Diversos

DIVISÃO DE ALUNOS POR GÊNERO: Escolas ‘single sex’ se espalham pelo mundo; especialistas criticam

 

Classes ‘single sex’ nos EUA são alvo de ações judiciais, como no Middleton Heights Elementary – Jessie L. Bonner / Agência O Globo

Há mais de 40 anos, o Colégio Santa Marcelina, no Alto da Boa Vista, no Rio, decidiu aceitar meninos nas salas de aula antes ocupadas só por meninas. Um pouco depois, há quase 30 anos, o Colégio Militar do Rio aprovou o ingresso feminino em suas classes. Esse movimento em direção a turmas mistas, no entanto, não é uma unanimidade, conforme mostrou O GLOBO na edição de quinta-feira com a história da escola Porto Real, na Barra, que divide os alunos de acordo com o gênero. Especialistas afirmam que a separação dos estudantes é um atraso e implica em uma formação deficiente dos alunos, que não aprendem a conviver com as diferenças.

Com cada vez mais adeptos ao redor do mundo, o modelo que aposta em uma educação personalizada para cada gênero ganhou força nos Estados Unidos a partir de 2002, quando uma lei permitiu que agências educacionais locais usassem fundos públicos — destinados a “programas inovadores”— para apoiar escolas que separavam estudantes por gênero. De acordo com dados da Associação Nacional para Educação Pública Single Sex (Nasspe, na sigla em inglês), criada no mesmo ano da nova legislação, em 2002 apenas uma dúzia de escolas públicas oferecia o serviço. Mas menos de uma década depois, em 2011, pelo menos 506 instituições públicas dos EUA tinham atividades do tipo. E mesmo com a nova norma, essas instituições são alvo constante de ações que questionam o modelo single sex, argumentando que a prática é segregacionista.

CONVIVÊNCIA E CONFLITO

Se, por um lado, os adeptos do método argumentam, principalmente, que ele impulsiona o desempenho dos estudantes, os especialistas defendem que os resultados não são o principal indicador de uma educação bem sucedida.

— O desempenho é apenas uma das dimensões que interessam à sociedade. Mas o que interessa, de fato, é que tenhamos cidadãos que consigam conviver. A convivência envolve conflito, aliança, negociação, dor, alegria. Essa forma de educação vai contra as necessidades de uma sociedade que precisa avançar no tratamento da diversidade — critica Denise Carreira, doutora em Educação pela USP. — Observo que há uma modernização do discurso da segregação. O discurso novo diz “vamos separar, porque assim vamos desenvolver as meninas para as ciências exatas e os meninos para outras áreas”. É uma modernização ancorada na neurociência que acaba alimentando a segregação. O argumento pautado em questões biológicas já foi usado por vários regimes segregacionistas ao longo da História.

A pesquisadora afirma ainda que o surgimento de mais escolas que separam os alunos por gênero está relacionado ao contexto global atual:

— Isso tem a ver com o crescimento do conservadorismo não só no Brasil, mas no mundo. Ao mesmo tempo que muitos setores exigem convivência na diversidade, outros mantêm a intolerância. É um retrocesso.

Fernando Seffner, coordenador da linha de pesquisa sobre Educação, Sexualidade e Relações de Gênero da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), também se posiciona contra a educação single sex.

— Muitos estudos, além de filmes e a própria literatura, mostram que o nível de violência entre os alunos em escolas só de meninos ou só de meninas é maior que na escola mista. Um menino que, por exemplo, não goste de jogar futebol, terá uma chance muito maior de sofrer violência nesse ambiente.

Só na Espanha — país de origem do criador da Educação Personalizada, Victor García Hoz —, segundo a Associação Europeia de Educação Single Sex (Easse, na sigla em inglês), há ao menos 219 centros de estudo que oferecem educação diferenciada em algumas de suas etapas, todos privados, mas alguns com subsídio público. Na América Latina, o modelo criado por Hoz começou a ganhar popularidade a partir dos anos 2000. Secretário geral da Associação Latino-americana de Centros de Educação Diferenciada (Alced), Ricardo Carranco afirma que a tendência é que esse tipo de escola se espalhe pelo continente.

