“SIMAS TURBO” – VÍDEO: Jornalista da Globo lê comentário de telespectador indecente

As apresentadoras do Bom Dia Minas passaram por uma saia justa na edição de quarta-feira (16) do noticiário da Globo. A gafe aconteceu durante a interação com as redes sociais no bloco de notícias esportivas. Carina Pereira leu o comentário do telespectador identificado como “Simas Turbo”, que elogiava o desempenho do jogador Thiago Neves, do Cruzeiro. As jornalistas sequer perceberam a falha cometida.

Porém, o erro não foi exclusivo da dupla que comanda o matinal. Antes de aparecerem no jornal, as mensagens enviadas por telespectadores passam por uma triagem da produção, que envia as escolhidas para o sistema que alimenta o software do telão interativo. Ou seja, o constrangimento poderia ter sido evitado.

Âncora do Bom Dia Minas há apenas duas semanas, Liliana Junger foi quem escolheu a mensagem do internauta saidinho. Ela, porém, só se referiu a ele como Simas. Carina Pereira, que comanda o bloco esportivo, foi quem leu o trocadilho infame.

“Bom dia, Carina. O Thiago Neves, mesmo mal, é o único que pode fazer algo diferente durante o jogo”, dizia a mensagem que ficou estampada em tela cheia durante 13 segundos. O usuário “Simas Turbo” utilizou a foto de um Fusca para não ser identificado.

Sem se tocarem da piadinha indecente, a dupla continuou o jornal como se nada tivesse acontecido. Liliana e Carina comentaram a publicação do internauta e concordaram que o atacante do Cruzeiro “é um craque”.

As jornalistas não foram as primeiras a caírem em trocadilhos criados pelos internautas para constranger apresentadores de TV. E dificilmente serão as últimas –as piadas se renovam com frequência e a prática é consideravelmente antiga.

No ano passado, durante uma transmissão da Premier League pela RedeTV!, o narrador Marcelo do Ó mandou um abraço de “Tekomo Nakama” para os telespectadores que acompanhavam a partida entre Arsenal e Liverpool. Antes, em 2014, , Neila Medeiros chegou a ser advertida pela diretoria do SBT por mandar beijo para “Tomás Turbando” durante o extinto Notícias da Manhã.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luladrão Encantador de Asnos disse:

    Esse episódios mostram o baixo nível dos jornalistas.

Bolsonaro condena “imprensa sem limites” e diz que jornalista do grupo Globo “se passou por gay” em sessões com nora psicóloga e “gravou tudo”

Foto: Reprodução/Instagram

O presidente Jair Bolsonaro(PSL), ainda internado se recuperando de cirurgia, denunciou, através das redes sociais nesta sexta-feira(13), que jornalista da Época, pertencente ao grupo Globo teria se passado por gay em cinco sessões com a sua nora psicóloga e gravado tudo.

Segundo o presidente, entre assuntos sugeridos por ele nas sessões, religião e política ganharam maior dimensão. “A conversa que deveria ficar apenas entre os dois, por questão de ética, agora vem a público”, reclamou, ao definir “imprensa sem limites”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Antonio Bigga, s disse:

    Não sou imparcial… Más acho quê esse repórter estrapolou na tática de conseguir alguma coisa… Acho inclusive ser ele merecedor de uma correição. Por exemplo… Uma camada de pau à lá Ten. Belmiro. E como diria um dos personagen de Chico Anízio, seria " JUSTO, JUSTÍSSIMO…

  2. Rivaldo disse:

    Jornalista da esquerda? Pode, está valendo, exercendo a democracia, vivendo a liberdade de expressão.
    Se fosse jornalista da direita? Farsante, criminalizando a ética profissional, dissimulado, impostor.
    Simples assim! A herança maldita de um país pelo avesso, onde vale tudo para retomar o poder.
    Quem vai noticiar TODA CORRUPÇÃO REVELADA POR PALOCCI?
    Quem vai investigar quem bancou financeiramente Adélio na tentativa de assassinato a Bolsonaro?

    • Vitor Silva disse:

      Que eu saiba quem investigou Adélio foi a Policia Federal e não encontrou nada, tendo sido comprovado que o Adélio é doido e agiu sozinho. Foi absolvido e recebeu uma Medida de Segurança, tendo sido internado em um Manicômio Judiciário.

      Então você acha que a PF prevaricou? Sérgio Moro, chefe da PF, prevaricou também? Bolsonaro chefe do MF e da PF aceitou tudo isso?

    • Malvino disse:

      Exato Victor, deve ter sido o mesmo pessoal que investigou a morte de Celso Daniel.
      Adélio estava desempregado a 09 meses, nunca teve emprego fixo, não tinha qualificação profissional, mas possuía 02 celulares, 02 notebook, pagou o local onde estava adiantado, em dinheiro, frequentava curso de tiro com tudo pago.
      Além do fato que alguém assinou o livro de visita no senado com o nome dele, para criar um álibi. Cujo senado até hoje não liberou as imagens das câmeras mostrando quem assinou o livro de visita no dia do atentado.
      Revise seu conceito sobre prevaricar, pois está no poder não é sinônimo de tudo pode, salvo quando se tem uma ditadura e não numa democracia.

    • Amo os Minions disse:

      Mimimimi de bolsominion hehehe

Governo do Estado emite nota de pesar pelo falecimento do jornalista Carlos de Souza

Foto: Elisa Elsie 

O Governo do Rio Grande do Norte lamenta, com enorme pesar, o falecimento do jornalista Carlos de Souza nesta sexta-feira (16). Aos 60 anos, Carlão, como era conhecido no mercado jornalístico, faleceu em sua casa, apenas dois meses depois de descobrir um câncer.

Sua atuação profissional foi marcada nas redações dos principais impressos do estado, como Diário de Natal e Tribuna do Norte, onde foi repórter, editor e colunista. Também trabalhou na então TV Cabugi, em campanhas políticas e na Assessoria de Comunicação do Governo do RN, nos anos de 2011 e 2012.

Nascido em Areia Branca, Carlão ingressou na literatura ao lançar cinco livros. Foi também professor da UFRN. Além da mulher, Sônia, ele deixou três filhos – Alex, Sérgio e Constância – e quatro netos – Helena, Ulisses, Alexandre e Vinícius.

Era tido pelos amigos e colegas de trabalho como um grande incentivador da leitura, da cultura e do desapego material.

Neste momento de profunda dor, o Governo do Estado manifesta sentimento de pesar e de solidariedade aos familiares e amigos pela irreparável perda.

Procuradora-geral Raquel Dodge processa jornalista potiguar e quer indenização de R$ 50 mil

Foto: Fátima Meira/Futura Press/Folhapress

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge está processando o jornalista potiguar Ailton Medeiros em ação que pede indenização de R$ 50 mil.

O jornalista informou ao Justiça Potiguar que há pouco mais de um ano fez alguns post em suas redes sociais criticando ações do Ministério Público Federal, que segundo ele, fraudavam as leis e a Constituição, chegando a comparar como “fascismo” utilizando pensamento do estudioso Bertold Brecht “a cadela do fascismo estava no cio”.

Veja notícia completa no portal Justiça Potiguar clicando aqui.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Lidyina disse:

    Pense numa coisa boa kkkk! Jornalista idiota e PTralha tem que ser tratado assim

  2. Francisco disse:

    Toma! Kkkkkk

Jornalista Alexandre Garcia se revela assustado com a militância exercida por alguns profissionais, desde o ambiente acadêmico

Foto: Divulgação/TV Globo

Com mais de 50 anos de profissão, o jornalista Alexandre Garcia é taxativo ao afirmar que “o jornalismo tem que ser escravo dos fatos” e complementa: “os fatos não precisam de ajuda. Na hora que a gente for ajudar os fatos, a gente estará deturpando-os sob o nosso ponto de vista, sob a nossa ética. Porque nós não somos isentos, neutros, anjos, assexuados. A gente tem que respeitar os fatos”.

Em entrevista à jornalista Roseann Kennedy, no programa Impressões, que vai ao ar nesta terça-feira (23), às 23h, na TV Brasil, da EBC, Garcia se revela assustado com a militância exercida por alguns profissionais, desde o ambiente acadêmico.

