Em 48 horas, Ceará registra 51 assassinatos

Foto: TV Verdes Mares

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do Ceará informou que, desde o início da paralisação de policiais e bombeiros militares no estado, no último dia 18, até quinta-feira (20), foram registrados um total de 51 assassinatos, uma média de 25,5 por dia, considerando um intervalo de 48 horas.

Os crimes englobam casos que se enquadram como homicídio doloso, feminicídio, lesão corporal seguida de morte e latrocínio. Antes do motim de integrantes das forças de segurança estaduais, a média de assassinatos no Ceará era 6 por dia.

Desde a manhã desta sexta-feira (21), militares das Forças Armada atuam no policiamento nas ruas e avenidas de Fortaleza. A presença de tropas federais foi uma solicitação do governador Camilo Santana ao governo federal, que decretou Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no Ceará até o dia 28.

Também por solicitação do governo do Ceará, um contingente de 120 homens da Força Nacional de Segurança chegou ao estado para se somar ao efetivo de patrulhamento ostensivo. Eles permanecerão na região por 30 dias.

Agência Brasil

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Marco polo disse:

    Não são esses policiais, mas sim criminosos e milicianos…pau neles.

  2. Joca disse:

    A puliça sempre faz essa chantagem nojenta na época do carnaval. Se não der certo arranja uma anistia com deputado sargento fulano, tenente sicrano ou major beltrano. Os estados deveriam contratar vigilantes armados, igual aqueles que dão segurança a carro forte e acabar com essa puliça sem futuro que vive de achacar os governantes. O pessoal ganha 5 mil como soldado e mais de 20 como coronel e ainda reclamam. Pagando 3 mil a um vigilante ele faz o mesmo serviço. Fica a dica Fátima.

    • Lauro disse:

      Homi e chegam nos restaurantes comem e não querem pagar. Já não aguento mais.

  3. Emmanoel do Nascimento Costa disse:

    Corporativismo acho que Governo não deve ceder.

COMENTE AQUI