Pela primeira vez, Toffoli assumirá a Presidência no lugar de Temer

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Doze dias depois de assumir o comando do Supremo Tribunal Federal (STF) , o ministro Dias Toffoli substituirá o presidente Michel Temer na Presidência da República. Temer viaja no domingo (23) para Nova York (EUA), quando participará da cerimônia de abertura da 73ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Será a primeira vez que Toffoli assumirá o Palácio do Planalto. Como o cargo de vice-presidente está vago, a primeira pessoa da linha sucessória no país é o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e a segunda, o do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE).

No entanto, a legislação eleitoral impede a candidatura de ocupantes de cargos no Executivo nos seis meses que antecedem as eleições. Dessa forma, se Maia ou Eunício assumissem a Presidência, ficariam inelegíveis e não poderiam disputar as eleições de outubro.

A viagem de Temer está prevista no dia do seu aniversário, quando completa 78 anos.

A Assembleia Geral da ONU está marcada para a terça-feira (25) e está previsto um discurso do presidente brasileiro. Esta será a última vez que Temer vai participar da reunião das Nações Unidas como presidente da República.

Depois da assembleia, está prevista uma reunião bilateral com chefes de Estado ainda a serem confirmados. Também há a perspectiva de reunião dos líderes do Mercosul com os representantes da União Europeia para discussão sobre temas econômicos.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Tarcísio Eimar disse:

    Brasil, um país de sorte, tem cada presidente q dá orgulho

  2. Luciano disse:

    A impugnação da candidatura do ex-presidente Lula parece ser um caso raro para o TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Cerca de 1.400 políticos que tiveram seus registros barrados pela Justiça Eleitoral e recorreram da decisão poderão concorrer nas eleições 2018 com nome, foto e número na urna eletrônica. Diferentemente do caso de Lula – cuja defesa também recorreu junto ao TSE para garantir a sua candidatura e, mais que isso, de posse de uma determinação da ONU -, para esses candidatos, a campanha prossegue até que o recurso contra o indeferimento seja julgado em definitivo

    • Ana disse:

      Desses 1400, tem quantos na cadeia condenado a 12 anos e com mais cinco processos abertos, julgados e condenado em 1a instância e esperando só a condenação em 2a instà cia , para ampliar um pouco mais a pena do maior bandido que nossa velha política produziu nesses últimos anos? Poucos né. Pois é, então não vai concorrer não, vai tirar a cadeia e sem contar a pena das outras condenações. É a vida pra quem escolhe ser corrupto e ladrão.

  3. Ana disse:

    Vamos vê por onde esse mala vai começar a fazer suas trambicagens. Como cria dos PTralhas, será que vai tentar soltar seu antigo patrão?

  4. Carlos disse:

    Vai soltar Lula!!!

  5. Armando Cruz de madeira disse:

    Agora aí parece com um vampiro viu

COMENTE AQUI