“Eu testemunhei um professor gritando comigo, dizendo que ensina os seus alunos a serem militantes ideológicos para combater o status quo opressor. Ora, isso não é jornalismo, isso é militância, é partido político”, avalia.

Depois de passar por redações de grandes veículos de imprensa do país – somente na TV Globo trabalhou durante 30 anos – neste ano, Alexandre Garcia migrou para o ambiente virtual. No Twitter, tem quase 1,6 milhão de seguidores, no Youtube, mais de 700 mil. Mas ele também faz análises políticas para 300 rádios e 20 jornais, sempre sem medo de polêmicas.

Garcia brinca quando é perguntado sobre o ambiente hostil nas redes sociais. “Que agressividade?”, indaga. Ele conclui que o problema nesses casos é de quem agride.

“O sujeito está gastando os humores do corpo dele. Meu Deus, que burrice! No jornalismo, a gente não deve se envolver na notícia como não deve se envolver nas agressividades. O problema do agressor é do agressor”, afirma.

Pragmatismo

O jornalista revela que foi da mãe que guardou esse pragmatismo. “Ela lembrava das coisas boas. Eu falava com ela todas as noites, às 21h30, e um dia eu disse a ela que morreu um amigo do pai. Aí ela disse: meu filho, desculpa, mas o Grêmio está entrando em campo agora, e mudou de assunto”.

Para Alexandre, focar nas coisas boas faz bem para o coração, o cérebro e o espírito.

O jornalista ressalta que preza pelas raízes. “Cultivar a vida das famílias é cultivar a história do país também. O nome disso é patriotismo”, diz, relatando que, todo fim de semana, hasteia a bandeira do Brasil no topo de sua casa.

Na entrevista, ele fala, ainda, das transformações que o país está vivendo, da vitória da direita na política e da importância do entusiasmo para impulsionar a economia no país.

Alexandre Garcia conta bastidores do seu dia a dia, enquanto caminha pela área verde de sua casa, em Brasília, onde recebeu a equipe da TV Brasil. Um local tranquilo com muita vegetação nativa do cerrado, distante do centro do poder em Brasília. “É uma casa pra se viver. Eu vim embora para Pasárgada”, finaliza.

Agência Brasil

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fagner disse:

    Por acaso o mesmo não defende seu lado?

  2. carlos cunha disse:

    JBBatista
    O problema é que foi roubo demais. Eles poderiam ter dividido o tempo, mas infelizmente só pensaram em saquear o nosso país. Vamos ter que trabalhar no mínimo 20 anos para consertar tanta roubalheira.

    • JBBatista. disse:

      Teve roubo demais na época de Collor,FHC, Lula, Temer, Maluf, ACM, Renan, JÁ, Gari Wilma e outros, a punição é para todos afinal roubo é roubo não concorda amigo?

  3. carlos bastos disse:

    PENSE OU CARA BABACA

  4. M. Vinicios disse:

    É ridícula a conduta de professores, alunos, jornalista e muitos outros profissionais que de forma ideológica pregam o que há de pior para uma sociedade. Os que conheço são radicais e doentes pelo PT, PSOL, PSTU e etc., pessoas com grau de instrução elevado, defendem algo que não praticam. Prefiro não ter o ranço para pregar e defender de forma extrema A ou B.

  5. Rmam disse:

    Falou o velho assessor da ditadura militar.

Deputado federal general Girão critica “falta de informação e má-fé” de jornalista em nota da Veja

O deputado federal General Girão(PSL) criticou a matéria de Maurício Lima, das notas do Radar Veja, na tarde desta quinta-feira(28). Em resumo, destacou a “falta de informação e má-fé” do jornalista.

O parlamentar denunciou que o “jornalista não seu deu o trabalho de ligar”, e ainda fez “comparações” com ditadores.

O deputado lamentou a ausência de detalhes sobre a Comissão criado pelo Governo Federal para ajudar os venezuelanos, em que chamou de “irmãos”.

Abaixo o texto duramento criticado pelo deputado federal do RN:

General que pede prisão de ministros do STF lidera comissão para Venezuela

“O General Girão Monteiro (PSL-RN) é um dos nomes escolhidos para liderar a Comissão Externa da Câmara para tratar a crise da Venezuela.

A lista de parlamentares inclui Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), Coronel Chrisóstomo (PSL-RO) e Delegado Waldir (PSL-GO).

“Possuo amplo conhecimento do tema por ter sido comandante do 7º Batalhão de Infantaria de Selva e da 1ª Brigada de Infantaria de Selva, ambos em Roraima”, disse Girão, num autoelogio feito ao anunciar a comissão.

Em 2018, ele pediu a prisão dos ministros do STF como forma de moralizar Brasília. O ditador Nicolás Maduro deve ter achado o máximo”.

Matéria polêmica do Radar Veja pode ser conferida aqui

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Justiceiro disse:

    Já que são tão bons e solidários, porque não se apresentam para ajudar os irmãos moçambicanos que passam por tragédia maior???

  2. Walsul disse:

    Alguém acredita que esse quarteto conseguem ajudar, só se for na bala, mas dizem que só temos munição pra 1 hora.

Ricardo Boechat, jornalista, morre aos 66 anos em queda de helicóptero em SP

Foto: José Patrício/Estadão Conteúdo/Arquivo

O jornalista, apresentador e radialista Ricardo Boechat morreu no início da tarde desta segunda-feira (11), aos 66 anos, em São Paulo.

Boechat era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e colunista da revista IstoÉ. Ele também trabalhou nos jornais “O Globo”, “O Dia”, “O Estado de S. Paulo” e “Jornal do Brasil” e foi comentarista no Bom Dia Brasil, da TV Globo.

Ele estava dando uma palestra em Campinas, no interior do estado, e retornava a São Paulo nesta segunda, de acordo com jornalistas da TV Band.

A aeronave era um Bell Helicopter, fabricado em 1975. Com capacidade para cinco pessoas, sendo um piloto e quatro passageiros, esse tipo de aeronave é considerado seguro.

Acidente

O chamado de socorro foi feito às 12h14. A queda ocorreu perto do quilômetro 7 do Rodoanel, sentido Castelo Branco. De acordo com a CCR Rodoanel Oeste, que administra o Rodoanel, houve uma terceira vítima com ferimentos, o motorista do caminhão.

Segundo informações iniciais, o helicóptero saiu do hangar Sales, no Campo de Marte, na Zona Norte da capital paulista, que ficou destelhado após um vendaval nas últimas semanas.

Foram enviadas ao menos 11 viaturas para o local. A Polícia Rodoviária Estadual informou que a alça de acesso do Rodoanel à Rodovia Anhanguera precisou ser interditada. Já a rodovia não teve bloqueio.

G1

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cavalcanti disse:

    Dia triste, pois perdemos um jornalista muito respeitado que fazia jornalismo de qualidade.

  2. Cesar disse:

    Mais uma tragédia. Inestimável perda.

  3. Mily disse:

    Mais uma notícia triste! Que Deus conforte os familiares.

  4. manuel Marcelino Filho disse:

    2019 esta foda viu.

  5. paulo martins disse:

    O pastor Silas Malafaia, um espírito acima de qualquer suspeita, deve estar recolhido pedindo a Deus para cuidar bem da alma de Boechat.

Motorista de aplicativo, jornalista relata quatro horas de pavor sob mira de armas em sequestro em Natal

O jornalista Rafael Araújo passou por momentos de pânico neste sábado, quando ficou quatro horas sob a mira de armas e sequestrado por bandidos, que utilizaram seu carro para realizar assaltos em Natal e região metropolitana.

Rafael é jornaslita, mas está atualmente na ocupação de motorista de aplicativo.

“Me liberaram aqui no matagal perto de uma festa e me deram 50 reais para voltar para casa e mandaram eu vazar, sem olhar para trás”, descreveu ele em mensagem de áudio no WhatsApp.

A última localização de Rafael, antes do ocorrido, havia sido em Neopólis, quando ele acionou o código de ajuda da Uber.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Sérgio disse:

    Rafael, é melhor vc Jair se acostumando.
    Pior é o seu candidato o PRESODENCIÁVEL LULADRÃO. ?

  2. Paulo disse:

    Realmente, apesar de não gostar mais vejo que é a hora de Bolsonaro.

  3. Severo disse:

    Bandido dando dinheiro, isso tá mau contado.

  4. Severo disse:

    Muito estranho, o bandido dar $50, 00 reais

  5. Binho disse:

    Que "estoria" mais mal contada, os bandidos deram até 50 reais pra ele. O negócio tá estranho!

  6. Luiz disse:

    #BOLSONARONELES

  7. Leonardo Heydmann Barata disse:

    Minha solidariedade a um dos melhores jornalistas da primeira metade do século 21 no RN.

  8. Vendo certo disse:

    Por isso que temos que acabar com essa Piedade e bandidolatria com criminosos, apoiar mais a polícia e desconstruir a falsa cultura dos direitos humanos de só proteger bandidos, esquecendo das vítimas e atacando os policiais, e sendo omisso com outras questões como a seca, a falta de moradia, o aborto criminoso, os homicídios, os dependentes químicos, DESTRUINDO A IMAGEM DA POLÍCIA como se não precisasse dela durante séculos.

‘E aí, bora correr?’: Coluna de jornalista que transformou a vida pela corrida estreia no BlogdoBG

por Dinarte Assunção

Foto: Alessandro Imperial

O jornalista Breno Perruci tinha 115 quilos, ranço, preguiça, mas uma namorada insistente, quando tudo começou, em 2016.

“Eu detestava correr. Mas minha namorada me estimulava a bater metas e eu fui gostando. Depois passei a ver os resultados em mim e na minha vida. Daí em diante, me apaixonei. Não me vejo sem correr hoje”, diz ele, hoje com 87 quilos.

Perruci estreia neste sábado, no BlogdoBG, a coluna ‘E aí, bora correr?’, que já está ancorada todas as quartas-feiras na 96 FM. No blog, ele vai escrever sobre o assunto, dar dicas, indicar treinos e, principalmente, estimular pessoas que acreditam não terem potencial.

Na coluna de estreia, ele vai contar exatamente as transformações que chegam ao cotidiano um corredor e como essas mudanças afetam a qualidade de vida. “Tudo para melhor, claro”, acrescenta Breno.

“Eu achava que não tinha potencial. Estava até com a ideia de que meu corpo era aquele e que não poderia modificar. Hoje encontro prazer em hábitos saudáveis e preciso contar para as pessoas que elas também são capazes”, destaca Perruci.

Além disso, ele pretende municiar os atletas do setor com informações adequadas sobre o assunto. “Há deficiência na área. Não há informação qualificada sobre a matéria. Não temos um espaço focado para esse público”, destacou Breno.

Só no ano passado quase trezentas e dezenove mil pessoas cruzaram a linha de chegada das principais provas brasileiras. Um estudo da Universidade Federal da Lavras concluiu que os atletas dessa modalidade têm padrões de exigência técnica para consumir produtos ligados à melhoria de seu desempenho. A projeção para este ano é que o setor, que movimentou mais de um bilhão de reais no ano passado, cresça 15%.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Fábio Azevedo disse:

    Ótima sacada! Informações sobre a prática da corrida são sempre muito bem-vindas. Espero que o blog traga, além de treinamentos, muitas informações ligadas a nutrição e curiosidades sobre a modalidade. Sou um corredor há muitos anos e a considero como uma das melhores formas para se manter em forma e saudável.

  2. Evandro de Oliveira Borges disse:

    Boa. Vou ficar na expectativa. Vou fazer a minha primeira corrida no início de julho promovida pelos Bombeiros.Evandro

Nosso post sobre o potiguar que perdeu 42 kg alcança 100 mil contas no Instagram e está inspirando outras pessoas

por Dinarte Assunção

A história do jornalista Marcelo Soares foi contada aqui no BlogdoBG e, para nossa alegria, gerou uma reação em cadeia. Em nosso Instagram, até a publicação deste post, a história de Marcelo tinha alcançado quase 100 mil contas, uma estatística acima da média para conteúdo do tipo.

Quase 360 pessoas decidiram salvar o post, hábito de quem precisa revisitar o material.

Mas a melhor parte está mesmo é nos comentários. Lá, vimos que o objetivo foi atingido: a história de Marcelo está inspirando outras pessoas.

Dezenas de comentários se avolumam de perfis que marcam outras pessoas. É como aquele amigo que tá dando um toque e dizendo: olha só, para de comer essa porcaria, se levanta e vai mudar. Sim, é difícil. Sua reação provavelmente é a desse gif

 

Teve gente que não esperou pelo toque e já vestiu a carapuça: @armamoraes “Caraca incrível me vejo hoje na sua situação , preciso perder esta preguiça e partir pra cima , bora malhar e entrar em dieta ,daqui a um ano vou postar minha foto ?? “

Ficamos felizes por saber que alguém vai agir antes que a situação chegue à desse gato

 

Precisamos fazer uma menção honrosa a  @andreslalmeida: “Prefiro gordo”.

 

E não poderíamos deixar passar em branco o comentário da ‘zuera’, essa filha querida da internet, sobre o antes e depois de Marcelo: @bastos8037: Casado/pós divórcio

 

O post em nosso Instagram está reproduzido abaixo:

 

O jornalista Marcelo Soares tinha 144 quilos, falta de ar, dores na coluna, dificuldade de andar e pré-diabetes quando tudo começou, em 6 de março de 2017. “Eu comia tudo que queria e não me via uma pessoa gorda. Achava que aquele era meu corpo e que eu era daquele jeito”, relatou Marcelo ao blog. Abrir mão do engano que infligia a si mesmo foi uma decisão provocada pelo agravamento dos problemas que começaram a comprometer sua saúde. Procurou ajuda, mas não tinha tanta esperança. Para piorar, os primeiros 15 dias de dieta foram desesperadores. “Foram dias muito difíceis. Sua cabeça não muda do dia para noite. Eu ainda tenho cabeça de gordo. Tenho vontade de comer besteira”, desabafa. Para não cair em tentação, se lembra de onde veio. “Só vou conseguir algo diferente, realizando coisas diferentes”. Nos primeiros dias de academia, ouviu do instrutor que a meta seria perder 40 quilos como objetivo inicial. “Eu disse que ele estava louco. Jamais conseguiria perder aquilo tudo”. Em 2 de novembro passado, antes do tempo previsto, estimado em dezembro, os 40 quilos haviam se dissipado em suor e esforço e documentado na conta do Instagram @superacaomhps. “O que me ajudou também foi ver os resultados dos primeiros 50 dias, quando eu perdi 14 quilos e percebi que o que eu estava fazendo funcionava e me estimulava”, explica o jornalista. Mas a partir daí a dificuldade aumentou. O metabolismo se acostumou à dieta e exercícios e perder peso ficou mais difícil. Marcelo já perdeu 42 kg e está com 102 Kg. Com 1,78 m, espera chegar aos 82 kg. Novos hábitos, novas possibilidades. Antes, ele sequer conseguia se baixar para amarrar o cadarço do sapato. Hoje, já participou de duas corridas de rua. O salário, que antes era para gastar basicamente com comida, tem atualmente outra finalidade. “Hoje eu gasto com outras coisas. Roupas, por exemplo. Antes eu não vestia o que queria, mas o que cabia. Hoje eu escolho o que comprar”, conta ele, que saiu do manequim GG para M. “Eu estou muito feliz, cada vez mais realizado. Meu sono melhorou, minha disposição melhorou. A mudança física é evidente, mas o ganho para a saúde é imensurável”, comemora o campeão. Por Dinarte Assunção

Uma publicação compartilhada por Blog do BG (@blogdobg) em

‘Eu ainda tenho cabeça de gordo’: a história desse potiguar que perdeu 42 kg é a inspiração de que você precisa para se manter em seu propósito

por Dinarte Assunção

Marcelo exibe o resultado de seu esforço e determinação.

 

O jornalista Marcelo Soares tinha 144 quilos, falta de ar, dores na coluna, dificuldade de andar e pré-diabetes quando tudo começou, em 6 de março de 2017.

“Eu comia tudo que queria e não me via uma pessoa gorda. Achava que aquele era meu corpo e que eu era daquele jeito”, relatou Marcelo ao blog.

Abrir mão do engano que infligia a si mesmo foi uma decisão provocada pelo agravamento dos problemas que começaram a comprometer sua saúde. Procurou ajuda, mas não tinha tanta esperança. Para piorar, os primeiros 15 dias de dieta foram desesperadores.

“Foram dias muito difíceis. Sua cabeça não muda do dia para noite. Eu ainda tenho cabeça de gordo. Tenho vontade de comer besteira”, desabafa. Para não cair em tentação, se lembra de onde veio. “Só vou conseguir algo diferente, realizando coisas diferentes”.

Nos primeiros dias de academia, ouviu do instrutor que a meta seria perder 40 quilos como objetivo inicial. “Eu disse que ele estava louco. Jamais conseguiria perder aquilo tudo”. Em 2 de novembro passado, antes do tempo previsto, estimado em dezembro, os 40 quilos haviam se dissipado em suor e esforço e documentado na conta do Instagram @superacaomhps.

“O que me ajudou também foi ver os resultados dos primeiros 50 dias, quando eu perdi 14 quilos e percebi que o que eu estava fazendo funcionava e me estimulava”, explica o jornalista.

Mas a partir daí a dificuldade aumentou. O metabolismo se acostumou à dieta e exercícios e perder peso ficou mais difícil. Marcelo já perdeu 42 kg e está com 102 Kg. Com 1,78 m, espera chegar aos 82 kg.

Novos hábitos, novas possibilidades. Antes, ele sequer conseguia se baixar para amarrar o cadarço do sapato. Hoje, já participou de duas corridas de rua. O salário, que antes era para gastar basicamente com comida, tem atualmente outra finalidade.

“Hoje eu gasto com outras coisas. Roupas, por exemplo. Antes eu não vestia o que queria, mas o que cabia. Hoje eu escolho o que comprar”, conta ele, que saiu do manequim GG para M.

“Eu estou muito feliz, cada vez mais realizado. Meu sono melhorou, minha disposição melhorou. A mudança física é evidente, mas o ganho para a saúde é imensurável”, comemora o campeão.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Michel disse:

    Parabéns. Meu amigo pois eu também consegui…somos exemplos. Veja.meus resultados no meu insta…zeus_am_2003

  2. Marcus Paulo disse:

    Perder peso tem uma grande influencia psicológica. Até mesmo a cirurgia bariátrica, que nunca tive coragem de fazer. Em outubro de 2014 estava pesando 132 kgs e resolvi perder ou eliminar peso, sem neurose e lentamente. Coloquei como meta perder no máximo 1,5 kg por mês. Ao final de um ano perderia 18 kgs. Portanto sem nenhum desespero perdi em três anos, até Outubro de 2017 perdi 43 kgs. Dei uma relaxada e recuperei alguns kilos, mas tenho a tranquilidade psicológica que não serei mais gordo. Sai de calça 60 para 48 e ainda mantenho esse numero de calça e camisa M ou G. Um detalhe interessante é que nesses três anos não fiz um exercício físico sequer, sem dentro de um carro para qualquer deslocamento e sei que necessito fazer para readquirir massa muscular…..

  3. Jaildson disse:

    Precisamos sempre nos espelhar em exemplos assim. Isso resgata a confiança em nós mesmos, que tudo é uma questão de foco e perseverança. Parabéns ao jornalista. Que sirva de lição para quem tem qualquer projeto e reluta em dar o ponta pé inicial. Grande exemplo!

  4. Rodrigues disse:

    Parabéns pro rapaz.

  5. Andrea disse:

    Acompanhei de perto essa mudança, sei o quanto foi difícil porque ele já havia tentado perder peso outras vezes sem sucesso (perdia e ganhava tudo de novo). O que fez a diferença desta vez foi a determinação, Marcelo estava realmente focado. A orientação profissional também foi crucial nesse processo.
    Vibro com sua vitória, meu amigo, feliz demais por você. Parabéns pelo resultado!

  6. Almir Dionisio disse:

    Parabéns – Um exemplo para as pessoas se estimularem e buscar perda de peso de uma forma saudável e natural sem recorrer a cirurgias de redução de estômago sem necessidade. Show

Jornalista é condenado a 20 anos por matar mulher dentro de igreja

A Justiça de Minas Gerais condenou nesta quarta-feira, 16, o jornalista Marcos Ferreira da Silva a 20 anos de prisão pela morte da empresária Simone Marca, 30. Ela foi assassinada a facadas durante missa na catedral de São José, em Ituiutaba, em outubro do ano passado. O júri condenou Silva por homicídio triplamente qualificado e feminicídio. A defesa vai recorrer da decisão.

Na época, em áudio encaminhado à polícia, Silva confessou o crime. Antes, Simone Marca havia relatado a amigas e postado nas redes sociais que vinha sendo ameaçada pelo réu – que não aceitava a separação do casal após seis anos de relacionamento.

“Existo porque minha mãe não optou pelo aborto”, diz jornalista com microcefalia

jornalista microcefaliaAna Carolina Cáceres, moradora de Campo Grande (MS), desafiou todos os limites da microcefalia previstos por médicos. Eles esperavam que ela não sobrevivesse. Hoje, Ana tem 24 anos. Neste depoimento, ela defende uma discussão informada sobre o aborto.

“Quando li a reportagem sobre a ação que pede a liberação do aborto em caso de microcefalia no Supremo Tribunal Federal (STF), levei para o lado pessoal. Me senti ofendida. Me senti atacada.
No dia em que nasci, o médico falou que eu não teria nenhuma chance de sobreviver. Tenho microcefalia, meu crânio é menor que a média. O doutor falou: ‘ela não vai andar, não vai falar e, com o tempo, entrará em um estado vegetativo até morrer’.

Ele –como muita gente hoje– estava errado. Meu pai conta que comecei a andar de repente. Com um aninho, vi um cachorro passando e levantei para ir atrás dele. Cresci, fui à escola, me formei e entrei na universidade. Hoje eu sou jornalista e escrevo em um blog.

Escolhi este curso para dar voz a pessoas que, como eu, não se sentem representadas. Queria ser uma porta-voz da microcefalia e, como projeto final de curso, escrevi um livro sobre minha vida e a de outras 5 pessoas com esta síndrome (microcefalia não é doença, tá? É síndrome!).

Com a explosão de casos no Brasil, a necessidade de informação é ainda mais importante e tem muita gente precisando superar preconceitos e se informar mais. O ministro da Saúde, por exemplo. Ele disse que o Brasil terá uma ‘geração de sequelados’ por causa da microcefalia.

Se estivesse na frente dele, eu diria: ‘Meu filho, mais sequelada que a sua frase não dá para ser, não’.

Porque a microcefalia é uma caixinha de surpresas. Pode haver problemas mais sérios, ou não. Acho que quem opta pelo aborto não dá nem chance de a criança vingar e sobreviver, como aconteceu comigo e com tanta gente que trabalha, estuda, faz coisas normais – e tem microcefalia.

Fonte: Folha de São Paulo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luiz Moreira disse:

    Tava faltando alguém como ela para mudar o nível da discussão. O que acontecerá com os ditos milhares que nascerão com microcefalia?

SÃO GONÇALO: Jornalista Josi Gonçalves confirma que é pré-candidata a prefeita pelo PEN

josi-gonçalves

A jornalista potiguar Josi Gonçalves confirmou ao blog agora a noite que também é pré-candidata a prefeita de São Gonçalo do Amarante. Filiada ao PEN, ela disse estar pronta para enfrentar fortes estruturas políticas e comandar o Município.

“Eu não sou candidata, sou pré-candidata. É muito diferente. Meu nome terá que ser aprovado em convenção do partido. Além disso, também estamos trabalhando com nossos filiados, para fazer ao menos duas cadeiras na Câmara de Vereadores em 2016″, disse.

Josi é presidente do diretório municipal do PEN e conta com apoio de alguns grupos políticos de São Gonçalo. Ela, se ficar confirmado o cenário atual da política de São Gonçalo nas convenções do próximo ano, enfrentará o superintendente da Caixa Econômica Federal no Rio Grande do Norte, Roberto Sérgio Linhares (com apoio de Jaime Calado) e o atual vice-prefeito Poti Neto.

Atualmente o PEN, conta com inscritos a pré-candidatos em 84 municípios potiguares. De acordo com o presidente estadual da legenda, Luiz Gomes, o partido deverá se fortalecer nas eleições do próximo ano, principalmente, na região metropolitana. Estamos com um projeto novo e vamos surpreender, com certeza. Podem esperar”, disse.

OPINIÃO DOS LEITORES: