Após denúncias, professor acusado de assédio pede afastamento da UFRN por tempo indeterminado através de licença médica


Foto: reprodução

O professor de Jornalismo Daniel Dantas Lemos pediu afastamento da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) após polêmica envolvendo denúncias de assédio contra ele. De acordo com a coordenação do curso, o docente se afastou por tempo indeterminado através de licença médica.

Segundo a coordenação de Jornalismo, a licença é por tempo indeterminado, mas não deve durar muitos dias. O docente deverá repor a carga horária, ainda segundo o curso. Atualmente, Daniel é professor de três turmas: Ética Jornalística, Jornalismo Investigativo e Laboratório de Linguagem Jornalística.

Alunas e ex-alunas denunciaram assédios e relataram situações constrangedoras vivenciadas com Daniel Dantas Lemos. No dia 4 de janeiro, ele recebeu uma advertência administrativa como resultado de uma sindicância instaurada pelo Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes da UFRN (CCHLA), que apurou o episódio em que o docente baixou as calças em frente a um grupo de alunas no Laboratório de Comunicação (Labcom) em junho de 2019.

Na sexta-feira 22, o Departamento de Comunicação social (Decom) se posicionou sobre o assunto. Em nota, divulgada nas redes sociais, afirmou que repudia as atitudes do professor e disse que ele continua como vice-coordenador do curso de Jornalismo. O Departamento disse que não tem autonomia para desfazer a chapa da coordenação e retirar o professor do cargo.

O Decom disse ainda que vem oferecendo proteção às alunas desde que tomou conhecimento da situação, acolhendo as vítimas com total zelo e discrição, recebendo a denúncia com respeito e encaminhando-a às demais instâncias administrativas da instituição, para que o processo fosse formalizado.

PT vai analisar denúncias

O Partido dos Trabalhadores (PT) se manifestou também na sexta 22 sobre o caso do professor, que é filiado ao partido. Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Mulheres do PT disse que solicitou que as denúncias relacionadas ao docente sejam encaminhadas à Comissão de Ética da legenda.

Na nota, a Secretaria de Mulheres diz que “repudia veementemente os assédios praticados por Daniel Lemos. É inadmissível que um filiado ao partido tenha tal conduta, que fere e reprime as mulheres. Solicitamos que todas as denúncias de assédio relacionadas ao filiado sejam encaminhadas à Comissão de Ética do partido e que sejam avaliadas com o rigor necessários que exige a situação”.

A Secretaria de Mulheres do PT completou dizendo ainda que “o professor é responsável pelas práticas totalmente condenáveis de assédio, não sendo funcionário, dirigente ou parlamentar do PT”.

Desde que a reportagem com Daniel foi publicada pelo Agora RN, algumas mulheres do partido receberam mensagens nas redes sociais cobrando um posicionamento. A deputada federal Natália Bonavides (PT) compartilhou a nota da Secretaria de Mulheres do PT no próprio perfil do Instagram e comentou prestando solidariedade às estudantes.

Agora RN

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Rodrigo disse:

    E o cara ainda é professor de Ética, imagino que tipo de ética este cidadão ensina.

  2. Álvaro Antonio disse:

    Eu sinceramente gostaria que mim explicasse melhor essa situação desse professor, ele quando baixou as calças ele estava com ou sem cueca? ele mostrou a bunda ou a peia? a peia estava mole ou dura? ele apenas mostrou ou balançou a peia? porra deixa de frescura essa polêmica toda é das duas uma, é um petista ou feio demais.

  3. Silva disse:

    Vixe !!! Cadê o mexeu com uma, mexeu com todas ??? A indignação da esquerda é bem seletiva. O que conta no são os atos, mas quem os pratica.

  4. Bruno disse:

    CANALHA E COVARVADE, como qualquer esquerdopata.

  5. Antônio Glauber disse:

    Canalha, esse não tem gabarito para ser professor,sua conduta é incondizente com a função.

  6. Silvio. disse:

    Se esse cara fosse um bolsonarista, gostaria de ouvir os comentários da desgovernadora e , e esqueci.
    A menina de um mandato só dep. Federal do PT, como é mesmo o nome dela??
    Pois bem!!
    Gostaria de ouvir uma palavrinha das duas.

  7. Vitor disse:

    É inadmissível que um filiado ao partido tenha essa conduta kkkk
    Tá de brincadeira kkk
    Nem vou mais falar nada kkk

  8. Biró disse:

    Licença médica!! Tinha que ir pra cadeia e ficar sem salário. Vai ficar mamando em casa? Canalha!!!

    • Guilherme disse:

      Olhe lá se um dia ele voltar a dar aula. Não duvido que vai tirar mil licenças até se aposentar. O correto nesse caso é ele tirar licença sem remuneração

  9. Canhoto potiguar disse:

    Professor de ética arruma uma licença médica para fugir da responsabilidade.

    Explicação: petista.

  10. Pamela da Pampa disse:

    Quem mulesta vai querer uma mizera feia dessa? Parece um guaxinim!!!

  11. Lourenço disse:

    É simplismente do PT, fato.

  12. Epaminondas disse:

    Professor de ética?
    Os petistas são muito hipócritas mesmo.
    Sem jeito.

  13. Elisama cruz disse:

    Palhaçada!E vai continuar mamando nas tetas do Brasil.

  14. Tertu disse:

    No PT ladrões podem ser filiados e até ser dirigentes , agora assediador jamais! Quer dizer o melhem da Globo pode. Rsrsrs. Hipocrísia desses canalhas

  15. Victorino disse:

    A esquerda sendo originalmente esquerda sem pudor. Vergonha…

COMENTE AQUI