Pizza, acusações, desabafos e sexualidade na seção da Câmara do Natal ontem

Termina hoje o prazo dado pelo presidente Edivan Martins para que a dita bancada de oposição na Câmara Municipal de Natal indique o seu representante na CEI dos Aluguéis. Pelo andar da carruagem, a oposição não vai indicar ninguém por não concordar com a distribuição dos cargos na CEI. A bancada micarlista tomou conta da Presidência e da Relatoria, restando a bancada de oposição o papel de coadjuvante. Ontem, numa tarde agitada na casa teve de tudo na sessão da Câmara.

DESABAFO
O vereador Heráclito Noe subiu a tribuna para fazer um desabafo contra uma injustiça, segundo ele, que o Jornalista Tulio Lemos cometeu a respeito da lei do edil que proíbe paredões de som na cidade do Natal.
Segundo o jornalista, um parente de Heráclito Noe desfilou pelas ruas da capital no domingo com um paredão de som ligado nas alturas. Heráclito num desabafo emocionado informou que não pode responder por familiares, ainda mais esse familiar sendo dependente químico há muitos anos, e que durante sua vida seja como delegado e parlamentar não tem quem aponte um gesto dele que o reprove como cidadão e ser humano.

APARTE
Ainda no pronunciamento do parlamentar, ele cedeu um aparte ao vereador Raniere Barbosa que bateu sem pena no Jornalista Tulio Lemos. insinuou, inclusive, que o jornalista esconde suas opiniões por trás de  “cartas de leitores”, que tem telhado de vidro e ainda disse que o pai do jornalista responde a processos na justiça por desvio de dinheiro publico quando foi prefeito de Macau. Ainda na mesma sessão, a vereadora Sargento Regina entrou na sua vida pessoal e confirmou que é lésbica e que tem orgulho de sua opção sexual. Disse também que o que Fakes (perfis falsos) vem fazendo com ela nas redes sociais é desumano e muito baixo.
Como podemos ver, a sessão da Camara foi recheada de coisas que, sinceramente, a população não tem tanto interesse, o que importa e a CEI dos Aluguéis, e essa está muito claro que não vai sair do canto.
A CEI dos Aluguéis virou mais um pizzaria com pizza sem sabor.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Nossos vereadores já acham pouco e agora usam o espaço da câmara para fazerem a famosa futrica. Ô povinho sem futuro. Quanto ao paredões de som, isso é coisa de papangu, maracatu, mal eduacados e de gosto musical no minimo duvidoso. Não entendo como uma pessoa GASTA com o som mais que o valor do própio carro.

  2. Caro Bruno ,
    A respeito desta lei dos paradões, quero manifestar minha opnião que deve existir lei que controle e punições mais a proibição isso seria muito grave mais cada um que tinha sua opnião .
    So que deixa uam pergunta sobre esta lei, proximo ano tem campanha municipal , Como vai ficar a situação das " Baratinhas " os carros de som que os politicos usam para divulgar sua marca e seus pensamentos aos eleitores ?

    Gostaria de uma opnião de todos

    Muito obrigado pelo espaço Bruno Geovani

A Pizza fria e indigesta de Palocci

Foto Beto Barata

Blog de Augusto Nunes:

Se enriqueceu sem pecar, Antonio Palocci poderia ter esclarecido o caso da multiplicação do patrimônio no mesmo dia em que foi divulgado pela Folha de S. Paulo. Bastaria solicitar aos clientes da Projeto que, para livrar o chefe da Casa Civil de constrangimentos e poupar o país de outra crise política, abrissem mão da cláusula de confidencialidade e permitissem a divulgação de informações básicas. Todos certamente o autorizariam a revelar os nomes das empresas que contrataram seus serviços e dizer quanto cobrou de cada uma. A opção pelo silêncio que já dura 17 dias foi o primeiro indício veemente de culpa.

