Reino Unido decreta lockdown por um mês após alta em novos casos de coronavírus

Foto: Reprodução/CNN

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou o segundo lockdown nacional depois que o Reino Unido alcançou 1 milhão de casos de Covid-19. Estabelecimentos comerciais não essenciais ficarão fechados durante um mês. Isso se aplica a serviços de lazer, entretenimento, além de bares e restaurantes — com exceção de entrega.

Mas, ao contrário do primeiro bloqueio, escolas e faculdades poderão permanecer abertas. A construção civil e as indústrias também continuarão em funcionamento. O lockdown entrará em vigor na quinta-feira (5) e se estenderá até 2 de dezembro.

A decisão de decretar o fechamento de lojas foi tomada depois de estudos sugerirem que o Reino Unido está a caminho de ter mais mortos na segunda onda da doença do que na primeira.

“Nenhum premiê responsável ficaria sem agir”, afirma Johnson, em entrevista coletiva. “Temos que ser humildes frente à natureza, o vírus está se espalhando mais rapidamente do que os modelos previam. A falta de macas obrigará médicos e enfermeiras escolher entre pacientes com e sem Covid, se não agirmos.”

No sábado, o Reino Unido registrou 21.915 novos casos confirmados de coronavírus, elevando o total para 1.011.660 desde o início da pandemia. Além disso, 326 pessoas morreram no prazo de 28 dias depois que o teste deu positivo.

“Não vamos voltar ao bloqueio total de março e abril, as medidas que descrevi são muito menos primitivas e menos restritivas. Embora, receio, a partir de quinta-feira a mensagem básica seja a mesma: fique em casa, proteja o NHS (serviços de saúde) e salve vidas”, afirmou Johnson. “O Natal vai ser diferente este ano, talvez muito diferente, mas é minha sincera esperança e convicção de que, tomando medidas difíceis, podemos permitir que famílias em todo o país estejam juntas.”

O Reino Unido é o nono país a atingir a marca de 1 milhão de casos – após os EUA, Índia, Brasil, Rússia, França, Espanha, Argentina e Colômbia.

“Há avanço virtualmente em todo o país. Temos cerca de 50.000 novos casos por dia, e esse número está aumentando”, afirma Chris Whitty, chefe-médico do governo.

“Se não fizermos nada, o resultado inevitável significará que esses números irão aumentar e, eventualmente, excederão o pico que vimos na primavera deste ano. Agora temos vários hospitais com mais pacientes internados com Covid do que tínhamos durante o pico da primavera”, afirma Whitty.

O diretor científico, Sir Patrick Vallance, diz que, se nada for feito, o pico acontecerá em seis semanas, ou seja, em dezembro.

CNN Brasil

Taxa de mortalidade para Covid-19 dobra a cada 8 anos de idade, mostra Imperial College


Imagem: Pixabay

Um relatório do Imperial College de Londres concluiu que a probabilidade de morte por Covid-19 dobra a cada oito anos de idade. A progressão, observada através de uma modelagem que calcula a taxa de óbitos pelo número de infectados pelo novo coronavírus, reforça a periculosidade do patógeno e a vulnerabilidade de idosos.

O levantamento, que incluiu o Brasil, indica também que a taxa de mortalidade entre os que contraíram o Sars-CoV-2 é maior em países mais desenvolvidos. Isso se deve, principalmente, à maior expectativa de vida nestas nações, pontuam os autores.

Em entrevista ao GLOBO, o autor principal do relatório, o epidemiologiista Nicholas Brazeau, afirma que o documento do Imperial College é a estimativa do índice de letalidade mais precisa publicada até o momento e sublinha que a progressão da letalidade reforça que a Covid-19 é uma doença bem mais alarmante do que outros vírus respiratórios.

O relatório avaliou 175 estudos e dez inquéritos sorológicos, privilegiando informações dos Ministérios da Saúde de cada país e de fontes credenciadas, como a Universidade Johns Hopkins (EUA), que compila notificações da Covid-19 em todo o mundo, para calcular a chamada taxa de morte por infecção. Segundo a universidade americana, já são quase 1,2 milhão de mortes pelo novo coronavírus em todo o mundo e 45,4 milhões de diagnósticos notificados oficialmente.

“Esses resultados confirmam que esse é um vírus perigoso com uma taxa de mortalidade muito maior do que, por exemplo, gripes sazonais”, afirma Nicholas Brazeau. “Embora a letalidade pela Covid-19 seja principalmente carregada pelos idosos, nós não vivemos em asilos. Precisamos que pessoas mais jovens, apesar de seu risco absoluto ser menor, façam sua parte e ajudem a proteger os grupos mais vulneráveis”.

A letalidade varia de 0,01% para crianças de 5 a 9 anos, por exemplo, para 16,1% em idosos com mais de 90 anos. Ainda assim, o pesquisador ressalta que os índices são preocupantes inclusive na meia idade, onde um a cada 260 pacientes da Covid-19 acaba morrendo. Os pesquisadores esperam que o modelo sirva como base para o desenho de políticas públicas e estudos científicos.

Ferramenta para antecipar cenários

O cientista lembra que a taxa de letalidade é um dado chave para os modelos de doenças infecciosas, que ajudam a antecipar cenários e apontar os melhores caminhos para políticas de saúde, tratamentos e diretrizes para o desenvolvimento de vacinas contra a Covid-19.

