Ministro da Defesa propõe fixar orçamento da pasta em 2% do PIB

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O Ministério da Defesa vai enviar ao Congresso, na próxima semana, uma proposta que pretende fixar em 2% do PIB (Produto Interno Bruto) o orçamento da pasta. A proposta estará na nova END (Estratégia Nacional de Defesa), que está sendo finalizada pelo governo federal.

A data foi revelada anteontem pelo ministro Fernando Azevedo e Silva, durante participação em evento virtual do think tank Personalidade em Foco, ligado a um grupo com forte presença de oficiais da Marinha.

Na transmissão ao vivo, o ministro afirmou que as Forças Armadas estão dissociadas dos generais da reserva que ocupam cargos no Palácio do Planalto. “É difícil, mas vou dizer o conceito. Uma parte da imprensa coloca o rótulo de ala militar. A ala que conheço é ala de escola de samba”, ironizou. “Esse rótulo não é que incomode, é que não é, na prática, verdadeiro.” Segundo Azevedo e Silva, ele é o único “representante político” da Forças Armadas.

Ele afirmou que está alinhado com os comandantes militares, responsáveis pelos quartéis e pelas atividades militares. “Do muro dos quartéis para fora, eu tomo conta da parte política. Do muro dos quartéis para dentro, eu tenho os comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. Nós combinamos isso, e está indo muito bem”, explicou.

Com relação aos gastos de Defesa, o ministro disse que a ideia é que o setor possa contar com previsibilidade para o planejamento de seus gastos.

“O único oxigênio que falta para a gente é a questão orçamentária, é a previsibilidade para honrar contratos assumidos pelas Forças. A Estratégia Nacional de Defesa prevê até como membro extra-Otan um patamar de 2% do PIB. Essa é a meta que temos a intenção, o necessário para que o Brasil tenha um orçamento de Defesa à altura da política e da estratégia que o Brasil tem”, afirmou o ministro.

Em 2018, os gastos da pasta somaram 1,5% do PIB, segundo dados do próprio ministério. “Temos atualmente 1,8% do PIB. Isso não é condizente com a estatura que o Brasil tem de dissuasão e presença”, declarou Azevedo e Silva.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Patriota disse:

    Eu servi o glorioso exército de Caxias. Hoje sou o melhor pintor de meio fio e capinador do meu bairro. Tudo pela minha pátria amada.

  2. aof disse:

    Missão Acolhida na Venezuela; combate ao desmatamento na Amazonia; apoio constante em calamidades; carros-pipa para a seca no Nordeste; emprego constante em missões de GLO (garantia da lei e da ordem), em situações de greve da Policia, retirada de piche nas praias, apoio à segurança das eleições. Sem ganhar hora extra, adicional de periculosidade. Só pra citar algumas missões das FA. Ah!, ia esquecendo do transporte de orgaos humanos para transplante em aviões da FAB. Mas, realmente, não fazem nada.

    • Joca disse:

      Tudo isso que vc falou qualquer órgão civil pode fazer, com um custo muito mais baixo. Agora a palavra GUERRA, que é a atividade fim das FAs não existe no seu texto.

  3. Observando. disse:

    Paulo Guedes nao concorda com esses percentuais fixos do orcamento. Por ele tirava o percentual q tem q ser gasto com saude e educação.

  4. Joca disse:

    Pega esses 2% e investe em saúde, extingue as forças armadas, pois faz mais de 160 anos sem nos envolvemos em guerras,(exceto um pequeno contigente na 2 guerra)pois não temos fronteiras hostis ou questões geopolíticas importantes. Resultado, bilhões de dólares gastos com gerações de militares que nunca, nem em sonhos participaram de uma guerra. No Brasil o sujeito entra nas forças armadas para garantir um emprego, pois guerra de verdade ele sabe que nunca vai participar.

  5. guilherme barbosa disse:

    claro, o mais importante é investir em tanks e aviões já que somos um país que vive em guerra kkkkk
    educação e saúde nada, como sempre
    vai ser sempre um país miserável!

  6. Mito do Gado disse:

    Deixe eu ver se entendi. Em um ano de crise econômica, com muita queda da arrecadação, num momento em que o Brasil não está em guerra (a última foi na Segunda Guerra Mundial, considerando que as Forças Armadas não desempenham qualquer papel significativo no combate ao Convid-19, o Governo vai aumentar gastos consideráveis com os militares.

    • Aluísio Valença disse:

      Esse governo não é para ser entendido. Se você tentar fazer isso pelas vias da razão republicana vai perder seu tempo. A ordem é: aplausos para o rei e morte aos insurgentes. Bem moderno assim

Lives de hoje: Wesley Safadão e Xand Avião, Angela Ro Ro, Rai Saia Rodada, Matruz com Leite e mais shows para ver em casa

Foto: reprodução

Wesley Safadão e Xand Avião, Rai Saia Rodada e Mastruz com Leite fazem lives neste sábado (11).

Depois de fazer um apelo nas redes sociais, Angela Roro faz a primeira live desta quarentena. Ela afirmou em junho que estava passando dificuldades financeiras.

O festival pernambucano Coquetel Molotov acontece em edição virtual e com venda de ingressos. Tássia Reis, MC Tha, Romero Ferro e outros artistas estão na programação.

Confira abaixo a programação deste sábado (11):

Mastruz com Leite – 15h – Link

DJ Tubarão – 16h – Link

Rai Saia Rodada – 16h – Link

Tássia Reis, Romero Ferro, MC Tha e outros no Festival Coquetel Molotov – 16h – Link

Gabe, Sarah Stenzel, Pedräda e Guss (Todxs Music Festival) – 17h – Link

Katinguelê – 17h – Link

Cezar e Paulinho – 17h – Link

Maurício Manieri – 17h – Link

Thalles Roberto – 17h – Link

Zizi Possi – 18h – Link

Silva – 19h – Link

Vírgina Rosa com participação de Ogair Júnior (Em Casa com Sesc) – 19h – Link

Wesley Safadão e Xand Avião – 20h – Link

Angela Roro (Cultura em Casa) – 21h30 – Link

Teresa Cristina – 22h – Link

G1

SBT acerta transmissão em TV aberta do Fla-Flu que decide o Campeonato Carioca


Foto: Mailson Santana/Fluminense FC

A grande decisão do campeonato carioca, quarta-feira da próxima semana, dia 15, terá transmissão na TV aberta pelo SBT.

