Gilmar Mendes diz a interlocutores que incomodou Forças Armadas por ‘bater em perna quebrada’ do governo

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes disse a interlocutores que as Forças Armadas e integrantes do governo se incomodaram com suas declarações sobre a ocupação do Ministério da Saúde por militares porque “bateu em uma perna quebrada” da gestão Bolsonaro. Em uma live no sábado (11), Gilmar Mendes disse que o Exército se associou a um “genocídio”, ao falar sobre a condução do governo frente à pandemia do coronavírus.

A pessoas próximas, Gilmar Mendes relatou que recebeu com “tranquilidade” a informação de que será acionado na Procuradoria-Geral da República (PGR) pelo Ministério da Defesa. O magistrado tem repetido em conversas, inclusive com auxiliares de Bolsonaro, que o Ministério da Saúde é um “não ministério”. Também tem dito que o militares e o governo estão numa “posição muito frágil”, por terem deixado a pasta da Saúde ser tomada por integrantes das Forças Armadas.

Gilmar pontuou que não imputou crimes a ninguém em suas falas, mas que tem alertado que Bolsonaro e integrantes de seu governo podem ser acionados na justiça, inclusive no STF, por suas condutas em relação à pandemia da covid-19.

BELA MEGALI – O GLOBO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fábio disse:

    Se as forças armadas não fizerem nada contra esse cidadão, vou acreditar no que ele está falando, que nossas Forças Armadas estão de perna quebrada mesmo, fraca, sem ninguém no comando.

  2. Mgil disse:

    Esse cidadão não resiste 1 semana de investigação contra ele. Depois ficam dizendo que é o presidente quem procura confusão.

  3. Carlos disse:

    Já passou da hora do Exército fechar o STF, a vergonha nacional

  4. Tarcísio Eimar disse:

    Gilmar sendo Gilmar. Esse homem sempre está certo, tanto em suas declarações quanto em suas canetadas. Não dá pra entender esse supremacia toda numa só pessoa.

  5. José Macedo disse:

    Quem fez o genocídio foi o mandetta e oms com o fique em casa e morra.
    Se fizesse o que o sindmed está fazendo hoje no RN , com uma força tarefa realizando testes e receitando medicamentos, não teríamos esta quantidade de mortos.
    Na época se não existia testes já sabiamos da HidroxoCloroquina e azitromicina.
    Que por guerra política não foi e não é aplicado até hoje por muitos médicos.

  6. Lair solano vale disse:

    O STF impede o Governo Federal de comandar as ações contra Covid, como também o próprio Presidente qua demitiu Mandetta por fazer um bom trabalho . Bolsonaro foi obrigado a mandar o dinheiro e os estados e municípios . Além das idiotices do Presidente , os culpados pelo "genocídio" são os que atuam junto à população .

    • Manoel disse:

      Se nao fosse os governadores e prefeitos pedindo pro povo ficar em casa, colega, vc vteria visto uma carnificina muito pior com certeza.
      Se fôssemos seguir o conselho do presidente, aquele da gripezinha, estaríamos muito pior hoje.

    • Osvaldo disse:

      Acorda.

COMENTE AQUI