“Nós construímos um modelo muito simples para identificar os vieses nas estatísticas”, explica Brazeau. “O que nos surpreendeu muito no nosso trabalho é a variação da taxa de letalidade em diferentes categorias [como pela divisão geográfica]. Junto com a definição das melhores estimativas de letalidade por faixa etária, esperamos que isso seja levado em conta no desenvolvimento de regras específicas para cada país.”

Concentrados na primeira onda da doença na Europa, os cientistas criaram modelos matemáticos para estimar o índice com a chamada sororeversão, um cálculo que estima a real quantidade de infectados a partir das fontes utilizadas pelo relatório baseadas em testes sorológicos, que medem anticorpos, células de defesa que tendem a decair em até quatro meses em pacientes curados da doença, conforme demonstrou outro estudo do Imperial College divulgado nesta semana.

Na prática, a metodologia estimou o número de pacientes que deixaram de ser detectados por estes testes, que costumam ter uma sensibilidade abaixo da ideal para captar quantidades pequenas de anticorpos, de modo a evitar que a taxa de letalidade fosse superestimada. Ignorados os casos revelados pela sororeversão, a proporção de casos seria menor, enquanto os óbitos, menos suscetíveis à subnotificação e sem relação com avaliações sorológicas, se manteriam estáveis.

O Brasil se destacou no levantamento por manter a chamada taxa de ataque, proporção da população de risco exposta à doença em um período de tempo, constantes durante o período avaliado, em junho, o que parece apontar para uma dinâmica própria de distanciamento em relação aos países desenvolvidos, mas o panorama exigiria estudos mais aprofundados.

A epidemia brasileira, continua o pesquisador, tem particularidades que a diferem do quadro europeu, como a dimensão territorial e particularidades regionais. Como exemplo, Brazeau cita o “fardo” sustentado por Manaus e outras regiões na Amazônia, que registraram oficialmente um índice altíssimo de letalidade e de transmissão da doença em comparação com outros países.

“As razões são incertas, mas é possível que a taxa de ataque constante seja atribuída a diferentes padrões de dinâmicas e interações sociais com os idosos em comparação com os países europeus. Isso pode refletir, especificamente, um contato uniforme ou similar entre faixas etárias diferentes, enquanto algumas evidências sugerem que os mais velhos tiveram menos contatos, ou foram protegidos, em certas nações da Europa”, explica Brazeau.

Na média de letalidade, o país registrou um índice de 0,99% em junho, próximo da Espanha (1,14%) e da Inglaterra (1,18%), mas mais distante da Itália, com 2,5%.

Obesidade como fator

No entanto, o trabalho, vinculado ao Centro para Análises de Doenças Infecciosas Globais MRC do Imperial College, que colabora com a Organização Mundial da Saúde (OMS), se atém ao recorte da idade. Os autores ponderam que não foram levados em conta aspectos que podem contribuir para maiores índices de letalidade em países menos desenvolvidos.

“Comorbidades como obesidade e diabetes (ficaram de fora) porque não há dados amplamente disponíveis. Já há evidências sólidas de que a obesidade, em particular, pode aumentar dramaticamente o risco de morte pela Covid-19. Como resultado, países pobres e em desenvolvimento sofrem epidemias de obesidade e outras doenças recorrentes podem não estar tão ‘protegidos’ pela letalidade menor em jovens como prevê nosso modelo”, alerta o pesquisador do Imperial College.

Indagado sobre a pertinência do modelo em meio à segunda onda na Europa, que já provoca a retomada de medidas restritivas no continente, Brazeau pondera que a situação deverá ser acompanhada de perto.

Governos e especialistas têm debatido publicamente se os índices mais baixos de letalidade observados no novo quadro epidêmico não são, na realidade, reflexo de um alto índice de subnotificação quando o coronavírus se disseminou pela Europa no início do primeiro semestre. Àquela altura, pouco se sabia, por exemplo, sobre o papel da transmissão aérea do patógeno.

O epidemiologista ressalta que, embora a evolução no conhecimento sobre a doença e dos métodos de tratamento intensivo tenham reduzido o número de mortes na maior parte dos países europeus, em contraste com o recorde de notificações de casos, ele avalia que a situação pode evoluir rapidamente.

“Será importante acompanhar essas mudanças enquanto entramos na ‘segunda onda’ ou na continuação da “primeira onda”. No entanto, se, de um lado o tratamento médico está melhor agora em relação ao início da pandemia, a escalada no número de casos e o risco de saturação dos hospitais é preocupante”, alerta.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Raimundo disse:

    O mesmo instituto que falou q matéria 180 milhões até setembro

Dois dias após ataque terrorista em Nice, padre é baleado em Lyon, na França

Imagem: Reprodução de vídeo nas redes sociais/REUTERS

Um padre ortodoxo de nacionalidade grega foi baleado com uma espingarda neste sábado (31) em Lyon, cidade no sudoeste da França, por volta das 16h no horário local (12h em Brasília). O suposto autor dos disparos fugiu. O crime acontece apenas dois dias após um ataque terrorista em uma igreja no sul do país, quando um homem matou três pessoas, eles elas uma brasileira.

Segundo fontes próximas da investigação, o padre foi atacado quando se preparava para fechar a igreja e seu estado de saúde é grave. O tiro teria sido dado dentro do templo, mas não havia culto no momento do ataque. O religioso de 52 anos foi atingido por dois disparos. A arma não foi encontrada e, segundo as primeiras informações, o autor teria fugido.

