“Medo de ir à academia”, diz influenciadora após polêmica em Natal

A influenciadora digital María Blanco foi às redes sociais nesta sexta-feira 22 para comentar o caso envolvendo o engenheiro civil Jean Pacheco, que causou polêmica ao publicar um vídeo afirmando que teria vontade de se masturbar após observar mulheres treinando em uma academia de Natal. Após o comentário considerado machista, ele foi expulso da academia, que tomou a decisão alegando prezar “por um ambiente saudável a todos os alunos e alunas”.

Blanco, que produz conteúdos sobre empoderamento feminino e moda para a internet, lamentou o episódio. “Vocês entendem um pouquinho do que é ser mulher? Do que é ter medo de ir pra academia? É uma coisa que não deveria ser nem discutida, deveria ser respeitada. Infelizmente a gente vive em uma sociedade muito machista onde os homens só respeitam os homens”, disse.

O caso tem início quando o engenheiro civil publica um vídeo elogiando a empresa por não fiscalizar o uso de máscaras durante os exercícios físicos e também por supostamente reunir mais mulheres bonitas ao comparar o ambiente com outra academia de musculação.

“Aqui você usa máscara e ninguém fica pentelhando. Foi a melhor coisa que eu fiz. De mulher, não tem nem comparação. Tá certo que eu sou casado, tenho minha mulher e não estou aqui atrás de mulher, mas tem um milhão de gatas aqui. Na (nome da academia anterior) só tinha velha. De rocha mesmo. Eu saio daqui e tenho vontade de sair correndo para casa para bater uma p… [palavra de baixo calão para masturbação]”, disse.

O vídeo viralizou nas redes sociais e foi alvo de críticas, incluindo a de María Blanco, que é aluna da mesma academia a qual Jean Pacheco se refere na publicação. “Acabei de receber um vídeo de um macho escroto, seboso, imundo, não tenho nem palavras para descrever o que esse rapaz é, falando coisas absurdas sobre as mulheres que treinam lá. E detalhe, o cara é casado”, disse. Blanco ainda cobrou um posicionamento do estabelecimento “por respeito a todas as mulheres”.

Após o posicionamento que culminou na expulsão do aluno, o engenheiro publicou outro vídeo comentando a repercussão do caso e se defendendo das acusações de assédio. “É para o cara rir porque eu não falei de ninguém, não citei nome de ninguém”, disse. O engenheiro também aproveitou para fazer ataques a quem ele chamou de “blogueirinha” e “cocaína branca”, com insinuações sobre uso de drogas e a sexualidade da influenciadora. “Com qual moral que tu quer falar de mim? se o que eu sei de tu é isso. Que tu gosta de cheirar pó, usar droga, de tudo. Até lésbica tu já foi”, disse.

Desabafo

No dia seguinte ao ocorrido, a influenciadora compartilhou publicações que incentivam o combate ao machismo em sua página pessoal.

“Luto todo dia para que isso mude, faço minha parte, mas infelizmente algumas pessoas, alguns homens, não querem saber, só respeitam outros homens. Acho que é papel dos homens conscientes protegerem suas amigas, irmãs, namoradas ou até mesmo sua colega de trabalho ou sua vizinha. Você não precisa conhecer pra se colocar no lugar dela de ter medo e proteger. O feminismo não é sozinho, precisa da ajuda dos homens, o feminismo não é contra os homens”, disse.

Ao Agora RN, a assessoria de María Blanco informou que irá se pronunciar por meio do advogado da influenciadora, mas a reportagem não obteve retorno até o fechamento deste material. O engenheiro civil Jean Pacheco não atendeu às solicitações do jornal.

Entenda o caso

Após polêmica nas redes sociais na noite de quarta-feira 20, a academia Body Tech do Natal Shopping expulsou o engenheiro, que era aluno do estabelecimento.

 

Ele publicou vídeo em suas redes sociais referindo-se às mulheres que treinam na academia, dizendo que teria vontade de se masturbar ao chegar em casa, após observá-las.

Nos vídeos que circularam na internet, o aluno falou sobre a sua saída de outra academia da cidade.

“Aqui você usa máscara e ninguém fica pentelhando. Foi a melhor coisa que eu fiz. De mulher, não tem nem comparação. Tá certo que eu sou casado, tenho minha mulher e não estou aqui atrás de mulher, mas p… Tem um milhão de gatas aqui. Na (nome da academia anterior) só tinha velha (sic). De rocha mesmo. Eu saio daqui e tenho vontade de sair correndo para casa para bater uma p…, porque dá vontade de fazer isso”.

AGORA RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Raiff disse:

    O que eu mais vejo é homem aqui com a sexualidade frágil, com medo das mulheres se impoderando.

  2. JS disse:

    É inacreditável a quantidade de machistas defendendo um imbecil desse. Não, não pode falar isso que esse cara falou sobre as mulheres, é desrespeitoso. Já imaginou se estivesse se referindo a sua irmã, mulher, filha, filmando escondido?
    É um descontrolado, não consegue conter o desejo sexual dele não? E se falou besteira, vai ouvir reclamação sim. Que bom que María reclamou. Não a conheço, mas vou seguir só por isso.
    Quem achou ruim ela não reclamar do assédio na UFRN (nem acompanhei o caso nem vi quem se posicionou), vá fazer sua campanha, mobilize e reclame. Tem machista babaca de direita, esquerda, centro, em todo lado. O que é inaceitável é defender um cara desse.
    PARABÉNS a Bodytech por ter expulsado ele.

  3. João Rolão disse:

    Só em Natal mesmo analfabeta influência alguém

  4. Brasileiro indignado disse:

    Querendo mídia apenas, na hora de receber o auxílio emergencial não soube ser exemplo, foi às redes dizer que necessitava, esquecendo que vários necessitados de fato não foram atendidos em razão de pessoas que receberam indevidamente. Na hora de se manifestar sobre o episódio da UFRN, onde estava a ultra feminista? Enfim, viva à hiprocrisia da socialite potiguar.

  5. Luciana Morais Gama disse:

    Eu como mulher pergunto: O que Maria Blanco disse sobre o professor da UFRN, Daniel Dantas Lemos? Foi muito pior, e nem ela e nem as feministas falaram nada.

  6. Canhoto potiguar disse:

    Tá com medo fia?
    Fique em casa fazendo faxina.

  7. Luiz Antônio disse:

    Com esse português sofrível, será que ele estudou na escola do capitão 👨‍✈️?

    • Neco disse:

      Português (língua ou estudo) é iniciado por letra maiúscula.

    • Patrícia disse:

      Sofrível é você não saber que Português se escreve com letra maiúscula. Antes de criticar o Português alheio, aconselho passar seu texto por um editor.

  8. Santos disse:

    Observando alguns comentários fica claro que a hidroxicloroquina deixa efeitos colaterais cerebrais seríssimos.

  9. Calígula disse:

    Caso Daniel Dantas Lemos expõe barreiras sobre assédio na UFRN: em 10 anos, só 18% das denúncias foram investigadas.
    Sendo do PT pode tudo.

  10. Calígula disse:

    E essa lacradora ou influenciadora digital, será que ela tem medo de ir na UFRN?
    Fica caladinha quanto ao professor que assedia as alunas?

    • LULADRÃO disse:

      Absurdo, o cara não pode mais falar nada nesta bosta de pais. Vão pro inferno, lacradores Ptralhas. Vão atrás do sem vergonha da UFRN que tirou a roupa.

    • Ze mane disse:

      Com a palavra a imunizadora potiguar

  11. Tarcísio Eimar disse:

    2 santos do pau oco.

  12. Zezinho disse:

    Fique calado q é melhor quanto mais fala, piora sua situaçao, como diz o ditado popular é melhor ter os ouvidos pra escutar besteira do que ser moco, o pior vindo de um cara com um certo grau de estudo

COMENTE AQUI