Cipriano Maia esclarece compra de respiradores e diz que não faltou transparência


Foto: reprodução/ALRN

O secretário de Estado da Saúde Pública, Cipriano Maia, participou na tarde desta quinta-feira (02/07) da sessão especial da Assembleia Legislativa, por videoconferência, sobre a participação do Governo do RN na compra de 300 respiradores pelo Consórcio Nordeste. A compra foi realizada de forma conjunta, pelos estados da região, através do Consórcio Nordeste, que é liderado pelo Estado Bahia.

Segundo o secretário, a compra foi fundamentada na Lei n 13.979 de fevereiro de 2020, que decretou a emergência em saúde pública no país. De acordo com Cipriano Maia, está claro que todos os estados da região foram vítimas da empresa HempShare. “Mas não justifica criminalizar a gestão, não está faltando transparência e publicidade das ações, o Consórcio Nordeste adiantou-se em comunicar a situação aos órgãos competentes e a solicitar providências com foco no ressarcimento dos valores repassados”.

O secretário prestou esclarecimentos aos deputados sobre os motivos da adesão à compra de trinta aparelhos que seriam destinados ao Rio Grande do Norte e o andamento por parte da Procuradoria Geral do Estado (PGE) do ressarcimento do valor de R$ 5 milhões repassados ao Consórcio Nordeste.

Cipriano explicou também que a aquisição desses equipamentos pelo Consórcio Nordeste foi realizada no mês de março, quando havia instalado um verdadeiro “cenário de guerra” pela falta de uma política nacional do governo federal de preparação e priorização ao enfrentamento da pandemia e à concorrência mundial por respiradores e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). “O intuito era de salvar o máximo de vidas possível, uma vez que a oferta de respiradores no mercado era a pior possível e não havíamos recebido, até aquele momento, o apoio necessário do governo federal”, disse Ele.

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. PTêzinho disse:

    Muito bom pra nóis!

  2. nasto disse:

    O Governo Federal deve é cobrar a prestação de contas dessa RUMA DE LADRÃO

  3. Flávio A disse:

    Óleo de peroba nessa cara de pau!! Acha que todo mundo é imbecil não é?!!!! Petistas nunca sabem de nada é o mantra preferido deles!!!

  4. Lucas disse:

    O intuito era comprar respiradores de empresa fantasma.
    O consórcio da esquerda perdeu quase 100.000.000,00 MILHÕES.

    VÁ ENGANAR OS BESTAS.

    MUITAS PESSOAS MORRERAM POR FALTA DE RESPIRADORES NO RN. OS 5 MILHÕES QUE VOCÊS ENVIARAM PODERIAM TER SALVO BASTANTE GENTE

  5. Cabo Silva disse:

    Depois que viram a PF na porta, viram que o plano não ia dar certo.

  6. Silva disse:

    Como é que é????
    Por caridade.
    É querer fazer o povo de tolos.
    Imoral uma brejeira dessas.

  7. Nildo disse:

    Pela falta de uma política nacional do governo federal, assim e fácil jogar a culpa em cima dos outros, esse terrorista ainda tem coragem de falar que o objetivo era salva o máximo de vidas , já morreram mais de 240 pessoas por falta de UTI. atenção senhores advogados ai uma chance de ganhar dinheiro com as vitima do covid 19, 240 pessoas morreram por falta de atendimento adequado pelo fato de não ter UTI obrigação do estado cuida da saúde das pessoas, na hora que morre um bandido a família do bandido entra na justiça e ganha uma bolada.

    • Raimundo disse:

      Avisem a Nildo que o governo federal mandou mais de 900 mi para o governo do estado quem por sua vez não abriu se quer um leito. Mandou dinheiro para instituições sociais e para o consórcio nordeste sem retorno nem um. O RN tem um desgoverno.

COMENTE AQUI