MP investiga ‘policiais antifascismo’ do RN por suposta formação de grupo ‘paramilitar’; integrantes falam em perseguição política

O Ministério Público do Rio Grande do Norte abriu uma investigação contra o movimento “Policias Antifascismo”, em que apura a suposta criação de um grupo paramilitar de viés político-ideológico no estado. Um relatório com informações de dezenas integrantes do grupo foi montado durante as apurações iniciais do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Em despacho, o promotor Wendell Beetoven Ribeiro Agra, que atua na 19ª Promotoria de Natal, responsável pelo controle externo da atividade policial, determinou investigação para descobrir “se a ‘Brigada Antifascista’ constitui, ou não, uma organização paramilitar ou milícia particular destinada a cometer qualquer crime previsto no Código Penal”. Para o movimento, a investigação tem motivação de viés político.

Confira a reportagem completa aqui, no G1-RN.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Manoel C disse:

    Oxi, segundo comentaristas daqui, o MPRN não era comunista, o que eles estão fazendo perseguindo policiais ANTIFA?

    • joao disse:

      Manoel C… Nao existe na ordem legal a instituicao policia Antifa, existe apenas a policia militar, civil e bombeiro militar subordinados a uma legislacao e estatuto. So pela denominacao que vc usou, ja passa a ideia que atuam como paramilitares, e entendo como grupo miliciano. Se falassem que sao uma organizacao social com finalidade de lutar por algo fora do servico publico, tudo bem.. mas parece que se promovem usando as instituicoes em redes sociais ao se denominarem de policia; e amanha como vai ser???

  2. joaozinho disse:

    Quando servidores publicos armados usam simbolos partidarios ideologicos no lugar da farda que representa o Estado, ameaçam usar a força contra o povo com interesses politicos em redes sociais, fazem propaganda ideologica que misturam Estado e Partidos, entendo serem grupos paramilitares de fato. Sao os anti-fascistas os verdadeiros fascistas, ou talvez se pareçam mais com os nazistas. E o pior, financiados pelo Estado. Devem ser investigados antes que comprometam as instituicoes publicas como um todo de forma perigosa… E se tem medo de serem investigados é porque tem algo errado.

  3. Paulo Robert disse:

    Tem sim caráter paramilitar, e possuem, declaradamente, um viés ideológico de extrema-esquerda. Uns se declaram comunistas sem o mínimo pudor. São autoritários, briguentos, indisciplinados, ameaçadores, e alguns estão nas abas do Governo do Estado. Vejam quantos respondem a processos disciplinares nas forças policiais que trabalham… O Ministério Público faz muito bem em investigá-los.

COMENTE AQUI