Diversos

62% dos brasileiros são favoráveis à pena de morte para crimes bárbaros

Seis em cada dez brasileiros, ou 62,5%, são favoráveis à pena de morte para condenados por crimes bárbaros. O resultado é de uma pesquisa de opinião feita pelo Instituto Paraná Pesquisas entre os dias 10 e 14 de fevereiro. Já 31,1% são contrários e 6,4% não sabem ou não responderam.

O apoio à pena capital para crimes bárbaros é maior entre as mulheres (64,2% delas concordam contra 60,6% de homens) e entre os entrevistados com idades entre 16 e 24 anos. Entre os mais jovens, 67% apoiam a pena de morte para os crimes mais graves.

A pena de morte no Brasil foi abolida com a proclamação da República em 1889. O último homem livre foi executado em 1861 e o último escravo em 1876. Em 2015, dois brasileiros foram executados no exterior, Marco Acher e Rodrigo Gularte, na Indonésia, por tráfico de drogas. Apesar de abolida, a pena de morte ainda é prevista na Constituição brasileira para crimes de guerra.

Nos Estados Unidos, a pena de morte é legal em 31 dos 50 Estados, incluindo a Flórida onde um rapaz de 19 anos executou 17 pessoas em uma escola na tarde de ontem (14).

O Instituto Paraná Pesquisas ouviu 2.402 brasileiros em 208 municípios das 27 unidades da federação por meio de questionário online. O grau de confiança da pesquisa é de e 95% para uma margem estimada de erro de aproximadamente dois pontos percentuais para os resultados gerais.

Coluna do Fraga – R7

 

Opinião dos leitores

  1. Fico estarrecido com esse discurso de que não podemos usar da força com esses indivíduos que já usam de todo tipo de violência para conosco (seja física, psicológica e etc..), claro que esse discurso só se sustenta até o momento que essa violência não adentrar na casa de quem defende. Vejam o Rio de Janeiro clamando por Interdição Militar e pq? Simplesmente pq não há mais condição de enfrentamento com os marginaizinhos que muito de nós defendemos. E tem mais o que muitos talvez não saibam é que quem quer comprar uma arma para matar por matar já compra fácil (onde moro menino inocente "demenor" anda com 38 na cintura e eu não acredito que tenham dificuldades para comprar armas), eu confesso que não compraria uma arma de fogo até pq não sou a favor que sejamos todos como num filme de faroeste, mas o bandido não precisa saber que eu não gosto, se faz necessário que eles tenham dúvida e se perguntem será que aquele senhor naquele carro ou casa tem uma arma? Hoje eles já tem a certeza que o pai de família legalmente não tem. Por isso sou a favor da liberação da posse e porte e reforço vc assim como eu não somos obrigados a ter, mas os bandidos não precisam saber e finalizando a pena de morte não é legal, mas já é real basta olhar os jornais diários como esse que vc verá (já sabemos até as diferenças que facção "A" mata esquartejado e esquadrão "B" mata degolado é um absurdo, mas é fato e nas comunidades como a minha as pessoas se sentem mais seguras com essas supostas autoridades "paralelas" do que com as autoridades legais) Isso chama-se inversão de valores. Quando uma sociedade como a nossa deseja resolver através apenas com o diálogo da oportunidade dos excluídos, nós pensamos de forma unilateral esquecemos de perguntar ao outro lado quem são de fatos na sua ótica os excluídos (vejam que do outro lado eles os "sem oportunidades" se organizaram mil vezes mais que os ditos intelectuais e defensores dos incompreendidos) Hoje aqueles que roubavam por falta de oportunidades, criaram novas oportunidades para uma geração e criaram verdadeiras empresas do crime organizado diga-se de passagem e que por sua vez conseguem arregimentar milhares de adeptos. E pasme a "culpa é nossa", pois eles conseguem dar o que nós não conseguimos: Salários decentes, festas, educação, segurança se utilizando até da pena de morte se assim for necessário.

  2. Vendo pessoas que eu gosto aplaudindo execução de bandido, acredito que preciso ligar um ALERTA importante aqui.

    – Primeiro: quero deixar claro que pra mim bandido é bandido e quem no momento em que coloca uma arma na mão está sujeito a ser morto nesse guerra civil disfarçada que vivemos.

