Assessorias esportivas de Natal preparam retomada das atividades presenciais com novas rotinas de procedimentos


Por Breno Perruci / @eaiboracorrer

De acordo com o calendário divulgado pelas entidades empresariais e que está sendo seguido pelo Governo do Estado para a retomada das atividades comerciais no Rio Grande do Norte, a previsão é que as assessorias esportivas retomem os trabalhos presenciais no próximo dia 15. Essa é a data projetada para a abertura da fase 2 do processo e as assessorias, que se enquadram como academias ao ar livre, estão inclusas nesta etapa.

Segundo a Federação Norte Rio-grandense de Atletismo, nem o governo e nem a prefeitura de Natal, até o momento, fizeram algum tipo de recomendação específica para a atividade. Dessa forma, os próprios donos das assessorias estão liberados para se organizarem e estabelecerem seus protocolos de procedimentos.

“Conheço a qualidade dos profissionais envolvidos e responsáveis pelas assessorias de Corrida de Rua e temos absoluta confiança que todos estão conectados com o mundo e, principalmente, habilitados para saber conduzir suas voltas nesse momento. Essa é uma responsabilidade de todos: individualmente e em conjunto. Não tenho dúvidas que nem as empresas querem suas marcas atreladas a exemplos negativos, nem os atletas vão negligenciar as medidas. Afinal ninguém quer que aconteçam retrocessos nos quais todos nós seremos novamente atingidos”, destaca Magnólia Figueiredo, presidente da FNA.

E é exatamente esse o sentimento entre os professores de educação física que atuam no segmento. Em contato com os proprietários de algumas das maiores assessorias da capital potiguar, todos confirmaram o retorno das atividades presenciais para o dia 15 e que terão, sim, novas condutas a serem seguidas por profissionais e alunos.

Eriberto Alves, conhecido como Betinho e dono da STI Runner, já comunicou aos alunos como será o protocolo a ser adotado em dias de treinos presenciais. Entre os procedimentos anunciados, destaque para a checagem de temperatura de todos na chegada, uso obrigatório de máscara por professores e alunos, controle de alunos por horário, distanciamento entre as pessoas e ordem para que todos sigam pra suas casas imediatamente após os treinos para que não gerem aglomerações nos locais.

“Eu participo de um grupo de assessores esportivos do Brasil e já algum tempo vínhamos conversando sobre esse tema, trocando informações levando em conta as particularidades de cada Estado. Estabelecemos o nosso protocolo tomando por base questões de biossegurança e seguimos o que vem sendo preconizado pela OMS e pelas secretarias de Saúde de Natal e do Estado”, afirma Betinho.

Já Cid Barbosa, Head Coach da CB Sports, está finalizando o protocolo interno e buscando novas informações junto às assessorias de cidades onde esse processo já se encontra bem mais adiantado, como Brasília por exemplo. Para ele o retorno dos treinos trará até mais segurança aos alunos, já que será cobrado de todos a obediências das medidas e assim ficando mais fácil manter o controle.

“Por mais que nós batêssemos nessa tecla, com aulas à distância nós não tínhamos na prática como observar como os alunos estavam se portando nos treinos. Já presencialmente, a coisa muda de figura e nós teremos condições de exigir que todos andem na linha. A espinha dorsal do que vamos fazer já está praticamente montada. Eu agora estou ouvindo os colegas que já estão vivenciando essa etapa na prática pra saber das experiências de cada um e ter melhores noções sobre as efetividades de cada medida. Estou em debate permanente também com os demais professores da assessoria e nos próximos dias vamos comunicar oficialmente aos alunos como se dará a nossa volta”, ressalta Cid.

A Go Runners Escola de Corrida também já está com todas as providências definidas para o retorno aos treinos presenciais para as unidades de Natal e João Pessoa. Dentro das novas normas estão: checagem de temperatura na chegada de todos; uso obrigatório de máscara por todos na chegada, durante os treinos e na saída pra casa; o tradicional galão de água não será disponibilizado pra evitar ao máximo a aproximação entre as pessoas, ou seja, cada aluno leva a sua garrafinha de hidratação; número controlado de alunos por horário; além de distanciamento entre as pessoas em todos os momentos e álcool em gel à disposição.

“Estamos todos bem empolgados com a volta porque é claro que é um momento importante para a saúde da nossa empresa também. Tivemos sim uma perda de aproximadamente 50% de nossos alunos e respeitamos todos que precisaram sair. Acreditamos que essa busca pelo serviço agora vai ser interessante e já pudemos sentir os sinais disso com os primeiros contatos sendo retomados. Então, nós teremos todos os cuidados possíveis para que esse retorno seja extremamente organizado. A última coisa que queremos é aumento de contaminação e o retrocesso na liberação da nossa atividade”, finaliza Fabiano Pezzi, proprietário da Go Runners.