Ex-presidente peruano Alan García é declarado morto após atirar na própria cabeça durante cumprimento de mandado de prisão

García foi presidente de 1985 a 1990 e de 2006 a 2011. Foto: Ernesto Arias/EFE – 15.11.2018

O ex-presidente peruano Alan García, de 69 anos, morreu na manhã desta quarta-feira (17), horas após atirar na própria cabeça, durante o cumprimento de um mandado de prisão contra ele, em Lima.

A informação foi confirmada pelo advogado do ex-presidente, Erasmo Reyna, no Twitter.

García, que foi presidente por dois mandatos (1985-1990 e 2006-2011) foi levado pelos próprios policiais da casa dele, no bairro de Miraflores, até um hospital próximo, onde passou por cirurgia.

Quando os agentes chegaram para cumprir o mandado de prisão temporária de dez dias, García disse que precisava ligar para seu advogado e se trancou em um quarto. Ouviu-se então um disparo de arma de fogo.

Quando os policiais forçaram a porta, encontraram o político sentado com um ferimento na cabeça.

Informações divulgadas pelo hospital davam conta de que o ex-presidente teve três paradas cardiorrespiratórias depois de dar entrada na unidade de saúde.

Em frente ao hospital Casimiro Ulloa centenas de apoiadores de García choravam após a notícia da morte.

O congressista Mauricio Mulder, amigo do ex-presidente, lamentou a morte em entrevista coletiva na porta do hospital.

“Para nós, apristas [filiados da Aliança Popular Revolucionária Americana], que somos sua família, é um ato de dignidade e de honra, frente a uma perseguição fascista que se confabulou em setores do Ministério Público, da imprensa oligárquica e dos inimigos políticos que buscam o escárnio e o insulto nas agressões diretas contra o presidente García.”

O político foi acusado de receber dinheiro de propina da construtora Odebrecht para favorecer a empreiteira nas obras da linha 1 do metrô de Lima. Ele no entanto, não havia tido qualquer condenação criminal por esse crime, que estava em fase de investigação.

Os investigadores apontam que cerca de US$ 4 milhões estavam depositados em uma conta de Luis Nava, ex-secretário de García durante seu segundo mandato presidencial. Ele sempre negou as acusações.

R7

 

OPINIÃO DOS LEITORES:
  1. Potiguar disse:

    Se apertarem o Queiroz, será que bozo cometerá suicidio?

  2. Aluizio disse:

    Deus me perdoe o q vou falar, mas de a coisa eu tenho certeza , iria sobra dinheiro o suficiente para esse pais véi de guerra dar emprego , renda, educação , e saúde pra quem realmente precisa. Perdoe meu Deus, mas se a metade dos corruptos fizessem o mesmo, o Brasil já a avancava uns 20 anos

  3. nasto disse:

    Se os corruptos do BRASIL resolvessem fazer o mesmo , ou seja suicida-se não teria cemitério suficiente para esse povo.

  4. severo disse:

    Esse comparsa dos petralhas teve vergonha na cara, e suicidou. Que DEUS o perdoe e o receba. Já quem irradiou e sugeriu a corrupção com toda a América centro sul e ditaduras africanas, mesmo preso e desavergonhado, continua negando os crimes, apesar de todo o esquema de corrupção já ter sido desbaratado pela lava-jato. Por outro lado continua sendo defendido por uns gatos pingados de idiotas sem futuros e babacas. País de tontos.

    • Matarazzo disse:

      Falou tudo amigo, pior que parte desses gatos pingados, tem boa parte de pessoas ditas intelectuais e de saber privilegiados. Imagina que país somos, se esses estudados não conseguem nem deixarem de serem enganados por um analfabeto, quanto mais o resto.

    • Anti-politico de estimação disse:

      Se TODOS os corruptos de direita, de centro e de esquerda fizessem o mesmo no Brasil, facilitaria muito as coisas.

COMENTE AQUI