    – Segundo: o policial está exposto o tempo todo a péssimas condições de trabalho. Ganha mal, não tem apoio psicológico, mal treinando, seu armamento é bastante inferior ao dos traficantes e o desgaste é tão grande, a pressão é tanta que naturalmente temos muitos desses homens em situações precárias andando por nossas ruas sem sequer ter o direito de cobrar melhorias.
    O bandido já é Bandido. Comete crimes, não segue a lei. Não tem nada a perder na grande maioria das vezes. Representa apenas uma facção. Sabe que vai matar ou morrer e pouco se importa se tem criança, senhora, homem ou mulher no seu campo de tiro. REPITO – é um criminoso.
    O policial representa o ESTADO. Deveria ser orientado a trabalhar com cautela, inclusive não se expondo em momentos em que está em desvantagem. Evitando tiroteios em locais onde possa atingir a população. Atuando com mais energia apenas quando de fato não tem outra alternativa. O Policial quando mata um bandido em confronto, está se defendendo para não morrer.
    ÓBVIO que na raiva, no ódio, com toda adrenalina e nenhum controle psicológico – Qualquer um nessas condições ( inclusive eu) – não pouparia os caras que estavam tentando me acertar. Logo a execução parece RAZOÁVEL. Sim?

    Pois bem, mas quando o Policial deixa de cumprir sua obrigação que é atuar dentro da lei e passa a atuar na lei do Talião, matando aqueles criminosos, ele se torna um criminoso também! Por Que?

    Porque não é papel do Policial Militar que representa o Estado executar ninguém. Mesmo com todo desejo do mundo de satisfazer não só sua ira mas de uma população cansada de violência. O correto seria prender os criminosos, colocá-los numa ambulância ou numa viatura para que pudessem ser atendidos pelos médicos e depois PRESOS e cumprirem suas penas.

    Isso é o que manda a LEI, que nós, absolutamente todos nós somos obrigado a seguir. Se realmente os bandidos tentarem reagir e forem mortos em legítima defesa do PM – não deveria haver questões a serem discutidas.
    É ÓBVIO que dá pra entender que há tempos já não pensamos mais em justiça, só queremos nos vingar. É Óbvio que muitas pessoas não completam esse raciocínio de que o ESTADO através de seu braço armado, não pode sair matando gente por aí – mas como já passamos do limite do caos – muitos se sentem justiçados quando cenas como essa nos expõem a morte de bandidos que não tem pena de ninguém.

    Mas amigos e amigas, numa sociedade que quer se desenvolver, é preciso que o ESTADO cumpra seu papel.
    Ainda que parte de mim se regozije com a morte dos bandidos, a outra parte que aprendeu a controlar os impulsos de vingança, reconhece que o que acontece nesses casos nada mais é do que um erro.

    Por fim, não estou protegendo bandido! Estou apenas não querendo me tornar TAMBÉM um
    Bandido.
    Ao agir como eles me igualo e perco a razão.
    O Estado precisa assumir o controle e não se render a lógica dos bandidos. A força do Estado está na ética que precisa nortear as ações e comportamentos de todos os servidores que são recrutados para servir em seus quadros. Pois quando dentro dos seus quadros a Ética e a Moral já não existem, servidores se transformam em bandidos e enfraquecidos por dentro, somos derrotados pelo vírus da corrupção.

    1. Parabéns pelo texto Ferreira, apareça mais por aqui que estamos precisando mesmo de idéias mais cidadãs!

  3. Concordo plenamente! Já vimos que o "direito humanos" só serve para os manos! Chega de passar a mão na cabeça de quem não merece misericórdia!

  4. só mostra o nível de alienação e desespero do povo. favorece aqueles que usam do medo para fazer discursos faceis… Os direitos humanos e as garantias fundamentais existem para que o Estado não se transforme em bandido.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

SECANDO: Lagoa do Bonfim tem menos da metade da sua capacidade

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta segunda-feira (27), indica que as reservas hídricas superficiais totais do RN somam 1.917.294.535 m³, percentualmente, 43,80% da capacidade total do RN, que é de 4.376.444.842 m³. No mesmo período de setembro de 2020, as reservas hídricas superficiais totais do Estado eram de 2.254.100.757 m³, correspondentes a 51,50% do volume total, que o Estado consegue acumular. No cenário atual, chama a atenção a Lagoa do Bonfim, responsável pelo abastecimento da adutora Monsenhor Expedito, que acumula 40.720.427 m³, percentualmente, 48,32% do seu volume total, que é de 84.268.200 m³.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, acumula 1.235.565.027 m³, correspondentes a 52,07% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No mesmo período de setembro de 2020, o manancial estava com 1.429.694.895 m³, equivalentes a 60,25% do seu volume total.

Segunda maior barragem do RN, Santa Cruz do Apodi acumula 232.125.370 m³, equivalentes a 38,71% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No mesmo período de 2020, o reservatório estava com 194.569.450 m³, percentualmente, 32,44% do seu volume total.

A barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 189.320.006 m³, correspondentes a 64,66% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No mesmo período de setembro de 2020, o reservatório estava com 246.053.646 m³, equivalentes a 84,03% do seu volume total.

Os reservatórios monitorados pelo Igarn que ainda estão com mais de 80% da sua capacidade, são: o açude público de Encanto, com 84,13%; o açude Flechas, localizado em José da Penha, com 87,34%, o açude Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 87,33%, e Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz, com 84,77%.

Os reservatórios monitorados pelo Igarn que ainda estão com mais de 70% da sua capacidade, são: o açude público de Marcelino Vieira, com 79,49%; o açude Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes, com 79,72%; Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, com 78,5%; e Rodeador, localizado em Umarizal, com 79,69%.

A barragem de Pau dos Ferros acumula 24.048.806 m³, correspondentes a 43,85% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. No mesmo período de 2020, o reservatório estava com 16.535.048 m³, equivalentes a 30,15% do seu volume máximo.

Já a barragem Poço Branco, localizada em município homônimo, acumula 17.070.117 m³, correspondentes a 12,55% da sua capacidade total, que é de 136.000.000 m³. No final de setembro de 2020, o reservatório acumulava 29.856.693 m³, equivalentes a 21,95% do seu volume total.

O açude Boqueirão de Parelhas acumula 10.998.112 m³, correspondentes a 12,97% da sua capacidade total, que é de 84.792.119 m³. No mesmo período do ano passado, o reservatório estava com 21.368.598 m³, equivalentes a 25,20% do seu volume total.

O reservatório Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, acumula 6.362.752 m³, percentualmente, 14,32% da sua capacidade total, que é de 44.421.480 m³. No mesmo período de setembro de 2020, o manancial estava com 11.746.759 m³, equivalentes a 26,44% do seu volume total.

Os mananciais monitorados pelo Igarn que estão em nível de alerta, com volumes inferiores a 10% da sua capacidade, atualmente são 5: o Caldeirão de Parelhas, localizado em Parelhas, com 9%; o açude público de Cruzeta, com 5,05%; o açude Itans, localizado em Caicó, com 2,28%; o Zangarelhas, localizado em Jardim do Seridó, com 1,2% e o Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 0,25% da sua capacidade.

Os açudes monitorados pelo Igarn que estão secos são: Inharé, localizado em Santa Cruz e o Trairi, localizado em Tangará.

Mais Lagoas

A lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte da capital, acumula 10.145.848 m³, correspondentes a 92,07% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³.

A lagoa do Boqueirão, que atende a usos diversos, acumula 9.375.524 m³, correspondentes a 84,66% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³.

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra 01 morte por Covid nas últimas 24 horas; novos casos são 03

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta segunda-feira (27). São 368.308 sendo destes, 03 confirmados nas últimas 24h horas.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 7.334 no total, sendo 01 ocorrido nas últimas 24 horas, no município de Natal. No domingo eram 7.333 mortes. Óbitos em investigação são 1.328.

Recuperados são 259.490. Casos suspeitos somam 175.472 e descartados são 733.101. Em acompanhamento, são 101.484.

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid de 24,6%

Foto: (Reprodução/Regula/Sesap)

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 24,6%, registrada no fim da manhã desta segunda-feira (27). Pacientes internados em leitos clínicos e críticos somam 96.

Até o momento desta publicação são 159 leitos críticos (UTI) disponíveis e 52 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 110 disponíveis e 44 ocupados.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 30% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 13% e a Região Seridó tem 17,6%.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID: RN possui 159 leitos críticos e 112 leitos clínicos disponíveis

Foto: Regulação/Sesap

O RN permanece com fila zerada de pacientes para UTI Covid conforme levantamento feito por volta de 11h desta segunda-feira(27).

Neste período, havia 01 paciente com perfil para leitos críticos na lista de regulação. Apenas 01 aguardava avaliação. Foram registrados disponíveis 159 leitos críticos e outros 112, sendo clínicos.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

FOTOS: Forte terremoto atinge a maior ilha de Creta, na Grécia

Fotos: Stefanos Rapanis/Reuters/Harry Nikos/AP

Um forte terremoto de magnitude 5,8 sacudiu a maior ilha grega de Creta nesta segunda-feira (27) e ao menos uma pessoa morreu com o desabamento da cúpula de uma igreja que estava em reforma.

O tremor também deixou ao menos nove pessoas feridas e causou danos consideráveis em edifícios. A morte foi registrada na cidade de Arkalochori.

Muitas pessoas correram para a rua em Heraklion, a principal cidade de Creta, e alunos foram instruídos a deixar as salas de aula e se reunir nos pátios das escolas e em praças.

“Foi muito forte e durou muitos segundos”, disse um prefeito local à televisão Skai.

O epicentro foi a 10 km de profundidade, segundo o Instituto Geodinâmico de Atenas, e a 346 km ao sul da capital Atenas e a 23 km a noroeste de Arvi, no sudeste de Creta.

O terremoto ocorreu às 9h17 (horário local, 3h17 em Brasília), e ao menos nove tremores secundários aumentaram os danos nos vilarejos próximos ao epicentro.

A mídia local relata o desabamento de paredes de edifícios antigos de pedra em aldeias próximas ao epicentro do tremor, na parte oriental da ilha.

Os voos não foram afetados no aeroporto de Heraklion, e a associação de hoteleiros disse que não houve danos graves a nenhum empreendimento da região, que tem muitos resorts.

G1

 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

Marinha emite aviso de ventos fortes e ondas de até 2,5 metros no litoral do RN

 Foto: Eros Sena

Um alerta de ressaca com ondas de até 2,5 e ventos de até 61km/h no litoral do Rio Grande do Norte foi emitido pela Marinha do Brasil. Com validade até a próxima quarta-feira (29), o comunicado é valido para a área entre Natal e Maceió (AL).

Já o alerta de ventos fortes, a área costeira entre Natal e São Luís (MA) e para área oceânica entre Natal e Maceió, são os locais que devem ter cautela. Devido o mau tempo, também é recomendado pela Capitania dos Portos do RN que embarcações de pequeno porte evitem navegar nesse período.

Com relação às outras embarcações, a Capitania remenda as seguintes precauções: atenção de salvatagem, estado geral dos motores, casco, bomba de esgoto do porão, equipamentos de rádio e demais itens de segurança.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Partido Socialista vence eleições municipais em Portugal, mas perde em Lisboa, e primeiro-ministro diz que é ‘lamentável’

Foto: REUTERS/Johanna Geron

O governista Partido Socialista (PS) sofreu uma surpreendente derrota nas eleições municipais de Portugal realizadas no último domingo (26), ao perder em Lisboa após 14 anos, após uma votação que abrangeu mais de 300 municípios. O partido, no entanto, continua a ser o maior do país.

Carlos Moedas, ex-comissário europeu de Pesquisa, Ciência e Inovação, do Partido Social-Democrata (PSD), principal partido da oposição, venceu em Lisboa por apenas um ponto percentual, garantindo 34,25% para a aliança de centro-direita com o conservador CDS-PP.

“Começamos hoje um novo ciclo que acredito que começa em Lisboa, mas não terminará em Lisboa”, disse Moedas, que pretende fazer da cidade uma “fábrica de unicórnios” para startups de tecnologia, no seu discurso de vitória na madrugada desta segunda-feira (27).

O primeiro-ministro português, António Costa, ex-presidente da Câmara de Lisboa, equivalente ao cargo de prefeito, disse ter ficado decepcionado com a derrota de seu partido na capital.

“É lamentável, mas é assim que funciona a democracia. Como todos sabem, a derrota foi inesperada. Sinto-me frustrado, obviamente”, disse ele.

Mas globalmente, com 99% dos votos contados, os socialistas obtiveram 34,4% dos votos e 147 municípios em Portugal, bem à frente do PSD, que obteve 24% por si só ou em aliança com o CDS-PP.

O resultado é ligeiramente inferior ao alcançado pelos socialistas nas últimas eleições parlamentares em 2019 e nas eleições municipais anteriores em 2017.

O Partido Comunista ficou em terceiro lugar com 8,2% e o Bloco de Esquerda obteve apenas 2,8%.

O partido de extrema-direita Chega (CH), cuja ascensão desde a eleição do seu primeiro deputado em 2019 abalou o panorama político, ganhou apenas 4,2% dos votos e nenhum município, ficando muito aquém do seu objetivo de se tornar a terceira maior força política de Portugal.

CNN Brasil

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diversos

Com a redução de programas sociais, legado da atual gestão da SETHAS preocupa

Sobre a gestão da SETHAS, por Íris de Oliveira, a pasta não consegue explicar o real motivo dos frequentes e extensos atrasos nos pagamentos dos fornecedores; não consegue manter uma única equipe de coordenadores; e não consegue fazer o que se propõe a secretaria: atender a população em estado de vulnerabilidade do nosso estado. A redução dos recursos dos programas sociais que atendem essa população é notório e caminha cada dia a passos largos.

Exemplo disso foi que, recentemente, o Governo se pronunciou dizendo que foi obrigado a realizar esta redução devido a Lei Federal do FUNDEB, que reduziu em 20% os recursos do Fundo de Combate à Pobreza – FECOP, o qual é responsável pela manutenção financeira dos programas como o dos Restaurantes Populares e do Leite. Quanto a essa justificativa governamental, cabem algumas perguntas, algumas já feitas e nunca respondidas de forma elucidar as dúvidas:

1º) Com a redução dos contratos relativos a programas, como os do Restaurante Popular, no percentual linear de 25% como realizado desde o início da atual gestão, acrescido do dito contingenciamento por causa da Lei do FUNDEB no patamar de 20%, por que não há sequer previsão do pagamento das faturas em atraso aos fornecedores?

2º) Por que tais programas continuam sofrendo redução, se é latente que o número de pessoas carentes só aumenta em nosso Estado? Importante registrar que se o contingenciamento que explicaria tal redução foi de 20% (a pouco tempo), a partir do momento que os contratos foram suprimidos em 25% (desde o início da gestão), deveria existir um superávit mensal na casa dos 5%, é questão de matemática básica.

Como dito acima, a manutenção de uma equipe de coordenadores e subcoordenadores dos diversos programas da SETHAS tem sido um verdadeiro tormento na atual gestão. Mesmo levando-se em consideração que tais cargos são comissionados, as mudanças têm ocorrido numa velocidade que não se justifica, indo do setor financeiro à coordenação responsável pela gestão e fiscalização dos programas sociais, o que só deriva problemas de continuidade as ações necessárias.

Registre-se que os programas sociais sempre foram alardeados como as principais marcas dos Governos do PT, dentre os quais destacamos Programas Federais “Fome Zero” e o “Bolsa Família”, os quais sempre são citados nas propagandas do partido. Na contramão, no Governo da professora Fátima Bezerra, os programas da SETHAS que atendem à população mais necessitada vêm sendo reduzidos de forma sistemática, literalmente na ponta do lápis, posto que as reduções levam em conta os limites legais contratualmente impostos aos fornecedores e não aos sociais de interesse dos necessitados, contrariando veementemente a ideologia partidária. Manter e aumentar os programas que fornecem refeições ao povo, não é mais uma questão de gestão, mas sim uma questão humanitária e de sobrevivência. Não se pode acabar com um dos poucos alentos para os pobres em meio a uma pandemia, onde comprar comida está cada dia mais difícil.

É inconcebível ver o nosso sofrido Rio Grande do Norte indo na contramão dos nossos estados vizinhos, que neste difícil momento estão fomentando os relevantes programas sociais. Os Governos que antecederam o atual sempre deram prioridade as matérias de cunho social, investiram e ampliaram os programas que distribuem refeição para a população, levando o nosso Estado a ser destaque nacional nesse tipo de assistência, chegando a distribuir mais de 1 milhão de refeições mensais. E que vemos atualmente, são pessoas desesperadas em uma fila cada vez maior, em busca de uma refeição nos Restaurantes Populares.

Dessa forma, resta-nos aguardar qual será o legado deixado pela atual gestão da SETHAS, capitaneada desde o início do atual governo pela Secretaria Íris de Oliveira, a qual, se continuar da forma como vem se desenhando, não será dos melhores.

VEJA MAIS: Com uma má gestão e com decisões confusas, a Secretaria de Assistência Social – Sethas, desampara a população carente do RN

 

Opinião dos leitores

  1. Essa Governadora Fátima Cadeado, Veio para destruir e acabar com o RN. Ela só pensa no Lula livre e nos seus bajuladores e o povo que a elegeu, ela dar uma trozomba.

  2. Essa é uma secretaria de suma importância para atender os mais pobres, e infelizmente o (des)Governo de Fátima Bezerra tem renegado. Como dizia o sociólogo: QUEM TEM FOME TEM PRESSA!
    A governadora deveria pensar nisso e não massacrar os mais carentes como vem fazendo.

  3. Moro proximo a um desses restaurantes populares e vejo diariamente o povo desesperado em busca de uma alimentação digna. Todas as outras gestões foram aumentando o programa e logo um governo do PT está acabando! o povo merece uma explicação, governadora!
    QUEM TEM FOME TEM PRESSA!!!

  4. O apagão no atual governo do estado é visto e testemunhados por todos, bem diferente dos discursos mantidos. Discursos que não convencem ninguém e não criam fatos.
    Terceirizados com vários meses prestando serviço, sem receber. Número de refeições disponibilizadas no restaurante do povo simples, o barriga cheia, reduzido quase a metade. Servidores públicos sem receber o atrasado, que foi promessa de campanha e vem sendo arrastado por mais de 2 anos e meio. Onde foi parar o 13 salário de 2020 dos servidores estaduais?
    Quem precisa rodar nas rodovias do estado, encontra má conservação e uma certeza, vai cair nos buracos, que já dividem com o asfalto a quantidade na extensão das estradas. O combustível no RN é um dos mais caros do país e vem por aí aumento devido ao realinhamento do ICMS no estado.
    Tem a CPI para tentar investigar o destino dos recursos enviados ao estado para combate a pandemia. Acho que não dá em nada, mas vocês sabem nominar e quantificar onde foi parar tanto dinheiro? Estamos falando de muito milhões.
    Sei que os puxa sacos vão olhar essa nota com desdêm, mas tenham 1% de lucidez e respeito ao povo e apontem onde não tem a verdade.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Gestão confusa da SETHAS tem deixado desamparada população carente do RN

A professora Íris de Oliveira, atual secretária da SETHAS, é detentora de vários títulos e amplo conhecimento na área da Assistência Social, mas não tem conseguido transformar a teoria em ações que tragam reais benefícios à população mais carente, e vem desempenhando uma gestão desastrosa a frente da pasta. Desde que assumiu a SETHAS, ela não consegue explicar o real motivo dos frequentes e extensos atrasos nos pagamentos dos fornecedores; não consegue manter uma única equipe de coordenadores; e não consegue fazer o que se propõe a secretaria: atender a população em estado de vulnerabilidade do nosso estado.

VEJA MAIS: Com a redução de programas sociais, legado da atual gestão da SETHAS preocupa

São frequentes as reclamações das lideranças políticas e comunitárias que por diversas vezes se dirigem à SETHAS em busca de soluções efetivas para abrandar o sofrimento dos mais necessitados, onde, no entanto, sequer conseguem ser recebidos pela atual gestora.

Esse comunicador já convidou a secretária duas vezes para uma entrevista, mas ela respondeu que a agenda dela sempre é cheia.

 

Opinião dos leitores

  1. Deixar o povo que mais precisa sem comida é um verdadeiro GENOCIDIO!
    Logo uma governadora do PT que sempre foi tão alinhada aos programas sociais?! Nao dá pra entender! O povo precisa de atençao, Governadora!!!

  2. Como de hábito a petista deverá terceirizar a culpa e jogar nas costas do Presidente da República.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

PAINEL RN 2021/BLOG DO BG/AGORASEI: Quase 70% dos potiguares são favoráveis à redução da maioridade penal

Foto: Reprodução

Exatos 68,8% dos norte-rio-grandenses defendem a redução da maioridade penal para os jovens que cometem crimes. Assim mostra o Painel RN 2021, parceria entre o Blog do BG e o Instituto Agorasei. Já os entrevistados que afirmam ser contra a redução da idade são 26,9%. Os que não souberam responder ou sem opinião formada totalizam 4,3%.

Por gênero: homens são mais favoráveis à redução

Enquanto 73,8% dos homens defendem a diminuição da maioridade penal, 63,9% das mulheres concordam com a redução.

Por idade: os mais jovens defendem menos

Os entrevistados de 16 a 24 anos são os menos favoráveis, com 63,5%. Já as pessoas de 35 a 44 anos aparecem como as mais entusiastas da redução da idade penal: 72%.

Por escolaridade: apoio é menor entre pessoas de nível superior

Os universitários e pessoas com nível superior são os entrevistados que apoiam menos a redução: 62,8%. Na outra ponta, pessoas que apenas leem e escrevem, mas não frequentaram uma escola, são os maiores defensores, com 74,5%.

Por ocupação: profissionais autônomos defendem mais a redução

Os entrevistados que declaram a ocupação como autônomo são os maiores apoiadores, com 75,5%. Os estudantes aparecem com o menor percentual de apoio: 55%.

Por religião: aqueles que não seguem uma religião são mais favoráveis

As pessoas que dizem acreditar num deus, mas que não seguem uma religião, são 70,1% a favor da redução. Já os católicos somam 69,5% e os evangélicos são 66,7%.

Por regiões: Grande Natal defende mais a redução

A mesorregião Leste, onde está inserida a Região Metropolitana de Natal, possui o maior percentual favorável: 74,8%. A mesorregião Oeste tem o menor apoio: 61,7%.

Sobre a pesquisa

O Painel RN 2021 ouviu 800 pessoas, de 16 anos acima, em todas as 19 microrregiões e 52 municípios do Rio Grande do Norte. O intervalo de confiança estimado é de 95% e a margem de erro máxima estimada é de 3.4 pontos percentuais, para mais ou para menos sobre os resultados totais da amostra. O trabalho foi realizado na primeira quinzena de agosto deste ano.

Opinião dos leitores

  1. ten que reduzir mesmo. O marmanjo com 16 anos (menos) faz filhos adoidado; mara, estupra, rouba, faz todo tipo de safadeza e é tratado como criancinha inocente. Chega de hipocrisia.

  2. Sejamos realistas, isso é pauta vencida, A ESQUERDA NÃO ACEITA, ASSUNTO ENCERRADO!
    NADA que seja para punir criminoso, colocar ordem na sociedade, retirar bandido de circulação, aumentar a segurança será aceito pela esquerda que aparelhou quase todos os órgãos e setores no Brasil depois de se manter no poder desde 1994 com o PSDB e o PT. Quando a pressão é gigante, eles impõe leis que distorcem a situação e são vendidas como solução, a exemplo da lei do desarmento. Querem contestar? Antes olhem o número de assaltos, roubos e assassinatos antes e depois da lei da lei do desarmamento. Os números não deixam qualquer dúvida da situação. Deixou o vigilante, o segurança, o trabalhador e o cidadão desarmado e colocou arma nas mãos dos bandidos, fato incontorverso.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *