Guedes explica que se referia a países ricos, quando ligou desmatamento à pobreza

Ao rebater críticas do ex-vice-presidente dos Estados Unidos Al Gore a sua declaração que relacionou desmatamento à pobreza, o ministro Paulo Guedes (Economia) explicou que se referia aos países ricos, que destruída a sua diversidade. Gore virou ambientalista após protagonizar um filme sobre questões ambientais depois acusado de se utilizar de dados falsos destinados a provocar alarmismo. As informações são do portal Diário do Poder.

“O Al Gore deve ter muita noção disso, porque foi no país dele que houve uma redução importante de algumas etnias, muita coisa complicada”, afirmou Guedes à Globo News. “Estou falando da experiência dos países avançados sobre esse confronto, como que os povos, às vezes, para escapar da miséria, acabam fazendo, como eles fizeram, atacaram a própria biodiversidade.”

“O brasileiro está consciente da importância dos seus recursos naturais, da preservação dos recursos naturais, da preservação de sua biodiversidade, da importância de desenvolver a economia sustentável”, afirmou o ministro, que havia afirmado ser “o pior inimigo da natureza a pobreza” e que “as pessoas destroem o meio ambiente porque precisam comer”, durante um painel do Fórum Econômico Mundial.