VÍDEO: Grupo ANTIFA em Curitiba pratica atos de vandalismo

Imagens: Franklin de Freitas

Na noite desta segunda-feira (1º) em Curitiba, capital do Paraná, um grupo de ANTIFA se reuniu para além de protestar, praticar atos de vandalismo nas ruas da cidade. As imagens da quebradeira são nas proximidades do centro. O prédio atingido é o Fórum Cível da cidade.

Foto: reprodução/Twitter

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Neco disse:

    Um bando de "anti-fascista" querendo mais estado.

SEM LOCKDOWN: Reunião do Governo do Estado com prefeitos de Natal e Grande Natal mantém medidas atuais e aumento de fiscalização

Foto: reprodução/Instagram

Em videoconferência que durou cerca de duas horas entre a governadora Fátima Bezerra e os prefeitos dos municípios de Natal, Extremoz, São Gonçalo do Amarante, Macaíba e Parnamirim, o acordo foi pela manutenção das regras em vigor atualmente, aumentando consideravelmente a fiscalização. Também ficou acordado que em qualquer momento, devido a gravidade da situação, a posição poderá ser revista.

O governo estadual propôs um maior envolvimento dos municípios no cumprimento e fiscalização das medidas, de forma que o Decreto estadual em vigor possa, de fato, ser posto em prática no cotidiano da população do Rio Grande do Norte.

Segundo o Governo do Estado, ao participarem da videoconferência, os prefeitos Rosano Taveira (Parnamirim), Fernando Cunha (Macaíba), Joaz Oliveira (Extremoz) e Paulo Emídio (São Gonçalo do Amarante) declararam que notaram o aumento de pessoas nas ruas de suas cidades e foram enfáticos ao assumirem que endurecerão medidas de isolamento.

Para tanto, foi criada uma comissão entre o Governo Estadual e os municípios para definir ações concretas, tais como as blitzen que já vêm acontecendo, rondas nos bairros e comércios, proibição de circulação em áreas públicas, fechamento de acesso às praias e controle de trânsito. Foi proposta, ainda, uma ação integrada das forças de segurança do Estado e municípios e dos Procons, de forma a intensificar a fiscalização do cumprimento das medidas.

Também estiveram presentes na reunião, os representantes do Comitê de Especialistas, Caroline Maciel, do Ministério Público Federal, e Eudo Leite, Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público Estadual.

Na próxima sexta-feira (05), finda o prazo do atual decreto estadual em vigor e as medidas acertadas na videoconferência se tornam necessárias devido ao crescimento constante no número de óbitos registrados, associado ao baixo índice de isolamento social cumprido pela população potiguar – que no último fim de semana foi de apenas 42%, quando o ideal é de 70%.

Brasil é 2º país com maior número de curados da covid-19 no mundo: 211.080


Foto: Agência Pará

O Brasil é o segundo país com o maior número de pessoas curadas da covid-19 em todo o mundo, de acordo com informações da Universidade Johns Hopkins.

Segundo o Ministério da Saúde, nesta segunda-feira (1º), o país alcançou a marca de 211.080 recuperados da infecção respiratória provocada pelo novo coronavírus, atrás apenas dos Estados Unidos (444.758).

O número corresponde a 40,1% do total de 526.447 casos confirmados. Ao todo, há 29.937 óbitos registrados e 4.412 mortes sob investigação.

Integram o grupo de recuperados, de acordo com a pasta, todos os diagnosticados que enfrentaram os 14 dias de quarentena preventiva e, também, aqueles que receberam alta dos leitos hospitalares.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. João JJ disse:

    VIVA A HIDROXICLOROQUINA!!!!
    O bilionário presidente dos Estados Unidos Donald Trump usa, quem sou eu pra discordar.

Em pronunciamento, Trump faz ultimato a governadores e diz que vai mandar o exército para acabar com protestos nos EUA


Foto: Tom Brenner/Reuters

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez pronunciamento nesta segunda-feira na Casa Branca prometendo “reestabelecer a lei e a ordem” no país depois de sete dias seguidos de protestos por causa da morte de George Floyd, no último dia 25, em Minneapolis. O homem negro foi asfixiado por nove minutos por um policial branco sob a suspeita de ter tentado comprar um cigarro com uma nota falsa.