É isso que está combinado até agora.

Neste domingo, provavelmente só com a FluTV, será disputado o primeiro jogo e a final, mando do Flamengo, com a transmissão do SBT.

“Está tudo combinado e conversado, só falta mesmo assinar o contrato”, é o que assegura um dos diretores da emissora, que prefere não ter seu nome revelado.

O que se sabe é que a negociação evoluiu na tarde desta sexta-feira e o negócio foi sacramentado no começo da noite.

A geração da partida será da mesma empresa que opera a FlaTV, usando juntos o mesmo sinal base, mas com equipes de transmissão diferentes. Téo José é o nome pretendido pelo SBT, caso seja liberado pelo Fox Sports.

SBT transmitir futebol é sempre uma grande novidade. Porém vale lembrar que em junho de 1995, o SBT alcançou a sua maior audiência na história da emissora até então com a transmissão da final da Copa do Brasil, decidida por Corinthians e Grêmio em duas partidas. O clube paulista derrotou os gremistas nos dois jogos da decisão – 2 a 1, no Pacaembu, e 1 a 0 Olímpico – e se sagrou campeão do torneio pela primeira vez.

No segundo jogo, em Porto Alegre, o Corinthians garantiu o título, vencendo por 1 a 0, dando uma audiência média de 52 pontos na grande São Paulo, com picos de 60.

A transmissão será em rede e todas as retransmissoras e afiliadas já foram comunicadas.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Carlúcio disse:

    Esse time vai se arrebentar nessa briga com a globo, é cair demais trocar a globo pelo sbt. esse negócio de flatv não vai dar certo. O maior prejuízo será a globo deixar de divulgar o time.

    • Silva disse:

      Ah Coitado!!!!
      Kkkkkkkkk
      O TIME com a maior torcida do mundo, vai muito precisar da globo.
      Pra quê????
      SE ORIENTA DESORIENTADO.
      kkkkkkkkk

FOTOS: Buracos deixam rua praticamente intransitável no bairro de Lagoa Nova

Fotos: cedidas

Estas imagens enviadas ao BLOGDOBG são da rua Joaquim Alves, no bairro de Lagoa Nova e mostram a situação da via. Os buracos dificultam o trânsito na lateral do Shopping Via Direta, na rua que dá acesso à marginal da BR-101. Não falta muito para a via ficar completamente intransitável. Cadê a Prefeitura do Natal e a SEMOV – Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infra-estrutura?

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Silva Alves disse:

    É lamentável e é em quase todos os bairros de Natal buraqueira geral.

  2. Ricardo disse:

    As Ruas de Natal estão cheia de buracos , absurdo. Em pontos muito movimentados.
    Acho que os gestores desta cidade estão em casa , não é possível. Tinha que ter uma equipe " tapa buraco " o dia todo trabalhando .

  3. Zuza disse:

    Quem danado para eleger esse vice para prefeito? Entrou na chapa de Carlos Eduardo para tapar buraco, literalmente, mas nem isso está fazendo.

  4. Zanoni disse:

    BG, nunca vi a cidade tão esburacada.
    Capim Macio, que tem um dos IPTU mais caro de Natal está tomada de buracos.
    A Av. Eng. Roberto Freire é outra que está com buracos.
    A Av. Odilon Gomes de Lima, que é a lateral do CCAB Sul, está com o canteiro central repleto de mato e plantas que estão invadindo a pista de rolamento.
    Se a Zona Sul está assim, imagine a Zona Norte…

    • Paulo disse:

      BG
      Esta rua tem a secretaria de urbanismo localizada lá, tem também um depressão imensa, esses Alcaides são camisa 10 em aumentar impostos, retorno ZERO pro Cidadão pagador de uma das maiores cargas tributarias do mundo. è imposto e taxa de localização e taxa de iluminação pública que também não funciona, enfim o "poder" público é um câncer com metástase total. Esse ano tem eleição é hora de dar uma VASSOURADA nesses políticos carreiristas incompetentes e provedores de festas onde gastão MILHÕES de reais.

  5. Guilherme Luiz Bier disse:

    Para divulgar os buracos das vias públicas de Natal é necessário um blog exclusivo.
    Ao lado de Porto Alegre,Natal é a capital onde a municipalidade não tem competência para manter as vias públicas com o mínimo de condições .
    Assim como a limpeza pública.

MUITO GRAVE A SITUAÇÃO: Governo ‘começou tarde’ combate ao desmatamento na Amazônia, diz Mourão

O vice-presidente Hamilton Mourão admite que a operação de combate ao desmatamento na Amazônia “começou tarde” e que, por isso, haveria uma sucessão mensal de resultados negativos e o recorde anunciado ontem para um mês de junho – o pior dos últimos cinco anos. Diz ainda que “os nossos mecanismos de monitoramento são péssimos” e que um grave problema do setor é a falta de dinheiro: “a Defesa não recebeu nenhum recurso em dois meses para a Operação Verde Brasil 2 e, como os valores do Fundo da Amazônia estão fora do teto de gastos, não é possível usá-los”.

“A operação de combate ao desmatamento começou tarde. Nós começamos tarde. Deveríamos ter começado tudo em dezembro de 2019, no máximo, em janeiro deste ano, mas só instalamos o conselho (o Conselho Nacional da Amazônia Legal, presidido pelo próprio Mourão) em março, já com a pandemia, e passamos a agir em maio, muito tarde”, disse ele ao Estadão, após a reunião de ontem com executivos de grandes empresas nacionais, todas empenhadas na defesa do meio ambiente.

Outra autocrítica do vice-presidente é quanto às informações sobre o desmatamento, aí incluídos os dados do Inpe e dos sistemas Deter e Prodes: “Um bom sistema de monitoramento tem de ser preventivo e o nosso só fala depois, quando é tarde demais”, disse ele, defendendo “um mecanismo em tempo real, com satélites de última geração, para que não estejamos sempre atrasados, correndo atrás”. Em seguida, ponderou: “Mas isso custa dinheiro e todo o dinheiro está indo para o combate à pandemia.”

Crédito extraordiário

Mourão disse que “as Forças Armadas estão cortando na carne para manter cerca de 4 mil militares no terreno” e o Ministério da Economia está preparando um projeto de lei para solicitar crédito extraordinário ao Congresso. Outra fonte de recursos, o Fundo da Amazônia, “impacta o Orçamento, pois está fora do teto”. E concluiu: “Ou seja, para utilizar, o Ministério (da Justiça) teria de cortar em outra rubrica.” Ele disse que alertou o então ministro Sérgio Moro, ainda em março, mas não houve solução.

Segundo Mourão, a reunião de ontem, da qual participou o ministro da área, Ricardo Salles, “foi técnica”, em cima das cinco propostas que as empresas enviaram previamente para solucionar os problemas, e não houve pressões nem momentos de tensão. “O que você esperava? Que eu fosse dizer ‘oh, meu Deus! Os caras estão me atacando?’ Não tem nada disso. Foi uma reunião normal”, definiu.

A participação de Ricardo Salles foi em cima do crédito-carbono, definido pelo Acordo de Paris. O Brasil é credor e o governo avalia que tem direito a algo em torno de US$ 10 bilhões por ano, que poderão ser destinados para a preservação ambiental e, sobretudo, para a Amazônia.

Mourão também se reuniu, na véspera, com investidores internacionais e ontem disse que “é a primeira vez que um Estado-Nação senta com representantes do capital internacional, um conglomerado de investidores”. Ele classificou a iniciativa como “um fenômeno”, pois governos se reúnem com outros governos.

Na reunião de ontem com empresas nacionais, que durou cerca de 45 minutosos sete CEOs não fizeram nenhum questionamento quanto à questão indígena, uma das preocupações dos estrangeiros. Para estes, Mourão havia defendido o projeto de lei que está no Congresso regulamentando a exploração agrícola, pecuária, mineral e turística em reservas. Ao Estadão, defendeu: “É melhor uma companhia explorar ouro na região, por exemplo, e pagar royalties aos índios do que dar margem a todo o tipo de ilegalidade, como tem sido sempre, com as invasões de garimpeiros.”

E por que os fundos estrangeiros condicionam investimentos às questões ambientais e indígenas?, questionou o Estadão ao vice-presidente. Ele respondeu sucintamente: “O que existe é uma disputa geopolítica e georregional.”

ESTADÃO CONTEÚDO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    A ideia num era passar a boiada? Então?
    Tudo aconteceu conforme planejado.

  2. Silvio. disse:

    Nunca é tarde pra recomessar.
    Todo tempo é tempo!!
    Ponto final.

  3. aof disse:

    Começou tarde. Mas, ao contrario de outros cínicos, o Governo Federal tem a coragem de fazer o mea-culpa.

  4. Pedro disse:

    Ok amigo Emerson Fonseca, concordo com vc em gênero, número e grau. Algo tem que se r feito com urgência, acredito em incompetência, excesso de burocracia e ministérios, atraso tecnológico, má gerência e muito mais, só faço uma pequena pergunta : isso é de agora? Ou já padeciamos de uma administração cega nessa área, inclusive com a ação de ONGs que só contribuíam com esse quadro, ajudando a enfraquecer o Brasil e a gerência da regiao? Situaçao complicada a minha análise leiga.

  5. João Macena disse:

    Caro Emerson, concordo plenamente com vc. João Macena.

  6. Manoel disse:

    Começou tarde?
    Pegue óleo de peroba.
    O governo incentivou o desmatamento e queimadas, cancelando multas, demitindo fiscais e desmantelando o Ibama e o Instituto Chico Mendes.
    O gado mugia apoiando o desmantelo.
    A conta chegou e ainda vai chegar.
    Acabaram com a imagem do Brasil no exterior.

  7. Emerson Fonseca disse:

    Dois mêses do Exército inoperante no local, corresponde a todo o orçamento do IBAMA e ICMBio, para todo o Brasil. O Brasil com certeza é o único País do Mundo que tem um Mínistro do Meio alAmbiente, contra o Meio Ambiente nos sabemos o o Mundo também sabe. Agora os grandes empresários Brasileiuros estão pressionando o Mundo está dando a resposta e o calo apertando.

Vendas de vinhos crescem surpreendentemente apesar de pandemia

Concentrado em casa, o brasileiro mudou alguns hábitos de consumo, resultando em um crescimento sem precedentes de algumas categorias. E, entre as bebidas alcoólicas, a mais beneficiada foi a de vinhos e espumantes, cujas vendas cresceram 12% entre janeiro e maio de 2020, na comparação com o mesmo período de 2019 – um desempenho que surpreendeu até mesmo especialistas na área e empresários do setor.

A notícia foi especialmente boa para o produto nacional, que viu uma expansão nas vendas de 15%, acima da média geral, enquanto os importados, impactados pela alta do dólar, tiveram um avanço mais discreto, de 5%. O crescimento veio na esteira de uma ampliação do consumo per capita: depois de uma década chegando próximo a 2 litros por ano, o País superou essa marca pela primeira vez em 2019.

Apesar de vinhos e espumantes serem um produto que o brasileiro aspira a consumir, a contração da renda dos últimos anos limita o valor que os consumidores podem gastar com o produto. Segundo Felipe Gualtaroça, presidente da Ideal Consulting, empresa que acompanha o mercado de vinhos no País, 80% das vendas estão concentradas em garrafas de até R$ 70 – o chamando segmento de “entrada”.

Ainda assim, o resultado positivo é surpreendente, uma vez que um dos principais canais de distribuição do vinho – os restaurantes – tiveram a atividade reduzida quase a zero. Gualtaroça explica que o crescimento se deu em dois canais: o varejo tradicional e o e-commerce. “Um dos fatores que colaboraram para o aumento do consumo foi a maior visibilidade que os supermercados deram ao vinho. Isso faz o consumidor pensar: talvez eu possa experimentar.”

Internet

Outro veio de aproximação entre o consumidor e o mundo do vinho são os clubes da internet. O maior deles, o Wine, fechou o mês de junho com 170 mil associados, um crescimento de 20% em 12 meses. Segundo o presidente do Wine, Marcelo D’Arienzo, a empresa espera manter esse ritmo de crescimento ao longo do ano, apesar das incertezas da economia. A companhia deve faturar R$ 430 milhões em 2020.

D’Arienzo admite que não foi capaz de prever o resultado de 2020. “No dia 15 de março, quando a gente tomou a decisão de adotar o home office, estávamos apreensivos. Havia uma corrida aos supermercados para itens de primeira necessidade. E a gente pensou: como é que vai ficar o vinho?”, lembra. No entanto, à medida que os consumidores começaram a se acomodar a uma vida confinada, a bebida logo foi subindo na lista de prioridades.

À medida que a gravidade dos efeitos na pandemia foi ficando mais evidente, o setor passou a enfrentar outro problema: a disparada no preço dos importados. É uma questão que afeta diretamente os grandes e-commerces e clubes de vinho, que basicamente trabalham com rótulos estrangeiros.

“Aí entra o relacionamento que a gente tem com as vinícolas. É necessário a compra de grandes volumes para o negócio ficar em pé”, diz o executivo.

O porte da maior parte das vinícolas brasileiras é um fator que ainda impede a venda do produto nacional pelos grandes e-commerces. Segundo D’Arienzo, isso ocorre por duas razões: a produção relativamente pequena, que na maioria dos casos não passa das centenas de milhares de garrafas, e a tentativa de muitos dos empresários de posicionar o vinho local em patamares mais altos de preço.

O predomínio da produção mais artesanal é uma realidade da vinicultura em todo o mundo. No entanto, para negócios baseados em volume, como o da Wine, porte é fundamental. “Meu cliente não pode encontrar o produto mais barato em outro local – e isso exige que a vinícola esteja disposta a fazer promoção”, explica, lembrando que já trabalha com alguns parceiros nacionais, como Salton e Chandon.

Dificuldades

As vinícolas de pequeno e médio porte, que estão fora dos principais sites e das grandes redes de supermercados, demoraram para recuperar as vendas depois do início da pandemia. É o caso da gaúcha Pizzato, que produz cerca de 300 mil garrafas por ano e tem a maior parte de suas vendas em restaurantes e empórios gourmet.

Segundo Jane Pizzato, uma das proprietárias, a situação só começou a se acomodar depois de abril. Foi o suficiente para a empresa poder voltar a perseguir para 2020 a média anual de expansão de 10% na produção alcançada ao longo da última década.

ESTADÃO CONTEÚDO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. guilherme barbosa disse:

    não surpreende, pessoas da cabeça fraca começam a beber frente à qualquer problema, imagine durante uma pandemia mundial

VÍDEO – COMENTÁRIO: BG lamenta postura dos MPs contra retomada gradual econômica e judicialização

 

Meu comentário no MEIO DIA RN desta sexta-feira sobre a postura dos MPs em judicializar a implemntação da fração 2, da fase 1 do decreto de reabertura da economia da capital.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Raniere disse:

    Parabéns pelo posicionamento Bruno. Essa turma que colocou a ação realmente não pensa no todo, estão na bolhinha deles. Mas o secretário de saúde do RN falou que eles são "parceiros" do estado. Não precisa dizer mais nada.

    Querem manter as CoronaFérias ate emendar com o recesso do judiciário.

  2. Roseane disse:

    Absurdo, não pensar nos empregos da população! Judiciário e MP trabalham em casa e ganha integralmente seus salários, e a população em geral, se lasque sem empregos ou renda? Os leitos estão com a capacidade de 80%, fato, mas quando foi que a saúde pública ficou com leitos vazios?

  3. João Macena disse:

    Concordo inteiramente com vc, caro Lailton. João Macena.

  4. Paulo disse:

    Parabéns BG, magistrados arrogantes e prepotentes.

  5. Bixa bixerrima disse:

    O sistema penitênciario vai inagurar presídio novo mas não tem efetivo de policiais penais, o MP não faz nada, para outras coisas são bem atuantes.

  6. Tarcísio Eimar disse:

    Tem político bandido, tem servidor bandido, tem juiz bandido. Só não tem bom senso nos servos da sociedade.

  7. LAILTON DOS SANTOS disse:

    QUANDO SE ESGOTAR OS RECURSOS DO TESOURO COMO ESTES MALDITOS IRÃO RECEBER OS GORDOS SALÁRIOS?
    ESTA CASTA NADA PRODUZEM!

  8. José Alberto Brito disse:

    Parabéns meu caro BG! Esse seu comentário foi uma verdadeira "Chuva de Realidade", aqui parafraseando o Flávio Leandro!

Para Lula, quarentena está pior que prisão

O ex-presidente Lula não aguenta mais a quarentena imposta pelo coronavírus. O petista tem comparado o isolamento em casa aos tempos e que passou na prisão, e afirmou a interlocutores que hoje a situação parece pior e mais angustiante.

Lula tem 74 anos e integra o grupo de risco da covid-19. Ele chegou a sugerir ao PT que fizessem uma reunião presencial no m6es passado, mas ninguém acatou a ideia e ordenou que ele permanecesse em casa, onde segue sem sair. Um dos poucos aliados que recebeu presencialmente foi o ex-prefeito Fernando Haddad.

O ex-presidente se queixa que ficou só quatro meses solto e depois foi para a prisão domiciliar que tanto resistiu quando estava detido pela Lava-Jato de Curitiba.

BELA MEGALE

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. aof disse:

    Taí, já estou até simpatizando com a tal quarentena. Se bem que a casa que eu queria que ele estivesse é outra.

  2. Pedro disse:

    É imoral como ainda existem cafajestes defendendo esse ladrao, não vou nem falar dos relatores comuns, só cito o braço direito dele, Palloci. Provavelmente esses pilantras que os defende estavam mamando nas tetas do estado e sobrevivendo as nossas custas, única razão justificável. Vcs se conforte, Nove dedos, a Anta, Falcão, Delubio, Narizinho, Vaccari, e a corja, nunnnnnnnca mais, vão trabalhar o peitinho secou.

  3. João Macena disse:

    Lula, vergonha nacional. João Macena.

  4. Jerri disse:

    Lula tá dizendo QUE ESTÁ PRESO BABACAS!!

  5. LEO disse:

    Ja deve ter enjoado da 51 !!!!……….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  6. Nono Correia disse:

    Fotes da Bela Megale: Vozes da cabeça dela, cartas de tarô e bola de cristal.

  7. Edilson disse:

    Como dizia meu avô, um condenado desse não soube fazer ao coisa direito e agora vem reclamando, sei não visse maria. Kkkkkkkk

  8. Azevedo disse:

    Esse bandido tem que ser enjaulado novamente para pagar seus crimes.A justiça tem que mandá-lo para um presídio de segurança máxima.

  9. Tarcísio Eimar disse:

    Perdeu o foco, isso sim. Tchau querido

  10. CIDADAO55 disse:

    Então por que ele não volta pra cadeia onde estava enclausurado e de onde nunca deveria ter saído se o Brasil fosse um país sério?
    Vagabundo. Demagogo. Corrupto. Ladrão. Condenado pela justiça.

  11. Mendes disse:

    LULA saiu do mais alto CARGO de um PAÍS com mais de 80% de aprovação. Se o BEZERRO DE MARINGÁ não tivesse fabricado a PRISÃO dele teria ganhado a QUINTA ELEIÇÃO consecutiva. Parabéns LULINHA DA SILVA 👏👏👏

    • José Nilton da Silva disse:

      Defender um sujeito desse só é cabivel se você for assessor de comunicaçao do PT, fazer parte dos roubos ou um.completo idiota. Qualquer um tem direita de ser de esquerda, mas não é cabivel appiar alguem que comprovadamente, junto com o PT e vários outros partidos assaltou os cofres publicos. É imensurável o numero de vidas perdidas por faltas dessas verbas desviadas. Pessoaa perderam vidas em corredores de hospitais, familias perderam os filhos pras drogas por falta de boa escola e trabalho, mas Deus é bom e justo, fez com que esses canalhas iniciassem as pagas por seus erros em vida, mesmo que pouco, mas o complemento virá da Justiça Divina. O lá de cima viu tudo.

    • CIDADAO55 disse:

      Mas ele venceu sim. Por conta dos escândalos dos governos PTistas (mensalão, petrolão e lava-jato) o povo brasileiro entrou em desespero e Lula elegeu o poste Bolsonaro. Assim como pelo desespero, elegemos Collor pós desastre do governo Sarney e o próprio Lula, pós desastres dos governos Collor e FHC.

    • Zanoni disse:

      E tome adestramento. Liberte-se!

    • Francisco disse:

      Se os desvios de trilhões de reais contabilizados e confirmados no governo Petralha tivessem ocorridos em outros governos, o autor seria execrado em praça pública, como foi o corrupto paulo maluf, e de forma justa pelo pt. Some-se a isso, o fato que no governo da esquerdalha, tem provas robustas, inclusive devolução de bilhões de reais pelos delatores, o que deixa cristalino, como uma água pura, que é humanamente impossível existir um nível de corrupção dessa monta, sem interferências do governo central. Portanto, nada existe mais justo do que luladrão pagar na cadeia, por esse crime inigualável no mundo, e que interferirá negativamente na vida de muitas gerações de brasileiros, nas décadas seguintes

  12. Marcelo disse:

    Devia voltar para cadeia, onde é seu lugar. Pelo menos diminuiria nossa vergonha alheia.

  13. Eu disse:

    Se tá achando ruim, ele pode pedir para voltar para a prisão.

  14. Lula Ô Melhor disse:

    O melhor Presidente que esse país já teve. Não terá outro, nem aos pés do nosso Presidente Lula.

Letalidade do coronavírus cai no Brasil

Dados do Ministério da Saúde revelam que a letalidade do coronavírus diminuiu em 30 dias no Brasil, e o total de pessoas curadas disparou. De acordo com a média móvel de trinta dias, entre 9 de junho e 9 de julho, os casos diários aumentaram 39%, enquanto a média móvel dos óbitos no mesmo período aumentou apenas 0,5%. Isso é resultado do aumento da testagem e também mostra que o país atingiu o “platô”. Agora a expectativa é de queda no número que realmente importa: o de mortes.

Entre junho e julho, a média de casos diários confirmados no Brasil foi de 26,5 mil para 36,8 mil e os óbitos passaram de 1.032 para 1.038.

O total de casos confirmados no Brasil passou de 1,8 milhão, mas 1,2 milhão já estão curados e 98% dos ainda enfermos não correm riscos.

No período, a média de casos diários no mundo foi de 122,7 mil a 200,7 mil, alta de 63,5%. Os óbitos foram de 4,4 mil para 4,7 mil, alta de 7,1%.

CLÁUDIO HUMBERTO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cabo Silva disse:

    No mundo todo,a letalidade é de 3%. A diferença é que fizeram mais testes e não bondade do vírus. Idiotas!

  2. Antonio Turci disse:

    Péssima notícia para os governadores "consorciados" e seus seguidores esquerdopatas. Para se demais cidadãos de bem, um firme e sincero Graças a DEUS.

    • Henrique disse:

      Deixa de falar besteira apaixonado por politicos.

    • Marcio Pereira disse:

      A imbecilidade tem limite. É triste vê "cidadãos" que vivem de politizar toda notícia. Se bem que já não é política é politicagem de baixa qualidade.

Ajuda extra e “ter fechado a boca” faz crescer apoio a Bolsonaro no País

Diretor do instituto Paraná Pesquisa, Murilo Hidalgo afirmou nesta sexta (10) que as próximas pesquisas nacionais devem registrar crescimento na avaliação do governo Jair Bolsonaro. Ele destaca que o presidente perdeu eleitores nas classes mais abastadas, mas ganhou apoio entre os mais pobres, certamente em razão da ajuda emergencial, e junto a micro e pequenos empreendedores, apoiados com crédito durante a pandemia.

Ajuda a melhorar a avaliação junto a formadores de opinião, segundo Hidalgo, o fato de o presidente ter fechado a boca, evitando polêmicas.

Murilo Hidalgo detectou o aumento de avaliação positiva de Bolsonaro nas pesquisas que vem realizando em diversos estados e municípios.

Na pesquisa feita entre os dias 4 e 8, a avaliação positiva de Bolsonaro em São Paulo subiu para 41% entre os eleitores de baixa escolaridade.

De outro lado, Bolsonaro perdeu eleitores mais escolarizados, diz Murilo Hidalgo. Hoje, na capital paulista, apenas 30% deles o apoiam.

CLÁUDIO HUMBERTO

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    Acho que fecharam a boca.

  2. Amadeu disse:

    Fechar a boca do Mito não significa que diminuiu a letalidade do Governo para com o País

  3. Silvio. disse:

    Tenho dito.
    Vai se reeleger em primeiro turno.

  4. César Augusto de Oliveira Paiva disse:

    Aos petistas e esquerdopatas e logo aceitar que a imensa maioria apoia e respalda o governo Jair Bolsonaro, só os cegos esquerdistas na maioria arruaceiros , violentos e comunistas tentam arranhar o governo, mas está ficando evidente a reeleição tranquila do presidente, no mais a Rede Globo Lixo de televisão que faz uma campanha vergonhosa contra o governo não tem mais nenhuma credibilidade perante a população e sua notícia serve apenas para promover o governo, o povo cansou de ser roubado pelo governos petistas e cansou de ser enganado pela Rede Globo Lixo de televisão. Aguenta aí a pancada até 2.026.

  5. Aparecida disse:

    Ele MUDO sem.participar de debates conseguiu ganhar a eleição. O desastre é qdo começa a falar.

  6. Luíz disse:

    Nunca vai deixar de ser imbecil, claro….

63% deixaram de pagar alguma conta no último mês por causa da pandemia

Pesquisa DataPoder360 mostra que 63% dos brasileiros deixaram de pagar alguma conta no último mês por causa da pandemia de covid-19. Outros 34% mantiveram os débitos em dia e 3% não souberam ou não responderam. A pesquisa foi realizada de 6 a 8 de julho.

O percentual variou dentro da margem de erro (2 pontos percentuais) em relação ao último levantamento (22 a 24 de junho), quando 64% disseram ter deixado de quitar alguma dívida.

O Centro-Oeste é a região com mais inadimplentes (75%). Nordeste e Norte empatam na 2ª colocação. Nas duas regiões, 70% dos entrevistados disseram ter atrasado o pagamento de alguma conta.

O percentual é ainda maior entre os entrevistados que:

  • estão desempregados – 79%;
  • têm de 25 a 44 anos – 73%;
  • cursaram o ensino médio – 71%.
  • são mulheres – 65%.

Leia os dados estratificados no infográfico abaixo:

DataPoder360 também perguntou aos entrevistados se eles tiveram a fonte de renda prejudicada. No total, 64% disseram que sim. Não houve variação fora da margem de erro em comparação com o último levantamento.

O número caiu 8 pontos percentuais (72% para 64%) desde a 1ª vez que esse dado foi levantado pela divisão de pesquisas do Poder360, há 2 meses (27 a 29 de abril).

Mesmo com as medidas de flexibilização do isolamento social, o percentual de pessoas que precisaram sair de casa chegou a 38%. Ficou estável em relação às últimas duas pesquisas (37% de 8 e 10 de junho; e 36% de 22 a 24 de junho).

A pesquisa foi realizada de 6 a 8 de julho de 2020 pelo DataPoder360, divisão de estudos estatísticos do Poder360, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 2.500 entrevistas em 512 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.

PODER 360

Trump concede indulto a amigo condenado em caso de interferência russa

O presidente dos EUA, Donald Trump, concedeu nesta 6ª feira (10.jul.2020) indulto a Roger Stone. Amigo de longa data do republicano, Stone foi condenado a 3 anos de prisão por mentir em depoimento no caso que investigou a suposta interferência russa na eleição de 2016 em benefício de Trump.

Stone atuou como conselheiro político de Trump e deveria se entregar na próxima semana para começar a cumprir a pena. Ele recebeu a sentença no dia 15 de novembro de 2019, depois de tentar impedir o depoimento de uma fonte que revelaria o falso testemunho prestado por ele ao Comitê de Inteligência do Congresso. Stone foi condenado por obstruir a Justiça, dar falso testemunho e manipular testemunha.

Em 1 comunicado, a Casa Branca justificou o indulto dizendo que “Roger Stone é uma vítima da fraude da Rússia que a esquerda e seus aliados na mídia perpetuaram por anos na tentativa de minar a presidência de Trump“.

Como não existem tais evidências [de que Stone teria participado do esquema], no entanto, eles não poderiam acusá-lo por nenhum crime relacionado ao conluio. Em vez disso, eles o acusaram por sua conduta durante a investigação. O simples fato é que, se o Conselho Especial não estivesse realizando uma investigação absolutamente infundada, o Sr. Stone não estaria enfrentando pena de prisão“, diz o comunicado da Casa Branca.

O perdão de Trump se refere ao cumprimento da pena. Stone, portanto, continua condenado e não pode mais ser considerado réu primário.

A investigação, conduzida pelo procurador especial Robert Mueller, concluiu que a Rússia identificou que a vitória de Trump poderia beneficiá-los, mas não cita quais seriam essas benesses.

A Justiça dos Estados Unidos investigou a ação de hackers russos, que teriam distribuído informações roubadas dos democratas e repassado para o comitê de Donald Trump, durante a campanha eleitoral de 2016. Roger Stone seria 1 dos elos entre os hackers e os republicanos.

Stone teria mantido contato com pessoas ligadas ao WikiLeaks, fundado por Julian Assange. O site divulgou e-mails da democrata Hilary Clinton, opositora de Trump em 2016. Esses e-mails, de acordo com a inteligência norte-americana, vieram de hackers russos.

PODER 360

Ação do Facebook contra rede ligada aos Bolsonaros também atingiu esquerda latina

Ação do Facebook contra rede ligada aos Bolsonaros também atingiu esquerda latina

A operação do Facebook que derrubou uma rede de comportamento enganoso com 73 contas ligadas a integrantes do gabinete do presidente Jair Bolsonaro, seus filhos e aliados também mirou figuras ligadas à esquerda na América Latina.

Pesquisadores do Laboratório Forense Digital do Atlantic Council, que analisam as redes eliminadas pelo Facebook, identificaram perfis e páginas operados durante campanhas presidenciais para promover a esquerda na América do Sul.

Entre os alvos da ação, realizada na quarta-feira (8) e tratada por grupos bolsonaristas como uma ofensiva contra conservadores, estiveram pessoas ligadas a Rafael Correa (ex-presidente do Equador) e Lenín Moreno (presidente do Equador) e contas apoiadoras do ditador venezuelano Nicolás Maduro e do presidente da Argentina, Alberto Fernández.

No Brasil, a investigação viu ligação direta de Tércio Arnaud Tomaz, assessor especial de Bolsonaro, com a rede de contas falsas. Ele é apontado como responsável por parte dos ataques a opositores do presidente, como ao ex-ministro Sergio Moro na sua saída do governo e a integrantes de outros Poderes, além de difundir desinformação em temas como a Covid-19.

O presidente Jair Bolsonaro disse na quinta (9) que a ação do Facebook era uma perseguição a seus apoiadores. “No Brasil sobrou para quem? Para quem está do meu lado, para quem é simpático à minha pessoa. E a esquerda fica aí posando de moralista, de propagadores da verdade etc.”, disse em sua live semanal.

A investigação da plataforma verificou a atuação de uma agência de relações públicas com origem no Equador e atuação no Canadá cujo cofundador era ligado ao governo do ex-presidente Rafael Correa, ex-filiado do AP (Alianza País).

Segundo os pesquisadores, uma série de páginas e perfis trabalhou de modo simulado, com contas falsas e perfis fictícios, para promover conteúdos no Facebook e no Instagram durante campanhas presidenciais no Chile (2017), Venezuela (2019), Argentina (2019) e Uruguai (2019).

A investigação chegou a uma ofensiva da empresa Estraterra, uma agência de relações públicas e “consultoria técnica em comunicações e publicidade” cujo cofundador, Roberto Wohlgemuth, trabalhou na Secretaria Nacional de Administração Pública no mandato de Correa (que presidiu o país de 2007 a 2017).

O Facebook eliminou 77 páginas, 41 contas de usuários na rede social e 56 perfis do Instagram ligados à empresa.

Além da conta de Wohlgemuth, outra removida e relacionada à agência foi a de Giovanni López Jr., ex-assistente técnico de mídia e relações públicas no escritório da vice-presidência equatoriana em 2014, então ocupada por Lenín Moreno.

Apesar de o Facebook eliminar redes pelo comportamento, não pelo conteúdo, ficou evidente pelas análises que as páginas serviam para propaganda.

Uma das amostras dos pesquisadores americanos demonstra que quando Moreno se candidatou à Presidência, as páginas e perfis o apoiavam. Após a eleição, os dois políticos se desentenderam e parte perfis passou a enfraquecer o governo.

Não foi a primeira vez que uma rede social detectou o que chama de atividade inautêntica coordenada ligada ao Equador. Em 2019, o Twitter baniu 1.019 contas vinculadas ao AP.

Os pesquisadores ainda identificaram uma série de páginas e perfis do Facebook e Instagram que se passavam por agências de notícias independentes ou até mesmo checadores de fatos cujo intuito era apoiar líderes de esquerda e propagar conteúdo político negativo à direita.

Nessa ofensiva, entraram nomes como o presidente Jair Bolsonaro, o chileno Sebastian Piñera, o ex-presidente argentino Mauricio Macri e Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino da Venezuela por mais de 60 países.

FOLHAPRESS

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Ciro disse:

    Eu gosto assim, pau que bate em Lula bate no Bozo. Bolsolula nunca mais.

  2. paulo disse:

    BG
    Ahhhh tá, tem os vermelhinhos esquerdopatas que foram os que INICIARAM essas fake news, a patifaria começou com eles .

Ala radical do bolsonarismo sinaliza inquietação com armistício do presidente, STF e Congresso

A ala radical do bolsonarismo ligada à família do presidente Jair Bolsonaro e de seu guru Olavo de Carvalho começa a dar sinais públicos de inquietação com o armistício entre o presidente, o STF (Supremo Tribunal Federal) e o Congresso.

Uma das maiores lideranças da ala, o blogueiro Allan dos Santos já foi ao Twitter fazer referência crítica direta ao presidente.

“O ‘Acabou, porra’ era para parar o conservadorismo e deixar que ele fosse criminalizado?”, escreveu Allan na quinta (9).

