Rogério Marinho avisa que governo vai convocar militares para zerar fila do INSS

Foto: José Cruz/Agência Brasil
O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, afirmou nesta terça-feira que o governo terá o reforço de 7 mil militares da reserva nos postos de atendimento do INSS. O objetivo é zerar a fila de pedidos represados, ou seja, sem resposta do órgão – hoje quase 2 milhões, entre aposentadorias, salário-maternidade e benefícios de prestação continuada (BPC). As informações são de O Globo.

Desse total, 1,3 milhão de pedidos aguardam há mais de 45 dias, o prazo regulamentar do órgão para deferir ou indeferir um pedido. Ainda segundo Marinho, a meta deve ser atingida até setembro.

Ainda segundo o secretário, o reforço dos militares no atendimento ao público vai permitir que entre 2100 e 2500 funcionários do INSS possam ser remanejados para análise dos processos já protocolados. A contratação temporária desses militares, que se estenderá até o final do ano, renderá aos inativos um adicional de 30% na remuneração – percentual previsto em lei pelo novo regime de Previdência dessa categoria, aprovado no ano passado.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sérgio disse:

    Estamos na Índia. Uma sociedade de castas. O militar tem tudo. O povo, a fila!
    Atenção ex-combatente. Se apresentar!

  2. Patriota Natalense disse:

    PARABÉNS, FUTURO GOVERNADOR! OS COMUNISTAS ESTRAGARAM O SISTEMA, AGORA ESTAMOS ORGANIZANDO! QUEM NÃO GOSTA, VAI PARA CUBA E VENEZUELA

  3. Carlos Bastos disse:

    Esse exterminador do trabalhador brasileiro é uma piada, foi fazer a reforma trabalhista veja o que deu mais de vinte milhões de desempregados, agora foi fazer a reforma da previdência, veja o que tem mais de um milhão de pedidos de aposentadoria para, agora ele vem querendo contratar sete mil militar aposentado para resolver a bagunça, faço uma pergunta será que esses militar saber fazer esses processos. Vai vira uma grande bagunça. Fora Rogério Marinho.

  4. Silva disse:

    Vão convocar os velhinhos da reserva militar: cheios de cataratas, agilidade e memória zero e sem noção de TI .
    Mas, manda os generais da reserva que estão no poder e os paus mandados ae, só comunicam…kkkk

  5. Marcelo disse:

    O orçamento público brasileiro hoje é voltado para dar uma "graninha" aos militares . Começou com as escolas militares. Eles tiveram aumento salarial no ano passado. E agora, eles vão trabalhar no INSS.
    Que tal contratar jovens desempregados de 18 a 25 anos?
    Esse governo só serve para atender os interesses do militares, o resto é conversa fiada.

    • Diogo disse:

      Tanto jovem nessa faixa de idade ou um pouco mais até com nível superior que aceitaria de bom grado um salário mínimo, mas o governo prefere pegar os senhores da reserva.
      Corporativismo.

  6. verdade disse:

    Quer me enganar éh Rogério Marinho?
    Você cria todo o problema pra vender e se promover em cima da solução. Esse Modus Operandi é antigo.
    Se não vejamos quais são essas 10 técnicas de manipulação:
    1. A Estratégia da Distração, 2. Criar problemas e depois oferecer soluções, 3. A estratégia da gradualidade, 4. A estratégia de diferir, 5. Dirigir-se ao público como crianças, 6. Utilizar o aspecto emocional muito mais do que a reflexão, 7. Manter o público na ignorância e na mediocridade, 8. Estimular o público a ser complacente com a mediocridade, 9. Reforçar a auto-culpabilidade, 10. Conhecer aos indivíduos melhor do que eles mesmos se conhecem.
    Cada detalhamento de cada dimenssão da manipulação você poderá ver nesse link aqui: https://villadobem.com.br/manipulacao_massa/

    • Ana Célia Barbosa disse:

      O sr. Roberto Marinho é uma sumidade. conhece bem o assunto e está fazendo o que deve ser feito.

  7. Bento disse:

    Bravo. Esse é o nosso futuro Ministro e com excessos de méritos.

  8. Aparecida disse:

    O governo deveria, por meio de incentivos, CONVIDAR servidores aposentados do próprio INSS, q já conhecem o serviço, para auxiliar a zerar a fila.

  9. Maria disse:

    Não seria mais fácil convocar os aposentados do próprio INSS ou jovens com prática em TI aí vão recorrer a militares da reserva, ou governo sem noção. Jovens com experiência em internet (a maioria tem conhecimento) estão aí sem trabalho, mesmo sendo temporário faria diferença .

  10. Eu disse:

    Vai dá ruim se eles se confundirem e aplicarem as regras dos militares para os pobres civis. Quebra a previdência.

  11. Diogo disse:

    Caralho, convoca terceirizados, faz processo seletivo temporário ou algo que valha!

  12. Humberto disse:

    "Só no ano passado, o órgão perdeu mais de seis mil servidores. A debandada era prevista desde que a reforma da Previdência começou a tramitar no Congresso. Agora a falta de quadros é usada para justificar o apagão no atendimento", diz o colunista Bernardo Mello Franco, que lembra que há 2 milhões de brasileiros na fila dos atendimentos

  13. Cidadão Atento disse:

    "Estima-se que 1,3 milhão de pessoas estão com seus processos encalhados. Desde 13 de novembro nenhum pedido de aposentadoria foi atendido. O óbvio: essas coisas só acontecem com gente do andar de baixo".

  14. Anti-Político de Estimação disse:

    O correto seria fazer concurso ou seleção pública , ainda que fosse para um período específico (como no caso do IBGE). Com tanta gente parada ou desempregada por aí, seria uma boa oportunidade para quem está precisando, ao contrário de ficar beneficiando quem já tem seu soldo garantido.

COMENTE AQUI