Macau pode ser pioneiro no cultivo de alga marinha em escala comercial

Sempre buscando alternativas para o desenvolvimento do seu município, o prefeito Tulio Lemos esteve ontem na Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, ocasião em que teve a oportunidade de conhecer, através do professor Antonio Cortez, atual Secretário de Municipal de Agricultura e Pesca e na presença da professora Luziense Dantas de Macedo, Chefe do Departamento de Economia da UFRN, o trabalho cientifico do pesquisador Maulori Curié Cabral, da Universidade Federal do Rio de Janeiro -UFRJ, no desenvolvimento de algas marinhas, ricas em nutrientes, com viabilidade de aproveitamento em escala industrial.

Na oportunidade do encontro com o prefeito Tulio Lemos e com o secretário Antonio Cortez, o professor Maulori Cabral teve oportunidade de mostrar o resultado de sua pesquisa que gerou uma espécie de alga marinha de vida mais duradoura e enriquecida em nutrientes, principalmente o potássio, alem da capacidade de contribuir fortemente com a preservação do meio ambiente. Para o prof. Maulori Cabral, “o cultivo de algas em grande escala, extraído principalmente o potássio, vai contribuir substancialmente com a economia do país, que hoje importa cerca de 3 bilhões de dólares desse produto voltado para a nossa agricultura”.

Para o professor Antonio Cortez, que recentemente assumiu a secretaria de agricultura e pesca em Macau, “os distritos de Barreiras e Diogo Lopes são vocacionados para desenvolver a criação de alga marinha, principalmente no momento em que já contamos com empresa parceira para estimular o plantio dessa alga marinha, oferecendo empregos e gerando renda”.

Após a exposição sobre a criação de algas marinhas, o prefeito Tulio Lemos demonstrou o seu entusiasmo e relatou que “já vejo o municipio de Macau como pioneiro no Rio Grande do Norte no plantio de algas em grande escala, possibilitando o seu beneficiamento em escala industrial e com isso a oferta de empregos para os macauenses”

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Flávio Felipe disse:

    Boa tarde! Como Macau pode ser pioneiro se no município de Rio do Fogo, tem uma associação com Ha licenciada, associação produz alimentos, por que serve para tratar pele humana, farinha que compõem bons pratos.

  2. Nazareno disse:

    Temos muitas potencialidades em nosso município na área biológica, como também na área do turismo. Espero que seja o pontapé inicial desta maravilhosa cidade. Pós a era petróleo.

COMENTE AQUI