“COISA DE BANDIDO”: Milicianos cariocas agora proíbem jovens de pintar cabelo de loiro

Foto: Reprodução/Redes sociais

A Polícia Civil está analisando a origem de um vídeo que circula nas redes sociais no qual um homem aparece pintando com tinta spray de cor preta o cabelo de um adolescente. O material teria sido gravado em Rio das Pedras, na Zona Oeste. Segundo relatos, milicianos que atuam na região teriam proibido os jovens de pintarem o cabelo de loiro.

Em seu perfil pessoal, o jovem que aparece nas imagens contou detalhes do ocorrido. De acordo com ele, jovens que pintam o cabelo para as festas de fim de ano têm até o dia 2 de janeiro para voltar ao normal. O jovem ainda disse que foi pego de surpresa, mas passa bem.

A justificativa, segundo depoimentos na internet, é que o ato, comum nas favelas cariocas, seria “coisa de bandido”. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) é quem está analisando a procedência do vídeo.

Caso se confirme, a proibição não chega a ser novidade. Em meados de 2011, moradores da Taquara, também na Zona Oeste do Rio, denunciaram a medida imposta pelos milicianos. Na época, a investigação conduzida pelo Ministério Público do Rio (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), além de informações da própria Draco, confirmaram que os homens não poderiam tingir os cabelos. De acordo com o inquérito, quem desobedecesse as ordens seria espancado.

Meia Hora