PT perde 15 milhões de eleitores, mas segue o partido mais votado

As eleições desse ano trouxeram um número estranho para a cúpula petista refletir. Há muito tempo não se via o PT indo para segundo turno como segundo mais votado e o motivo as urnas já calcularam: o partido perdeu uma votação de aproximadamente 15 milhões eleitores. Mas, mesmo com o resultado glogal ruim, o partido seguiu como o mais votado Brasil a fora.

Embora tenha visto seu eleitorado encolher 14,5%, algo em torno de 15 milhões de eleitores, o PT foi o partido que mais recebeu votos nesta eleição, considerando todos os cargos disputados no Executivo e no Legislativo. Nas eleições desse ano, escolhemos um deputado federal, um deputado estadual, dois senadores, um governador e um presidente.

O PSL, partido do candidato Jair Bolsonaro, que mais teve votos no primeiro turno, teve crescimento de 3.785%. Era praticamente um partido nanino. Sequer figurava entre os 15 maiores partidos do país. Após o resultado das urnas nas eleições deste ano, a legenda agora é a segunda maior do país.

O PSDB, líder de votos em 2014 e tradicional partido político do país, foi um dos que mais sofreu redução. Reduziu sua votação em 52% e caiu para terceiro maior partido do país.

O MDB foi o partido que mais perdeu votos para deputado federal em números absolutos. Em 2014, recebeu 10,7 milhões. Em 2018, o número caiu pela metade: para 5,3 milhões. Com isso, elegeu 34 deputados ante os 66 da última eleição.