O prefeito de Lyon, Grégory Doucet, foi imediatamente para o local. Em Paris, o ministro do Interior, Gérald Darmanin, acionou uma célula de crise.

“Vocês podem contar com a inteira determinação do governo para permitir que cada um possa praticar seu culto em segurança e liberdade. Nossa vontade é forte e nossa determinação não se enfraquecerá. É a honra da França, é a honra da República”, reagiu o primeiro-ministro, Jean Castex.

Se os membros do governo reagiram tão rapidamente, antes mesmo da polícia se exprimir, é porque o ataque de Lyon ocorre apenas dois dias após o atentado na Basílica de Notre-Dame de Nice, onde um jovem jihadista armado com uma faca assassinou três pessoas, entre eles a brasileira Simone Barreto Silva.

Após o ataque em Nice na quinta-feira (29), as autoridades elevaram o alerta antiterrorista ao nível máximo e aumentaram de 3 mil para 7 mil o número de soldados destacados no país para proteger escolas e lugares de culto.

No entanto, o governo permitiu que os locais de culto ficassem abertos até segunda-feira (2) para celebrar o Dia de Todos os Santos, antes de fecharem as portas mais uma vez devido ao novo confinamento para conter a Covid-19.

UOL com informações da AFP

Pazuello seguirá internado em hospital pelo menos até amanhã

Imagem: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

O ministro da saúde, general Eduardo Pazuello, deve permanecer internado pelo menos até amanhã no hospital DF Star, em Brasília, informou o Ministério da Saúde neste sábado (31). Segundo a pasta, ele está bem, com quadro de saúde estável, e em processo de hidratação.

Pauzello teve o teste positivo para coronavírus confirmado no último dia 21. Desde que a doença foi confirmada, ele permaneceu no hotel que mora em Brasília e não registrou compromissos oficiais. Na noite de ontem o ministro foi internado no hospital para um processo de “hidratação”.

“Pazuello encontra-se bem, com quadro de saúde estável, e em processo de hidratação. Não houve necessidade de medidas de suporte como suplementação de oxigênio. O ministro deve permanecer no hospital até amanhã, para nova avaliação”, informou o Ministério da Saúde.

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Boi 🐂 Tungado disse:

    Se eu fosse esse milico, caia fora dessa barca furada de ministério.
    Acho que o miliciano pensa em transformar o ministério da saúde e economia…
    🤡🐄🐂💉

  2. Cabo Silva disse:

    Ozonio!!!!

Fuga de dólares afunda economia argentina, e já faltam alimentos nos mercados


Foto: REUTERS/Agustin Marcarian

A fuga de capital estrangeiro e as medidas do governo para conter a escassez de dólares pressionam a já combalida economia da Argentina, em meio ao prolongamento das medidas de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus nas províncias do interior.

O país já perdeu US$ 4 bilhões em reservas internacionais desde o início do ano – que somam hoje US$ 40 bilhões –, segundo dados do Banco Central argentino (BCRA, na sigla em espanhol). O cenário, agravado por duas recessões seguidas em 2018 e 2019, já impacta no cotidiano da população.

Faltam alimentos e itens básicos nos supermercados de Buenos Aires e arredores. Para analistas, as prateleiras vazias são reflexo das recentes políticas de controle cambial adotadas pelo presidente Alberto Fernández na tentativa de estancar a sangria de dólares do país. Medidas para dificultar o acesso dos portenhos à moeda norte-americana já eram adotadas na gestão do liberal Mauricio Macri, mas foram endurecidas pela atual gestão da Casa Rosada, que tem Cristina Kirchner como vice-presidente.

Em setembro, a autoridade monetária anunciou a criação de um novo imposto de 35% sobre gastos no cartão de crédito na moeda internacional. As compras no cartão também foram limitadas a US$ 200, o mesmo valor imposto por Macri para a compra individual. As novas medidas perdurarão até 31 de dezembro.

Em um país onde historicamente a população usa o dólar como reserva financeira, a restrição empurrou os argentinos para o mercado de câmbio paralelo, causando ainda mais distorções entre a cotação oficial e a extra-oficial, conhecida como dólar blue. Na sexta-feira, 30, as casas de câmbio oficiais negociavam o dólar a 77 pesos, enquanto no mercado clandestino a moeda era vendida a 168 pesos, diferença de 118%.

Segundo Daniel Marx, ex-vice-ministro da Economia da Argentina, as medidas escancaram os reflexos negativos da distorção cambial no dia a dia da população. “As pessoas compram moedas internacionais como forma de se protegerem, mas, no fim, isso gera mais problemas. Há desconfiança com os preços dos produtos, já que não se sabe exatamente como precificar algo diante das taxas cambiais”, afirma.

O descompasso do câmbio gera ondas que atingem diferentes pontos do cenário macroeconômico. A importação e venda de produtos é um das mais latentes e com impactos imediatos na população. Pressionados pela falta de dólares, empresas, fornecedores e outros membros da cadeia não conseguem trazer de fora insumos básicos, dificultando a reposição nas prateleiras dos supermercados.

“Embora a Argentina seja um grande produtor de grãos e carne, outras coisas precisam ser importadas”, diz Fernando Ribeiro Leite, professor de economia do Insper. A mesma análise é feita por Marx, que acrescenta ainda as dificuldades impostas pelas medidas de contenção da Covid-19. “Alguns produtos sofrem com a logística por causa da pandemia, como os importados. Também há produtores que preferem não vender por causa das incertezas. Em algumas situações, é melhor manter o estoque do que vender e não conseguir repor.”

