Polícia

FOTOS: Polícia cumpre mandado de busca e apreensão em Lagoa de Pedras; prefeita interina é investigada

Fotos: Cedidas

A Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Norte, cumpriu na manhã desta quarta-feira (22), mandado de busca e apreensão nas residências de Janaína Maria de Oliveira Santos e de Missival Leoterio Paiva, no município de Lagoa de Pedras/RN.

Segundo informações, a operação se refere ao período em que Janaína assumiu de forma interina o mandato de prefeita e Missival o cargo de Secretário Municipal de Lagoa de Pedras/RN.

Vasta documentação foi apreendida nos locais indicados e a ação tramita em segredo de justiça. Mais informações em breve.

Opinião dos leitores

  1. Tem muito idiota nesse mundo de meu Deus, o ex Ministro está sendo investigado, se tiver culpa vai pagar, o MITO não está passando pano como ocorria outrora, muitos fizeram confissões detalhadas dos esquemas, vide PALOCCI, Paulo Cesar, Cervero, Renato Duque, Emílio e Marcelo Odebrecht, Bunlay, Pedro Barusco e seus 100 milhões de dólares, os aloprados, Dalton Avancini, Eyke Batista, pegar um lambari e transformar num tubarão é bizonho.

    1. Pedroquita e demais ficou irritada pq falou do mito bandido
      Vai cuidar dos teus sobrinhos gordos, tia velha

  2. NostraDeumuito, acho que você estar com dificuldades congnitiva porque essa postagem é sobre o excelente trabalho do governo Bolsonaro na pessoa da Polícia Federal em lagoa de pedras, aprenda a ler

    1. Papagaio velho só repete as merdas que ouve não aprende nada, e o caso desse Nostraimbecil.

  3. Pedroca e demais, tia Cacá, tia berg, sertanejo, Caico e demais da boiada imunda..
    Sabem informar se a cara do mito já tá chamuscada???
    🤣🤣🤣🤣🤣
    🔥🔥🔥🔥🔥
    👍🏻🇧🇷
    Grande dia 👍🏻

    1. Com essas prisões de corruptos hoje, só deixa claríssimo, bolsotralha com seus idiotas e luladrão com seus idiopatas são faces de uma mesma moedas, corruptos e adoradores de corruptos, o povo que continuará na miséria, desempregados e a sociedade se destroçando com essas escórias de gente no poder

    2. Eles devem estar na Sauna patriotra, postando suas asneiras remuneradas habituais.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Exposição da intimidade, como a vivida por Klara Castanho, pode causar danos mentais irreversíveis

Foto: Reprodução/Instagram

Nos últimos dias, a violência e violação de meninas e mulheres ficou ainda mais em pauta no Brasil, principalmente devido à exposição dos casos da atriz Klara Castanho, de 21 anos, que assumiu ter dado para adoção uma criança gerada a partir de um estupro, e da menina de 11 anos de Santa Catarina, que teve dificuldades em conseguir fazer um aborto legal de um feto fruto também de um abuso sexual.

A exposição pública da violência e reviver as agressões causam danos ainda maiores às vítimas quando associados ao julgamento da sociedade. A psicóloga Talita Carvalho, conselheira do CRP/SP (Conselho Regional de Psicologia de São Paulo), explica que essa situação aumenta a sensação de culpa vivida pelas pessoas agredidas, principalmente no caso de mulheres.

“Elas estão sendo expostas e esses homens que praticaram as violências, onde estão? Isso vai criando nas mulheres ainda mais culpa. Ao invés de desconstruirmos essa coisa que a mulher não tem culpa da violência que sofre, vai aumentando essa culpa. Porque a vítima pensa: aconteceu isso comigo e quem está sendo julgada sou eu, quem está sendo linchada publicamente sou eu. Com eles, não está acontecendo nada. O julgamento é uma forma de violência também”, destaca a psicóloga.

A psicanalista Andréa Ladislau acrescenta que, em momentos como esses, é complicado manter o autocontrole. “É muito difícil a pessoa conseguir ter o pé no chão e a cabeça mais consciente quando tem mil dedos apontados na direção dela. Sem um autocontrole, ela começa a desenvolver a culpa para dentro de si”.

R7

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Pela 1ª vez na mesma cidade, Bolsonaro, Ciro, Lula e Tebet têm eventos hoje em Salvador

Foto: Reprodução

Quatro presidenciáveis participam de atos públicos hoje em Salvador. O presidente Jair Bolsonaro (PL), Ciro Gomes (PDT), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e a senadora Simone Tebet (MDB-MS) estão na capital para as festas de independência da Bahia.

É a primeira vez que os quatro participam de eventos públicos na mesma cidade no mesmo dia. Todos vão a atos durante a manhã, mas não está previsto qualquer encontro, embora Lula e Ciro participem do cortejo com autoridades no centro da capital.

Bolsonaro vai participar de uma motociata, marca da sua pré-campanha, com o ex-ministro da Cidadania João Roma (PL), seu pré-candidato ao governo do estado. O grupo sairá às 8h do Farol da Barra e deve percorrer cerca de 14 km pela orla soteropolitana até o Parque dos Ventos.

Com um evento evangélico marcado para as 15h no Rio de Janeiro, o presidente não deverá ficar muito em Salvador.

Tebet também vai participar do cortejo com saída no Largo da Lapinha.

Presidencáveis na Bahia -  -

UOL

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

VÍDEO: Depois de 49 anos trabalhando no campo, mulher consegue aposentadoria e se emociona

Essa semana, o vídeo de Ana Maria Mendes, de 55 anos, recebendo a notícia de sua aposentadoria após 49 anos de trabalho na roça, viralizou em todo o país.

Nas imagens compartilhadas em uma rede social pelo seu advogado, Alexandre Pereira, Ana Maria não segurou a emoção ao saber que havia conquistado a tão sonhada aposentadoria. O caso aconteceu em Apicum-Açu, município localizado a 301 km de São Luís, onde Maria vive em uma comunidade quilombola.

O vídeo, gravado por câmeras de segurança do escritório de Alexandre, mostra Ana acompanhada da filha, Alicelea Oliveira, de 34 anos, que era responsável por receber as informações e respostas do processo administrativo.

Após Alexandre entregar uma sacola com um presente de aniversário e dar a notícia da aposentadoria, Ana vai às lágrimas e abraça o advogado.

g1 MA

Opinião dos leitores

  1. Diga para ela ter cuidado, se Paulo Guedes souber, vai mandar ela trabalhar mais uns 10 anos por baixo!!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

42% dos potiguares vivem com até R$ 497, aponta FGV

Foto: Allan Lira/Folhapress/Ilustrativa

Um novo levantamento mostra que 42% dos potiguares vivem na linha da pobreza. Essa população, segundo o Mapa da Nova Pobreza, publicado pela Fundação Getúlio Vargas (FVG), corresponde às pessoas que vivem com até R$ 497 por mês.

Isso significa cerca de R$ 1,49 milhão de pessoas. Os dados divergem dos números oficiais da Secretaria de Assistência Social, que mostram 1,15 milhões de pessoas, entre pobres e extremamente pobres, no Estado.

A pesquisa da FGV mostra que a pobreza no Rio Grande do Norte — e no Brasil — nunca esteve tão em alta. Nacionalmente, 29,62% da população do país é considerada pobre. De acordo com a publicação, o país tem “quase um Portugal de novos pobres surgidos ao longo da pandemia”.

Com informações de Tribuna do Norte

Opinião dos leitores

  1. Esses dados estarrecedores, são frutos dessa imprensa brasileira, que consegue induzir a população a escolher unicamente entre dois corruptos que não tem o menor apego ao zelo administrativo, e promovem atos perniciosos e danosos contra a estabilidade econômica e a ética de convivência democrática. Enquanto tivermos esse quadro de alienação e emburrecimento coletivo, só agrava esse quadro miserável de brasileiros na sarjeta, desempregados e sem dignidade. Já passou da hora de nos livrarmos dessa corja, pra isso precisamos extinguir essa preguiça de raciocinar. Parece que não saímos do estágio que recebíamos espelhos e presentinhos, pra os invasores roubarem nossas riquezas. Degradante esse Brasil!

