Saúde

Com unidades de saúde lotadas de pacientes com dengue, secretário diz que Natal está perto de colapso: ‘Não podemos adoecer’

Foto: Reprodução

Com unidades lotadas de pacientes com dengue, o sistema de saúde pública de Natal está perto de um colapso, segundo afirmou o secretário de Saúde, George Antunes, nesta sexta-feira (20). “Um recado para a população: Nós não podemos adoecer. Não temos sequer esse direito, porque todas as nossas instalações estão lotadas. Ou nós fazemos nosso dever de casa enquanto cidadãos, ou vamos ter problemas mais sérios do que já temos. Podemos entrar em colapso muito em breve”, disse.

A fala foi dada em entrevista em Bom Dia RN, da Inter TV Cabugi. George cobrava a atenção da população às medidas de prevenção à proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya. O município decretou epidemia por causa da dengue e criou um gabinete de crise no último dia 11 de maio.

Já o governo do Rio Grande do Norte decretou situação de emergência pelo aumento de casos de dengue, zika e chikungunya nesta sexta-feira (20). O estado teve mais casos de dengue de janeiro a abril do que em todo o ano passado.

De acordo com Antunes, Natal está com 120 leitos de internação clínica abertos e não tem como expandir a rede de assistência. “Nunca existiu esse volume de leitos, fora o período da Covid. E isso não cabe, não se sustenta financeiramente, não temos mais para onde ampliar”, disse ele. Antes da pandemia da covid-19, o município contava com 60 leitos desse tipo.

Ainda de acordo com o secretário, Natal vai ampliar a capacidade da atenção primária, com abertura de unidades com atendimento em escalas de 12 horas por dia. Além disso, estuda implantação de um sistema de “internação domiciliar”.

George Antunes também cobrou ações de municípios vizinhos. Segundo ele, grande parte da demanda nas unidades de saúde são de pessoas que moram na região metropolitana. “Nossas UPAs estão lotadas e em parte se deve aos municípios vizinhos que não têm o mínimo para atender essa população”, pontuou.

G1 RN

Opinião dos leitores

  1. Pelo que eu tô vendo, Micarla de Souza foi uma excelente prefeita, se comparada a esse que tá ai
    Mas quem colocou ele lá, foi a boiada imunda

    1. NostraDeu é uma voz forte na esgotosfera, por isso acha que todos vivem numa “POSSILGA” como ele mesmo escreveu, um analfa.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Federação do PT, PV e PCdoB marca convenção para homologar alianças e apresentar candidatos às eleições 2022

Foto: Reprodução

A Federação Brasil da Esperança composta pelos Partidos dos Trabalhadores (PT), Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e Partido Verde (PV) realizará convenção partidária no Rio Grande do Norte no próximo dia 23, das 9 às 17h, em local a ser confirmado.

No evento, serão homologadas as alianças com outros partidos e a chapa majoritária que tem como candidatos a governadora Fátima Bezerra (PT) concorrendo à reeleição, o deputado federal Walter Alves (MDB) como vice-governador e o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT) concorrendo a uma vaga no senado.

Também serão homologadas as chapas proporcionais para deputados federal e estadual com os candidatos e candidatas que compõem os partidos da Federação.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Governo Federal vai investir mais R$ 9 milhões em obras da CBTU na Grande Natal

Foto: Adalberto Marques

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), anunciou, nesta sexta-feira (1º), investimentos em mobilidade e infraestrutura urbana na Região Metropolitana de Natal, no Rio Grande do Norte. O ministro Daniel Ferreira cumpriu agendas em Parnamirim e São José de Mipibu, onde visitou obras da linha férrea que atende os municípios e autorizou aportes de recursos nessas localidades.

Em São José de Mipibu, foi feita vistoria técnica às obras da Estação Bonfim, da Linha Branca da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). Além disso, foi anunciado o aporte de mais R$ 9 milhões para o prosseguimento das obras dos Trechos II e III da Linha Branca.

O ministro Daniel Ferreira lembrou que, a partir da operacionalização de toda a Linha Branca, haverá redução de custos para os usuários do transporte público em São José de Mipibu, Parnamirim e Nísia Floresta – cidades que passarão a ser atendidas a partir da conclusão de toda a linha férrea – no deslocamento até a capital Natal. Além disso, ele destacou o impacto positivo para as famílias.

“Hoje, quem faz esse trajeto gasta R$ 12 em ida e volta. Ele vai passar a gastar R$ 5, menos da metade. Em um orçamento familiar, significa muito. E reduz o tempo de deslocamento. É aquela mãe, é aquele pai, que vão passar a ter alguns minutos a mais com seu filho no final do dia”, reforçou.

As obras dos Trechos II e III têm previsão de serem finalizadas ainda neste ano. As duas etapas contam com R$ 51,6 milhões em investimentos federais e estão com 37% de execução. Juntas, terão 20 quilômetros de vias e três estações de parada, sendo uma em São José de Mipibu e duas em Nísia Floresta.

Em março, foi entregue a Estação Cajupiranga, que marcou a conclusão do Trecho I da Linha Branca, que atende o perímetro urbano de Parnamirim, com 3,4 quilômetros de via férrea. A infraestrutura passou a ser operacional em maio. O primeiro ponto de parada da linha férrea, a Estação Boa Esperança, foi inaugurada em fevereiro.

Ao todo, o Governo Federal vai investir R$ 90,7 milhões na malha férrea no Rio Grande do Norte, que contempla ainda a construção da Linha Roxa. Os recursos possibilitarão a construção de oito estações, 30 quilômetros de linha férrea e a aquisição de 30 composições e três vagões. Com isso, a malha ferroviária da Grande Natal se tornará a mais extensa do Nordeste e a terceira maior do País, atrás apenas das Regiões Metropolitanas de São Paulo e do Rio de Janeiro.

A CBTU no Rio Grande do Norte transporta, em média, 11,6 mil pessoas por dia. O sistema conta com 60 quilômetros de linhas férreas e 25 estações.

Linha Roxa

A construção da Linha Roxa da CBTU na Grande Natal teve a pedra fundamental lançada em setembro de 2021. Com aporte de R$ 18,7 milhões do Governo Federal, o empreendimento contempla a instalação de 4,1 quilômetros de trilhos e a construção de três estações: BR-101 Norte, Guararapes e Vicunha. A previsão é que 2 mil pessoas sejam atendidas diariamente pelo ramal, que ligará a Região Metropolitana de Natal aos municípios de São Gonçalo do Amarante e Extremoz. As obras estão 43% concluídas.

Outras praças

Além dos investimentos para a Linha Branca da CBTU de Natal, o ministro Daniel Ferreira também anunciou o aporte de outros R$ 20 milhões para o custeio das operações nas praças atendidas pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos. Esses valores vão atender as Regiões Metropolitanas de Natal (RN), Recife (PE), Belo Horizonte (MG), Maceió (AL) e João Pessoa (PB).

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra taxa de ocupação de leitos críticos para covid de 76,8%

A taxa de ocupação de leitos críticos das unidades públicas de saúde no RN é de 76,8%, registrada no início da tarde desta sexta-feira (1). Pacientes com Covid-19 internados em leitos clínicos e críticos somam 76.

Segundo a Sesap, a Região metropolitana apresenta 79,5% dos leitos críticos ocupados, a região Oeste tem 75% e a região Seridó tem 60%. Até o momento desta publicação são 11 leitos críticos (UTI) disponíveis e 43 ocupados, enquanto em relação aos leitos clínicos (enfermaria), são 19 disponíveis e 33 ocupados.

Outros 2 leitos de UTI estão ocupados por pacientes ‘não Covid-19’ e 1 leito clínico também está ocupado por paciente ‘não Covid-19’, com outra síndrome gripal.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID: RN possui 11 leitos críticos e 19 leitos clínicos disponíveis

O RN permanece com fila zerada de pacientes para UTI Covid conforme levantamento feito por volta das 14h00 desta sexta-feira (1).

Neste período, havia dez (10) pacientes com perfil para leitos críticos na lista de regulação e nenhum aguardando avaliação. Foram registrados disponíveis 11 leitos críticos e outros 19, sendo clínicos.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

RN registra 1 óbito por Covid-19 nas últimas 24h; novos casos são 885

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus nesta sexta-feira (1). São 527.789 casos totalizados. Nas últimas 24 horas foram registrados 885 novos casos e um (01) óbito (Baía Formosa).

Óbitos confirmados para Covid-19: 8.269. Em investigação são 1.320. Recuperados são 507.971. Casos suspeitos somam 3.218 e descartados são 994.744. Estimativa de casos em acompanhamento: 11.549.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judiciário

Promotoria volta a pedir bloqueio de bens de Alckmin no caso Odebrecht

Foto: Divulgação 

O Ministério Público de São Paulo não desistiu de ver os bens do ex-governador Geraldo Alckmin (PSB-SP) bloqueados pela Justiça. O futuro vice na chapa do ex-presidente Lula é réu em uma ação de improbidade administrativa por suposto recebimento de caixa dois da Odebrecht nas eleições de 2014.

O promotor Ricardo Manuel Castro entrou com um recurso contra a decisão da Justiça paulista que revogou no último dia 19 o bloqueio dos bens de Alckmin até o valor de R$ 9,9 milhões. A medida havia sido determinada em 2019 para garantir que o ex-governador tenha como devolver dinheiro aos cofres públicos caso seja condenado.

A juíza Luiza Barros Rozas Verotti, da 13ª Vara da Fazenda Pública, afirmou que não havia mais motivo para manter os imóveis, veículos e contas bancárias em nome de Alckmin indisponíveis depois das alterações feitas pelo Congresso na Lei de Improbidade no ano passado, afrouxando as punições.

Segundo a magistrada, o MP precisaria agora mostrar que “há indícios concretos de dilapidação do patrimônio” para justificar o bloqueio — ou seja, seria necessário provar que Alckmin tinha a intenção de se desfazer do patrimônio para escapar da devolução do dinheiro em caso de condenação.

Para o promotor, contudo, a nova Lei de Improbidade não deve ser aplicada de forma retroativa, em ações já aceitas pela Justiça no passado, e o bloqueio de bens no caso de Alckmin se mostra “razoável e proporcional” para quem “dilapidou o patrimônio público apossando-se fraudulentamente daquilo que não lhe pertencia”.

Alckmin foi acusado de receber R$ 7,8 milhões da Odebrecht por meio de caixa dois na campanha de 2014, quando foi reeleito governador pelo PSDB.

Além da delação dos ex-executivos da empreiteira, o MP agregou à investigação planilhas de um doleiro, mensagens trocadas pela transportadora encarregada de distribuir os valores e gravações telefônicas que mostram entregas de dinheiro vivo na casa de um ex-assessor do governo em São Paulo. Alckmin nega todas as acusações.

O recurso pedindo o novo bloqueio de bens do ex-governador ainda será analisado pela Justiça e pode causar incômodo à chapa Lula-Alckmin em plena campanha.

Metrópoles

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Redes sociais do Governo do RN são retiradas do ar

Foto: Reprodução

As redes sociais do Governo do Rio Grande do Norte foram retiradas do ar nesta sexta-feira (1), temporariamente até o final do período eleitoral, que se encerram em 30 de outubro. A medida é por conta do artigo 73 da Lei Nº 9.504/1997 que garante a proibição de “publicidade institucional”.

Além das redes, os sites institucionais do Estado também vão sair do ar. Todas as informações sobre serviços essenciais à população estão disponíveis no Portal do Cidadão www.cidadao.rn.gov.br.

Ao procurar nas redes, já é possível observar que foram nenhuma rede do “GovernodoRN” está disponível.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Inscrições para o 2º processo seletivo de 2022 do Sisu terminam nesta sexta-feira (1°)

Foto: Alex Régis

Terminam nesta sexta-feira (1º) as inscrições para o segundo processo seletivo de 2022 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). A consulta para as vagas neste segundo processo seletivo teve início no dia 15, por meio do Portal Único de Acesso ao Ensino Superior.

Por meio da consulta, é possível visualizar as vagas ofertadas por modalidade de concorrência, cursos e turnos, instituições e localização dos cursos. Também é possível acessar a íntegra do documento de adesão de cada uma das instituições que aderiram ao Sisu.
O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação (MEC) no qual as instituições públicas de educação superior, sejam elas federais, estaduais ou municipais, oferecem vagas a serem disputadas por candidatos inscritos em cada edição da seleção.
Exigência
Para participar do Sisu será exigido do candidato que tenha realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), edição de 2021, obtido nota superior a zero na prova de redação e não tenha participado do Enem na condição de treineiro.
O resultado do processo seletivo será divulgado no dia 6 de julho. A matrícula ou registro acadêmico devem ser feitos de 13 a 18 de julho. Já o prazo para os interessados manifestarem interesse em participar da lista de espera será de 6 a 18 de julho.
Os candidatos são selecionados para as opções de cursos indicados no ato de inscrição, de acordo com a melhor classificação de nota obtida na edição mais recente do Enem, que, nesta edição, será a de 2021.
 Agência Brasil 

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

INSS gasta R$ 27 mi com benefícios a pessoas falecidas, aponta TCU

Foto: Reprodução

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) gastou R$ 27 milhões em 2021 com benefícios pagos a pessoas já falecidas. Ao todo, foram R$ 80 milhões em pagamentos indevidos no ano passado, sendo R$ 53 milhões acima do teto do RGPS (Regime Geral de Previdência Social), que atualmente é de R$ 7.087,22.

Segundo auditoria financeira do TCU (Tribunal de Contas da União) no Fundo do Regime Geral de Previdência Social, foram mais de 8.500 benefícios previdenciários pagos a pessoas que já haviam morrido. O INSS realiza o pagamento mensal de 36 milhões de benefícios previdenciários.

Com a relatoria do ministro Aroldo Cedraz, a auditoria do TCU revelou ainda que outros R$ 329 milhões foram pagos acima do teto da remuneração dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), de R$ 39,2 mil.

O tribunal determinou, em sessão plenária no último dia 22 de junho, que o INSS implemente em até 150 dias medidas para impedir a concessão de benefícios previdenciários a pessoas mortas e o pagamento de valores superiores ao teto de contribuição do RGPS.

O instituto também deverá apurar a responsabilidade dos cartórios que enviarem informações de óbitos fora do prazo legal ou incompletas. Além de incluir no manual do Sistema de Pagamento de Benefícios o fluxo das atividades a serem adotadas para resolução dos problemas encontrados na folha de pagamento de benefícios, de acordo com decisão do TCU.

R7

Opinião dos leitores

  1. O meu pai faleceu em julho/2019 e eu não pude dar entrada da pensão para minha mãe, quando resolvi da entrada soube que o INSS estava depositando o salário do mês isso em janeiro de 2021 e eu tinha encerrado a conta dele no mesmo mês que ele faleceu, é claro que a minha mãe não pôde fazer o saque desse dinheiro. Nesse caso de quem foi o erro??
    Só sei que o dinheiro ficou no banco não sei se já devolveram.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Governo do RN anuncia redução de ICMS sobre combustíveis para 18%

Foto: Marcelo Camargo

O governo do Rio Grande do Norte anunciou nesta sexta-feira (1º) que vai reduzir para 18% a alíquota de ICMS cobrada sobre combustíveis, gás natural, energia elétrica e comunicações. De acordo com a Secretaria Estadual de Tributação, um decreto será publicado no Diário Oficial do Estado com a regulamentação da lei 194/2022, que determinou a redução das taxas.

A Lei Complementar 194/2022, que limita a 18% a cobrança do imposto em combustíveis, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo, foi publicada no Diário Oficial da União no dia 23 de junho. O presidente Jair Bolsonaro (PL) vetou o pagamento de uma compensação financeira para estados, que terão perda de arrecadação.

Atualmente, a alíquota de ICMS sobre gasolina no Estado é 29%. A alíquota sobre o diesel já é 18%. Na prática, porém, as cobranças já estavam reduzidas porque o preço médio para cálculo da taxa está congelado desde novembro de 2021. Com isso, a alíquota real está em 24% para a gasolina e 14% para o diesel.

A redução do ICMS é uma tentativa de diminuir o preço dos combustíveis na bomba. Na semana passada, o preço médio da gasolina comum chegou a R$ 7,89 no Rio Grande do Norte. O Rio Grande do Norte vinha sendo cobrado para fazer a redução do ICMS. Na semana passada, o Estado se juntou a outros e ingressou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para anular os efeitos da lei.

Na ação, os governadores afirmam que a lei representa um intervencionismo sem precedentes da União nos demais entes subnacionais, por meio de desonerações tributárias. Eles acusam o governo de querer resolver o problema da espiral inflacionária no País com um truque de “passe de mágica”.

“O truque a ser tirado da cartola não é um coelho, mas uma bomba prestes a explodir no colo de Estados, DF e municípios”, diz o texto.

Confira a nota:
NOTA À IMPRENSA

“Sobre a implementação da Lei Complementar Nº 194/2022 no Rio Grande do Norte, a Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN) informa que a legislação será regulamentada, de forma equiparar as alíquotas de ICMS incidentes sobre as operações com combustíveis, gás natural, energia elétrica e comunicações à alíquota geral vigente no RN. Será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) um decreto estadual, promovendo a adequação, em caráter extraordinário, de forma a permitir a regulamentação da aplicação da alíquota de 18% sobre os referidos produtos e serviços no estado. A redução de alíquota se dará a partir da vigência da referida Lei Complementar. Ou seja, terá efeito retroativo a partir de 23 de junho.“

Secretaria de Tributação do Rio Grande do Norte

98 FM

Opinião dos leitores

  1. Pense num véi forte esse Jair Bolsonaro, enfiou a redução do ICMS guelra abaixo nos PTralhas e os mesmos tiveram que engolir seco, seco, mesmo tentando estrebuchar diante o STF.

  2. Afinal, esse senador carioca vom nome de francês vai ser suplente de quem?
    Imoral, vai gostar de garapa!

  3. Medida que não resolve o problema. Com a atual política de preços da Petrobras, final do ano os preços estarão no padrão de hj e sem ter onde cortar.

  4. Graças ao presidente Bolsonaro, o melhor “governador” que o RN já teve… o homem vai ser reeleito no 1 turno… dá-lhe #BOZO22… kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  5. Resolveu, bendita! Tem que colocar logo em vigor, senão a maior aberração da política potiguar , o tal Jean Prates, vai querer colocar areia. Já votou contra no senado. Ele a outra comuna.

  6. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk…
    Efeito Live do BOLSONARO ontem.
    Ô véi macho da gota serena.
    Sem medo.
    Os nove cagões do nordeste que entraram na justiça contra a redução do icms, agora começam a engatar marcha ré.
    Kkkkkkkkkkkkkkkk
    Kkkkkkkkkkkkk
    Kkkkkkkk
    Kkkkkkk
    Kkkk
    Kkk
    Kk
    K.
    É de mijar de rir.
    Vai ser no primeiro turno.
    O homi tá estourado.

  7. Parabéns Bolsonaro, só assim, essa governadora tô.a vergonha na cara e baixa o ICMS. Agora vamos fiscalizar para que a redução chegue até as bombas.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *