Governo do Estado disponibilizará central de atendimento pra orientações sobre coronavírus

Imagem: ASCOM/SEAD

Os norte-rio-grandenses vão ganhar mais um importante aliado na luta contra o novo coronavírus. Isso porque o Governo do Estado vai disponibilizar, a partir desta quinta-feira (26), uma central de atendimento à população a fim de esclarecer dúvidas, prestar acolhimento psicológico e também receber doações.

A ação é uma iniciativa conjunta das Secretarias da Administração (Sead); da Saúde Pública (Sesap); do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas); e das Mulheres, Juventude, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Semjidh), em parceria com a Interjato Soluções; o Instituto Bem-Te-Vi; a UFRN; a UnP e outras instituições de ensino, além de grupos voluntários formados por servidores públicos, psicólogos, professores e estudantes. Ao todo, são mais de 300 colaboradores envolvidos.

Para contatar a Central “Disque RN Coronavírus”, basta telefonar para o número 3190-0700. Inicialmente, o serviço estará disponível no horário das 7h às 23h, podendo ser alterado futuramente, conforme viabilidade.

O objetivo é proporcionar apoio à sociedade, que poderá tirar dúvidas e receber, por exemplo, orientações sobre autocuidados, modos de prevenção e identificação de sintomas, visando minimizar, em um primeiro momento, a necessidade de ir a uma unidade de saúde. Dessa forma, evita-se o contato com outros pacientes e, consequentemente, possibilidades de transmissão do vírus, caso algum deles já esteja com a doença Covid-19.

Outra finalidade da central é prestar um atendimento de apoio psicológico. Durante a pandemia, muitas pessoas estão ficando mais tempo em casa, ou seja, mais suscetíveis a implicações emocionais de uma quarentena e de aspectos psicológicos do isolamento. Por isso, os psicólogos, voluntariamente, vão conversar com as pessoas que necessitarem desse acolhimento.

O terceiro propósito é organizar uma grande unidade para acolher doações de gêneros alimentícios e materiais de limpeza e higiene pessoal. Serão prestadas orientações quanto aos pontos de recolhimento desses itens e quanto sua distribuição para a população mais necessitada e entidades envolvidas com esse público.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cigano Lulu disse:

    Está clara a ardilosa estratégia de Fatão GD: tirar o máximo proveito eleitoreiro na guerra contra o coronavírus.
    Primeiro tentou torrar R$ 3 milhões do contribuinte numa alegada campanha de "prevenção e combate" quando já havia mídia espontânea farta e ostensiva. O tiro saiu pela culatra.
    Agora ataca com esse papo furado de prestar "apoio psicológico" e colher donativos para "os mais necessitados" (os de sempre) da agenda vermelha.
    A petralhada é cruel, não perde o hábito de vampirizar a miséria da população. Dá um tempo, malandragem.

  2. natalsofrida disse:

    Pense numa ação. Kkkkkkkl

COMENTE AQUI