Estados ignoram Bolsonaro e criam comitês para avaliar isolamento

Em mais uma iniciativa para coordenar esforços à margem do governo federal, inoperante na visão dos governadores, os estados articulam dar respostas unificadas ao coronavírus a partir de estudos de uma câmara técnica formada por secretários estaduais de saúde, médicos e pesquisadores.

O órgão terá a missão de analisar a evolução da doença estado a estado e, a partir daí, projetar as necessidades de cada um e responder às demandas por abrandamento do isolamento.

Os governadores esperam receber informações a partir da semana que vem, quando o prazo de decretos de fechamento do comércio começam a vencer em muitos estados.

Para Wellington Dias (PT-PI), os comerciantes e demais setores também terão que se equipar para voltar. “O setor privado está preparado para isso? Não é só o setor público que deve se preparar”, disse ao Painel.

Os gestores agem por conta própria a partir do diagnóstico de que o governo federal está imerso em contradições internas, com Jair Bolsonaro, Luiz Henrique Mandetta (Saúde), Paulo Guedes (Economia) e o vice-presidente, Hamilton Mourão, apontando para direções diferentes.
PAINEL / FOLHA
OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Emerson Fonseca disse:

    Daqui a uns 10 ou 15 dias saberemos quem tem razão, a ciência ou o "messias do apocalipse"

  2. Justus disse:

    Sejamos honestos. Quando o Presidente disse "sem critérios "? E olha que eu não sou fã do Presidente. Isso é um típico ataque indireto da Folha.

  3. JB disse:

    Meu deus cada um com uma cuia não mão liso, querendo dá uma de forte, que se lasca o povo, vcs não enganam mais o povo não

COMENTE AQUI