Veja resultados e classificação geral do Campeonato Estadual depois de rodada do último domingo

Campeonato Potiguar 2012

 RESULTADOS DA TERCEIRA RODADA DO 1º TURNO,

Alecrim 1 x 6 ABC

América 0 x 1 Baraúnas

Potiguar 1 x 2 Assu

Caicó 1 x 3 Alecrim

Santa Cruz 2 x 0 Corintians

 

CLASSIFICAÇÃO 

1º América    = 6

2º Santa Cruz  = 6

3º Assu  =  6

4º  ABC   = 5

5º Corintians  = 4

6º Baraúnas  = 4

7º Potiguar   = 3

8º Alecrim   = 3

9º Palmeira   = 3

10º Caicó  = 3

Justiça mantém afastamento de prefeito município do RN suspeito de corrupção e formação de quadrilha

O prefeito de um município do RN (especula-se que seja de Vila Flor), investigado por formação de quadrilha, corrupção, uso irregular do dinheiro público entre outros crimes, continua afastado do cargo.

O presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Ari Pargendler, negou pedido de suspensão de liminar que determinou o afastamento do gestor.

Para garantia da ordem pública, o prefeito chegou a ter a prisão preventiva decretada, mas a ordem acabou sendo convertida em medida cautelar alternativa de afastamento da função pública, com vencimentos.

Ele também ficou proibido de frequentar a prefeitura e a câmara municipal. Isso porque ele é acusado de pagar vantagens indevidas a vereadores em troca de apoio do Poder Legislativo.

No pedido de suspensão de liminar impetrado no STJ, a defesa do prefeito sustentou a tese de que ainda não existe sequer processo judicial.

O ministro Ari Pargendler ressaltou que o afastamento do agente político foi deferido no âmbito de medida cautelar em processo de investigação criminal e que já foi oferecida denúncia contra o prefeito.

“Uma decisão que, nesse nível, afasta do cargo um agente político está presumidamente afinada com a ordem pública”, afirmou o presidente do STJ. “Se ela está sujeita à reforma, só por meio de recurso esse resultado poderá ser alcançado.”

Com informações do MPRN

Ex-Prefeito de São Gonçalo têm direitos políticos suspensos por crime falsidade ideológica

A Juíza da Comarca de São Gonçalo do Amarante, Denise Léa Sacramento Aquino, declarou culpado o Ex-Prefeito do Município Jarbas Cavalcanti, pelo crime de falsidade ideológica.

Segundo o MP, Jarbas exonerou uma servidora, com grau de parentesco próximo, que, na verdade, não se afastou do exercício de suas funções e continuou recebendo pelo trabalho.

Notificado a prestar esclarecimentos acerca do assunto, o então Prefeito afirmou que depois da exoneração a servidora havia sido novamente nomeada para o cargo pois, segundo ele, as decisões sobre nepotismo não se aplicavam aos Poderes Executivo e Legislativo.

Conforme a denúncia, a Portaria da nova nomeação da servidora não foi apresentada pela defesa do acusado e seus contra-cheques não revelaram qualquer desconto relativo ao intervalo entre a exoneração e a suposta nova nomeação.

O Ministéro Público juntou ainda à denúncia, o testemunho da servidora no qual afirma não ter se afastado do exercício de suas funções.

Pelo Crime, o Ex-Prefeito de São Gonçalo foi condenado a prestação de serviços à comunidade e multa de além da suspensão de seus direitos políticos.

Com informações do MPRN

Prejuízo com o naufrágio do Costa Concordia vai chegar aos U$$ 800 milhões

Istoé Dinheiro

Visto do alto, como na foto de satélite que estampa a página ao lado, é possível ter a real dimensão do transatlântico Costa Concórdia, um gigante de 114,5 mil toneladas e 295 metros de comprimento capaz de deixar pequena a ilha de Giglio, na região da Toscana, na Itália. Foi às margens desse paraíso que uma manobra desastrosa do comandante Francesco Schettino levou a embarcação a se chocar com uma rocha e naufragar, na noite da sexta-feira 13, com 4,2 mil pessoas a bordo. Até o fechamento desta edição, as consequências da barbeiragem de Schettino, que covardemente abandonou o navio, eram 12 mortes e mais de 20 passageiros desaparecidos.

82.jpg

Tragédia na costa: imagem de satélite da embarcação que naufragou na ilha de Giglio, na Toscana.
O lado humano dessa tragédia é irrecuperável. As consequências empresariais, embora possam ser sanadas, têm proporções desastrosas à Costa Cruzeiros, dona do navio. A companhia é uma das maiores operadoras de cruzeiros do mundo, com faturamento de € 2,9 bilhões e uma frota de 14 navios. Desde 1997, ela faz parte do grupo americano Carnival Corporation, com receita de US$ 15,8 bilhões e ações negociadas nas bolsas de valores de Nova York e Londres. Na segunda-feira 16, primeiro dia útil após o acidente, a empresa começou a sentir os efeitos colaterais da tragédia. As ações do grupo fecharam em queda de 16%, causando uma perda de US$ 1,5 bilhão em seu valor de mercado.
Na véspera do acidente, ela valia US$ 20,4 bilhões. Além disso, a Carnival informou em nota que seu lucro anual deverá cair US$ 95 milhões com o Costa Concórdia fora de operação. “A empresa terá que arcar com outros custos, que até o momento não temos como prever”, afirmou Micky Arison, CEO do conglomerado. As perdas não devem parar por aí. O analista de seguros do banco Numis Securities, de Londres, Nick Johnson, estimou que a tragédia pode causar um prejuízo superior a US$ 800 milhões às seguradoras e à própria Costa. O valor considera o reparo do navio, as operações de resgate e o pagamento de indenizações às vítimas.
83.jpg

O fujão: o comandante Francesco Schettino foi considerado responsável pelo
desastre e um dos primeiros a abandonar o navio.
Não é a primeira vez que a Carnival se envolve em tragédias. Em 2010, o Costa Europa bateu no cais do balneário egípcio de Sharm el-Sheik, no Mar Vermelho. Na ocasião três pes-soas morreram, entre elas o brasileiro Reginaldo de Moura. “Recebemos uma quantia injusta”, disse à DINHEIRO Reinaldo de Moura, irmão mais velho da vítima. Mais que danos financeiros, o acidente também terá impacto na imagem da empresa. “Esse é o maior problema, porque se trata de uma perda em longo prazo”, diz Eduardo Tomiya, diretor da consultoria BrandAnalytics. Procurada por DINHEIRO, a filial local da Costa Cruzeiros não quis se manifestar.
No Brasil, o naufrágio chegou como uma marola.  De acordo com Edmar Bull, vice-presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagem, 95% dos pacotes de cruzeiros para a temporada já estão vendidos. “As pessoas ficam um pouco amedrontadas, mas não o suficiente para desistir da viagem”, afirma. O Brasil é um dos mercados mais promissores nesse setor. Nos últimos anos, o número de passageiros subiu 470%. Saltou de 139 mil, em 2005, para 792 mil em 2011. A Costa Cruzeiros tem forte presença por aqui. Das 17 embarcações que participam da temporada 2011/2012, nove pertencem à companhia. Foi no Costa Concórdia, aliás, que o cantor Roberto Carlos realizou o cruzeiro Emoções em Alto-Mar.
 84.jpg
OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Genivaldo Sazanni disse:

    Comandar um navio é uma responsabilidade muito grande para ser confiada a uma única pessoa, nesse caso, o comandante, Francesco Schettino.

PP discute contrato do Ministério das Cidades antes de licitação

Integrantes da cúpula do PP negociaram com uma empresa de informática sua participação num projeto milionário do Ministério das Cidades antes que fosse aberta licitação pública para sua contratação, informa reportagem de Leandro Colon, publicada na Folha desta segunda-feira.

O assunto foi tratado em reuniões no apartamento do deputado João Pizzolatti (SC), ex-líder do PP na Câmara e aliado do ministro Mário Negromonte, único representante do partido no primeiro escalão do governo.

O próprio ministro participou de um dos encontros, que permitiram que a empresa, a Poliedro Informática, se aproximasse da equipe de Negromonte e discutisse o assunto com o governo antes de outros interessados. Após os encontros, o dono da Poliedro e um lobista foram recebidos no ministério por dois homens de confiança de Negromonte em 9 de agosto.

A pasta quer contratar uma empresa para gerenciar suas redes de computadores e monitorar obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). O valor do contrato é estimado em R$ 12 milhões, mas pode alcançar R$ 60 milhões.

OUTRO LADO

Negromonte admite ter encontrado o dono da Poliedro pelo menos uma vez no apartamento de Pizzolatti, mas nega ter discutido com ele detalhes do projeto.

Pizzolatti, por sua vez, disse não se lembrar de suas conversas com Luiz Carlos Garcia, dono da Poliedro.

Brasileiro vira ‘sacoleiro global’

Está no Blog de Josias de Souza

Em campanha, Barack Obama mandou desburocratizar a concessão de vistos a turistas brasileiros. A crise e os números ajudam a entender o gesto. O Ministério do Turismo prevê: 4 milhões de brasileiros devem viajar ao exterior nos próximos seis meses.

Tomado pelos hábitos, o turista brasileiro revela-se um insensato com cartão de crédito. No estrangeiro, acomoda as compras acima de qualquer outro objetivo.

Em 2011, a brasileirada torrou no exterior US$ 22 bilhões –33% a mais do que gastara em 2010. Só os chineses (US$ 55 bilhões, aumento de 38%) superaram os patrícios, autoconvertidos em sacoleiros globais.

Irã ataca Dilma: “A presidente brasileira golpeou tudo que Lula havia feito"

Em entrevista concedida no início de janeiro, o embaixador do Irã no Brasil, Mohsen Shaterzadeh, tratara as críticas de Dilma Rousseff ao seu país à base de panos quentes. “Não comprometeram a amizade entre os dois países”, dissera.

A repórter Samy Adghirni ouviu coisa diferente de Ali Akbar, porta-voz pessoal do presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad e chefe da agência de notícias estatal Irna. Em entrevista veiculada pela Folha, Akbar declara:

“A presidente brasileira golpeou tudo que Lula havia feito. Ela destruiu anos de bom relacionamento. Lula está fazendo muita falta.” Ahmadinejad virá ao Brasil em junho, para a Rio +20, conferência mundial sobre clima.

A irritação iraniana também se nota nas recentes barreiras contra exportadores de carne brasileira.

A União Brasileira de Avicultura afirma que as vendas de frango para o Irã, em alta até outubro, passaram a ser vetadas sem justificativa.

Já a multinacional brasileira JBS relata ter tido milhares de toneladas de carne bovina retidas por três semanas num porto iraniano.

 

 

Rita Lee anuncia aposentadoria dos palcos

A cantora Rita Lee anunciou neste sábado que não vai mais fazer shows. A “aposentadoria” foi revelada durante uma apresentação no Circo Voador, no Rio, e confirmada pela cantora em seu perfil no Twitter.

“Aposento-me de shows, da música nunca. Quem me viu ontem pode bem atestar minha fragilidade física. Saio de cena absolutamente paixonadacocês”, escreveu no microblog.

Um vídeo postado no YouTube mostra a cantora anunciando sua aposentadoria durante apresentação deste sábado.

“Eu queria falar uma coisinha. Esse é o penúltimo show, mas eu considero o último. O último da turnê e eu vou aposentar dos palcos”, disse.

“Aposentadoria é bom, 67 anos, tá bom”, completou, emocionada. A cantora tem 64 anos.

Segundo a agenda no site oficial, o último show de Rita Lee acontece no próximo sábado em Aracaju.

Em 2009, a cantora foi submetida a uma cirurgia de hérnia de disco. Em abril de 2011, Rita passou por São Paulo como atração de abertura da Virada Cultural.

Seu último álbum de músicas inéditas, “Balacobaco”, foi lançado em 2003. Depois dele, Rita lançou dois trabalhos ao vivo: “MTV ao vivo” (2004) e “Multishow ao vivo” (2009).

Folha.com

Seis em cada dez brasileiros pertencem à classe média

Brasil é um país de classe média. Seis em cada dez brasileiros com 16 anos ou mais já pertencem a esse grupo, segundo o Datafolha.

Com 90 milhões de pessoas –número superior ao da população alemã–, a classe média brasileira, no entanto, está longe de ser homogênea.

A variedade de indicadores de renda, educação e posse de bens de consumo permite a divisão dessa parcela da população em três grupos distintos que separam os ricos dos excluídos.

O acesso crescente a bens de conforto –como eletroeletrônicos, computadores e automóveis– é o que mais aproxima as três esferas da classe média brasileira.

A partir da medição da posse desses itens, a população é divida em classes nomeadas por letras.

O Brasil de classes médias é aquele que está conseguindo escapar dos estratos D e E, deixando para trás os excluídos, mas ainda quase não tem presença na classe A.

Ganhos de renda –consequência de crescimento econômico mais forte e políticas de distribuição de renda– e maior acesso a crédito contribuíram para essa tendência.

(mais…)

Navio afunda a 7 mm por hora na Itália e dificulta ações de resgate e busca por desaparecidos

O navio Costa Concordia, naufragado na Itália na última sexta-feira (13), está afundando a um ritmo constante de 7 milímetros por hora, o que vem dificultando as operações de resgate.

O desastre deixou ao menos 11 mortos e mais de 20 continuam desaparecidos.

A medida exata com a qual o navio está deslizando foi divulgada pelo analista Nicola Costagli, professor de Ciências da Terra na Universidade de Florença e encarregado de acompanhar a evolução da embarcação, que acrescentou que a proa se movimenta em maior velocidade que a popa, em até 15 milímetros por hora.

Apesar da impossibilidade de as equipes de salvamento entrarem no navio, as tarefas de inspeção continuam graças a um robô teleguiado por cabo, com capacidade para descer até 500 metros de profundidade e enviar à superfície as imagens que capta.

Segundo explicou o assessor de imprensa dos bombeiros, Luca Cari, a sonda está sendo utilizada para verificar os pontos de apoio da embarcação, além de buscar pelas mais de 20 pessoas ainda desaparecidas.

Cari declarou que o robô já inspecionou duas áreas do navio, de 10 mil metros quadrados, na proa e na popa, e dispõe de outros sistemas de detecção, que incluem mecanismos acústicos que permitirão obter uma ideia da morfologia do fundo do mar.

PREVISÃO

A atenção está voltada agora para as previsões meteorológicas, já que para as próximas horas é esperada uma ressaca, que pode ameaçar a estabilidade do navio, já que as correntes e as ondas poderiam empurrar o casco em direção a um precipício de 70 metros de profundidade.

Uma circunstância que dificultaria as tarefas de extração das 2.380 toneladas de combustível transportadas pelo navio, que causariam uma nova catástrofe em caso de vazamento, desta vez de caráter ambiental, pois a ilha de Giglio faz parte de um parque natural marinho considerado um dos mais importantes ecossistemas do Mediterrâneo.

A este respeito, está previsto que durante a reunião do Conselho de Ministros realizada hoje em Roma seja decretado estado de emergência na área do naufrágio diante dos possíveis vazamentos de combustível e outros materiais poluentes.

Fonte: Folha .com

Aprovação de Dilma supera a de Lula no 1º ano

A presidente Dilma Rousseff encerrou o primeiro ano à frente do Palácio do Planalto com aprovação de 59% dos brasileiros. Segundo pesquisa do Datafolha divulgada neste sábado, outros 33% classificam a gestão como regular e 6% como ruim ou péssima.

Com o resultado, Dilma supera seu “criador” em popularidade. No primeiro ano do seu governo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fechou com aprovação de 42%.

Ao completar um ano no segundo mandato, o governo do petista foi aprovado por 50% dos entrevistados.

Na comparação com os outros antecessores, Dilma está muito à frente. Fernando Collor tinha 23% de aprovação em março de 1991. Itamar Franco contava com 12%.  Fernando Henrique Cardoso teve 41% no primeiro mandato e 16% no segundo.

O Datafolha ouviu 2.575 pessoas nos dias 18 e 19 de janeiro. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Com informações da Folha

Sentença da Operação Impacto deve sair amanhã

A sentença da Operação Impacto, que investigou o pagamento de propina aos vereadores de Natal durante a votação do Plano Diretor de Natal, em 207, deve sair amanhã.

O juiz da 4ª vara criminal Raimundo Carlyle, responsável pelo julgamento dos réus no processo havia dito que daria a sentença até o dia 29 de janeiro, mas a decisão sairá amanhã, segundo informações recebidas pelo blog.

São réus no processo Adenúbio Melo (PSB), Salatiel de Souza (DEM), Edson Siqueira (PV), Dickson Nasser (PSB), Klaus Charlie, Hermes Soares Fonseca, Adão Eridan (PR), Aquino Neto (PV), Aluísio Machado (PSB), José Cabral Pereira Fagundes e Emilson Medeiros (PSB), Geraldo Neto (PMDB), Renato Dantas (PMN), Sid Fonseca (PSB), Edivan Martins (PV), Julio Protásio (PSB), o empresário Ricardo Abreu, Francisco de Assis Jorge de Sousa, João Francisco Garcia Hernandes, Antônio Carlos Jesus dos Santos e Joseilton Fonseca da Silva.

Fontes ligados ao processo, adiantaram que os vereadores Sid Fonseca e o Presidente da Câmara Municipal, Edivan Martins, serão absorvidos. O destino dos outros indiciados é desconhecido.

Mesmo se condenados, os réus poderão recorrer da decisão.

Prefeito de Parnamirim tenta amenizar ruptura com vice, mas nova chapa para 2012 já está fechada

O prefeito de Parnamirim, Maurício Marques, em entrevista ao Poti deste domingo (22) – leia aqui –  tentou amenizar seu rompimento político com o atual vice-prefeito, Epifânio Bezerra.

Disse que os dois são amigos há 37 anos, que têm uma parceria política e administrativa e etecetera e tal.

Ou seja, tentou ficar bem com as câmeras e com a mídia.

Mas nos bastidores, todos sabem: Epifânio é carta fora do baralho para 2012.

Agnelo Alves, mentor político de Maurício, já tem o nome de um novo vice para o próximo pleito.

É a vereadora Maria Lúcia Costa, mais conhecida como Lucinha.

As pessoas mais próximas dizem que é decisão certa. Prego batido, ponta virada.

Dois ônibus assaltados neste domingo. 17 ônibus assaltados em Natal só esse ano

A onda de assaltos dentro de ônibus continua em Natal e parece que vem se intensificando nos últimos dias. Somente no início da manhã deste domingo (22), dois veículos foram invadidos por criminosos na avenida Bernardo Vieira, nas imediações do bairro das Quintas, na zona Oeste de Natal.

Segundo informações repassadas pela Polícia Militar, os crimes foram realizados em sequência e, provavelmente, pelas mesmas pessoas. Isso porque nos dois casos os veículos foram invadidos por dois jovens que portavam armas e fizeram um arrastão, levando dinheiro e objetos pessoais das vítimas.

O primeiro roubo foi registrado em um ônibus da linha 29, que tinha como destino o conjunto Soledade, na zona Norte de Natal. A dupla entrou no veículo e anunciou o assalto, apontando armas para o motorista e cobrador, bem como para os passageiros. Eles desceram desse ônibus e saíram a pé pela avenida Bernardo Vieira.

Logo depois, teriam entrado em outro ônibus que tinha como destino o bairro da Ribeira, na zona Leste da capital. Da mesma forma, anunciaram o roubo e apontaram armas paras as vítimas, recolhendo objetos como relógios, jóias e celulares. Em seguida, eles desceram e fugiram a pé com destino ignorado.

A Polícia Militar foi acionado após os dois assaltos e enviou viaturas para a região das Quintas. Até o momento, no entanto, nenhum suspeito foi detido. A quantidade de ônibus vítimas de roubo já se aproxima dos 20, somente nestes dias de janeiro, mesmo com a PM tendo intensificado a fiscalização e deflagrado a operação Transporte Seguro.

Fonte: Portal BO

O Porto gorou!!!

Ao sancionar esta semana o Plano Plurianual (PPA) 2012/2015, cortando R$ 35,7 bilhões em programações de obras de infraestrutura que foram aprovadas pelo Congresso, a presidenta Dilma Rousseff também cortou as esperanças do Rio Grande do Norte de ter um novo porto, um investimento estimado em R$ 2 bilhões, fruto de emendas da bancada parlamentar do RN.

Na relação das obras barradas estão, além do novo porto de Natal, o ramal Paraíba da ferrovia Nova Transnordestina e a construção de uma ponte para interligar a BR-319 à rodovia AM-070, no estado do Amazonas.

O governo justificou os cortes: “Trata-se de empreendimentos de grande porte, que não possuem estudos prévios de viabilidade técnica, econômica, ambiental e social necessários à sua implementação. O início de obras nessas condições aumentaria significativamente o risco de pulverização de recursos, de dilatação de prazos, de execução e de paralisação de obras”.

Em expansão

Em matéria publicada pelo Diário de Natal/O Poti, no dia 9 de outubro de 2011,tinha-se uma noção exata do que representaria a expansão do porto para a economia do Rio Grande do Norte.

Com o pátio lotado de mercadorias, o Porto de Natal localizado na margem direita do Rio Potengi, sinalizava para a urgência em investimentos na ampliação e modernização de sua estrutura.

Três projetos foram inseridos nas duas edições do Programa de Aceleração do Crescimento(PAC), do governo federal. O mais ousado deles era exatamente o que pretendia criar um novo cais na margem esquerda do rio Potengi, na Zona Norte. Atualmente, o porto ocupa uma área de 5,3 quilômetros quadrados e 540 metros de cais, e se situa entre os bairros da Ribeira e das Rocas, Zona Leste de Natal. A nova área na margem esquerda acrescentaria 8,7 quilômetros quadrados ao porto.

“A margem esquerda do rio tem características que facilitam o escoamento da produção do estado.Não está encravada na área urbanizada, como a margem direita, e é mais desafogada do trânsito. O acesso aos modais rodoviário e ferroviário também seria facilitado e a Zona Norte é mais próxima ao futuro Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, que funcionará como terminal de passageiros e de cargas”, explicou, à época, Emerson Fernandes, diretor presidente da Companhia Docas do Rio Grande do Norte até a última sexta-feira.

Com o projeto, a margem esquerda do rio Potengi seria utilizada para carga e descarga de minérios de ferro e contêineres, enquanto a margem direita ficaria destinada para cargas soltas, como o trigo.

A expansão do Porto de Natal vinha ocorrendo paralelamente aos projetos estruturantes que viabilizam a cabotagem (transporte marítimo de mercadorias entre portos de um mesmo país), visto como uma opção ao sistema rodoviário, barateando os custos de escoamento. Recentemente foi concluída a dragagem da margem direitado rio Potengi, que aumentou o calado de 10 metros para 12,5metros de profundidade.

A largura das bacias, onde os navios fazem as manobras, passou de 250 para 300 metros. Com essas obras, o porto passou a receber navios com capacidade para até 60 toneladas. “Além de recebermos navios maiores, também podemos receber contêineres com até cinco metros de altura, quando antes só podíamos receber os que tinham até dois metros de altura”, explicou Emerson Fernandes, então diretor presidente da Docas.

O primeiro projeto incluído no Programa de Aceleração do Crescimento(PAC) foi a ampliação do terceiro berço de atracação, de 220 metros para 365 metros. O valor necessário à conclusão da obra foi orçado em R$ 108 milhões.

Fonte: Diário de Natal