No Rio Grande do Norte, academias e box de crossfit voltam a funcionar hoje, vejam as regras

Duas novas etapas da reabertura gradual da economia do Rio Grande do Norte começam em todo o Estado nesta quarta-feira, 15. A governadora Fátima Bezerra decidiu unificar a última fração da primeira fase, que reabre restaurantes de até 300 metros quadrados e lojas de 600 metros quadrados com portas para a rua, com a primeira fração da segunda fase, que permite a abertura de academias de ginástica e semelhantes desde que não utilizem ar-condicionado.

Regras de biossegurança para academias e crossfit
O Governo do Estado estabeleceu regras para academias de ginástica, boxes de crossfit, estúdio de Pilares e semelhantes, desde que não utilizem ar-condicionado.

Devem ser retiradas as catracas e identificadores biométricos para a entrada nos estabelecimentos, podendo o cliente adentrar apenas comunicando à recepcionista seu número de matrícula ou seu CPF, ou mediante tecnologia de identificação, desde que não precise de contato ou de retirar a máscara; Limitação da quantidade de clientes que entram no estabelecimento, respeitando a regra da ocupação de 1 cliente a cada 6,25 m² nas áreas de treino, piscina e vestiário.

Afixar na entrada o tamanho do estabelecimento, em metros quadrados e o número máximo de pessoas que poderão estar simultaneamente no local. Deverão ser posicionados kits limpeza em pontos estratégicos das áreas com equipamentos, com álcool a 70%, para que os clientes possam usar nos equipamentos de treino, como: colchonetes, halteres e máquinas no mesmo local. Durante o horário de funcionamento do estabelecimento, fechar cada área de 2 a 3 vezes ao dia por, pelo menos, 30 (trinta) minutos para limpeza geral e desinfecção dos ambientes.

Os clientes devem preencher um termo de responsabilidade se comprometendo a não ir treinar com qualquer sintoma que remeta à Covid-19. Os estabelecimentos deverão ter todos os termos arquivados para o caso de medidas fiscalizatórias. A gerência local deverá identificar todos aqueles que tiveram contato com o caso suspeito, devendo ser afastados e monitorados com a mesma diligência.

“Estamos encarando a retomada das atividades com bastante cautela e segurança, com foco na saúde do cliente. Fizemos um investimento para nos adequarmos aos protocolos. O retorno das atividades e dos clientes será gradativa, pois a maioria não se sente segura, pertence a um grupo de risco”, destacou Bruno Bezerra, diretor da Box Tirol, na zona Leste.

TRIBUNA DO NORTE