Em maio, Bolsonaro soltou a frase para criticar a operação de busca e apreensão autorizada pelo STF em endereços de blogueiros e empresários bolsonaristas. De lá para cá, silenciou.

Allan também já afirmou querer “provas” de que Bolsonaro seguirá promovendo a chamada guerra ideológica no MEC e disse que a “esquerda está quieta pois consegue tudo o que quer”.

As falas coincidem com recados cifrados de Carlos Bolsonaro, filho do presidente, também contrariado.

A AP Exata, que monitora as redes sociais, já vinha detectando a insatisfação crescente dos radicais e vê a possibilidade de uma ruptura desse setor com o presidente.

“Eles têm ganhado força política autônoma. Um exemplo é o ex-ministro Abraham Weintraub [da Educação], liderança do grupo que se capacitou para alçar voos próprios”, afirma Sergio Denicoli, diretor da consultoria.

Nas redes já surgiu até movimentação em torno de eventual chapa presidencial de Weintraub e o chanceler Ernesto Araújo como vice.

Já a ala moderada do governo Bolsonaro festeja decisões do Judiciário entendidas como favoráveis ao presidente. Elas reforçariam a tese de que valeu a pena ele recuar dos ataques às instituições.

O grupo elenca decisões do STF (Supremo Tribunal Federal), como o arquivamento de pedido de investigação contra o general Augusto Heleno, votos no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e a decisões no STJ (Superior Tribunal de Justiça).

MÔNICA BERGAMOS

 

PUBLICIDADE: TCU proíbe governo Bolsonaro de anunciar em sites que promovem atividade ilegal

O ministro Vital do Rêgo, do TCU (Tribunal de Contas da União), determinou nesta sexta-feira (10) que o governo Jair Bolsonaro cesse imediatamente a destinação de recursos de publicidade para sites e canais que promovem atividades ilegais ou cujo conteúdo não tenha relação com o público-alvo de suas campanhas.

A decisão, de caráter cautelar (preventivo), foi tomada após a Folha revelar em maio que a verba oficial da propaganda da reforma da Previdência irrigou sites e canais na internet de jogo do bicho, em russo e infantis.

As informações constam de planilhas da antiga Secom (Secretaria de Comunicação da Presidência da República), agora abrigada no recriado Ministério das Comunicações.

O órgão, então comandado pelo secretário Fabio Wajngarten, contratou agências de publicidade que compram espaços por meio do GoogleAdsense para veicular anúncios em páginas de internet, canais do YouTube e aplicativos para celular.

Por esse sistema, o anunciante escolhe que público quer atingir, em que tipos veículos não quer que sua campanha apareça e quais palavras-chave devem ser vetadas.

Então, o Google distribui a propaganda para quem cumpre os critérios estabelecidos pelo cliente.

O montante pago pelo governo é dividido entre o Google e o site ou canal que recebeu a propaganda.

Segundo as planilhas da Secom, dos 20 canais de YouTube que mais veicularam impressões (anúncios) da campanha da Nova Previdência no período reportado (6 de junho a 13 de julho de 2019 e 11 a 21 de agosto de 2019), 14 são primordialmente destinados ao público infantojuvenil, como o Turma da Mônica e o Planeta Gêmeas.

Um dos mais contemplados com publicidade foi o Get Movies, voltado para crianças e 100% em russo — ao todo, foram 101.532 anúncios.

Outra publicação que recebeu volume considerável de propaganda (319.082 inserções) foi o resultadosdobichotemporeal.com.br. O jogo é ilegal no Brasil.

Após a revelação da Folha, o subprocurador-geral Lucas Rocha Furtado, que atua perante o TCU, apresentou uma representação cobrando providências na corte, entre elas a apuração de possíveis prejuízos ao erário.

Além de proibir novos gastos, Vital determinou que a pasta se explique em 15 dias sobre as despesas.

Também ordenou que a pasta —sob o comando do deputado Fábio Faria (PSD-RN) desde sua recriação, no mês passado— investigue os fatos e, no mesmo prazo, apresente ao tribunal “evidências robustas que afastem a ocorrência dos indícios de irregularidade”.

Na hipótese contrária, terá de instaurar uma tomada de contas especial, tipo de processo que busca quantificar danos ao erário e identificar seus responsáveis.

O TCU diz que a apuração do ministério não poderá se ater à campanha da Previdência, mas contemplar as demais lançadas pela Secom.

O tribunal requereu todas as planilhas de compra de espaços publicitários no GoogleAdsense ou qualquer outro sistema similar e também vai analisar os dados.

FOLHAPRESS

Covid-19: Acordo entre MP e municípios abre mais 26 leitos no RN

O Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (MP/RN) conseguiram na 5ª Vara da Justiça Federal no RN a implantação de 26 novos leitos para atendimento de pacientes com covid-19, sendo 16 clínicos e 10 de UTI. As vagas serão abertas até o dia 20 de julho, por três meses, em Parnamirim e Santo Antônio, pólos da 1ª Região de Saúde do estado. O custeio será compartilhado entre governo estadual e prefeituras.

A ampliação do número de leitos foi definida em audiência de conciliação presidida pela magistrada Moniky Fonseca, após Ação Civil Pública (ACP) proposta pelo MPF e MP/RN. O pólo de Parnamirim atenderá a uma população de mais de 212 mil habitantes de 11 municípios, com 10 novos leitos clínicos e cinco de UTI. A expansão em Santo Antônio, por sua vez, trará mais seis vagas clínicas e cinco de UTI para 170 mil potiguares de 16 cidades da região. No total, mais de 382 mil pessoas de 27 municípios serão beneficiadas pela iniciativa.

Para ler a reportagem completa é só clicar aqui: https://justicapotiguar.com.br/index.php/2020/07/10/covid-19-acordo-entre-mp-e-municipios-abre-mais-26-leitos-no-rn/

JUSTIÇA POTIGUAR