— A América Latina está, cada vez mais, crescendo nessa área e apostando no tema da educação diferenciada por sexos. Entre outras nações, Argentina, Peru, México, Honduras, Costa Rica, Equador têm colégios de reconhecido prestígio acadêmico e social, emoldurados pelos princípios pedagógicos da educação diferenciada por sexos — afirma Carranco. — Sem dúvida, o Brasil é uma terra fértil para projetos educativos como esses. A riqueza cultural e social do país facilita o florescimento desse tipo de projeto.

Em 1995, a Escola Catamarã, em São Paulo, foi fundada sob o projeto pedagógico de Hoz. Atualmente, além dela, o Colégio do Bosque Mananciais, em Curitiba, que foi criado em 2010, virou símbolo da educação diferenciada por sexo no país. A escola oferece a educação single sex a partir do 2º ano do ensino fundamental até o ensino médio. Os alunos são divididos em duas unidades, uma para meninos e outra para meninas.

— É um único projeto educativo porque o conteúdo programático é o mesmo. O que muda é apenas a forma e o entorno de aprendizagem, um entorno que leva em consideração as naturais diferenças dos meninos e das meninas, como nível de maturidade ou facilidades de cada grupo para umas disciplinas específicas. É sabido e comprovado, por exemplo, que as meninas obtêm melhores resultados em português e literatura e os meninos em matemática e ciências — argumenta Leandro Pogere, diretor geral do colégio.

Já a diretora pedagógica do Colégio Santa Marcelina, que em 1975 decidiu abandonar as aulas restritas a apenas um dos sexos, Irmã Carmen é taxativa:

— No nosso pensamento pedagógico, consideramos que a presença de meninos e meninas estudando juntos é fundamental. Para aprender matemática, história e português, com certeza não faz diferença. Mas para aprender a viver bem, acho fundamental.

O Globo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

FOTOS: Estátua em homenagem a Italo Ferreira é inaugurada em Baía Formosa

Foto: Alexandre Gondim/Divulgação

Foto: Jaime Leme

Primeiro medalhista de ouro olímpico da história do surfe, Italo Ferreira foi homenageado ontem com uma estátua em Baía Formosa (RN), cidade onde nasceu e mora até hoje, a cerca de 100 quilômetros de Natal.

Além da conquista nos Jogos de Tóquio, Italo também tem em seu currículo o título mundial de 2019.

Me sinto muito honrado pela homenagem. É, sem dúvidas, um momento especial e que trará ainda mais visibilidade e alegria para Baía Formosa e para o surfe. Ver todo esse carinho com as minhas conquistas no surfe é muito gratificante e só prova a importância de nunca desistirmos, de acreditarmos em nossos sonhos – disse Italo.

A obra é de autoria do escultor e artista visual potiguar Guaraci Gabriel.

O Globo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

CHUVAS: Brasil tem 590 municípios em 9 estados em situação de emergência

Foto: Divulgação/Prefeitura de Pirenópolis

Aproximadamente 10% dos municípios brasileiros decretaram situação de emergência por conta das chuvas que vêm castigando o Brasil desde o final de dezembro. Segundo os órgãos estaduais de Defesa Civil, são ao todo 590 municípios em 9 estados brasileiros: Bahia, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Piauí, Rio de Janeiro e Tocantins.

A maior parte dos municípios em situação de emergência por conta das chuvas estão localizados nos estados de Minas Gerais e Bahia, (374 e 175, respectivamente). Desde novembro de 2021, as chuvas já deixaram 59 mortos, sendo 26 deles na Bahia. São Paulo contabilizou 8 mortes. Aproximadamente 125 mil pessoas tiveram que deixar as suas casas em todo o País.

Em Minas, desde o início do período chuvoso, em outubro de 2021, 25 pessoas morreram, 26.492 ficaram desalojadas e 4.047 estão desabrigadas. No domingo (9), o temporal transbordou o Rio Piracicaba, rompendo parcialmente uma ponte pênsil e isolando moradores ribeirinhos na cidade de Nova Era, região central do estado.

No Rio de Janeiro, as chuvas que atingem o norte e noroeste do estado, desde a última quinta-feira (6), deixaram 1500 pessoas fora de casa: 300 desabrigadas e 1.200 desalojadas e provocaram desabamentos, deslizamentos e bloqueios de vias na região.

Ao menos nove cidades foram afetadas —Itaperuna, Natividade, Porciúncula, Bom Jesus de Itabapoana, Itaocara, Italva, Laje do Muriaé, Cambuci e Santo Antônio de Pádua. Houve transbordamento dos rios Muriaé, Carangola, Itabapoana, Pomba e Paraíba do Sul.

Na Bahia, as chuvas causaram estragos e deixaram cidades debaixo d’água. Em 25 de dezembro, o estado já registrava 66 municípios em situação de emergência.

No Piauí, os temporais causaram estragos na capital, Teresina, e nos municípios de Floriano, Urucuí e Oeiras. Somente em Teresina, cerca de 400 famílias foram impactadas. Centenas delas tiveram que deixar suas casas e estão abrigadas pelo governo ou por parentes, vizinhos, amigos e conhecidos e mais de 17 mil vivem em áreas de risco.

O Governo do Tocantins decretou, no dia 6 de janeiro, situação de emergência em todo o estado, devido às enchentes que impactaram 36 cidades. O Rio Tocantins registrou a maior cheia dos últimos 15 anos e a água invadiu casas, transbordou córregos e inundou pastagens. Araguaína foi um dos municípios brasileiros onde mais choveu nos últimos meses. Desde novembro do ano passado até ontem (12), a cidade registrou um total de 927,3 milímetros de chuva.

Em Goiás, 15 municípios declararam situação de emergência. Em Pirenópolis, o nível da água do Rio das Almas, que passa pelo centro histórico da cidade, aumentou drasticamente na última quarta-feira (11) e transbordou. Desde segunda-feira (10), o governo do estado vem monitorando a situação da barragem no município de Flores de Goiás.

No Maranhão, entre as cidades atingidas, Mirador, no Sul do estado, foi uma das mais afetadas. O nível das águas do rio Itapecuru subiu e provocou inundações e destruição na área central. A prefeitura decretou estado de calamidade pública na semana passada e afirma que essa é a maior enchente que se tem notícia na cidade. Em Imperatriz, 823 pessoas foram afetadas pelas cheias, sendo 229 famílias desabrigadas ou desalojadas.

A Prefeitura de Marabá (PA) decretou estado de emergência. Até o momento, as cheias dos rios Tocantins e Itacaiúnas desabrigaram cerca de 350 famílias. O nível do rio Tocantins chegou a 11,5 metros acima do normal, maior nível em 18 anos.

Confira o número de municípios em situação de emergência, por estado:

  • Bahia – 175
  • Espírito Santo – 3
  • Goiás – 15
  • Maranhão – 7
  • Minas Gerais – 374
  • Pará – 2
  • Piauí – 4
  • Rio de Janeiro – 6
  • Tocantins – 4

UOL

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gastronomia

Programa Papo de Fogão visita Jericoacoara/CE e João Pessoa/PB em busca de receitas que são a cara do verão

Peixe ao limão e Spaghetti ao mare, esse preparo vem diretamente de Jericoacoara/CE, e será preparado pela dupla Maria Fernanda e Paolo Zocca, da Pousada e restaurante do Paulo. Além disso teremos um delicioso camarão imperial feito pela Chef Adélia de Fátima, do Fullano Bar e restaurante, de João Pessoa/PB. Não perca! O Papo de Fogão dessa semana está ainda mais surpreendente!

SÁBADO
Band Nordeste
Alagoas, 07h
Maranhão, 10h30

PARAÍBA
TV CORREIO/RECORD – Participação no Programa Verão da Correio, a partir das 13h.