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra aumento de 529% nos casos conhecidos de Covid em junho

Foto: Aloisio Mauricio/Fotoarena/Estadão Conteúdo

O Rio Grande do Norte registrou um aumento de 529% no número de casos conhecidos de Covid e de 140% nas mortes pela doença em junho no comparativo com o mês anterior.

Em relação aos casos, o estado teve, em junho, 19.905 novas notificações. Em maio, no mês anterior, foram 3.162 novos casos – 16 mil a menos.

O registro é o maior no estado desde o mês de fevereiro, quando o estado viveu um novo pico de contaminação em função da chegada variante Ômicron. Naquele mês, foram mais de 50 mil casos conhecidos.

Desde então, o Rio Grande do Norte registrava uma queda nos casos.

g1 RN

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

VÍDEO: Raio abre buraco gigante em Felipe Camarão

Nessa sexta-feira (1º), por causa das chuvas em Natal, um raio abriu um buraco gigante no bairro de Felipe Camarão.

O caso aconteceu na Rua Mirassol com a Rua Mirai, por volta das 22h, e o buraco caberia “uns 20 carros dentro”, de acordo com popular que gravou vídeo.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

“Estão gostando da baixa nos combustíveis?”, pergunta Bolsonaro

Foto: Sérgio Lima/Poder360

O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse nessa sexta-feira (1º.jul.2022) que os preços dos combustíveis estão diminuindo na maioria dos Estados brasileiros. Em compromisso oficial em Feira de Santana (BA), criticou governadores do Nordeste por questionarem no Supremo Tribunal Federal a lei que limita a cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços).

“Eu perguntaria a vocês: estão gostando da baixa dos combustíveis? Há pouco, me culpavam pelo aumento. Quando baixa, muitos se calam. É um trabalho nosso. Começou com o governo federal abrindo mão de seus impostos”, disse.

Segundo o presidente, os chefes de Executivo local da região querem “extorquir” os brasileiros. “Não se preocupam com sua população, querem arrecadar de vocês cada vez mais, extorquir o contribuinte brasileiro. Doze governadores entraram na justiça. Desses 12, todos os 9 do Nordeste, inclusive o da Bahia. Mas a força da lei se fará presente. Essa redução se fará de uma forma ou de outra”.

Poder360

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Daniella Marques toma posse como presidente da Caixa

Foto: Sérgio Lima/Poder360

A economista Daniella Marques tomou posse como presidente da Caixa Econômica Federal nesta sexta-feira (1º.jul.2022), em agenda interna. A informação foi divulgada pelo banco em comunicado.

Ela é a 3ª presidente mulher da Caixa, depois de Maria Fernanda Ramos Coelho (2006-2011) e Miriam Aparecida Belchior (2015-2016).

Na mesma nota, o Conselho de Administração da Caixa disse que aceitou a carta de renúncia de Celso Leonardo Derzie de Jesus Barbosa, então vice-presidente de Negócios de Atacado.

Ele chegou ao cargo por indicação de Pedro Guimarães, demitido na 4ª feira (29.jun) depois que relatos de assédio sexual vieram à tona.

Daniella Marques, de 42 anos, foi secretária de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia. É considerada braço direito do ministro Paulo Guedes (Economia).

Poder360

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Eleitorado brasileiro no exterior sobe 32% e já supera o de 3 estados

Foto: reprodução/TSE

O interesse de brasileiros que vivem no exterior em participar das eleições tem crescido fortemente a cada pleito, e demandado esforço cada vez maior do Estado em oferecer a estrutura para a votação em cerca de 100 países. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), há 666.663 brasileiros aptos a votar fora do país.

O número é 32% maior do que o eleitorado fora do Brasil na última eleição presidencial, em 2018, que era de 502.809 pessoas. E 233% maior do que em 2010, quando havia 199.795 brasileiros registrados para votar em outros países. Nesse mesmo período (2010 a 2022), o eleitorado total do país cresceu em ritmo menor, cerca de 10%, de 135 milhões para 149 milhões.

O atual eleitorado brasileiro registrado no exterior é maior do que o de três estados: Acre, que tem 578.282 eleitores; Amapá (548.999); e Roraima (366.355). Ainda assim, é um número baixo quando comparado ao total de brasileiros vivendo fora do país, que foi estimado em 4,2 milhões pelo Ministério das Relações Exteriores há dois anos. Como o voto no Brasil é obrigatório, mesmo quem vive fora há muitos anos precisa continuar votando ou justificando a ausência, o que agora pode ser feito on-line, por meio do aplicativo e-Título do TSE.

A maioria dos eleitores brasileiros no exterior está nos Estados Unidos, no Japão e em Portugal, mas há mudanças na composição desse eleitorado. Nos últimos pleitos, Miami, na Flórida, foi a cidade estrangeira com mais votantes do Brasil. Em 2022, porém, esse posto será tomado pela primeira vez por Lisboa, a capital de Portugal.

Veja o ranking das cidades fora do país com mais eleitores brasileiros:

 

Urnas eletrônicas e de lona dão a volta ao mundo

A Justiça Eleitoral de Brasília é responsável pela organização da votação ao redor do mundo. Para isso, conta com o apoio do Itamaraty e de sua rede de embaixadas e consulados.

Normalmente, a votação ocorre nas sedes da diplomacia. Mas em cidades com muitos votantes, como Lisboa, Miami, Paris e Londres, as embaixadas costumam abrir mais locais de votação; por isso cada eleitor registrado no exterior precisa conferir sua zona de votação antes de sair de casa. Até mesmo para evitar o frio do hemisfério Norte em outubro e novembro e se planejar para as longas filas que costumam se formar nas grandes cidades.

As urnas usadas pelos brasileiros no exterior são iguais às usadas por aqui, mas viajam para os locais em malotes diplomáticos do Itamaraty. Outra diferença é que elas só registram votos para presidente. Quem vota no exterior não escolhe governador, senador ou deputado.

A votação só é eletrônica em zonas com 100 eleitores ou mais. Quando há menos eleitores registrados, o voto é em cédula de papel e depositado nas velhas urnas de lona.

Há cidades, como Bamaco, a capital do Mali, ou Cobija, no interior da Bolívia, onde há apenas um eleitor brasileiro registrado. Mesmo assim, é montada a estrutura para que essa pessoa participe do pleito.

Como no Brasil, a votação ocorre entre 8h e 17h nas zonas no exterior, mas no horário de cada local, e não no de Brasília. Assim, eleitores brasileiro-australianos, por exemplo, começam a votar quando aqui ainda é o dia anterior. Já os que vivem no Havaí ainda podem votar várias horas após o fechamento das urnas por aqui.

Os resultados da votação brasileira nos países estrangeiros são transmitidos pelo sistema do TSE e somados aos votos registrados no Brasil.

E como votam os migrantes?

Não há pesquisas eleitorais com os brasileiros no exterior.

Nas eleições de 2018, a abstenção foi alta entre os eleitores registrados no exterior – mais da metade faltou. Dos que foram votar no primeiro turno, 58,79% votaram em Jair Bolsonaro (então no PSL); 14,52%, em Ciro Gomes (PDT); e 10,10%, em Fernando Haddad (PT).

Juntando todos os eleitores, Bolsonaro teve 46,03% dos votos válidos, seguido de Haddad, que teve 29,28% e foi ao segundo turno, e por Ciro, que ficou com 12,47%.

No segundo turno, Bolsonaro teve 71,02% dos votos válidos (131.671 votos) contra 28,98% (53.730 votos) de Haddad. O presidente eleito venceu em países com mais eleitores, como Estados Unidos, Inglaterra, Portugal e Espanha. Haddad teve mais votos em países como Alemanha, Rússia e Argentina.

Metrópoles

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Fachin diz que auditoria das eleições serve para examinar procedimentos e instrumentos do pleito, e não para rejeitar o resultado das urnas

Foto: Antonio Augusto/TSE – 1.jul.2022

O ministro Edson Fachin, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), disse nesta sexta-feira (1º) que a auditoria das eleições serve para examinar procedimentos e instrumentos do pleito, e não para rejeitar o resultado das urnas.

“Trata-se de auditar meios, instrumentos e procedimentos, e não veículo de proposição aberta direcionada aprioristicamente a rejeitar o resultado das urnas que porventura retrate que a vontade do povo brasileiro é oposta a interesses pessoais de um ou de outro candidato”, afirmou.

A declaração foi feita em sessão de encerramento do semestre judiciário. Segundo Fachin, a auditoria não é uma atividade que só vale se houver um resultado que “confirme a vontade isolada de um ou outro ator político”.

Fachin e o TSE têm feito declarações sobre as auditorias das eleições. No começo de maio, a Corte voltou a dizer que os partidos políticos podem auditar as eleições. A declaração foi divulgada depois de o presidente Jair Bolsonaro (PL) dizer que seu partido contratará uma empresa para fazer o serviço.

O presidente da Corte também afirmou que as “regras do jogo eleitoral são conhecidas por todos e devem ser respeitadas”.

“2022 haverá eleições livres, seguras e auditáveis e que exprimirão a vontade do eleitorado brasileiro, e isso significa respeitar a legitimidade da vontade do verdadeiro e único titular do poder na República Federativa do Brasil, que é o povo brasileiro”, disse Fachin.

Em seu discurso, o presidente do TSE citou os números de processos analisados e julgados. No semestre, foram:

  • 5.116 processos protocolados;
  • 778 acórdãos proferidos;
  • 2.208 decisões monocráticas;
  • 1.244 despachos;
  • 73 resoluções.

“Os resultados numéricos, nada obstante auspiciosos, são insuficientes para demonstrar a máxima atenção conferida por esse tribunal na preparação das eleições vindouras”, declarou.

Fachin também destacou as atividades da Comissão de Transparência Eleitoral e do Observatório da Transparência Eleitoral, em prol da “manutenção de diálogo institucional com todos os Poderes da República”.

“É por isso que este Tribunal Superior Eleitoral tem se dedicado, diuturnamente, a demonstrar a transparência em todas as etapas de sua atuação, especialmente no papel de administrador das eleições”, afirmou. “E também demonstrar a confiabilidade de todo instrumental para a realização do certame eleitoral, reforçando uma verdade assentada há mais de duas décadas e meia, as urnas eletrônicas são seguras, são confiáveis.” 

Poder 360

Opinião dos leitores

  1. O tarado da caixa, participava de 21 conselhos, ganhando mais de 200 mil por mês. Esse é um governo de imorais e amorais.

  2. Se são confiáveis não precisa de AUDITORIA. A AUDITORIA é exatamente para certificar, examinar, detalhar, rejeitar, corrigir (se cabível), qualquer processo executado ou em execução.

  3. Será que esse ministro sabe que em um processo de auditoria existe um termo chamado “GLOSA” e que a glosa sendo identificada, pode indicar a não validação de um processo? Ou a sua imediata correção? O ministro está aquém do cargo.

    1. O ministro comunista,acha,que,só fala para analfabetos

    2. Né isso! Imagine o bandido das rachadinhas como não está muito aquém do cargo que ocupa já que só se preocupa em mentir sobre o sistema que o elegeu por 30 anos, fazer motociata e conversar bosta pro seu gado vei adestrado e idólatra… Muuuuu

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *