Citado pela defesa de Flávio Bolsonaro, auditor da Receita Federal é exonerado de cargo de chefia

Foto: Sergio Moraes/Reuters

Citado pela defesa do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) no caso que investiga a suposta prática de rachadinha na Assembleia Legislativa do Rio, o auditor-fiscal Christiano Paes Leme Botelho foi exonerado, nesta sexta-feira, do cargo de chefe do Escritório da Corregedoria da Receita Federal no Rio de Janeiro.

Botelho faz parte do argumento-chave dos advogados de Flávio, que tentam provar uma suposta irregularidade no processo investigatório que tem como principais suspeitos o senador e seu assessor Fabrício Queiroz. A defesa de Flávio argumenta que os dados fiscais do senador que embasaram a investigação e a subsequente denúncia foram obtidos de forma ilegal, o que comprometeria o resultado da investigação e abriria brecha para anular a ação penal que pode vir a ser aceita pela Justiça – o Ministério Público do Rio denunciou, em novembro, Flávio pelas práticas de lavagem de dinheiro e organização criminosa.

A defesa de Flávio não aponta o envolvimento de Botelho no caso específico do senador, mas cita situações semelhantes nas quais o auditor teria acessado, de forma irregular, dados de terceiros.
Na publicação do Diário Oficial desta sexta-feira, a exoneração de Botelho aparece como “a pedido”.

Procurado, Flávio Bolsonaro preferiu não se manifestar.

O Globo

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Paulo disse:

    Kkkkk.
    A turma do mensalão e do petrolao querem voltar.
    Por isso noite e dia colocam seus zumbis inclusive da imprensa para falar mal de Bolsonaro.
    Kkkkk.
    Enquanto isso, em 2004, a OI pagou 5 milhões pela empresa de fundo de quintal do filho de Lula.
    Kkkkk.
    Enquanto isso, em 2009, Lula mudou a lei para permitir que a OI pudesse atuar em outras regiões do país.
    Kkkkk.
    No sítio de Lula, havia uma antena da OI.
    Kkkkk.
    A OI quebrou…
    60 bilhões de dívidas.
    Na recuperação judicial, o governo federal está perdendo bilhões que não podem ser cobrados de empresas em estado pré falimentar.
    Em 2010, Lula incentivou a Portugal Telecom a investir 7 bilhões de reais na OI, e para se expandir para a África.
    Surgiram vários escândalos e a OI quebrou.
    Onde o/a PT mete a mão, quebra…
    A OI era uma das empresas mais sólidas do Brasil e a mais negociada na bolsa entre 1999 e 2001.

    • Antônio Soares disse:

      Exatamente isso Paulo, e onde eles colocavam a mão, ou era pra roubar ou quebrar. E pra isso utilizava dos seus serviçais como massa de manobra. Em todos os locais eles colocavam esse pessoal pra defender o que não presta, aqui por exemplo temos o mané, o pixuleco substituindo o bicho de chifre entre outra, que sempre por algumas migalhas estão aqui para defender Luladrao e os membros de sua quadrilha.

    • Zé de Joca disse:

      Paulo zumbi de Maduro. Deixa de ser idiota e muda o disco. Comenta o post e para de repetir o que botaram na sua cabecinha mal formada. A notícia é da demissão de de um agente público porque está se provando o roubo do Bozó Jr. através da rachadinha, símbolo dos políticos desonestos e da família Bolsonaro.

    • Everton disse:

      O pessoal nem lê a notícia, vem aqui passar pano para seus bandidos de estimação e falar mal do PT.

  2. Manoel disse:

    Pode até exonerar do cargo de chefia mas demitir por perseguição não.
    Por isso a estabilidade é tao importante no serviço público.
    Caso pudesse, a familícia demitirian todos os servidores q falassem mal deles.

  3. Pixuleco bucho de égua disse:

    kkkkKkkk, é o Palocci em percentual menor

COMENTE AQUI