Presidenciáveis motivam disputa de hashtags no Twitter

Pelo menos três hashtags sobre presidenciáveis movimentaram o Twitter ao longo desta segunda (17) —e duas delas chegaram aos Trending Topics da rede social.

Internautas críticos ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) começaram a usar a hashtag #MeuBolsominionSecreto para fazer críticas ao capitão reformado.

A iniciativa é inspirada na hashtag #MeuAmigoSecreto, usada por mulheres em 2015 para denunciar situações de machismo e outros abusos que já tinha sofrido. Desde o começo da tarde a #MeuBolsominionSecreto figurava no topo dos Trendind Topics do Twitter.

Do outro lado, apoiadores de Bolsonaro lançaram as hashtags #DeusFamiliaBolsonaro e #DeusFamiliaBolsonaro17, com mensagens de apoio ao capitão reformado e críticas à esquerda. A segunda foi criada depois de internautas acusarem o Twitter de barrar a primeira.

Também ganhou destaque a hashtag #VotoMarinaPq, uma ofensiva de apoiadores da candidata Marina Silva (Rede) para levá-la ao topo de assuntos mais comentados no Twitter – onde tem aparecido desde o final da tarde desta segunda.

Os voluntários da campanha da ex-senadora intensificaram as mobilizações no fim de semana, depois que pesquisas mostraram queda significativa da presidenciável nas intenções de voto.

As mobilizações são orquestradas pelos apoiadores principalmente em grupos de WhatsApp. Eles geralmente combinam a tag do dia com uma que faça referência mais direta à candidata (como #Marina18, por exemplo).

Os perfis oficiais de Marina e da Rede têm retuitado algumas das mensagens.

De acordo com a mais recente pesquisa Datafolha, Bolsonaro lidera a corrida presidencial com 26% das intenções de voto. Em seguida, empatados com 13%, estão Fernando Haddad (PT) —substituto do ex-presidente Lula na eleição— e Ciro Gomes (PDT).

Já Marina aparece em quinto na corrida presidencial com 8% das intenções de voto, tecnicamente empatada com Geraldo Alckmin (PSDB), que tem 9%.

Folhapress