Ao som de bombas ao fundo, lançadas pela polícia para conter manifestantes que marchavam próximos à sede do governo, o presidente instigou governadores e prefeitos a fazerem uso da Guarda Nacional para que os protestos violentos sejam contidos no país. Ele ainda ameaçou que poderá agir diretamente, com o envio de homens do exército para os locais.

— Estamos mobilizando todos para acabarmos com a destruição e garantir os direitos do povo americano. Hoje eu recomendei que usem a Guarda Nacional para dominarmos as ruas novamente. O governador ou o prefeito que relutar em restabelecer a ordem, verá que eu vou agir diretamente, com o envio do exército para acabar com o violência — afirmou, sem deixar claro se existiria legalidade na medida.

Trump voltou a fazer ataques contra o que chamou de “extrema-esquerda”, “anarquistas” e “antifas”, que seriam os responsáveis pelos protestos violentos em todo o país. Ele os classificou de terroristas domésticos e prometeu que aqueles que forem presos durantes as manifestações precisam ser punidos com rigor.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Potiguar disse:

    É a primavera "árabe" americana!

  2. Pedro Henrique disse:

    Esse doidinho do pão já perdeu a eleição! Sabe nem pra onde vai mais. Tá procurando uma cortina de fumaça e não acha. Coreia do Norte não rolou, Irã não funcionou, Venezuela tão pouco e com a China ele se "tóra" todinho. O Trump Tropical das bandas de cá ta indo no mesmo caminho, isolado, andando de "carralo" tangendo o gado e sendo sustentado por um punhado de gado sem pé nem cabeça. E antes que me chamem de "comunisto ou comunaquilo", sou um democrata que abomina os desmandos de gerentes desqualificados e ditaduras de todo tipo. Apenas fiz uma constatação lógica e óbvia. Agora os Nelore podem mugir à vontade nos comentários abaixo.

Itália tem menor números de novos casos de coronavírus em 24h desde fevereiro


Foto: Emanuele Cremaschi

A Itália registrou apenas 178 novos casos de Covid-19 no país nas últimas 24 horas, informou a Defesa Civil nesta segunda-feira (1º).

O número é o menor registrado desde o início da pandemia e dos boletins diários da entidade, que começaram a ser divulgados em 28 de fevereiro, e representa uma alta de 0,1% na comparação com os dados deste domingo (31/5). Ao todo, são 233.197 pessoas que contraíram a doença desde fevereiro – em número que inclui casos ativos, mortes e curas.

Na Lombardia, a região mais afetada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), foram 50 casos nas últimas 24 horas – o que representa 28% da alta no país. Por sua vez, seis regiões não tiveram nenhuma nova infecção: Marcas, Sicília, Úmbria, Molise, Calábria e Basilicata.

A Defesa Civil ainda informou que são 158.355 pessoas curadas da doença, uma alta de 0,5% na comparação com o domingo. Em números totais, são 848 curados.

O número de vítimas continua apresentando queda, com 60 óbitos em 24 horas – no domingo foram 75. Com isso, o total de falecimentos causados pela Covid-19 foram 33.475 desde fevereiro. Nove regiões não registraram nenhuma morte.

Época

Governo anuncia ferramenta para quem teve auxílio emergencial negado


Foto: reprodução

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, anunciou a criação de uma ferramenta de contestação para pessoas que tiveram o auxílio emergencial de R$ 600 negado anteriormente. O governo calcula que o sistema deve beneficiar mais cerca de cinco milhões de brasileiros.

“Nós estamos construindo o que chamamos de ‘esteira de contestação’, que vai ser pelo número 121, mas que ainda não está pronto”, disse Onyx, sem entrar em detalhes, durante entrevista ao “Brasil Urgente”, da TV Bandeirantes.

A nova ferramenta deve ser anunciada pelo governo até o final desta semana. Lançado em abril para assegurar uma renda para trabalhadores informais e famílias de baixa renda em meio à pandemia do novo coronavírus, o auxílio emergencial do governo federal soma cerca de R$ 123 bilhões em recursos orçamentários.