O segundo foi a contratação do advogado José Roberto Batochio sem ter virado réu oficialmente. A terceira evidência de que Palocci tem culpa no cartório ocorreu nesta quarta-feira, assim que circulou a notícia de que o ministro fora convocado para depor na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados (veja o vídeo abaixo). Apavorados com a rachadura na blindagem, os chefes da aliança governista prometem fazer coisas de que até Deus duvida para impedir o depoimento. É provável que Palocci escape da ameaça. Mas algum dia terá de explicar-se. E não há explicações plausíveis.

(mais…)

20 Mil pessoas contra o Kit Gay e a PLC 22

20 mil pessoas ontem em frente ao Congresso Nacional

Por Reinaldo Azevedo:

Cerca de 20 mil pessoas, segundo a PM, participaram da Marcha Pela Família, em frente ao Congresso Nacional, convocada pelo pastor Silas Malafaia. Trata-se de um protesto contra a aprovação do PLC 122, conhecido por Lei Contra a Homofobia. Não se sabe ainda que forma a relatora, Marta Suplicy (PT-SP), dará ao texto na Casa. Na forma como chegou, trata-se de um repto contra a liberdade religiosa e contra a liberdade de expressão. Sob o pretexto de proteger os homossexuais, direitos fundamentais estariam sendo agredidos.

O evento reuniu políticos de vários partidos, inclusive do PT. Estavam no caminhão de som, entre outros, os deputados Anthony Garotinho (PR-RJ), Ronaldo Fonseca (PR-DF), Jair Bolsonaro (PP-RJ) e João Campos (PSDB-GO) e os senadores Marcelo Crivella (PR-RJ) e Walter Pinheiro (PT-BA). Um grupo de militantes homossexuais tentou mobilizar uma marcha oposta, que reuniu poucas pessoas. A polícia evitou o confronto.

(mais…)

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. wander disse:

    Cara!!! Não vamos marginalizar uma manifestações com objeções; não vamos falar pelos outros; ser critico deve ser também ouvir e falar. *respeitando pois é um direito que coibimos aos outros, e demoramos muito para ter esse de nos expressar; contra homofobia!!! Viva a liberdade de expressão não ilúdica.

Anderson Miguel. Passo a Passo

Tribuna do Norte:

Operação Hígia

A Operação Hígia foi uma investigação da Polícia Federal que, no dia 13 de junho de 2008, cumpriu 12 mandados de prisão e 42 ordens de busca e apreensão em Natal e em João Pessoa, devido a possíveis fraudes em licitações da Secretaria Estadual de Saúde e recebimento de propina por parte de pessoas influentes no Governo do Estado, durante a gestão de Wilma de Faria. Entre os presos estava o filho da então governadora, Lauro Maia.

As investigações davam conta de possíveis irregularidades no contrato da Secretaria Estadual de Saúde com a empresa A&G, que prestava serviços gerais à Sesap. De acordo com as investigações e os depoimentos colhidos, ocorria o que se chama de “tráfico de influência” por parte de membros do primeiro escalão do Governo do Estado e familiares da então governadora. Eles supostamente trocavam cargos por apoios políticos e cobravam propina para membros de empresas terceirizadas para que o pagamento dos contratos fosse efetuado.

Além de Anderson Miguel, são réus na Operação Hígia Edmílson Pereira de Assis, Francinildo Rodrigues de Castro, Francisco Alves de Souza Filho, Genarte de Medeiros Brito Júnior, Herbert Florentino Gabriel, João Henrique Lins Bahia, Jane Alves de Oliveira Miguel da Silva, Lauro Maia, Luciano de Souza, Marco Antônio França de Oliveira, Maria Eleonora D’Albuquerque Castim, Mauro Bezerra da Silva, Rosa Maria da Apresentação Caldas Siminetti e Ulisses Fernandes de Barros

Depoimento

Em depoimento no dia 25 de novembro de 2010, Anderson Miguel, proprietário da A&G, confirmou o esquema de corrupção e citou os nomes de outras pessoas que poderiam estar envolvidas, incluindo o irmão da ex-governadora Wilma de Faria, Fernando Faria, e o ex-deputado estadual Wober Júnior (PPS).

Apesar de não haver confirmação por parte do réu, nem do Ministério Público ou da Justiça, foi levantada a hipótese de que Anderson Miguel tivesse conseguido o benefício da delação premiada.

