termine o mês de outubro com 17,8% da sua capacidade. A previsão para a região Sul é de 44,3%.

O aumento de precipitações nas últimas duas semanas não é o único motivo da melhora nas condições dos reservatórios, o conjunto de medidas adotadas pelo operador foi decisivo para um resultado mais otimista”, disse o operador em comunicado.

Crise hídrica

As chuvas das últimas semanas dão um respiro para o sistema elétrico, mas o cenário ainda é de atenção.

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que pedirá ao ministro Bento Albuquerque (Minas e Energia) o fim da bandeira de escassez hídrica na conta de energia partir do mês de novembro.

Meu bom Deus nos ajudou agora com chuva. Estava na iminência de um colapso. Não podíamos transmitir pânico para a sociedade. Dói a gente autorizar o ministro Bento das Minas e Energia decretar a bandeira vermelha. Sabemos da dificuldade da energia elétrica. Vou pedir para ele, pedir não, determinar que ele volte a bandeira normal a partir do mês que vem”, declarou.

O CMSE (Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico) discorda do presidente. O comitê aconselha que a bandeira tarifária seja mantida, pois a situação ainda é crítica e o custo do acionamento das usinas termelétricas na geração de energia é alto.

A bandeira tarifária foi implementada em caráter excepcional. O plano é que fique ativa de setembro de 2021 a abril de 2022. A nova tarifa acrescenta R$ 14,20 a cada 100 kWh consumidos.

Poder 360

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia

Palhaço agride adolescente e espetáculo de circo vira caso de polícia no interior do RN

Foto: reprodução

O que era para ser apenas mais um espetáculo circense, terminou em caso de polícia na noite desta sexta-feira (22), no município de Jardim de Piranhas, na região do Seridó. Um jovem de 15 anos foi agredido por um dos palhaços do circo e a Polícia Militar foi acionada.

A polícia militar informou que duas versões da motivação para a agressão foram relatadas. A primeira, apresentada pelo adolescente, foi de que ao sair meio do espetáculo para comprar água fora do circo foi impedido de ingressar. Uma das regras do circo é a proibição de entrada de produtos comprados em outros estabelecimentos.

Já a versão apresentada pelo palhaço, cita que a vítima tentou entrar sem pagar, danificando uma barra de ferro da estrutura do circo, o que teria gerado o desentendimento.

O Circo Vidal divulgou uma nota em suas redes sociais sobre o caso, confirmando a versão apresentada pelo artista/funcionário e admitindo a agressão ao jovem. A nota informa ainda que o circo ofereceu suporte ao adolescente, que teria negado ajuda. O caso está sendo apurado.

Confira a nota do Circo Vidal:

Com informações de 98 FM Natal

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Mossoró conquista 1º lugar no Prêmio Band Cidades Excelentes 2021

Foto: Elias Medeiros

Mossoró conquistou o primeiro lugar como Cidade Excelente do Prêmio Band Cidades Excelentes do ano de 2021, realizado em parceria com o Instituto Áquila, no Rio Grande do Norte. Além de ser premiada como Cidade Excelente, Mossoró também levou para casa outros três primeiros lugares nas categorias Educação, Infraestrutura e Mobilidade Urbana e Saúde e Bem-Estar.

A premiação aconteceu na noite desta quinta-feira (21), no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (Fiern), em Natal, e contou com a presença da governadora do Estado Fátima Bezerra e de prefeitos e secretários municipais.

“É uma felicidade imensa por estar aqui recebendo essa premiação representando o povo de Mossoró. Foram cinco prêmios e quatro deles em primeiro lugar, o que muito nos orgulha. Estamos trabalhando pela eficiência fiscal do nosso município, organizando a estrutura, levando diversos serviços. Nos últimos 15 dias retomamos importantes serviços de saúde como cirurgias eletivas, consultas com especialistas e realização de exames de raio x. Também avançamos na infraestrutura com obras de pavimentação, calçamento, levando infraestrutura para unidades de saúde, creches, CRASs e tantos outros serviços”, afirmou o prefeito Allyson Bezerra

A premiação, uma parceria do Grupo Bandeirantes com o Instituto Áquila, analisou os municípios potiguares em cinco aspectos: Eficiência Fiscal e Transparência; Educação; Saúde e Bem-Estar; Infraestrutura e Mobilidade Urbana e Desenvolvimento; e Ordem Pública.

Os municípios são premiados conforme os dados do Índice de Gestão Municipal Áquila (IGMA), baseado em informações públicas atualizadas de todo o país e auditadas pela organização do prêmio. No mês de novembro, acontecerá a etapa nacional do evento, que irá anunciar os três primeiros lugares de cada categoria.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Horas antes de tiro fatal de Baldwin, parte da equipe se demitiu e relatou problemas com as armas cenográficas

Foto: reprodução/Instagram

O acidente no set de gravação do filme Rust, que resultou na morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins, após o ator Alec Baldwin disparar uma arma de fogo, ganhou novos contornos nesta sexta-feira, 22. De acordo com fontes citadas pelo jornal norte-americano Los Angeles Times, seis pessoas, entre operadores de câmeras e assistentes, pediram demissão horas antes do ocorrido, alegando más condições de trabalho e falta de segurança nas filmagens.

Ainda conforme a publicação, os funcionários relataram problemas com as armas cenográficas, que na opinião deles “não foram devidamente supervisionadas”. Os profissionais teriam sido substituídos por pessoas que não integram nenhum sindicato profissional. O escritório da polícia de Santa Fé, cidade do estado do Novo México, EUA, não quis comentar a atualização, alegando que as investigações ainda não foram encerradas.

VEJA MAIS: Alec Baldwin diz estar “de coração partido” após morte de diretora em set

Dois dias antes, Lane Luper, assistente de câmera filiado ao sindicato Aliança Internacional de Funcionários de Palcos Teatrais (IATSE, na sigla em inglês), descreveu condições de filmagem precárias em uma série de comentários no Facebook. “Neste momento, estou lutando para que minha equipe, neste filme, tenha quartos de hotel disponíveis para quando demorarmos ou estivermos cansados demais para dirigir por uma hora de volta desde o local das filmagens até Albuquerque. Ou eles dizem ‘não’ ou nos oferecem um motel lixo de beira de estrada, usado como abrigo para mendigos”, escreveu.

Munição real

Segundo os oficiais que acompanham o caso, o ator Alec Baldwin foi avisado que a arma de fogo usada na ocasião estava “fria”, ou seja, que não havia projéteis carregados dentro dela. A informação divulgada pelo jornal New York Times foi obtida a partir dos registros de um processo sobre o caso que circula na Justiça. De acordo com o sindicato IATSE, contudo, a arma continha uma munição real.

O juiz responsável pelo caso concedeu um mandado autorizando a polícia a realizar buscas no set de filmagem, onde foram levadas as imagens gravadas nas câmeras, as armas cenográficas e a munição usada na filmagem.

Estadão Conteúdo com informações da EFE e New York Times.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Após pico em março, mortes por covid no Brasil estão em queda há 6 meses

Foto: Andre Coelho/Getty Images

O número mensal de mortes por data real por covid-19 está em queda desde que atingiu o pico, em março deste ano, quando foram 80.831 vítimas da doença. Nós meses seguintes, o total mensal vem caindo sucessivamente, até que chegou em setembro ao menor número desde novembro de 2020.

Números de cada mês:

  • Março: 80.831;
  • Abril: 76.464;
  • Maio: 54.205;
  • Junho: 47.677;
  • Julho: 27.811;
  • Agosto: 16.998;
  • Setembro: 10.534.

Os dados referem-se às datas em que realmente ocorreram as mortes, e não às datas em que foram notificadas. O número de notificações é divulgado diariamente neste site do Ministério da Saúde. Já as mortes por data real são divulgadas uma vez por semana pelo Ministério da Saúde em boletim epidemiológico. A edição mais recente traz dados até 18 de outubro.

É possível que os números mais recentes aumentem nos próximos boletins, à medida que as autoridades identificam as datas das mortes. Esse dado pode demorar até 16 meses para ser conhecido.

De 603.465 mortes confirmadas até 18 de outubro, 588.936 têm a data real conhecida pelo Ministério da Saúde. Ou seja, ainda não se sabe exatamente em que data aconteceram 2,4% das mortes registradas até a última data de atualização dos dados.

Em março, durante o mês de pico da pandemia, o país atingiu o maior número de mortes ocorridas em 24 horas. No dia 29 de março de 2021, o Brasil teve 3.434 vítimas, de acordo com a atualização mais recente. O maior número de notificações em 24 horas só foi registrado 10 dias depois, 8 de abril, com 4.249 mortes reportadas em 1 dia.

Poder 360

Opinião dos leitores

  1. VIVA A VACINA, QUE O GENOCIDA DISSE QUE NÃO TOMASSE E QUEM QUIZESSE SEGUIR SEU EXEMPLO TAMBÉM NÃO TOMARIA.

    1. Comprou a vacina depois de muita pressão e de praticamente 500 mil mortes nas costas, não é Mané apoiador das rachadinhas com leite moça?

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

“Nazista é a sua mãe”, reponde Roger do Ultraje a médica potiguar

O cantor Roger Moreira, do Ultraje A Rigor, respondeu à médica potiguar Roberta Lacerda chamando a mãe dela de nazista.

A discussão começou quando um seguidor do músico disse que não tomou a vacina contra a Covid por opção. Roger então defendeu a liberdade individual do seguidor afirmando que ele teve a escolha. A médica então sugeriu que Roger, se o nazismo fosse hoje, seria um dos militares que estava apenas seguindo ordens. O cantor rebateu dizendo que cabe processo e emendou chamando a mãe de nazista.

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Brasil tem 108,8 milhões de pessoas totalmente imunizadas contra a covid-19

O Brasil atingiu a marca de 51,02% da população totalmente imunizada contra a covid-19. Em números, significa que 108.844.291 receberam as duas doses ou o imunizante de aplicação única.

O número de habitantes parcialmente imunizados, ou seja, com ao menos uma dose das vacinas disponíveis é de 152.816.363, correspondendo a 71,64% da população.

Nas últimas 24 horas, foram registradas 1.167.980 aplicações. As primeiras doses foram aplicadas em pouco mais de 170 mil pessoas. Já 706.095 receberam a 2ª aplicação da vacina.

Estadão Conteúdo

Opinião dos leitores

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Guedes: mudanças no teto não abalam fundamentos fiscais do país

As mudanças no teto federal de gastos para financiar parte do Auxílio Brasil não abalarão os fundamentos fiscais do país, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes. Em declaração conjunta ao lado do presidente Jair Bolsonaro, ele disse preferir ter a gestão avaliada com uma nota mais baixa para ajudar a população mais vulnerável.

“Entendemos os dois lados, mas não vamos tirar 10 em política fiscal e zero em política social. Preferimos tirar 8 em fiscal, em vez de tirar 10, e atender os mais frágeis”, afirmou o ministro. “Nós preferimos um ajuste fiscal um pouco menos intenso e um abraço do social um pouco mais longo. É isso que está acontecendo.”

Acompanhado de Bolsonaro, Guedes negou ter pedido demissão do cargo, após quatro secretários terem pedido exoneração. O presidente visitou o Ministério da Economia para aliviar as tensões após a decisão do governo de encaminhar ao Congresso uma proposta que muda o período de cálculo do teto de gastos para acomodar o benefício de R$ 400 do Auxílio Brasil que vigorará até o fim de 2022.

Diário do Poder

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Filiação de Moro ao Podemos é marcada para 10 de novembro

O ex-ministro da Justiça e ex-juiz Sergio Moro deve se filiar ao Podemos em evento marcado para o próximo dia 10 de novembro, em um centro de convenções de Brasília. A informação foi antecipada pelo site O Antagonista e confirmada pela Folha.

A princípio, a filiação ainda não deve confirmar a candidatura do ex-responsável pela Operação Lava Jato à Presidência no ano que vem, embora dirigentes do partido afirmem que referências nesse sentido serão inevitáveis.

No início do mês, Moro, que vive em Washington (EUA), esteve no Brasil para uma rodada de conversas políticas, quando deixou encaminhada sua filiação ao partido.

Opinião dos leitores

  1. MORO num País tropical. Liberdade, liberdade abra as asas sobre nós

  2. Depois de conseguir botar ordem na casa, prendendo políticos corruptos de todos os partidos, inclusive o ex governador mineiro, da cúpula do PSDB, Eduardo Azeredero pelas irregularidades no mensalão mineiro, prisão essa que não tinha conseguido com luladrão no mensalão federal, além da prisão de parte desse centrão que Bolsonaro acomodou no seu governo, entregando chaves de cofres; mandou também pra o xilindró e recuperou dinheiro de dirigentes e presidentes de todas autarquias federais, e os mega empresários das maiores empresas brasileiras, todos, como peças fundamentais e ativas de um sistema de corrupção que desviaram de cofres públicos brasileiros mais de um trilhão de reais, capital suficiente pra mudar toda infraestrutura e de quitar nossa dívida publica, que seria revertido em serviço pra o cidadão e suas nescessidades, já que esse dinheiro foi transferido pra o estado através de imposto recolhido desse cidadão. Pois bem, depois de toda essa trabalheira, Bolsonaro, aliados, centrão e pt conseguiram convencer esse líder da operação lava-jato, pra ele pedir demissão do cargo de juiz, e assumir o novo governo objetivando avançar no combate aos criminosos corruptos e comuns, e qual foi a surpresa, o governo federal em momento algum apoiou os seus peitos, inclusive boicotava seu trabalho, pois retirou o COAF, escantearam a prisão em 2a instância, inclusive promoveram juntos com o stf o maior retrocesso da história nas leis e mecânismos de combate a corrupção, com isso o Sérgio Moro não tinha outra saída, e não pactuou com essa traição a nação e pediu exoneração do cargo. Agora é nossa chance de elegermos esse cidadão que limpou a nossa nação de ladrões de dinheiro público, dentro do seu limite, já como presidente da República, ele terá condições de promover ações pra o país alcançar o patamar adequado ao que somos, e ao mesmo tempo entregar as nossas riquezas a quem é de direito, o cidadão brasileiro. MORO 2022!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *