Odebrecht demite 130 funcionários de obra de Canal do Sertão Alagoas

A Odebrecht demitiu 130 trabalhadores das obras do trecho 4 do Canal do Sertão Alagoas, que leva água do rio São Francisco para mais regiões do estado. A empreiteira afirma que não tem recebido os recursos do Ministério do Desenvolvimento Regional desde março.

Na próxima semana, a obra pode ser completamente paralisada. Outros 260 trabalhadores também correm risco de demissão. O trecho 4 já tem quase 90% da obra concluída.

O ministério afirma que aguarda o aumento de sua disponibilidade financeira para realizar os repasses referentes. E diz que tem atuado para viabilizar a ampliação de seus limites orçamentários.

Monica Bergamo/Folha de S.Paulo