Bolsonaro diz respeitar teto de gastos e querer responsabilidade fiscal após reunião com ministros e representantes do Congresso

Foto: reprodução/TV Brasil

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje que seu governo respeita o teto de gastos e quer responsabilidade fiscal. A declaração foi feita após reunião entre Bolsonaro, ministros e representantes do Congresso.

“Nós queremos o progresso, o desenvolvimento, o bem-estar do nosso povo. Nós respeitamos o teto dos gastos e queremos a responsabilidade fiscal. O brasil tem como ser um daqueles países que melhor reagirá à questão da crise [causada pelo coronavírus]”, disse o presidente a jornalistas.

Segundo Bolsonaro, foram tratados “assuntos variados” na reunião de mais cedo, como a questão das privatizações e da reforma administrativa.

“Nos empenharemos, mesmo em ano eleitoral para buscar soluções, destravar a nossa economia e colocar o Brasil no lugar que ele sempre mereceu estar”, afirmou o presidente.

UOL

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    O interessante é que a marra do nhonho desaparece quando está do lado do JB.

  2. Santos disse:

    Rapaz…. que constrangimento danado esse que o pessoal passou.
    Convencer o bolsonarista td bem é moleza, mas convencer o investidor e o liberal, ficou feio demais.

  3. Paulo Alves disse:

    Deveria começar com cartão corporativo. Ridículo

  4. Patriota disse:

    Bolsonaro está numa sinuca de bico. Ou ele segue a cartilha do Guedes(único membro que sobrou da equipe econômica inicial) de arrocho e austeridade fiscal ou pensa na reeleição liberando grana pro famigerado centrão numa toada de investimentos e obras arriscando-se a cair na arapuca de responsabilidade fiscal que derrubou a Dilma A ver.

COMENTE AQUI