#AbortoSemCrime | Luciana Temer: “Quem morre? A mulher pobre que faz na clandestinidade de forma precária”

(Foto: Marie Claire). Vídeo aqui

er favorável a legalização do aborto não significa ser favorável ao aborto como método contraceptivo. Significa ser favorável a uma política mais justa com as mulheres”, diz Luciana Temer, filha do presidente Michel Temer. A advogada à frente do Instituto Liberta, que comandou a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social da Prefeitura de São Paulo, na gestão Haddad, cansou de ver filhos ficando sem mãe quando ocupou o cargo de delegada da mulher em Osasco. “A prática é uma realidade no Brasil. Quem morre? A mulher pobre que faz na clandestinidade de forma precária.”

Globo, via Marie Claire