Briga

A empresária Jane Alves, ex-mulher de Anderson Miguel, rebateu o depoimento do ex-marido. No dia 17 de dezembro do ano passado, Jane Alves disse que foi ameaçada por Anderson Miguel e que houve a tentativa de impedir que ela levasse ao depoimento documentos referentes aos contratos da A&G com o governo do Estado.

(mais…)

STF decreta fim da guerra do ICMS entre os Estados

O Globo:

BRASÍLIA – O Supremo Tribunal Federal (STF) decretou ontem, quarta-feira, o fim da guerra fiscal. Por unanimidade, os ministros consideraram ilegal a prática de governos estaduais de conceder isenção ou alíquota menor do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) a empresas específicas. Também foi condenada a fixação do tributo de forma diferenciada em importações do exterior. No julgamento de 14 ações, foram derrubadas leis do Paraná, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Pará, Espírito Santo e Distrito Federal que concediam benefícios na cobrança do ICMS. Foi um recado claro aos estados e à União, que negociam esses pontos na minirreforma tributária.

– Resta aos interessados saber se aceitam o recado. O Supremo estabeleceu hoje que não se pode conceder benefício fiscal contra as exigências da Constituição – disse o presidente da Corte, Cezar Peluso, após o julgamento.

A guerra fiscal consiste em um estado conceder incentivo tributário a uma empresa que, ao vender seu produto a outro estado, cobra o ressarcimento do imposto. O estado que compra a mercadoria se recusa a pagar, já que o ICMS não foi pago integralmente na origem. Outro aspecto dessa disputa ocorre quando um estado oferece incentivo a empresas para importarem por meio de seus portos. A legislação brasileira fixa a alíquota do ICMS em 12% ou 7%, de acordo com o estado de origem e o estado de destino do comércio.

(mais…)

Interrogatório do suspeito de matar Anderson Miguel encerrado

Já acabou interrogatório na PF do suspeito de matar o advogado Anderson Miguel. O Suspeito se chama Wesclei e, não há confirmação que foi ele. Wesclei alegou não saber do que se trata.

A PF está nesse momento em diligências e vai colocar o suspeito para fazer exame residuográfico (exame para encontra pólvora) na própria Superintendência da Polícia Federal.

Em instantes mais novidades

Suspeito da morte de Anderson Miguel será submetido a exame

Nominuto.com

O suspeito de envolvimento no assassinato do advogado e empresário Anderson Miguel, ocorrido à tarde em Lagoa Nova, será submetido a um exame residuográfico na Superintendência da Polícia Federal.

O objetivo é encontrar algum vestígio de pólvora nas mãos, índicio que pode incriminá-lo quanto ao uso de arma de fogo.

Após ser submetido ao exame, o suspeito vai participar de uma acareação com três testemunhas que estavam no escritório de Anderson Miguel no momento do crime.

Ele foi detido por policiais militares perto do forno do lixo, no Planalto, e estava em um Siena branco, que bate com a discrição dada a polícia do veículo usado pelos assassinos

Morte encomendada!!!

Foto Canindé Soares

A morte do advogado e empresário Anderson Miguel, incriminado e também denunciante na Operação Higia, vai trazer o rumoroso caso de volta ao noticiário. Por enquanto e até que a Policia apresente conclusões sobre o assassinato ou apresente os autores, o campo está aberto a muita especulação, mesmo que velada.
O Blog do BG não quer fazer especulações, mas somente algumas perguntas:
A quem interessava a morte de Anderson Miguel?
Ele vinha recebendo ameaças?
O autor dos disparos só chegou a sala depois de se fazer anunciar. O assassino já estivera antes no escritório, já fora visto nas proximidades ou era conhecido pelo advogado?
Além dos negócios envolvidos na Operação Higia, a que outros negócios se dedicava o advogado?
A resposta a estas perguntas pode dar o rumo das investigações e apontar quem armou o assassino de Anderson Miguel.
Porque de uma coisa é possível ter certeza: o crime foi uma execução ousada, porque o assassino não escondeu o rosto e entrou no escritório com um único propósito: eliminar o advogado

Fotos do Protesto #ForaMicarla

Fotos Dinarte Assunção
Foto Antônio Torres

Nesse exato momento, aproximandamente 700 pessoas caminham na BR 101 congestionando todo o trânsito. O movimento vai no sentido Machadão – Natal Shopping. Onde vai parar.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Daniel Fagundes disse:

    Realmente esta manifestação popular é uma manifestação popular que defende nossos direitos de cidadão brasileiro! Se podemos escolher quem vai governar, devemos escolher quem já deve sair se nada tá fazendo!

  2. bruno disse:

    seria ótimo se fizessem isso com todos os coroneis que ainda assobram o estado do RN e as suas heranças malditas.

  3. Emerson disse:

    PARABÉNS ao cidadão natalense por se posicionar diante a Desastrosa Gestão dessa prefeita com a cidade de Natal/RN.
    Cidadão precisa e deve ser respeitado em seus direitos (Constitucional)

  4. Fábio disse:

    Parabéns a Blog pela cobertura..
    E principalmente PARABÉNS também a todos os manifestantes que mostram o sentimento do cidadão natalense com DESCASO total da ATUAL (FALTA DE) "GESTÃO".

#ForaMicarla para trânsito na rotatória do Machadão

A segunda etapa da onda de protestos pedindo a deposição da prefeita
Micarla de Sousa, que surgiu no Twitter e ganhou as ruas, se concentra
nesse instante na rotatória do Machadão e fechou o trânsito da região.

Pelo menos 300 manifestantes participam da movimentação, e a toda hora
mais pessoas chegam para integrar o movimento.

Aparentemente mais organizado que a primeira edição, realizada na
quarta-feira passada, o movimento, como se anunciou hoje à tarde,
ainda não registrou tumulto ou violência.

Mais informações em instantes.

Foto Dinarte Assunção

Preso suspeito de matar Anderson Miguel

Blog Jackson Damasceno

O homem preso agora há pouco pela Rocam, suspeito de matar Anderson Miguel, está sendo levado para uma unidade da PM para ser reconhecido por testemunhas. Pelo menos três pessoas disseram quem são capazes de reconhecer o homem que matou o empresário. O suspeito foi detido em um Siena Branco, no Planalto. O mesmo carro usado no crime. Os tiros que mataram o empresário são de pistola .40

Anderson Miguel assassinado à queima roupa

Anderson Miguel

As 16:50 de hoje um sujeito moreno entrou no escritório do advogado Anderson Miguel (que estava envolvido na operação Higia). O homem foi anunciado, entrou na sala do advogado e deu 4 tiros à queima-roupa. A recepcionista  do escritório só veio dar conta do assassinato quando escutou gritos e o sujeito saiu correndo. Tudo indica que havia um Siena Branco na rua lateral esperando pelo assassino. Advogados associados do mesmo escritório só vieram perceber o crime com a chegada da polícia, que por coincidência tinha um viatura por perto. O escritório, apesar de ter câmeras de segurança que filmaram tudo, não têm as imagens registradas por que o sistema não gravava.

O corpo está no chão da sala dele, neste momento. Também há cápsulas no chão, o que indica que os tiros foram de pistola.

* Está confirmado que o assassino fugiu num Siena de cor branca. Não se sabe se mais homens participaram da ação. A forma que foi assassinado o advogado mostra claramente que foi um crime de pistolagem.

Relembre o Caso Hígia:

A Operação Hígia foi deflagrada em 2007 pela Polícia Federal para apurar irregularidades nas contratações de serviços terceirizados à Secretaria Estadual de Saúde.

Anderson Miguel, cuja empresa foi contratada, revelou ano passado em depoimento ao Ministério Público Federal, um esquema de propina e facilitação de pagamentos que envolvia o filho da então governadora Wilma de Faria, Lauro Maia, e outros servidores de primeiro e terceiro escalão.

Anderson Miguel era investigado por envolvimento em outros crimes.

*Em instantes mais detalhes