Cármen Lúcia dá 48 horas para André Mendonça explicar dossiê contra servidores

Foto: reprodução

A ministra Cármem Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), estabeleceu o prazo de 48 horas para que o Ministério da Justiça preste informações sobre o dossiê que investiga e cataloga os servidores  opositores do governo, identificados como “antifascistas”.

Na decisão, a ministra diz que, se o conteúdo da denúncia for verdadeiro, o quadro “escancara comportamento incompatível com os mais basilares princípios democráticos do Estado de Direito.

Leia a matéria completa aqui, no site Justiça Potiguar.