O gesto de Bolsonaro para acalmar ambientalistas

Um dos quatro pontos vetado por Jair Bolsonaro ao sancionar a lei da Liberdade Econômica foi o trecho sobre emissão automática de licenças ambientais.

Para o deputado Jerônimo Goergen, relator da MP, o veto foi um gesto do presidente para acalmar ambientalistas.

“Como nós estamos num debate mundial sobre meio ambiente, eu não me importo que isso seja usado como um gesto para acalmar mundialmente esse debate que está sendo feito em relação ao Brasil”, disse o deputado ao Congresso em Foco.

O Antagonista