EDITORIAL: Kelps Lima está nu

De tempos em tempos, retóricas nos roubam a atenção com o magnetismo de um discurso político verossimilhante. O discurso ganha substância porque é acompanhado da plasticidade superficial que lhe dá sustento. Mas o reboco da superfície não resiste às intempéries que lhe podem expor a verdadeira natureza, como agora vemos com o deputado Kelps Lima.

Jogado em controversia pública, Kelps ainda não conseguiu convencer porque apeou do Solidariedade a empresária Priscila Müller, retirada do partido por comunicado de Whatsapp após ganhar musculatura em projeto político. Ela enxerga o lógico: o deputado, que a convidou pessoalmente para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa, começou a temer a força que estava anabolizando o que poderia vir a ser uma liderança que lhe ameaçasse.

Onde estão os princípios de renovação política, transparência e democracia pregados por Kelps? – Indaga Priscila.

O líder do Solidariedade esfarela sobre o alicerce frouxo, não tendo a mesma sorte do falso alfaiate que conseguiu enganar a todos no conto do dinamarquês Hans Christian Andersen, de onde saiu a expressão ‘o rei está nu’, para designar como a vaidade humana nos torna tolos.

No conto de Andersen, ao chegar em um reino, um homem decide se passar por alfaite. Ciente da vaidade do rei, lhe diz que tem técnicas próprias e capazes de confeccionar uma roupa somente visível aos olhos das pessoas inteligentes.

Assim, o falso mestre de alfaiataria fingia coser uma magnifícia peça.

Como ninguém ousava admitir que não via, elogiavam a inexistente vestimenta.

Como ninguém ousa duvidar da retórica de meritocracia de Kelps, elogiam o discurso vazio.

Kelps foi o alfaite das palavras até que decidiu vestir a própria roupa que vinha costurando e revelou-se o monarca que é.

E agora está nu.

Suas fórmulas prontas que apresenta como panaceia para os problemas do estado – porque ele sempre tem uma solução para tudo – já não terão mais o mesmo vigor.

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Guilherme disse:

    Kelps não me engana, conversonha bonita, e fiada…

  2. Everton disse:

    Isso é um demagogo de marca maior, nível Garotinho, do RJ.

  3. Luiz Fernando disse:

    Como mudas rápido de opinião!

  4. A.F disse:

    Então ele só está com um celular na mão. rsrs

  5. Helio Mota disse:

    Isso sem dizer que ele votou pelo retorno de Ricardo Motta. Quem, nos dias atuais, apoia o retorno de um acusado de corrupção e fica pagando de moralista e acha que convence alguém?

COMENTE AQUI