DOMINGO⠀
RIO GRANDE DO NORTE – TV Tropical – 10h

Ou no nosso canal do YouTube http://youtube.com/c/PapodeFogao

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Ministério da Saúde antecipa a chegada de mais 1,2 milhão de doses pediátricas da Pfizer

Foto: Reuters/Eric Seals

O Secretário Executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, anunciou nesta sexta-feira, 14, a antecipação da segunda remessa de doses pediátricas da vacina da Pfizer contra a Covid-19, que estava prevista para ser entregue no dia 20 de janeiro.

Com isso, o lote de 1,2 milhão de unidades chegará ao Brasil neste domingo, 16. No dia 27, o Ministério da Saúde prevê a entrega de mais de 1,8 milhão de doses pela farmacêutica. Na quinta-feira, 13, o primeiro lote do imunizante para crianças de 5 a 11 anos desembarcou no Aeroporto de Viracopos, em Campinas. Logo em seguida, a pasta iniciou a distribuição das vacinas, que chegam aos Estados ainda nesta sexta-feira.

Crianças com comorbidades e deficiências graves, indígenas e quilombolas receberão as doses primeiro; na sequência, a vacinação ocorrerá de forma decrescente, ou seja, dos mais velhos para os mais novos. O intervalo de aplicação será de oito semanas em vez de três, segundo o ministério, para diminuir o risco de miocardite, uma inflamação no coração que ocorre raramente como efeito adverso e que não levou a problemas graves nos estudos feitos. O Estado de São Paulo iniciou a vacinação do grupo às 12 horas desta sexta-feira.

Jovem Pan

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clima

[VÍDEOS] TUDO ALAGADO: Fortes chuvas provocam caos e desespero em Jardim de Piranhas

As fortes chuvas que caem na região do Seridó deixaram muitas ruas e casas alagadas na cidade de Jardim de Piranhas. Foram mais de 100mm de chuvas no município.

Em vídeos que circulam nas redes sociais, moradores ajudam a resgatar uma mulher enquanto outra relata a situação dramática. Outro residente da cidade mostra a situação dentro da própria casa que está alagada. As chuvas são acompanhadas de uma sequência de relâmpagos que parecia interminável.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Informe Publicitário

[INFORME PUBLICITÁRIO] Prefeito ou Gestor? Qual a diferença?

Prefeito ou Gestor? Qual a diferença? Para alguns, nenhuma. Para quem tem um pouco de conhecimento na área pública, o gestor é muito diferente do prefeito. O gestor tem visão mais ampla e mais preparo para exercer o cargo confiado pelos munícipes.Um exemplo é o prefeito da cidade de Cel Ezequiel, Cláudio Marques de Macêdo (Boba). A cidade deu um grande salto no desenvolvimento. A mudança em gestão de processos deve gerar economia superior a R$120 mil por ano podendo chegar a mais de 350 mil até o fim do atual mandato

O município passa a fazer parte do grupo chamado de “Cidades Inteligentes”. Após parceria firmada com as empresas Digicloud e Digital Signer, instituições que atuam com tecnologia da informação proporcionando validade jurídica, alta disponibilidade, autenticidade e velocidade nos processos administrativos.

“Processos que duravam cerca de 15 dias para serem finalizados, agora podem ser resolvidos em até 48h. Isso é bom para a gestão e para o povo de Cel Ezequiel que terão suas necessidades atendidas com uma maior rapidez. Com a economia com papel, toner e equipamentos diretos, o dinheiro antes usado internamente, agora será revertido para outras outras ações.

A migração do papel físico para o digital tornará as resoluções processuais mais ágeis, podendo ser resolvidas de forma remota e segura.

“Nenhum processo vai ficar parado aguardando o retorno do prefeito para assinar, por exemplo. Com assinatura digital através de certificado, o gestor poderá dar andamento aos processos de qualquer lugar sem precisar, necessariamente, de caneta e papel, de forma ágil e segura”, disse Gilcélio Rebouças, diretor da Digicloud. No rol das cidades integrantes, foi implantado no município de Canguaretama, Vera Cruz, Coronel Ezequiel, entre tantos outros.

Opinião dos leitores

  1. Muito bom ter um gestor como Claudio Marques que cada vez mais busca e traz inovações para nosso município.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Reforço com Janssen é 85% eficaz contra hospitalização por Ômicron, diz estudo da África do Sul

Foto: FramePhoto / Agência O Globo

Uma dose de reforço da vacina da Janssen contra a Covid-19 é 85% eficaz na proteção à hospitalização causada pela variante Ômicron por um a dois meses após o recebimento do imunizante. A informação foi dada, nesta sexta-feira, pela chefe do Conselho de Pesquisa Médica da África do Sul (SAMRC).

Glenda Gray apresentou as conclusões de um estudo do SAMRC em uma entrevista coletiva do Ministério da Saúde da África do Sul sobre a quarta onda de Covid-19 no país, que foi impulsionada pela nova variante.

Constatamos uma eficácia da vacina de 85%, mantida por até dois meses — disse Gray. — Estamos muito felizes em relatar níveis muito altos de eficácia da vacina contra a Ômicron.

O estudo envolveu 477.234 profissionais de saúde, todos vacinados com a injeção da Janssen, dos quais aproximadamente a metade (236 mil) receberam a dose de reforço. O imunizante tem esquema vacinal de dose única, sendo a segunda dose, portanto, considerada como reforço.

Gray analisou as hospitalizações entre os profissionais de saúde que foram infectados durante a quarta onda e descobriu que a injeção de reforço reduziu as hospitalizações em 63% nas primeiras duas semanas , subindo para 85% depois disso, entre um e dois meses.

— Esta é a primeira evidência mundial da eficácia da vacina (contra a Ômicron) usando a vacina Janssen — disse Gray.

Até agora, as autoridades sul-africanas mantiveram a preferência pela vacina da Pfizer — administraram 21 milhões de doses, três vezes mais do que as cerca de 7 milhões de doses da vacina da Janssen. Mas a injeção da Janssen, o braço farmacêutico da Johnson & Johnson, é considerada logisticamente mais preferível, devido ao regime de dose única, que é mais fácil de administrar em áreas rurais remotas, onde o acompanhamento pode ser difícil.

Os dados da pesquisa apoiaram as fortes evidências globais de que a Ômicron pode escapar da proteção da vacina quando se trata da infecção inicial. Entre os participantes do estudo, houve cerca de 30 mil infecções durante a onda da Ômicron, em comparação com apenas cerca de 11 mil em cada uma das ondas anteriores impulsionadas pelas variantes Delta e Beta.

O estudo também destacou que os infectados pelo HIV eram mais vulneráveis a serem internados com Ômicron. Segundo Gray, aqueles que estão hospitalizados “são mais propensos a ter HIV, e menos propensos a ter outras comorbidades em comparação com o período das variantes Beta e Delta”. A prevalência do HIV na África do Sul é de cerca de 13%.

Um estudo separado do Instituto Nacional de Doenças Transmissíveis da África do Sul (NICD) sugeriu, na sexta-feira, que a Ômicron pode causar doenças menos graves do que variantes anteriores, mesmo entre pessoas não vacinadas.

O Globo

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

VÍDEO: Incêndio atinge depósito de recicláveis na zona Oeste de Natal

Um incêndio atingiu um depósito onde ficavam guardados materiais recicláveis e sucatas. O imóvel fica às margens da BR-226, no bairro de Felipe Camarão, na zona Oeste de Natal. Ninguém ficou ferido.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o fogo começou por volta de meio-dia e se alastrou rapidamente devido aos produtos recicláveis. Três viaturas de combate à incêndio dos bombeiros e um caminhão-pipa da Marinha atuaram no combate às chamas. O helicóptero Potiguar 01 também foi acionado.

As causas do fogo ainda são desconhecidas. Com as chamas, o teto do galpão desabou. O proprietário do imóvel contou que não tinha ninguém no depósito e que o imóvel era utilizado apenas para guardar os materiais.