O cenários difuso e a falta de segurança repelem os investidores internacionais do país, agravando ainda mais o quadro recessivo. Segundo dados da agência oficial de estatísticas do país, o Produto Interno Bruto (PIB) despencou 16,2% no segundo trimestre do ano. O índice do desemprego disparou 13,1% no mesmo período — o maior em 16 anos —, enquanto a inflação bateu 36,6% nos últimos 12 meses encerrados em setembro.

O acúmulo de resultados negativos fez o índice de pobreza do país disparar para 40,9% no primeiro semestre, também o pior índice desde 2004, quando o país ainda vivia a ressaca da recessão histórica de 2001. Além da herança de anos de desequilibro nas contas, parte deste quadro econômico foi agravado com a paralisação de setores do comércio e da indústria em meio às medidas de isolamento social.

Na semana passada, o presidente Fernández anunciou nova prorrogação do lockdown para 8 de novembro. O país vive uma escalada da disseminação do vírus e ultrapassou a barreira de 1 milhão de infectados, com mais de 30 mil óbitos. Segundo Marx, o peso da doença afundou algo que já vinha sofrendo para alcançar fôlego. “Antes da pandemia, a economia argentina já passava por tempos difíceis, com anos de recessão e inflação alta. Quando o coronavírus chegou, as coisas ficaram muito piores. Para este ano, a previsão é queda de 12% do PIB e permanência da inflação alta.”

Jovem Pan

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cesar Bomone disse:

    Argentina no triste caminho da Venezuela.
    OBRIGADO PRESIDENTE BOLSONARO por ter nos salvo desse triste destino.

  2. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Se não fosse a gorda reserva cambial deixada pwlo governo PT estávamos lascados.

  3. Neco disse:

    Vão fundo, boludos. Aprofundem as estatizaçoes e nacionalizações. Entreguem essas empresas e fazendas para expropriadas para partidiários sendentos de 'justiça social'. Questão de reparar 'injustiças históricas'. Congelem preços e contratos. Proibam demissões e desepejos. Tabele o câmbio. Bote partidários armados pra fiscalizar esses capitalistas malvados que não querem pobre consumindo. Parece plano de governo de Manuela Dávila, né? É chavissmo na sjua melhor tradução. Quando chegarem os efeitos, culpe os americanos, o neoliberalismos, azelites, o capitalismo por tudo.

  4. Boi 🐂 Tungado disse:

    Só lembrando que a Jovem Pan é tão tendencioso, quanto alguns blogs de direita espalhados pelo país, para agradar a gadolândia 🐄

  5. Boi 🐂 Fofoqueiro disse:

    Já já é aqui.
    Política neoliberal do paulo jegues e do bozo 🤡, dólar batendo R$ 6,00, salário mínimo virou pó.

  6. Cabo Silva disse:

    Não falta muito pra entenderem que política econômica errada tanto faz ser canhota ou destra, os resultados são os mesmos.

  7. Lopim disse:

    O PT tá bem ali, desejando somente o pior!

  8. Walternani disse:

    Quatro anos de Macri, o pessoal ainda fica nessa de culpa da esquerda… O governo liberal só afundou mais a nação.

    • Neco disse:

      Diga que medidas liberais foram implementadas por Macri. Privatizações? Desregulamentações? Cortes de gastos? Sério mesmo.

    • Neco disse:

      O pecado de Macri foi a lentidão (grande parte atribuída ao congresso peronista) em consertar a desgraça deixada pela Cretina.

  9. Armando disse:

    Maria fofoqueira, se o poste tivesse ganho hoje estaríamos de braços dados com a Argentina e Venezuela.

  10. Joaquim disse:

    Esquerda no poder

    • Neco disse:

      Todo o receituário da esquerda produzindo as suas consequências naturais.

  11. Carlos Brasileiro disse:

    Enquanto o comunismo e o socialismo estiverem fora o Brasil vai bem sim, senhor.

    • O Carro do Chocolate disse:

      Dê uma pesquisada no preço dos itens da cesta básica quando tiver um pouco de tempo.

    • Neco disse:

      Não há escassez. Há um episódico choque de preços sobre alguns itens da cesta básica.
      Não força.

  12. Maria Fofoca disse:

    Ñ estamos muito distantes disso ñ!!!

    • Paulo disse:

      Falou a seguidora de Maduro e Lula tentando negar a influência do comunismo…
      Enquanto isso, vários esquerdistas pedem ao mundo para boicotar o Brasil.
      Paulo Coelho é um deles.
      Esquerda é atraso.
      Não vi o papa chamar o presidente argentino de genocida…
      Estranho…

    • Neco disse:

      Só se for na sua visão alucinada da realidade.

Varejistas ganham precedente no Carf para ter direitos a créditos de PIS e Cofins sobre propaganda

A Lojas Insinuante, atual Ricardo Eletro, conseguiu decisão definitiva no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) para ter direitos a créditos de PIS e Cofins sobre propaganda. O julgamento é de janeiro deste ano, mas somente agora a decisão transitou em julgado. Trata-se do primeiro precedente consolidado para empresas do comércio varejista.

A decisão a favor da Ricardo Eletro mantém a redução de um auto de infração de R$ 258 milhões para R$ 125 milhões. A empresa foi autuada pela Receita Federal por receber de seus fornecedores a chamada verba de propaganda cooperada (VPC), usada para incentivar as vendas de produtos por meio da contratação de agências de publicidade. A fiscalização considerou tratar-se de uma atividade de prestação de serviços sobre a qual incidiria 9,25% de PIS e Cofins.

Em janeiro, a maioria dos conselheiros da 2ª Turma da 3ª Câmara da 3ª Seção do Carf decidiu manter a tributação sobre a receita, mas concedeu o direito aos créditos das contribuições, por considerá-las essenciais à atividade de prestação de serviços (processo nº 10540. 721182/2016-78). O Carf manteve decisão anterior da 1ª Turma da Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento (DRJ) de Juiz de Fora (MG). A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) não apresentou recurso à Câmara Superior do conselho.

A discussão surgiu após julgamento do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de 2018, em recurso repetitivo (REsp 1221.170). De acordo com a decisão, deve ser considerado insumo e, portanto, apto a gerar crédito, tudo que for imprescindível para o desenvolvimento da atividade econômica. A análise deve ser feita caso a caso, por depender de provas.

O advogado que assessora a Ricardo Eletro, Rafael Fabiano, sócio do Leonardo Naves Direito de Negócios, alegou que os valores recebidos para pagar a propaganda devem ser considerados insumos por serem essenciais. E como são incluídos na base de cálculo do PIS e da Cofins devem gerar direito a créditos. “O que vai definir se o consumidor vai comprar na Ricardo Eletro ou em outra loja é a propaganda”, diz.

A Receita Federal, contudo, normalmente, considera que somente indústrias e prestadoras de serviços têm direito a créditos das contribuições sociais sobre insumos utilizados na produção.

Para Fabiano, o Carf interpretou corretamente o acórdão do STJ ao relativizar a suposta restrição ao comércio. “A consolidação desse precedente reforçará, sem dúvida, a discussão envolvendo créditos de PIS e Cofins inerente a diversas outras despesas essenciais, como as taxas pagas às administradoras pelas vendas realizadas por meio de cartões de crédito e débito”, afirma.

O Carf concedeu no ano passado decisões favoráveis à Visa (processo nº 19515.721360/2017-23) e à Natura (nº 19311.720352/2014-11) para créditos de PIS e Cofins decorrentes de propaganda. Em ambos os casos, os julgadores consideraram que tais serviços, para a promoção das marcas, são “essenciais e relevantes”.

Segundo o advogado Rafael Nichele, sócio da banca que leva seu nome, tanto no caso da Natura quanto da Visa havia em alguns dos seus CNPJs a menção a atividades de propaganda e publicidade. Já no caso da Ricardo Eletro, acrescenta, o que houve é que o Carf manteve a exigência de PIS e Cofins sobre essa receita considerada de prestação de serviços, mas assegurando os créditos.

Nichele afirma que a discussão sobre a essencialidade de verbas com publicidade no varejo, bem como a das taxas de cartão de crédito, poderá ser aprofundada em julgamento pendente no Superior Tribunal de Justiça (REsp 1642014/RS).

Procurada pelo Valor, a PGFN informou que a discussão no processo do grupo Ricardo Eletro é diferente de casos como Visa e Natura. “No caso da Insinuante, o creditamento já havia sido deferido pela DRJ/RFB, considerando que as receitas de publicidade e propaganda também foram incluídas na base de cálculo do PIS/Cofins”, diz. Acrescenta que o processo chegou ao Carf em recurso de ofício, que foi improvido pela turma. “Em face dessa peculiaridade do caso concreto, não havia paradigma para a interposição do recurso especial de divergência.”

Valor

Hotelaria de Natal e Pipa esperam uma ocupação de 84% para o feriadão de 02 de novembro


Foto: reprodução

Os dados são da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH-RN), no levantamento com seus associados, que esperam uma ocupação hoteleira de 81% em Natal, capital potiguar, e de 87% em Pipa/Tibau do Sul, segundo maior destino turístico do estado. No Rio Grande do Norte já contamos com a reabertura de quase 100% dos estabelecimentos turísticos, incluindo restaurantes, bares e receptivos, e a previsão levou em conta o final de semana que começa na sexta-feira (30/10) ao dia 02 de novembro, feriado de dia de Finados.

Observando também que, com as linhas aéreas ainda em retomada lenta de suas malhas habituais, a maior parte do público vem de áreas próximas, de estados vizinhos ou até mesmo da Grande Natal e interiores, os turistas aproveitam as curtas distâncias do nordeste e o acesso rodoviário para investir em tempo de lazer pela própria região.

“A ocupação alta é sempre esperada em feriadões, e nesse processo de retomada pós pandemia temos tido uma constante ocupação satisfatória nos feriados prolongados. Mas o que mais preocupa o setor são as malhas aéreas que ainda não retomaram suas atividades, tendo em vista que o estado apresenta uma oferta muito grande de

leitos, especialmente em Natal, e por isso é preciso que a gente atinja o público nacional. Precisamos de um esforço conjunto no sentido de buscar fazer com que as aéreas aumentem as disponibilidades de aviões para o nosso destino, para que comecemos a ter aquela ocupação mais constante durante a semana também, e não apenas nos finais de semana e feriados.”, comentou o presidente da ABIH-RN, José Odécio Jr.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Luciana Morais Gama disse:

    Tirando a hotelaria, a gastronomia e as praias, Natal não tem atrativo de nada. Ou seja só a natureza e a classe empresarial que colocam Natal pra frente. Já a parte do poder público é zero!

Vacinas na fase 3 correm poucos riscos de terem pesquisas suspensas, diz coordenador da Conep

Foto: Paul Biris/Getty Images

Jorge Venancio, coordenador da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), afirmou à CNN que as quatro vacinas em fase 3 de testes no Brasil correm poucos riscos de terem as pesquisas suspensas. Segundo ele, se não ocorrer nenhum evento adverso nos voluntários, é provável que todos os imunizantes em fase final de testes sejam aprovados no país.

“Recentemente, tivemos um artigo na revista Lancet falando que a taxa de sucesso nas pesquisas de fase 3 de vacinas está em torno de 10% a 12%. Ou seja, a cada 8 ou 10 pesquisas, uma dá certo. Então, não temos garantia nenhuma de que todas serão bem sucedidas, embora os resultados preliminares da fase 1 e 2 tenham sido positivos”, disse em entrevista neste sábado (31).

Venancio lembrou que sempre que ocorre reação inesperada em voluntário participante de testes de vacina, a pesquisa é suspensa para que os dados sejam avaliados novamente.

“[Quando isso acontece], geralmente a atitude do comitê independente de cada vacina é interromper a pesquisa para analisar com bastante cuidado aquele caso”, diz o coordenador. “Eles fazem exames para identificar se o que ocorreu com o participante tem a ver com a vacina. (…)  A fase 3 é para isso, identificar se há problemas de segurança para quem toma vacina ou não.”

A CoronaVac, desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac Biotech e imunizante da AstraZeneca e Universidade de Oxford são exemplos de vacinas que estão na Fase 3 dos testes.

Testes não terminam na Fase 3

A velocidade com que as vacinas estão progredindo é incomparável na história, mas especialistas advertem que ainda há um longo caminho até uma vacina segura e eficaz.

Embora ensaios clínicos possam mostrar que uma vacina é segura e eficaz entre dezenas de milhares e até centenas de milhares de pessoas, não é viável que estes ensaios cubram todos os possíveis efeitos colaterais entre certas pessoas ou após um longo período de tempo. Mesmo após o lançamento de uma vacina, é fundamental monitorar a segurança e a eficácia.

Com informações de CNN Brasil e DW

Mega-Sena pode pagar hoje prêmio de R$ 52 milhões


Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O concurso 2314 da Mega-Sena pagará neste sábado (31) um prêmio estimado em R$ 52 milhões a quem acertar as seis dezenas.

As dezenas serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país ou pela internet. A cartela, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

A Mega-Sena paga milhões para o acertador dos seis números sorteados. Ainda é possível ganhar prêmios ao acertar 4 ou 5 números dentre os 60 disponíveis no volante de apostas.

Para realizar o sonho de ser o próximo milionário, o apostador deve marcar de 6 a 15 números do volante, podendo deixar que o sistema escolha os números (Surpresinha) e/ou concorrer com a mesma aposta por 2, 4 ou 8 concursos consecutivos (Teimosinha). As informações são do site da Caixa.

Agência Brasil

UFRN registra dois fortes tremores no Atlântico

Imagem: Divulgação/Labsis-UFRN

O Laboratório de Sismologia da UFRN (Labsis) registrou dois novos tremores no Atlântico, na região chamada de dorsal meso-oceânica. Os eventos sísmicos ocorreram nos dias 27 e ontem (30), sendo o primeiro de magnitude 4.6 e o segundo de 5.9.

O epicentro do primeiro tremor, de 4.6 foi localizado a aproximadamente 1.925 km de Natal. Já o segundo, de 5.9, teve seu epicentro registrado 1.668 km de Fortaleza, capital do Ceará.

Esses eventos foram registrados por diversas estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR)  operadas pelo LabSis/UFRN.

O mapa da localização epicentral dos eventos está mostrado na figura em destaque. A estrela amarela está representando o epicentro do evento do dia 27/10. A estrela vermelha mostra o epicentro do evento do dia 30/10. O triângulo vermelho indica a localização da estação de Riachuelo (RCBR).

Portal Grande Ponto

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Santos disse:

    Qdo se extrai petróleo e gás natural que está no subsolo sob pressão, fica um espaço vazio, neh vdd?
    Essas catástrofes, ditas naturais, não sera a acomodação em virtude do vazio deixado pela exploração?

  2. Boi 🐂 Açoitado disse:

    Natureza está ensaiando uma resposta a altura, aguardem.

Paulinho alerta população para fake news na eleição em São Gonçalo; gestor diz que está acionando a justiça

O prefeito de São Gonçalo do Amarante/RN e candidato à reeleição, Paulinho Emídio (PROS), usou o Twitter, nesta quinta-feira (29), para alertar a população sobre notícias falsas nas redes sociais durante  o processo eleitoral.

Segundo o gestor, os seus opositores estão disparando fake news em atitude de desespero após resultados das últimas pesquisas de intenção de voto no município. Sua assessoria jurídica já acionou a Justiça.

Paulinho ainda disse que sua campanha seguirá propositiva, prestando contas das ações realizadas e  levando as propostas para dar prosseguimento aos avanços conquistados nos últimos 12 anos.

Confira a série de tuíte:

Imagem: reprodução/Twitter

RN registra 02 óbitos e 97 novos casos de Covid nas últimas 24 horas

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus neste sábado (31). Os casos confirmados somam 81.176. São 97 casos mais em comparação com o boletim dessa sexta-feira (30), quando eram 81.079.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 2.577 no total. Dois óbitos nas últimas 24 horas. Em investigação estão 361 mortes.

Casos suspeitos somam 33.666 e descartados (191.776). Recuperados são 45.546.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Faça o bem disse:

    Óbitos em investigações devulgados ontem era 350, hoje são 361, ou seja: de ontem para hoje morreram 2+11=13 mortes. Não façam isso com a população, deixem de maquiagem com os óbitos ocorridos devido ao covid 19. Parem com isso e devulguem a verdade,POR FAVOR😷

  2. Pereira disse:

    Espero que essas autoridades estejam falando a verdade quanto aos novos casos de Infectados, pois basta vê na cidade de Afonso Bezerra, onde Ninguém Obdece o ISOLAMENTO e Distânciamento Social, bem como o Uso Obrigatório de Máscaras, e nenhuma autoridade toma providências. Alô Ministério Público, Polícias Civil e Militar. Vamos ter Atitude e combater esses CRIMES contra a Vida

Geraldo Melo confirma que está com câncer de pulmão

Foto: reprodução

O ex-senador Geraldo Melo confirmou neste sábado (31), no programa Politicando da Rádio Cidade – 94FM – que está com câncer de pulmão. Disse que se sente bem e que realizará o tratamento em Brasília.

Ao ex-senador, desejamos êxito no combate à doença e retorno o mais breve possível e com saúde.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Júnior Augusto disse:

    Marcos, e a Fátima/Antenor vamos agradecer o que? Agradecer o desvio dos Cinco Milhões de Reais via Consórcio do Nordeste; agradecer a incompetência no trato do Covid, agradecer a contratação das ambulâncias que está permeada de dúvidas no que conserne a moralidade,agradecer a instituição da mentira e manipulação da verdade como política de Governo. Só defende esses que hoje nós desgovernam quem tem compromisso com a desonra e a imoralidade, o que hoje não falta no pobre e desasistido Rio Grande do Norte.

  2. Carlos Soares disse:

    Que Deus lhe dê a saúde pq vc é merecedor de tudo de bom, estarei sempre rezando pela sua saúde, nunca esquecerei o bem quem o melhor Governador do RN fez pelo povo pobre do RN. Que Deus lhe abençoe Governador Geraldo Melo. Sopra um vento forte no RN … Que coisa linda

  3. João Macena disse:

    Desejo saúde e vida longa, ao ex governador e ex senador Geraldo Melo. João Macena.

  4. Júnior Augusto disse:

    Segundo o comentário de João, o RN está bem hoje, desgovernado com Fátima/Antenor e tendo no Senado Stiverson, Zenaide e Jean Paul, na Câmara Federal Temos os ineficientes Natália e Rafael Mota, estamos regredindo 40 anos em 4, nunca estivemos tão pessimamente representados, todos esses são adoradores do ladrão dos nove dedos, só não vê quem tem o rabo preso com a ineficiência e a corrupção. Vida longa a Geraldo Melo, a José Agripino e a Garibaldi Alves.

    • Marcos disse:

      Vamos agradecer a Garibalde, Agripino, aos Maias entre outros que tornaram o RN de uma potência ao fracasso. O Ceará era menos desenvolvido, passou o nosso estado,a Paraiba também. Vamos agradecer a Henrique e sua família pelo belo aeroporto, bem localizado, central, com vias iluminadas e com o HUB que trouxe inúmeros empregos. Parabéns aos mentores do desenvolvimento.

  5. Fátima disse:

    Desejo a Geraldo melo recuperação e retorno de seu tratamento um forte abraço Deus ao seu lado

  6. Aluizio disse:

    Torço q ele recupere sua saúde , quem já teve como senadores , Geraldo , Garibalde, e Zé Agripino, hoje temos styvenson, Zenaide e Jean, tamos lascado no nosso em em véi de guerra

  7. Cidadão Indignado disse:

    Como obrigação humana desejo recuperação, em que pese ter sido o PIOR governador para a educação do RN. Ele sabe disso. Os maus também envelhecem e adoecem, não esqueçam disso.

  8. Júnior Augusto disse:

    Saúde e pronto restabelecimento ao grande homem público que é Geraldo, hoje ouvi o programa da 94 FM, em homenagem ao Senador José Agripino e com patircipaca direta de Geraldo e de Garibaldi falando de casa, o que ficou patente é que o RN abdicando da experiência dos três anda a passos largos para trás, trocamos gestores consagrados por uma analfabeta útil ao que de pior existe na política que é Fátima Bezerra (PT) e Antenor Roberto (PCdoB), ambos adoradores do condenado Lula. O RN, com essa corja nós desgovernando vai regridir 40 anos em 4 anos de desgoverno e corrupção.

    • Joao disse:

      Não fale besteira! Esses três foram tudo na politica governaram o nosso estado foram senadores e nunca fizeram nada de bom pelo RN. Pelo contrario envolvidos em coisas erradas e hj o RN é o pior estado do Brasil. Desejo ótima recuperação a Geraldo Melo.

  9. ELEITOR disse:

    Desejamos sua pronta recuperação !

Adeus, Spider: Anderson Silva se despede do octógono no UFC Vegas 12

Foto: Getty Images/Handout/Handout

Anderson Silva com certeza é um nome que nunca será esquecido no mundo das lutas. O brasileiro ajudou a alavancar as Mixed Martial Arts (MMA) no Brasil, no mundo e é um dos responsáveis pela ascensão meteórica do UFC. Neste sábado (31/10), o brasileiro luta pela última vez na organização no UFC Vegas 12, enfrentando o jamaicano Uriah Hall.

Anderson Silva pode ser considerado o maior lutador da história do UFC. O brasileiro foi um dos alicerces para que a organização se tornasse o principal evento de lutas do mundo. Silva foi o detentor do cinturão na categoria dos médios no período de 2006 a 2013, sendo destronado pelo norte-americano Chris Weidman.

Em 14 anos de carreira, Spider fez 24 lutas, vencendo 17 delas, sendo 11 por nocaute. Mas ele diz que a despedida do UFC será apenas um até breve. O brasileiro se despede da organização, mas acha que ainda tem lenha para queimar e não descarta seguir lutando.

O brasileiro detém o recorde da maior sequência de triunfos na organização: foram 16 vitórias consecutivas entre 2006 e 2012. Anderson também é o segundo atleta com mais defesas de cinturão no evento, com 10 lutas principais.

Já veterano, Anderson não vem de um bom momento no UFC. O brasileiro vem de derrotas para Israel Adesanya e Jared Cannonier em 2019. E a parada deste sábado não será nada mole para o Spider.

Silva enfrenta Uriah Hall. O jamaicano recebeu o apelido de “Homem Ambulância”, pela forma como vencia suas lutas, com nocautes violentos em seus adversários. Hall foi derrotado por Paulo Borrachinha em 2018, mas venceu seus dois últimos confrontos, o último contra o brasileiro Antônio “Cara de Sapato”.

Irreverente e provocativo, suas marcas registradas, o brasileiro protagonizou um momento curioso na pesagem do evento, em Las Vegas, nesta sexta-feira (30/10). Silva deixou Hall e Dana White, presidente do UFC, esperando no palco para ir ao banheiro.

Metrópoles

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Bitola disse:

    Açoita Anderson, solta a munheca mô fii

Homem joga panela de comida quente em companheira, faz ameaça de morte e é preso no interior do RN

Foto: Cleto Filho/Polícia Civil

Um homem de 62 anos foi preso em Alexandria, no Alto Oeste Potiguar, após jogar uma panela de comida quente na companheira, de 35 anos, e ainda ir até o hospital onde a vítima estava cuidando das queimaduras para ameaçá-la de morte. O caso aconteceu nesta sexta-feira (30).

Segundo a Polícia Civil, o homem deve responder pelos crimes de lesão corporal grave e ameaça. De acordo com o delegado Regional de Alexandria, Célio Fonseca, o homem jogou uma panela de baião de dois, borbulhando, contra a mulher na noite do dia 28 e dois dias depois foi até o hospital e ameaçou de morte a companheira e a filha dela caso o denunciassem.

Informada sobre o caso, a Polícia Militar foi até a casa do homem no sítio Maniçoba, zona rural de Alexandria e efetuou a prisão em flagrante.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Cidadão Indignado disse:

    Até quando esses vagabundos e canalhas irão continuar agredindo as mulheres! Cadeia nessa cambada de LIXO HUMANO!

Internações por covid-19 atingem níveis recordes em 14 países europeus

Elisabeth Aardema/Shutterstock

Pelo menos 14 países europeus atingiram números recordes de hospitalizações de pacientes com o novo coronavírus esta semana, em um momento em que a segunda onda do vírus está tomando o velho continente, segundo dados oficiais compilados pela AFP.

Polônia (14.631), República Tcheca (6.604) e Bélgica (5.924) são os países com a maior porcentagem de leitos hospitalares ocupados por pacientes com covid-19.

Também estão na lista dos mais afetados Hungria, Bulgária, Portugal, Áustria, Eslováquia, Croácia, Eslovênia, Albânia, Letônia, Islândia e Gibraltar, de acordo com os dados disponíveis.

Apenas 35 países e territórios, dos 52 que compõem a Europa, com uma população de 470 milhões, divulgam os números dos leitos hospitalares ocupados por doentes da pandemia. A maioria deles são membros da União Europeia.

Mais de 135 mil pacientes com o vírus estão atualmente hospitalizados nos 35 países que disponibilizam dados, em comparação com menos de 100 mil uma semana atrás.

As nações com mais doentes internados em relação à sua população são a República Tcheca (com 62 pacientes por 100 mil habitantes), Romênia (57) e Polônia (39).

França (21.160), Espanha (17.520) e Ucrânia (16.332) têm o triste privilégio de ocupar o pódio dos países com o maior número total de hospitalizações por covid-19.

Embora não tenha atingido os números de internações hospitalares de abril, com um recorde de 31.131 em 14 de abril, a França viu a quantidade de pessoas hospitalizadas aumentar em 50% esta semana, alcançando um total de 21.160, segundo dados de quinta-feira.

Os países em que o número de pacientes internados subiu mais rapidamente na última semana foram a Sérvia (+97%), Bélgica (+81%), Áustria (+69%) e Itália (+65%).

Apenas em Montenegro houve uma diminuição, de 16%, deste dado fundamental para avaliar a gravidade da crise de saúde.

A situação do coronavírus está piorando na Europa, onde nesta sexta-feira foram ultrapassados os 10 milhões de casos, segundo o balanço da AFP.

AFP/UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. BurroMinion disse:

    Acredito no meu mito…se ele disse que é só uma gripezinha…é só uma gripezinha e pronto.