COVID-19: Vacina russa estará disponível a outros países em novembro, diz financiador

Reprodução

A vacina contra o novo coronavírus, registrada pela Rússia nesta terça-feira, será, a princípio, gradualmente distribuída a pessoas de alto risco do país. Após uma implementação em massa planejada entre os russos em outubro, o chefe do grupo que financia a pesquisa prevê que o imunizante esteja disponível para outros países em novembro. Em entrevista nesta quarta-feira, ele afirmou que já recebeu encomendas de um bilhão de doses da vacina.

O presidente russo, Vladimir Putin, anunciou, na terça, a aprovação de uma vacina contra o coronavírus, considerada a “primeira no mundo”, mesmo em meio a questionamentos sobre sua segurança e eficácia.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. José Macedo disse:

    Será que alguém vai ter coragem de tomar, o dória tomou e está com Covid-19 e se não tomou não tem confiança nela.

  2. wendell disse:

    como essa galera do Brasil é engraçada. diminuem a vacina Russa por ser de um país socialista, mas encheiram o rabo de cloroquina, hidroxidocloroquina, ivermectina e sei la mais o que achando que era a cura para o COVID-19. literalmente estamos na era dos retardados

  3. Matheus disse:

    O mundo não tem tempo para protocolos demorados inventados por cientistas que vivem em bolhas fora da realidade. Se descobriram a vacina, dá resultados e é segura, porque não exportar? Apoio a vacina russa.

    • Dede Costa Gournnon disse:

      Não confunda Ciência com achismo, ciência carece de experimentos e protocolos.

COMENTE AQUI