Imagens gravadas por populares mostram uma intensa cortina de fumaça preta que se formou no local. Durante o trabalho do Corpo de Bombeiros, o trânsito na rodovia ficou parcialmente interditado.

Novo Notícias

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Governadores decidem acabar com congelamento de ICMS sobre combustíveis a partir de fevereiro

Foto: iStock

Os governos estaduais decidiram, por maioria, acabar com o congelamento do ICMS sobre combustíveis a partir de fevereiro. A decisão foi definida no Comitê Nacional dos Secretários Estaduais de Fazenda (Comsefaz).

Em novembro, os estados decidiram suspender o reajuste do ICMS pela variação dos preços de gasolina e diesel na quinzena anterior. O congelamento, no entanto, foi definido só até o fim de janeiro – e não será renovado.

O congelamento do ICMS sobre combustíveis foi decidido pelos governadores no fim de outubro de 2021 para tentar frear a escalada de preços e dar um prazo adicional para que União, Petrobras, Congresso e governadores definissem uma medida definitiva.

Em contato com o Portal 96, o secretário estadual de tributação, Carlos Eduardo Xavier, afirmou que o Rio Grande do Norte foi contra o descongelamento. Contudo, a alteração das regras valem para todos, inclusive, para o RN.

“Fizemos a nossa parte: congelamento do preço de referência para ICMS. Mas não valorizaram este gesto concreto, não respeitaram o povo. A resposta foi aumento, aumento, mais aumento nos preços dos combustíveis”, disse o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), ao blog do jornalista Valdo Cruz, do g1.

A Petrobras reajustou o preço dos combustíveis nas refinarias nesta quarta-feira (12), o primeiro aumento em 77 dias. A alta foi de 4,85% para a gasolina e de 8,08% para o diesel.

Com informações de g1 e 96 FM Natal

Opinião dos leitores

  1. A tarifa do governo federal está congelada desde 2019 em um valor fixo de R$ 0,69, os governos estaduais se uniram para mais um arrocho na população que não se manifesta, acabando com o congelamento, e a culpa é do Bolsonaro.

  2. O governo federal é o acionista majoritário da Petrobras, portanto, o presidente Jair Bolsonaro e quem manda na Petrobras, o aumento dos combustíveis é de competência dele. Entenderam ?

  3. Se o PT não roubou a Petrobras, de onde foi os mais de 6 bilhões que a Lava Jato devolveu a estatal no final do ano passado?

  4. Manoel, vc prefere entregar o Brasil para a mesma quadrilha que quebrou a Petrobras?? Estou certa?

    1. Não quero a volta dos Lulaladrao! Mas isso não me torna cego em ver a corrupção do governo atual e a incompetência do MINTOmaníaco das rachadinhas… A culpa de Lulaladrao está perigando ganhar as próximas eleições eh do atual governo já que eh tão incompetente e amigável pra corruptos (vide as normas que enfraqueceram as investigações contra corrupção e as instituições que a combatiam, como também se aliando aos mesmos corruptos que roubavam no governo do PT)!

  5. Vixe! E o aumento dos combustíveis que houve essa semana nao foi culpa dos governadores também? Se o ICMS estava congelado em quem o MINTOmaníaco das rachadinhas infalível, imorrivel, imbrochavel e incagavel vai colocar a culpa dessa vez?! Muuuu

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

COVID: Brasil registra 251 óbitos e 112 mil casos nas últimas 24h

O Ministério da Saúde divulgou os dados mais recentes sobre o coronavírus no Brasil nesta sexta-feira (14).

– O país registrou 251 óbitos nas últimas 24h, totalizando 620.796 mortes;

– Foram 112.286 novos casos de coronavírus registrados, no total 22.927.203;

Dessa forma, a média móvel de óbitos ficou em 239 e a média móvel de casos em 68.140, a maior desde o dia 22 de junho de 2021.

O ministério da Saúde calcula que mais de 21,5 milhões de pessoas já se recuperaram da Covid.

Comente aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *