LULA admite que oposição está com dificuldades ‘Estou vendo que nós estamos com dificuldade de reagir’

Sem se distanciar do já conhecido discurso de que foi preso sem provas, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a fazer críticas neste domingo, 17, ao atual ministro da Justiça, Sérgio Moro. O petista subiu no início da noite ao palco do Festival Lula Livre, no Recife. No seu discurso, exaltou a origem pernambucana e admitiu que a oposição está “com dificuldades de reagir”.

O ex-presidente deixou há pouco mais de uma semana a cela especial da Polícia Federal em Curitiba. Ele ficou preso 580 dias após ser condenado na Operação Lava Jato a cumprir pena de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do triplex do Guarujá.

No Recife, Lula afirmou que gostaria de estar em um palanque com Moro, o procurador Deltan Dallagnol e o presidente Jair Bolsonaro “para saber quem é safado”. “Eu estou vendo os ataques aos LGBTs, aos negros, aos índios. Eu estou vendo o crescimento da violência bárbara contra as mulheres brasileiras. Estou vendo os salários desaparecendo, a aposentadoria ficar cada vez mais distante do trabalhador. E estou vendo que nós estamos com dificuldade de reagir”, disse o petista, prometendo dedicar “cada minuto da vida para libertar o País dessa quadrilha de milicianos que tomou conta do poder”.

“Eu não aceito negociação. Eu quero é a minha libertação. Eu sou homem da terra de Frei Caneca, sou da terra de Padre Roma. Sou da terra de lutadores que tiveram a coragem de em 1820 fazer a Confederação do Equador, a coragem de lutar pela independência deste país.”

Pouco tempo depois de ter subido ao palco, com quase duas horas de atraso em relação ao que estava previsto na programação do evento, Lula pediu a presença de Fernando Haddad, exaltando-o como o melhor ministro da Educação que o Brasil já viu, assim como também elogiou o ex-ministro Sérgio Rezende.

Poucos políticos foram vistos acompanhando o festival. Os petistas se encontram após os shows, em um jantar oferecido pela deputada federal Marília Arraes (PT), com presença de Humberto Costa, líder do partido no Senado.

ESTADÃO CONTEÚDO

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Wellington disse:

    Ninguém vence uma guerra sozinho, mais o cara tá achando que Ele pode

  2. PATRIOTA disse:

    Acabou Barburrinho!

  3. joaozinho da escola disse:

    A culpa de toda a desgraça deste país é de Lula.. inclusive ajudou a eleger o bolsonaro. E ainda colocou seu advogado como ministro do supremo. Vivemos um período das trevas. Lula é a perturbação politica e bandida deste povo. O mentiroso compulsivo.

  4. PAULO disse:

    Muda esse discurso Luladrão,nem os Petralhas aguentam mais essa mesma ladainha mentirosa !!!!

  5. #Lula Na Cadeia sempre disse:

    Esse vagabundo ladrao condenado tem que se mudar para Venezuela, isso Não vale a MERDA que caga ., e os idiotas ainda acreditam nesse verme ladrao condenado….idiotas a lava jato NÃO EXISTIU ????

  6. Afonso disse:

    O verme tá morto, moribundo.

  7. Dilma disse:

    Ele dizer que Bolsonaro é contra LGBTs, negros, índios e que promove violência contra a mulher não é faka news? Pior, existem acusações piores, e isso é uma fake news generalizada desde a campanha, e essa esquerdalhas ainda tem a cara de pau de falar em fake news

    • Amo os Minions disse:

      Bolsonaro é um presidente que governa sem viés ideológico hahahaha

  8. Higino disse:

    Kkkkkkk, devia ter feito essa manifestação em Curitiba, e não usando o dinheiro do governo de Pernambuco, pagando as caravanas da cut, mst e de sindicalistas. Participação popular zero. Entretanto na movimentação da avenida paulista, pelo impeachment do maior CANALHA do stf, que solta os ladrões presos pela lava-jato e que foi flagrado com movimentações financeira incompatíveis com seus rendimentos, foi impactante. As pessoas chegavam sozinhas, em famílias, e indignadas, reagiram contra gilmar mendes. Aguardamos ele se pronunciar, pra irmos pra cima.

COMENTE AQUI