O benefício será pago, inicialmente, em três parcelas. No momento, o governo executa o pagamento da segunda parcela do programa.

UOL

Coronavírus: Brasil registra 623 óbitos e 12.247 casos nas últimas 24h, total de mortes chega a 29.937 e infectados são 526.447

Foto: Tatiana Fortes

O Ministério da Saúde informou nesta segunda-feira (1º) seu mais recente balanço com os números dos coronavírus no Brasil. Os principais dados são:

29.937 mortes, eram 29.314 no domingo (31);

Foram 623 registros de morte incluídos em 24 horas;

526.447 casos confirmados, eram 514.849 no domingo;

Foram incluídos 12.247 casos em 24 horas;

285.430 pacientes estão em acompanhamento (54,2%);

211.080 pacientes estão recuperados.

Boletim do Ministério da Saúde com o balanço de casos e mortes por Covid-19 em 1º de junho — Foto: Reprodução/Ministério da Saúde

G1

Risco de falência atinge metade das escolas pequenas e médias do Brasil, diz pesquisa

Foto: Pablo Jacob/12.03.2020 / Agência O Globo

Entre 30% e 50% das escolas particulares de pequeno e médio porte do Brasil estão sob o risco de falência em razão da pandemia do novo coronavírus. Instituições com até 240 alunos perfazem 80% do sistema privado e são pressionadas por inadimplência.

A redução de receita, ocasionada pela necessidade de conceder descontos, por atrasos nas mensalidades e pela inadimplência, atingiu 40% delas em abril e deve ultrapassar os 50% no fechamento das contas de maio. Em 95% dos estabelecimentos já houve o cancelamento de matrículas.

Os dados constam de uma pesquisa encomendada pela União pelas Escolas Particulares de Pequeno e Médio Porte, uma organização sem fins lucrativos criada durante a pandemia com o objetivo de dar suporte às instituições de ensino.

Em seu site, a entidade deu início ao que chama de “obituário” das escolas vítimas da Covid-19. Entre as que fecharam neste período de confinamento, lista o colégio Stella Maris, de Guarulhos (Grande SP), o Integral e o Nautas, de Campinas (interior de SP), a escola Maxwell, de Brasília, e a Organização Educacional Evolutivo, de Fortaleza (CE).

Para a pesquisa, intitulada “Megatendências – As Escolas Brasileiras no Contexto do Coronavírus”, foram consultados, entre 13 e 25 de maio, proprietários de 482 colégios do ensino infantil ao médio, que têm entre 150 e 240 alunos e de 20 a 30 professores, localizados em 83 municípios do país, incluindo capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Goiânia, Salvador, Fortaleza, Maceió e Aracaju. Escolas com esse perfil representam quase 80% da rede privada de ensino do Brasil.

Os atrasos no pagamento de mensalidades, que antes do início da pandemia eram de 9%, chegaram a 17% em abril e devem bater 22% em maio. As famílias inadimplentes, também restritas a 9% do total até o confinamento, foram para 15% em abril, e a expectativa é de 21% em maio. A perda de alunos já gira em torno de 10%.

A redução de receita é observada de forma semelhante entre as escolas de ensino infantil e as que têm infantil e fundamental; em ambas as categorias, 54% tiveram queda. Não é muito diferente das que oferecem também o médio, 50%.

“Apesar de a dificuldade do ensino remoto no infantil e nos primeiros anos do fundamental ser maior, a perda de receita foi equivalente nos diferentes níveis”, diz Tadeu da Ponte, mestre em matemática pela USP, professor e coordenador do Centro de Educação do Insper e criador da Explora, empresa especializada em análises para a educação básica, que realizou a pesquisa.

“Isso mostra que não se trata de uma decisão dos pais de tirar os filhos da escola, pedir desconto ou não pagar a mensalidade porque não estão satisfeitos com as aulas on-line. Isso também ocorre, mas não é a regra. Os problemas financeiros das escolas são consequência do impacto da pandemia na renda das famílias.”

Membro da União pelas Escolas Particulares de Pequeno e Médio Porte, o pesquisador afirma que o termo usado pelo setor é o de “colapso no sistema de educação”. Segundo Pontes, a margem de lucro de uma escola desse segmento gira em torno de 15%. Considerando que tenha feito um fundo de 5% por um ano, a reserva já teria sido gasta nesses três meses de pandemia, e esse, segundo ele, é o melhor dos cenários.

Com a participação de 1.500 instituições de ensino e de cerca de 17 mil gestores escolares e educadores, a União encaminhará ao Ministério da Educação e às secretarias estaduais de Educação um manifesto pela sobrevivência do setor.

Entre as reivindicações estão a implantação de linhas de crédito, a redução da carga tributária, o aumento de prazo para a quitação de impostos e a criação do voucher educacional (ajuda de custo dada pelo governo para ser usada no pagamento das mensalidades).

Além do desemprego de profissionais do ensino que a falência de escolas particulares gera, a união alerta para a migração de parte dos alunos para a rede pública e para o risco de que não haja vaga e estrutura para todos. Só na cidade de São Paulo, o rombo na secretaria de Educação já foi de R$ 1 bilhão, resultado da queda de arrecadação em decorrência da quarentena, e o sistema público, mesmo fora da época de matrícula, já começa a receber solicitação de transferências de estudantes da rede privada.

FolhaPress

Ramos rebate Celso de Mello depois de comparação entre Brasil e Alemanha nazista: “Inoportuno e infeliz . A Democracia Brasileira não merece isso”


Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O ministro da Secretaria de Governo da Presidência, general Luiz Eduardo Ramos, rebateu nesta 2ª feira (1º) frase dita pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Celso de Mello. O decano da Suprema Corte comparou a situação atual do Brasil à Alemanha de Hitler.

“Comparar o nosso amado Brasil à “Alemanha de Hitler” nazista é algo, no mínimo, inoportuno e infeliz . A Democracia Brasileira não merece isso. Por favor, respeite o Presidente Bolsonaro e tenha mais amor à nossa Pátria!”, disse o general Ramos.

Imagem: reprodução/Twitter

No último domingo (31), Celso de Mello enviou uma mensagem aos colegas da Corte. O decano estaria preocupado com a estabilidade da democracia brasileira. Celso, que está há 6 meses de se aposentar compulsoriamente do cargo de ministro, diz que o momento que vive o Brasil, “guardadas as devidas proporções”, assemelha-se à ascensão de Adolf Hitler na Alemanha e a queda subsequente da República de Weimar, com a imposição de “um sistema totalitário de poder”.

“É preciso resistir à destruição da ordem democrática, para evitar o que ocorreu na República de Weimar, quando Hitler não hesitou em romper e nulificar a progressista, democrática e inovadora Constituição de Weimar”, escreveu o magistrado.

Celso é relator de um inquérito em andamento no STF que apura suposta interferência política do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal. A suposta atitude foi apontada pelo ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro e teria se dado durante a reunião ministerial de 22 de abril. O vídeo do encontro foi tornado público por Celso.

Poder360

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. MORO 2022 disse:

    Quem fala o que quer, escuta o que não quer. Serve para ambas as partes.

  2. Jailson disse:

    Arrocha o nó STF!!! P cima deles!

    • paulo disse:

      O que não fez a vida toda agora quer fazer em 5 meses, tchau babaca teu tempo está em contagem regressiva, jaja o cronômetro zera.

Caixa concede R$ 6,3 bi de crédito para microempresas na pandemia


Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O volume de crédito concedido pela Caixa Econômica Federal a microempresas somou R$ 6,3 bilhões durante a pandemia do novo coronavírus, disse hoje (1º) o presidente do banco, Pedro Guimarães. Apenas em maio, o volume emprestado ao segmento mais do que dobrou em relação ao mesmo mês de 2019.

No mês passado, a Caixa emprestou R$ 2,464 bilhões a microempresas, crescimento de 111% em relação ao R$ 1,164 milhão emprestado em maio do ano passado.

Em relação à distribuição das linhas de crédito, 54,1 mil microempresas contraíram empréstimos da Caixa desde o início da pandemia. O crédito com auxílio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) somou R$ 780,1 milhões para 9,9 mil negócios. O crédito de auxílio à folha de pagamento (em troca da não demissão de empregados) totalizou R$ 145,2 milhões para 5,4 mil empresas.

A maior parte do crédito para os microempresários veio das linhas tradicionais de crédito da Caixa. Os empréstimos somaram R$ 5,1 bilhões para 38,8 mil negócios de pequeno porte.

Agência Brasil

STF marca para dia 10 julgamento de suspensão do inquérito das fake news


Foto: Adriano Machado – 17.out.2019/Reuters

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, marcou para 10 de junho o julgamento da ação da Rede Sustentabilidade que pede a suspensão do inquérito que investiga fake news e ameaças contra ministros da Corte.

Na semana passada, o ministro Edson Fachin, do Supremo, reiterou a prioridade do plenário da Corte para julgar o pedido de suspensão do inquérito.

A manifestação do ministro aconteceu depois de o procurador-geral da República, Augusto Aras, endossar o pedido de suspensão. Segundo o PGR, a instauração atípica de inquérito judicial pelo STF não pode ser entendida com “auspícios inquisitoriais”.

O incômodo de Aras foi o fato de que a operação de busca e apreensão contra ativistas bolsonaristas ocorreu sem supervisão do órgão de persecução penal.

O pedido da PGR foi encaminhado a Fachin, relator da ação da Rede. A legenda pediu a suspensão do inquérito em abril de 2019, logo após sua abertura ser anunciada por Toffoli.

CNN Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Deve estar imitando a lava jato simples assim.

  2. Antenado disse:

    Quanta celeridade!! Quantos réus com foro privilegiado foram julgados pelo STF até hoje?

Empresário Afrânio Miranda se afasta da FCDL e coloca nome à disposição do PODEMOS como pré-candidato a prefeito de Natal

Foto: reprodução

O empresário Afrânio Miranda se afastará da presidência da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Norte nessa terça-feira, 02 de junho, por motivos de desincompatibilização para o pleito eleitoral das eleições municipais de 2020. O empresário deixa seu nome à disposição como pré-candidato a prefeito da cidade do Natal pelo PODEMOS, partido que tem como Presidente do Diretório Estadual o Senador Styvenson Valentim.

A Frente da FCDL RN o empresário defendeu a bandeira dos comerciantes do Rio Grande do Norte. A atuação teve como missão o fortalecimento do comércio local, o crescimento da economia e a compra dentro dos municípios, como forma de fomentar o desenvolvimento das cidades, gerando emprego e renda.

Consagrado como liderança empresarial, dedicou-se a promover a integração entre as CDLs da capital e do interior, fomentando o sentimento de unidade para fortalecer as Entidades. Despertou na população o sentimento de pertencimento, e de valorização dos municípios. Deixa a Federação com a marca do associativismo, de parcerias importantes com entidades públicas, privadas e instituições financeiras no fomento ao comércio do Rio Grande do Norte.

Os ideais políticos sempre o destacaram em meio às discussões. O posicionamento firme quanto à necessidade de investimentos na saúde, educação, na geração de emprego e renda, como também na defesa pela redução das altas taxas de impostos pagas pelo brasileiro, e altas taxas de juros praticadas pelos bancos o destacaram como uma liderança na sociedade.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Jean disse:

    Os bons homens tem que se colocar disponíveis também na política. Se ele pretende gerir a cidade com a competência que lhe é peculiar, Natal avançará. Teria meu voto.

  2. Sérgio Pignataro disse:

    Excelente nome e grande ser humano.

Sara Winter recebe intimação para depor e desafia PF: “Eu não vou! Vão me prender?”


Foto: Frederico Brasil/Futura Press/Estadão Conteúdo

Alvo da investigação de fake news no STF (Supremo Tribunal Federal), ativista Sara Fernanda Giromini, conhecida como Sara Winter, recebeu nesta segunda-feira (1º) uma intimação para prestar depoimento na Polícia Federal daqui a dois dias.

Em um vídeo, ela aparece exaltada lendo o documento deixado pelos agentes em sua casa, em Brasília, e desafia a PF a ir buscá-la.

“Eu vou incorrer em crime de desobediência porque eu me nego a ir nesta b*. Eu não vou, eu não vou, não vou prestar esclarecimentos sobre a minha conduta, ordeira, disciplinada, de cidadã brasileira, eu não vou. Se a Polícia Federal quiser vir aqui me tratar igual bandido, com uma condução coercitiva, ela vai ter que se prostrar a isso.”

Sara também se manifestou no Twitter — embora a decisão do ministro Alexandre de Moraes tenha determinado bloqueio das contas de redes sociais. Ela acusou a PF de ter ido “ilegalmente” à casa dela.

“EU NÃO VOU! Vão me prender? Me tratar como bandido? Vão ter q se prestar a isso! (sic)”, escreveu.

No domingo (31), a revista Veja, em seu site, afirmou que já há um pedido de prisão pronto na PGR (Procuradoria-Geral da República) contra a ativista, que também lidera um acampamento montado na Esplanada dos Ministérios. Ela chegou a afirmar em entrevista que alguns dos integrantes do grupo portavam armas.

R7

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Emerson Fonseca disse:

    Coercitiva é Kkkkk. Vai sair com as pulceiras direto para o Papuda

  2. TATA disse:

    ESSA E ALTAMENTE CAPACITADA , AMEAÇOU P MINISTRO DO SUPREMO E AGORA TRATA COM DESDEM A POLICIA FEDERAL, E SO CAPACIDADE, ESSES BOLSOMINIONS KKKKKK

  3. Manoel disse:

    Prende não! INTERNA !

  4. Marieta disse:

    ahahahhaha
    É desespero, viu!?
    A galera das fakes tá louca.
    Prisão pra esse povo.

  5. Babal Melo disse:

    Hurum, vai nao né? Aguardem!

EM VOZ ALTA: Palavrões mais pesados aliviam a dor, afirma estudo

Foto:  Erik Von Weber/Getty Images

Existe toda uma área de pesquisa que estuda os efeitos “analgésicos” dos xingamentos. Eles aliviam a dor e podem até ajudar a levantar peso. Os resultados podem variar de acordo com a situação – e a quantidade de dor envolvida. Mas uma coisa é certa: falar “carambolas” simplesmente não tem o mesmo efeito de gritar um belo palavrão quando você bate o dedo na quina do armário.

Diversas pesquisas já mostraram a relação entre os palavrões e a redução na percepção da dor, mas ainda não se sabe exatamente como esse efeito funciona. Um experimento feito em 2009, por exemplo, pediu aos participantes para colocar a mão em um balde de água com gelo. Aqueles que xingaram durante o teste perceberam uma diminuição na dor e aguentaram por mais tempo.

Agora, um novo artigo publicado na Frontiers in Psychology mostra que existem diferenças entre os palavrões. O experimento foi parecido com o outro: 92 participantes colocaram a mão em água gelada, com temperatura entre 3°C e 5°C. Eles podiam repetir uma palavra a cada três segundos. Eram quatro opções: o já conhecido “fuck”, uma palavra neutra, que não designa um xingamento, e dois palavrões inventados.

Um deles era “fouch”, uma mistura de “fuck” com “ouch” (interjeição em inglês equivalente ao nosso “ai”). O outro pseudo-palavrão era “twizpipe” (esse era para distrair e provocar uma reação engraçada, mesmo).

Como era de se esperar, o bom e velho palavrão foi o mais bem sucedido nos testes. O “fuck” aumentou a tolerância à dor em 33%, ou seja, quanto tempo a pessoa consegue deixar a mão na água. Além disso, o palavrão também aumentou o limiar de dor em 32%, contado a partir do momento em que os participantes diziam que estavam com muita dor. As outras palavras não tiveram efeito significativo.

O estudo é inglês, mas os efeitos também valem para os brasileiros. O um equivalente tupiniquim honesto para o “fuck” seria algo como “porra” ou “caralho” (desculpe pelo vocabulário, caro leitor). A frequência com que se fala palavrão também influencia a percepção de dor: quem não costuma xingar percebem um aumento de tolerância a dor nesses testes, em comparação a quem tem a boca suja.

“Ainda não se sabe como os palavrões ganham esse poder. Já foi sugerido que os xingamentos são aprendidos na infância, e que a aversão a eles contribui para esses aspectos emocionalmente estimulantes”, escrevem os pesquisadores.

Basicamente, se alguém ensinar um palavrão para a criança mas tratá-lo como uma palavra normal, sem tabu, a palavra não vai provocar o mesmo efeito. É essa sensação de “proibido” que traz o alívio. “Isso sugere que a maneira e quando nós aprendemos os palavrões são importantes para determinar como eles funcionam”, dizem os cientistas.

Super Interessante

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. ELEITOR E CONTRIBUINTE disse:

    Muita hipocrisia junta !!!

  2. Antonio Turci disse:

    Cada vez mais as pessoas se distanciam dos princípios cristãos. No Evangelho de Matheus, 12:34 vemos que "a boca fala do que o coração está cheio". Palavrões remetem, sempre, a coisas ruins, sujas.

  3. JJ disse:

    Bolsonaro q os diga!!!!

  4. Faça o bem disse:

    MAS AUMENTA OS PECADOS, PREFIRO NÃO PEGAR.

Chuvas foram registradas em todas as regiões do RN no fim de maio e início deste mês de junho; veja boletim pluviométrico

Foto: Reprodução/Emparn

A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte(Emparn) destaca o boletim pluviométrico no período entre a manhã de sexta-feira(29 de maio) até 07h desta segunda-feira(01). Regiões Oeste e Agreste registraram municípios com volume de chuvas mais elevados. Confira.

OESTE POTIGUAR

Upanema(Prefeitura) 53,4
Baraúna(Emater) 46,6
Ipanguaçu(Emater) 45,4
Apodi(Prefeitura) 30,0
Rodolfo Fernandes(Prefeitura) 24,6
Serrinha Dos Pintos(Prefeitura) 24,6
Umarizal(Fazenda Camponesa(partic)) 24,0
Campo Grande(Particular 2) 23,0
São Rafael(Emater) 21,6
São Rafael(Particular Ii) 21,5
Jucurutu(Emater-pedra do Navio) 20,4
Itajá(Emater) 17,0
Alto Do Rodrigues(Diba/baixo Assu) 16,0
Rafael Godeiro(Emater) 15,0
Felipe Guerra(Prefeitura) 14,0
Martins(Particular) 13,2
Mossoró(Prefeitura) 11,8
Campo Grande(Particular) 9,7
Patú(Particular) 9,0
Lucrécia(Emater) 8,0
Sao Francisco Do Oeste(Prefeitura) 7,0
Janduís(Emater) 6,8
Caraubas(Particular) 6,6
Ipanguaçu(Base Fisica Da Emparn) 6,0
Riacho Da Cruz(Emater) 6,0
Severiano Melo(Prefeitura) 2,7
Olho D’agua Dos Borges(Particular) 1,5
João Dias(Emater) 0,8
Francisco Dantas(Emater) 0,2

CENTRAL POTIGUAR

Jardim Do Seridó(Emater/passagem) 15,4
Pedro Avelino(Base Fisica Da Emparn) 14,2
Currais Novos(Sec Meio Amb. Ex Cersel) 12,0
Parelhas(Emater) 9,2
Guamaré(Lagoa Doce) 7,9
São Bento Do Norte(Prefeitura) 4,5
Angicos(Prefeitura) 3,7
Lagoa Nova(Emater/st. Humaita) 3,2
Caicó(Emater) 3,0
Ouro Branco(Sindicato Trab.rurais) 3,0
Cerro Cora(Emater) 2,8
Macau(Posto Nosso Barco) 2,7
Florânia(Inemet) 2,2
Santana Do Matos(Emater) 1,2
São João Do Sabugi(Emater) 1,0
Timbaúba Dos Batistas(Prefeitura-fz. Timbauba) 1,0
Pedro Avelino(Particular) 0,6

AGRESTE POTIGUAR

João Câmara(Centro Saude) 38,2
Lagoa De Pedras(Prefeitura) 32,4
Santa Maria(Sind.trab.rurais) 11,0
Monte Das Gameleiras(Emater) 10,0
São Paulo Do Potengi(Emater) 6,5
Bento Fernandes(Riacho Dos Paus-part.) 5,6
Boa Saúde(Emater) 3,8
Monte Alegre(Emater) 1,0

LESTE POTIGUAR

Parnamirim(Base Fisica Da Emparn) 20,4
São Gonçalo Do Amarante(Base Fisica Da Emparn) 20,2
Extremoz(Emater) 15,5
Natal 12,0

FOTOS: Hospital de Campanha é entregue e intensifica combate à Covid-19 em Parnamirim

FOTOS: ASCOM – Ana Amaral e Ney Douglas

A Prefeitura de Parnamirim, através da Secretaria Municipal de Saúde (Sesad), entregou na manhã desta segunda-feira, (1) o Hospital de Campanha da cidade, um equipamento de extrema importância no enfrentamento ao novo coronavírus. A estrutura foi montada no Centro Especializado em Reabilitação (CER), no bairro Vida Nova, e conta com 44 leitos de internação, para dar apoio aos pacientes de COVID-19 com sintomas leves e moderados.

Presente na entrega do Hospital de Campanha, o prefeito Rosano Taveira falou de todos os esforços realizados pela administração, para a implantação da unidade de saúde e da importância do equipamento na cidade durante e pós pandemia.

“A crise é mundial, países de primeiro mundo sofreram bastante. Mas estamos nos esforçando para levar uma saúde de qualidade ao parnamirinense. A chegada do Hospital de Campanha é muito importante na batalha contra a Covid-19. Lembro que todos os equipamentos adquiridos continuarão na cidade quando a pandemia passar. Agradeço a todos os profissionais envolvidos nesta batalha. A união de todos é fundamental para superarmos esta situação”, disse.

De acordo com a Sesad, o Hospital de Campanha conta com uma equipe composta por médicos internistas, infectologistas, plantonistas e técnicos de enfermagem trabalhando em rodízio de 12 horas, e enfermeiros. Fisioterapeutas, funcionários de limpeza e duas secretárias também atuarão na unidade, além de profissionais de assistência social, psicologia, bioquímicos e recepcionistas.

“A equipe é composta por profissionais capacitados e acostumados a trabalhar com a situação de Covid-19. É um trabalho 24 horas que também vai contar com a soma do pessoal aprovado no processo seletivo. Além do esforço do pessoal da saúde, a conscientização da população é fundamental. Parnamirim precisa de união. Tratamos de vidas e qualquer um de nós pode precisar do serviço”, disse a secretária da Sesad Terezinha Rêgo.

A titular da pasta de saúde ainda exaltou a estrutura do Hospital de Campanha. “Poucos hospitais foram abertos no Brasil com uma organização parecida com a nossa. Um prédio novo, sem nada de infecção e com excelentes instalações físicas. Temos apoio diagnóstico, medicamentos, profissionais capacitados e rede de oxigênio”.

Dos 44 leitos disponibilizados, dois leitos de estabilização são exclusivos para pacientes graves. A função desses leitos é, justamente, manter o paciente estável, até que ele possa ser transferido com segurança para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O espaço é diferenciado dos demais, pois conta com respiradores e outros equipamentos avançados.

Entre os diversos departamentos, o Hospital de Campanha de Parnamirim conta com enfermarias, sala de estabilização, farmácias, banheiros masculino, feminino e infantil. Lara Figueiredo, diretora clínica, comentou sobre como funcionará os serviços e benefícios da unidade para a população:

“A abertura do Hospital de Campanha é um ganho espetacular para a saúde de Parnamirim. Os pacientes serão regulados através da UPA de Parnamirim, e são transferidos aqui para o hospital. É uma estrutura incrível! Pacientes que agravarem a situação clínica terão respiradores disponíveis, monitores e oxigenoterapia já adequada com a rede. Temos os equipamentos necessários para essa era de pandemia”.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Almir disse:

    Parabéns a Parnamirim, se 30% dos municípios tivesse um hospital deste, a situação do RN seria mais tranquila.

  2. Romy Christine Costa disse:

    Parabéns a equipe da competente e incansável Secretária de Saúde Municipal Terezinha Rêgo ! !!

  3. Antenado disse:

    Natal fez o seu hospital de campanha, Parnamirim e São Gonçalo. Por que o Estado não conseguiu fazer o seu, apesar de o dinheiro estar escutando a conversa ? Com a palavra os incompententes.

    • Almir disse:

      Com certeza seu Antenado, bastava mais uns 30 municípios com um hospital igual a este.